Category Archives: UFC

Em luta memorável, Israel Adesanya vence Anderson Silva no UFC 234
   11 de fevereiro de 2019   │     0:04  │  0

Anderson Silva x Israel Adesanya UFC 234 — Foto: Quinn Rooney / Getty Images

Anderson Silva x Israel Adesanya UFC 234 ( Foto: Quinn Rooney / Getty Images)

Com a saída do campeão Robert Whittaker do UFC 234 após um problema de saúde poucas horas antes da edição, Anderson Silva e Israel Adesanya assumiram a luta principal do evento no último sábado (9). Os dois presentearam os fãs que marcaram presença na Rod Laver Arena, em Melbourne, na Austrália, e todos que estavam ao redor do mundo com uma luta no mais alto nível técnico. No fim, o nigeriano venceu por decisão unânime.

Além de Anderson, o Brasil foi representado por mais três lutadores no card e todos saíram derrotados. Na luta promovida ao co-main event de última hora, Lando Vannata finalizou Marcos Mariano com uma kimura. Já Rani Yaha perdeu para Ricky Simón por decisão unânime. Estreante, Raulian Paiva foi superado por Kai Kara-France no card preliminar.

Anderson e Adesanya fazem luta histórica

Na primeira metade do round, Anderson Silva adotou uma postura mais cadenciada, enquanto Israel Adesanya aplicou alguns low kicks. Já na segunda parte, “Spider” foi mais para cima, tentou uma blitz e foi surpreendido com um direto. O brasileiro passou a dosar e atacar de forma mais estratégica. O nigeriano teve uma agressividade maior e, por pouco, não acertou um low kick no brasileiro já na reta final do primeiro round.

Diferente do assalto inicial, Anderson voltou com uma guarda baixa e recebeu alguns golpes do nigeriano. Em uma troca incessante de base, Adesanya tentava confundir o brasileiro e ia alternando com jabs e chutes. O ex-campeão respondia as investidas e chegou a encurralar o oponente na grade. Assim como no primeiro round, o curitibano adotou uma blitz, foi para cima e aplicou alguns golpes para assustar o adversário.

Ao som de “Silva, Silva, Silva” na arena, Anderson voltou como a sua forma provocativa para entrar na cabeça do adversário. Em um momento, tentou uma joelhada voadora que não atingiu Adesanya por centímetros. O ex-campeão parou no centro do cage, pediu e recebeu alguns. No contra-ataque, colocou um golpe de encontro. Por decisão unânime, o nigeriano levou a melhor e agora tem um cartel de 16 vitórias e nenhuma derrota no MMA.

Blog com EXTRA

Rockhold sobe de categoria, diz que Jones é vencível e espeta: “Estou chegando, princesa”
   8 de janeiro de 2019   │     0:03  │  0

   Rockhold vem de derrota para Yoel Romero — Foto: Evelyn Rodrigues

Ex-campeão dos médios do Strikeforce e do UFC, o experiente lutador Luke Rockhold, (foto acima/Evelyn Rodrigues), diante das dificuldades em bater os 84kg da categoria, vai se aventurar no peso-meio-pesado. E o americano, que tem a língua afiada, aponta sua mira para Jon Jones, novo dono do cinturão ao vencer Alexander Gustafsson no último dia 29, no UFC 232.

Em entrevista ao site “TMZ Sports”, Rockhold mandou um recado para avisar a “Bones” – invicto na organização -, que planeja enfrentá-lo.

– Segure firme o cinturão. Estou chegando, princesa – disparou.

Luke Rockhold analisou a vitória de Jones contra Gustafsson e não enxerga essa aura de invencibilidade no compatriota, algoz de nomes como Daniel Cormier, Vitor Belfort, Mauricio Shogun, Lyoto Machida, dentre outros.

– Eu acho que ele pareceu vencível. É bom em pé, é estratégico e tira proveito de suas vantagens. É bom em tudo, ótimo, mas não acho que seja mais técnico na trocação. Não acho que ele tenha mais força. Sou um cara diferente neste peso. Estou mudando de categoria para ir atrás dele.

Destronado do posto de campeão dos médios ao ser nocauteado por Michael Bisping, Luke Rockhold se recuperou ao liquidar David Branch, entretanto, perdeu em sua última atuação, em fevereiro de 2018, para Yoel Romero, que o nocauteou no terceiro round.

Blog com Combate

Ultimate negocia José Aldo x Renato Moicano para o UFC Fortaleza
   13 de dezembro de 2018   │     0:04  │  0

Resultado de imagem para José Aldo e Moicano

 

Com um card ainda carente de nomes conhecidos do grande público, o UFC Fortaleza recebeu um reforço de peso. A organização está perto de oficializar o confronto entre José Aldo e Renato Moicano, (foto acima/MMA Junkie), pelo peso-pena (até 66kg) no evento do dia 2 de fevereiro, o primeiro no Brasil em 2019. A informação foi publicada primeiramente pelo “MMA Junkie” e confirmada pelo Combate.com com fontes ligadas ao Ultimate. Este será o co-evento principal da edição liderada por Raphael Assunção x Marlon Moraes.

O duelo entre Aldo e Moicano chegou a ser cogitado pela companhia para o dia 8 de dezembro, no UFC 231, que aconteceu em Toronto, mas o ex-campeão não aceitou. Renato acabou sendo escalado contra Mirsad Bektic, mas o bósnio se machucou e foi retirado do card, deixando o brasileiro como substituto para a luta principal, que foi Max Holloway x Brian Ortega. O atleta da Nova União, por sua vez, tinha como plano voltar ao octógono contra Cub Swanson, 26 de janeiro, porém, o americano declarou que só poderia lutar no dia 17 de fevereiro, em Phoenix (EUA).

A data, quase um mês depois do esperado, não agradou José Aldo, que expôs sua preferência por lutar no máximo no dia 2 de fevereiro, em Fortaleza. Com Renato Moicano disponível para a data, a organização trabalhou para, enfim, marcar o combate, restando apenas a assinatura dos contratos.

Número 2 da divisão até 66kg, Aldo nocauteou Jeremy Stephens em seu último compromisso no primeiro assalto, recuperando-se dos reveses contra Max Holloway, quando perdeu o cinturão da categoria na primeira luta ao ser nocauteado no terceiro assalto e, na revanche, também foi superado da mesma forma. Aos 32 anos, o manauara possui cartel de 27 triunfos e quatro derrotas.

UFC Fortaleza
2 de fevereiro de 2019, no Ceará
CARD DO EVENTO (até o momento):
Peso-galo: Raphael Assunção x Marlon Moraes
Peso-pena: José Aldo x Renato Moicano
Peso-meio-médio: Demian Maia x Lyman Good
Peso-palha: Alexa Grasso x Marina Rodriguez
Peso-meio-médio: Thiago Pitbull x Max Griffin
Peso-pesado: Júnior “Baby” Albini x Dmitry Sosnovskiy
Peso-mosca: Mara Romero Borella x Taila Santos
Peso-mosca: Rogério Bontorin x Magomed Bibulatov
Peso-meio-médio: Bryan Barberena x Vicente Luque
Peso-meio-pesado: Johnny Walker x Justin Ledet
Peso-galo: Ricardo Carcacinha x Said Nurmagomedov

Blog com COMBATE

Junior Cigano nocauteia Tai Tuivasa no segundo round e pede revanche contra Overeem
   3 de dezembro de 2018   │     0:02  │  0

   Junior Cigano nocauteou Tai Tuivasa no segundo round no UFC Adelaide — Foto: Getty Images

Junior Cigano nocauteou Tai Tuivasa no segundo round no UFC Adelaide — (Foto: Getty Images)

No MMA, não se deve jamais perder a atenção ao se enfrentar um campeão. A lição foi aprendida pelo australiano Tai Tuivasa, que começou bem a luta principal do UFC na madrugada de domingo em Adelaide, contra o brasileiro Junior Cigano, mas foi derrubado em um segundo de desatenção. Com uma atuação consciente e cerebral, o brasileiro aproveitou o erro do jovem australiano para conseguir o nocaute técnico aos 2m30s do segundo round, chegando à 20ª vitória em 25 lutas na carreira e chegando à primeira sequência de dois triunfos desde 2012. Já Tuivasa perdeu a invencibilidade de dez lutas e sofreu a primeira derrota da carreira.

– Eu sabia que esse cara era duro, mas ele é muito mais duro que eu imaginava. Ele me acertou um chute muito forte na perna, que me deixou com dificuldades de caminhar. Meu plano é sempre buscar o nocaute, e felizmente hoje eu consegui o meu objetivo. Agora, o que eu quero é uma revanche contra Alistair Overeem – disse Cigano após a luta.

Confira os resultados das demais lutas do evento:

CARD PRINCIPAL
Junior Cigano venceu Tai Tuivasa por nocaute técnico aos 2m30s do R2
Mauricio Shogun venceu Tyson Pedro por nocaute técnico aos 43s do R3
Justin Willis venceu Mark Hunt por decisão unânime (triplo 29-28)
Tony Martin venceu Jake Matthews por finalização a 1m19s do R3
Sodiq Yusuff venceu Suman Mokhtarian por nocaute técnico aos 2m14s do R1
Jim Crute venceu Paul Craig por finalização aos 4m51s do R3

CARD PRELIMINAR
Alexey Kunchenko venceu Yushin Okami por decisão unânime (30-26, 30-26 e 30-27)
Wilson Reis venceu Ben Nguyen por decisão unânime (triplo 30-27)
Keita Nakamura venceu Salim Touahri por decisão dividida (30-27, 28-29 e 29-28)
Kai Kara-France venceu Elias Garcia por decisão unânime (30-25, 30-25 e 30-26)
Christos Giagos venceu Mizuto Hirota por decisão unânime (29-28, 29-27 e 30-28)
Damir Ismagulov venceu Alex Gorgees por decisão unânime (30-25, 30-26 e 30-26).

Blog com Globoesporte

Lutadora do UFC é internada em estado grave após violência doméstica
   24 de novembro de 2018   │     0:01  │  0

Resultado de imagem para Rachael Ostovich

 

A lutadora do UFC Rachael Ostovich, (foto acima/MMA Fighting), foi internada em estado grave num hospital no Havaí, nos Estados Unidos, após ser vítima de suposta violência doméstica. De acordo com o portal americano ‘TMZ’, ela tem múltiplas fraturas espalhadas pelo corpo, sobretudo na face.

Ela tem tem 27 anos e é casada desde 2017 com Arnold Berdon, que também é lutador. O Departamento de Polícia do Havaí não confirma se o Berdon a agrediu, mas abriu investigação como violência doméstica.

O UFC ainda não se pronunciou oficialmente, mas Rachel Ostovich tem uma luta marcada para o dia 19 de janeiro de 2019 contra Paige VanZant, nos EUA. Os ingressos inclusive já começaram a ser vendidos.

Blog e O DIA