Category Archives: UFC

Adversário de Belfort impressiona por forma física
   7 de julho de 2020   │     15:00  │  0

Alain Ngalani foi o escolhido para enfrentar Belfort na estreia do brasileiro (Foto: Divulgação ONE Championship)

Alain Ngalani foi o escolhido para enfrentar Belfort na estreia do brasileiro (Foto: Divulgação ONE Championship)

 

Aos 44 anos, o peso-pesado camaronês Alain Ngalani foi o escolhido para enfrentar o brasileiro Vitor Belfort em sua aguardada estreia no ONE Championship, ainda sem data definida. Como Alain é pouco conhecido do público no Brasil, a TATAME entrou em contato para saber mais sobre a história do lutador, que falou a respeito.

“Eu comecei nas artes marciais aos 5 anos de idade, com o Judô. Depois, me torneio lutador ainda na adolescência, quando venci o campeonato regional e o nacional, me tornando mais tarde um lutador internacional”, afirmou Ngalani, que no MMA tem um cartel irregular de quatro vitórias e cinco derrotas.

“Já tive uma carreira bastante vitoriosa nas artes marciais. Eu pratiquei Judô, Carate Shotokan, Carate Kyokushin, Kickboxing e Muay Thai. O MMA eu comecei mais tarde, depois que já tinha conquistado tudo nas outras modalidades. O esporte estava se tornando muito popular e eu queria ver como me sairia, então quando tive a oportunidade no ONE, não hesitei.”

Na entrevista à TATAME, Ngalani confirmou que ele e Belfort já concordaram em se enfrentar, restando apenas uma confirmação por parte da organização asiática em relação à data e ao local – parte que está sendo dificultada por conta da pandemia do novo coronavírus. Sobre o brasileiro, pregou respeito e se disse animado com a grande oportunidade.

“É muito excitante enfrentar o Vitor Belfort. O homem é uma lenda, gosto do seu estilo, e quero muito saber como é lutar contra ele. Estou muito animado para voltar e ainda mais por ser contra o Vitor. Isso só me dá mais ânimo. (…) Meu Jiu-Jitsu melhorou muito, então estou confiante. Mas acredito que vamos lutar Kickboxing. Sou um cara da luta em pé”, opinou.

Por fim, o camaronês, que impressiona nas redes sociais por sua forma física e flexibilidade, contou como faz para, aos 44 anos, seguir esbanjando vigor. Com mais de 400 mil seguidores, o ex-campeão descartou se aposentar e mandou um recado para os fãs brasileiros.

“Estou muito satisfeito (com o que conquistei), mas ainda gosto da minha vida como lutador e sigo me divertindo. Sou uma pessoa feliz e gosto do que faço. Estou saudável e, enquanto me divertir, continuarei atrás do sonho (de ser campeão). (…) Sou tão flexível porque sou disciplinado. A forma física é resultado de anos de dedicação. Eu vivo uma vida muito saudável, sem álcool, sem abuso de substâncias, treinando regulamente, dormindo e comendo bem, além de amar o que faço”, revelou Alain, “eu amo o Brasil e espero que eu e o Vitor Belfort possamos dar aos fãs a melhor luta que eles já viram. Vai ser incrível”, finalizou o lutador.

Blog com LANCE

‘Durinho’ lidera lista de indicados ao ‘Oscar do MMA’
   5 de julho de 2020   │     12:45  │  0

 

O ‘World MMA Awards’, oscar da modalidade, divulgou os indicados para os prêmios da próxima edição, que levará em conta os acontecimentos no esporte a partir do segundo semestre de 2019 até o final dos primeiros seis meses deste ano. E, como não poderia deixar de ser, diversos brasileiros estão presentes na lista dos concorrentes nas mais variadas categorias. Nomes como Gilbert ‘Durinho’, (foto acima/UFC), Amanda Nunes, Cris ‘Cyborg’, Douglas Lima, Demian Maia e Jhenny Andrade foram lembrados pelos responsáveis pela votação.

Na categoria ‘Breakthrough Fighter Of The Year’ (em tradução livre: lutador que mais cresceu na carreira no ano), o meio-médio (77 kg) Gilbert ‘Durinho’ aparece como uma das opções de voto. Com ascensão meteórica e quatro expressivas vitórias neste período, o brasileiro chegou ao topo da divisão até 77 kg e vai disputar o cinturão da categoria no próximo dia 11 de julho, em duelo contra Kamaru Usman, no UFC 251, na ‘Ilha da Luta’, em Abu Dhabi. Ao seu lado na lista estão Jorge Masvidal, Alexander Volkanovski, Zhang Weili e Petr Yan.

Vencedor do Grand Prix dos meio-médios do Bellator, com uma vitória por pontos sobre Rory MacDonald na final do torneio, realizada em outubro de 2019, Douglas Lima conseguiu recuperar o título da organização e, com isso, ser indicado para o prêmio de ‘Melhor Lutador do Ano’. A concorrência, porém, é pesada, já que ao seu lado estão Henry Cejudo, Jorge Masvidal, Israel Adesanya e Justin Gaethje.

Na versão feminina do prêmio, duas brasileiras estão na lista de indicados. Com três defesas dos seus cinturões bem sucedidas durante o período de análise, Amanda Nunes, atual campeã peso-galo (61 kg) e peso-pena (66 kg) do UFC chega forte na disputa. Assim como Cris ‘Cyborg’, que se despediu do Ultimate com vitória sobre Felicia Spencer e estreou no Bellator triunfando sobre Julia Budd, para conquistar o título da divisão até 66 kg da entidade. As demais indicadas são: Kayla Harrison, Zhang Weili e Valentina Shevchenko.

O atleta do Bellator Douglas Lima também foi indicado ao prêmio de ‘Nocaute do Ano’, pela sua vitória sobre Michael ‘Venom’ Page, na edição 221 do evento. Após desequilibrar o adversário com um potente chute baixo, o brasileiro acertou um soco na ponta do queixo que apagou imediatamente ‘MVP’, garantindo seu triunfo. Na categoria ainda concorrem os seguintes nocautes: Jorge Masvidal sobre Ben Askren, no UFC 239; Cody Garbrandt sobre Raphael Assunção, no UFC 250; Anthony Pettis sobre Stephen Thompson, no UFC Nashville; e Sean O’Malley sobre Eddie Wineland, no UFC 250.

Já Demian Maia concorre na categoria ‘Finalização do Ano’, pelo mata-leão aplicado sobre Ben Askren, que lhe garantiu a vitória no combate disputado no UFC Cingapura, em outubro do ano passado. E a ring girl Jhenny Andrade foi indicada ao prêmio de melhor do ano, ao lado de Britanny Palmer, Mercedes Terrell, Louise McKie e Carly Baker.

Blog com Ag. Fight

Jon Jones dispara: “Só luto recebendo o que mereço’
   28 de junho de 2020   │     21:00  │  0

Jon Jones venceu Domick Reyes no UFC 247 em sua última atuação — Foto: Evelyn Rodrigues

Jon Jones venceu Domick Reyes no UFC 247 em sua última atuação — Foto: Evelyn Rodrigues

Campeão peso-meio-pesado do UFC, Jon Jones venceu os adversários mais gabaritados do mundo dentro do octógono. Entretanto, o americano trava uma batalha duríssima do lado de fora, contra o “patrão” Dana White, presidente da organização. O duelo envolve cifras e, consequentemente, a presença de “Bones” no cage.

Em entrevista ao podcast “Wild Ride!”, na quinta-feira Jon Jones demonstrou pouco interesse em retornar ao octógono. O atleta, que soma 26 vitórias e uma derrota (por desqualificação), reforçou o desejo de dar uma pausa na carreira e declarou que só voltará a atuar no Ultimate quando receber o pagamento que merece.

– Não quero lutar tão cedo. Não tenho interesse em lutar até que o UFC pague o que acredito que eu mereça.

Apontado como um dos maiores atletas de MMA da história, Jon Jones integra o plantel do Ultimate desde 2008. E garante que, por suas palavras ganharem visibilidade, é capaz de pleitear melhorias, especialmente, para a nova geração do evento.

– Não estou pedindo nada ultrajante, sei que estamos em uma pandemia. Sei que quando você é multimilionário e pede mais, fica parecendo que você é uma pessoa gananciosa. Estou ciente disso tudo, mas também sei que tenho a voz e a plataforma para fazer mudanças. Os caras que estão em uma situação pior não estão na posição de dizerem publicamente: “Tenho um segundo emprego, estou pedindo dinheiro emprestado aos meus pais”. Conheço vários lutadores que moram na academia Jackson-Wink porque não podem se dar ao luxo de terem seus próprios apartamentos. E são lutadores do UFC. Isso é triste.

Aos 33 anos de idade, Jon Jones afirma que não quer um relacionamento azedo com o presidente do Ultimate e frisa que cultiva laços de cordialidade com os integrantes do staff da organização.

O atrito entre Jon Jones e Dana White em relação a pagamentos começou em maio, quando o UFC se recusou a pagar o que Jon Jones gostaria para subir de categoria e enfrentar Francis Ngannou em uma superluta do peso-pesado. O mandatário declarou que “Bones” requisitou ” uma quantia absurda de dinheiro”, inviabilizando a realização do confronto. Entretanto, o campeão negou que havia pedido R$ 160 milhões e chamou o compatriota de mentiroso.

Blog com Combate

UFC tem noite imperdível neste sábado
   20 de junho de 2020   │     15:59  │  0

Este sábado (20) marca a realização do UFC Vegas 3, na sede da organização, em Las Vegas (EUA). O duelo principal da noite vai contar com um confronto no peso-pesado. O norte-americano Curtis Blaydes carrega um grande favoritismo contra o russo Alexander Volkov, segundo o site Betboo.

Embalado com três vitórias seguidas, sendo a última sobre o ex-campeão Junior Cigano, Blaydes quer ser mais um nome postulante ao cinturão da categoria mais nobre do MMA. Quem colocar 10 reais “Razor”, vai receber, em caso de triunfo, 12,50 reais.

Já  do outro lado do octógono, Volkov superou Greg Hardy em sua última apresentação no fim de 2019. Antes disso, o russo foi nocauteado por Derrick Lewis. Quem colocar os mesmos 10 reais em “Drago”, irá receber 40,50 reais, se a vitória for confirmada.

CARD COMPLETO:

UFC Vegas 3
Las Vegas, Estados Unidos
Sábado, 20 de junho de 2020

Card principal
Peso-pesado: Curtis Blaydes x Alexander Volkov
Peso-pena: Josh Emmett x Shane Burgos
Peso-galo: Raquel Pennington x Marion Reneau
Peso-meio-médio: Belal Muhammad x Lyman Good
Peso-casado (até 72,5kg): Jim Miller x Roosevelt Roberts

Card preliminar
Peso-leve: Clay Guida x Bobby Green
Peso-palha: Tecia Torres x Brianna van Buren
Peso-médio: Marc-André Barriault x Oskar Piechota
Peso-mosca: Cortney Casey x Gillian Robertson
Peso-leve: Frank Camacho x Justin Jaynes
Peso-mosca: Roxanne Modafferi x Lauren Murphy
Peso-leve: Austin Hubbard x Max Rohskopf.

Blog com LANCE

Dana não aceita aposentadoria de Amanda
     │     13:00  │  0

Nos últimos dias, Amanda Nunes tem flertado com uma possibilidade de se aposentar dos octógonos.

O presidente do UFC, Dana White, normalmente é a favor da decisão dos atletas, mas parece que esse não é o caso com a brasileira.

Quando ficou sabendo do desejo da Leoa, Dana White ficou “atoardoado” e brincou que mataria Amanda caso ela seguisse com a ideia.

“Eu mataria ela”, disse aos risos durante o Schmozone Podcast. “Eu literalmente acabei de falar para Sean (Shelby) e Mick (Maynard) na última reunião, vamos montar a divisão (dos penas) só para ela. Vamos montar a divisão para ela e começamos a pensar o resto. E agora ela está falando em se aposentar?”.

“Sabe o que é incrível quando você pensa sobre isso? A aposentadoria dela não é incrível, na verdade me deixa louco. Você sabe como eu sempre dio ‘se você está pensando em se aposentar, provavelmente deveria’. A não ser que esteja aonde ela está. No tempo em que nossos caras estão chorando por dinheiro, uma de nossas lutadoras, que poderia continuar por muito tempo, está falando ‘talvez eu me aposente agora’. Ela tem dinheiro o suficiente para isso”, finalizou.

Em 11 lutas no UFC, Amanda Nunes venceu todas. A Leoa é a primeira lutadora, independente de gênero, a defender um cinturão em duas categorias diferentes na história da organização.

Blog com ESPN