Category Archives: UFC

Bate-Estaca garante que ‘vai pra cima’ de chinesa em disputa de título
   5 de agosto de 2019   │     0:03  │  0

Jessica Bate-Estaca defenderá seu título peso-palha pela primeira vez no UFC (Foto: Yago Rédua/TATAME)

Jessica Bate-Estaca defenderá seu título peso-palha pela primeira vez no UFC (Foto: Yago Rédua/TATAME)

 

Após conquistar o cinturão peso-palha em maio contra Rose Namajunas, Jéssica Bate-Estaca se prepara para defender o posto pela primeira vez no dia 31 de agosto no UFC Shenzhen, na China.

A desafiante será a atleta da casa, a chinesa Weili Zhang, que atualmente aparece na sexta posição da categoria. O confronto será a luta principal.

Em conversa com a imprensa na última quarta-feira (31), em Botafogo, na Zona Sul do Rio de Janeiro, Bate-Estaca fez uma análise da oponente e disse que vai lutar no ponto forte da chinesa, que é a trocação.

A campeã disse que isso faz parte de uma estratégia para frustrar o jogo da asiática e sair com a vitória.

Blog com Lance

Marreta vai operar e fica no mínimo oito meses parado
   10 de julho de 2019   │     0:01  │  0

Resultado de imagem para tHIAGO mARRETA NA CADEIRA DE RODAS APÓS ALUTA COM JON

 

As lesões sofridas por Thiago Marreta, (foto acima/ESPN), na luta contra Jon Jones pelo UFC 239 do último sábado foram piores do que se imaginava. O peso-meio-pesado brasileiro sofreu rompimentos em todos os ligamentos do joelho esquerdo e no menisco, revelou exame de ressonância magnética cujo resultado saiu nesta segunda-feira.Além disso, o lutador carioca tem suspeita de lesão no menisco e rompimento parcial dos ligamentos também no joelho direito, e vai passar por mais exames esta semana.

Ainda esta semana também, Marreta viaja para Los Angeles, onde vai operar o joelho esquerdo, e ficará nos EUA por um mês. Segundo sua equipe contou ao Combate.com, o cenário mais otimista é que o lutador fique oito meses em recuperação.
O médico consultado por Marreta e sua equipe se surpreendeu que o lutador tenha aguentado lutar os cinco rounds. Segundo ele, o brasileiro estava com o joelho solto, e arrebentou os ligamentos por continuar chutando. Por ter compensado o peso em cima da perna direita, o joelho desta perna, que Marreta já operou este ano, também acabou se lesionando.

Apesar das lesões, Thiago Marreta foi até o final da luta, e um dos juízes laterais deu vitória para ele em três dos cinco rounds. O lutador brasileiro acabou derrotado por decisão dividida dos juízes, e Jon Jones manteve o cinturão dos meio-pesados. Ambos os lutadores deixaram a arena em cadeiras de rodas. A Comissão Atlética de Nevada definiu uma suspensão médica de seis meses para Marreta, mas agora parece que o carioca vai precisar de ainda mais tempo para se recuperar. Jon Jones também recebeu uma suspensão médica de seis meses, com suspeita de lesão no pé esquerdo.

Blog com COMBATE

Marreta faz grande luta apesar da derrota em decisão dividida
   8 de julho de 2019   │     0:01  │  0

Thiago Marreta arranca o protetor bucal de Jon Jones — Foto: Getty Images

Thiago Marreta arranca o protetor bucal de Jon Jones que apanhou muito e saiu no ‘gincho’ para os vestiários após o combate — (Foto: Getty Images)

As chances de Thiago Marreta não eram grandes antes do combate do últoimo sábado. Azarão absoluto na luta principal do UFC 239, ele falou durante a semana que pretendia chocar o mundo, demonstrando ter ciência de que do outro lado estava um fora de série. Mas a margem de favoritismo de Jon Jones não foi vista dentro do octógono. Com uma performance de alto nível, o brasileiro vendeu caro o duelo, mas perdeu por decisão dividida (48-47, 47-48 e 48-47), em Las Vegas (EUA), pelo cinturão do peso-meio-pesado (até 93kg).

– Eu joguei seguro, peço desculpas para os fãs que queriam que essa luta terminasse em nocaute. Ele é muito duro. Thiago Santos é um faixa-preta de muay thai, estou orgulhoso de mim. Eu achei que estava vencendo, nós estávamos jogando um jogo de xadrez muito inteligente. Toda vez que você luta contra um cara de muay thai, você precisa ser inteligente. Os chutes me machucaram muito, eu acho que ele conseguiu explorar um ponto que todos buscaram até hoje e ninguém tinha conseguido. Ele conseguiu explorar uma falha no meu jogo que eu prometo que não terá na próxima vez – declarou “Bones”, que deixou o cage amparado por seus treinadores devido às avarias nas pernas.

A atuação de Jones passou longe do domínio que muitos esperavam, e o resultado chegou a ser vaiado pelo público na T-Mobile Arena.. Mas o fato é que agora são 25 vitórias, uma derrota e um “No Contest” (luta sem resultado) na carreira do campeão dos meio-pesados. Foi a 13ª luta de título que ele venceu, igualando o recorde de Georges St-Pierre.

Para Marreta, a derrota apertada prova que o brasileiro faz parte da elite da categoria até 93kg. E o carioca, cria da Cidade de Deus, apesar do revés, não demonstrou abatimento. Muito pelo contrário.

– No primeiro round meu joelho falseou, machucou e eu não consegui mais me movimentar muito bem, toda hora estava saindo do lugar. Mas, sem choro, sem lamentação. Ele é um guerreiro, sou fã, só tenho que agradecer a todos por essa oportunidade. Estou feliz, saí na porrada que é o que eu gosto de fazer contra um cara que eu sempre assisti e admiro muito.

Blog com COMBATE

Marreta diz que luta com Jon Jones será empolgante
   4 de julho de 2019   │     22:30  │  0

Thiago Marreta promete surpreender o mundo e destronar Jon Jones no UFC 239

Thiago Marreta promete surpreender o mundo e destronar Jon Jones no UFC 239 (Foto: Reprodução/Instagram

 

O momento mais importante da carreira de Thiago Marreta está prestes a acontecer. Neste sábado (6), na luta principal do UFC 239, em Las Vegas (EUA), o brasileiro disputará o título da categoria meio-pesado contra o campeão Jon Jones, considerado um dos grandes nomes da história do MMA.

Vindo de quatro vitórias consecutivas, sendo três delas por nocaute, Marreta sabe do enorme desafio que terá pela frente, mas garante estar pronto para “chocar o mundo”, como o próprio lutador diz desde que o combate foi anunciado.

Procurando se manter longe de toda a pressão e ansiedade que envolve uma disputa de título, o carioca afirmou que vem mantendo seu pensamento e ações sem qualquer tipo de alteração, como se fosse apenas “mais uma luta”. Em entrevista com jornalistas pela internet, Marreta também falou sobre como foi a primeira encarada com Jon Jones.

“A gente não se falou, não se cruzou, não houve nada. Na encarada, aconteceu o que vocês viram, ele deu um sorriso, meio que esnobe e foi isso. Eu sorri para ele de volta apenas para retribuir. Ele acha que já venceu e que vai ser fácil”, revelou o lutador, de 35 anos.

Quando questionado pelas vitórias de Jon contra os brasileiros, Marreta disse:

“Não me assusta, de maneira alguma. Independentemente de ser brasileiro ou não, ele venceu grandes lutadores, foi a carreira que ele construiu. São só estatísticas, números, isso não quer dizer nada, até porque cada luta é uma luta.”

Blog com o DIA

 

Decepção total: Cigano é nocauteado por Ngannou
   30 de junho de 2019   │     13:00  │  1

Francis Ngannou nocauteou Junior Cigano no primeiro round no UFC Minneapolis — Foto: Getty Images

Francis Ngannou nocauteou Junior Cigano no início do primeiro round no UFC Minneapolis — (Foto: Getty Image)

Junior Cigano bem que tentou, mas não teve chance diante da força e do poder de nocaute de Francis Ngannou. O peso-pesado camaronês aproveitou a primeira falha do brasileiro para mostrar todo o seu poderio, nocauteando o ex-campeão da categoria em apenas 1m11s de luta, e fazendo questão de dizer que, além de se considerar o melhor boxeador do UFC, ainda merece ser o próximo desafiante ao cinturão da divisão.

– Estou muito feliz agora. Espero que o UFC perceba que eu mereço disputar o cinturão enfrentando o vencedor de Daniel Cormier e Stipe Miocic. Ele se movimenta muito bem, e eu sabia que teria que acertá-lo assim que tivesse chance. Junior é um ótimo boxeador, mas eu sou um bom boxeador também, e acredito que eu seja o melhor boxeador dessa divisão. Agora só o que me resta é disputar o cinturão, que eu acredito que será contra Cormier – disse o camaronês após a luta.

O primeiro round começou com os dois lutadores dando chutes baixos, e Ngannou chegou a se desequilibrar com um chute na perna. O camaronês se levantou rapidamente e passou a buscar o ataque. Cigano suportou um primeiro golpe junto à grade, e se afastou do rival. Ngannou voltou a buscá-lo, e aproveitou um erro do brasileiro ao tentar aplicar um overhand e conectou dois bons golpes já estando nas costas de Cigano. O brasileiro, já abalado, recebeu um cruzado de direita na cabeça e desabou. Ngannou ainda aplicou mais três golpes no chão antes do árbitro Herb Dean interromper a disputa.

A derrota esperada por muitos, em função da força física do adversário, deixa Cigano praticamente sem chances de disputar mais uma vez o título máximo da sua categoria.

Blog e Globo Esporte