Category Archives: UFC

Com Anderson Silva e José Aldo, UFC Rio tem ingressos de R$ 145 a R$ 3.700
   11 de abril de 2019   │     0:02  │  0

 

A organização do UFC 237, no Rio de Janeiro, no dia 11 de maio, já abriu a venda de ingressos para o evento aguardado com muita expectativa pelos amantes do MMA. As entradas para ver os principais atletas brasileiros vão de 145 reais na meia entrada da cadeira superior D, a 3.700 reais no VIP Package, com cadeiras especiais.

O card principal do UFC 237 terá a luta dos ex-campeões José Aldo, contra o australiano Alexander Volkanovski, e Anderson Silva, que encara o americano Jared Cannonier.

A luta mais importante da noite, no entanto, será entre a brasileira Jessica Andrade e a americana Rose Namajunas, valendo título da categoria peso-palha feminino.

Blog com Veja

 

Polícia irlandesa investiga alegação de agressão sexual contra Conor McGregor
   31 de março de 2019   │     0:04  │  0

Resultado de imagem para Conor McGregor

 

O lutador Conor McGregor, (foto acima/Correio do Povo), está sob investigação na Irlanda devido a uma alegação de agressão sexual contra uma mulher, ocorrida em dezembro do ano passado. A notícia foi publicada pelo jornal “The New York Times”, citando quatro fontes familiares com o caso.

Ainda não há uma acusação criminal contra McGregor. No entanto, segundo o protocolo de investigações criminais na Irlanda, onde uma acusação formal nem sempre se sucede a uma prisão, o lutador foi detido em janeiro, interrogado pelas autoridades e liberado. O caso segue sob investigação.

As alegações ainda não foram provadas, e a continuidade da investigação não significa que McGregor seja culpado de um crime. A mulher que fez a acusação diz que a agressão teria acontecido no Beacon Hotel, um hotel de luxo de Dublin do qual o lutador é hóspede ocasional. Ele teria feito sua última visita justamente em dezembro.

A imprensa irlandesa vem noticiando o caso desde dezembro, mas sem mencionar o nome de Conor McGregor. As leis da Irlanda restringem a imprensa de identificar suspeitos em casos de estupro até que sejam condenados, o que não ocorreu neste caso. Por isso, os jornais têm se referido ao suspeito como “esportista famoso”. Um porta-voz da polícia irlandesa não confirmou ao “Times” que McGregor é o suspeito, e apenas respondeu que um homem foi preso em 17 de janeiro e liberado sem acusação criminal enquanto as investigações prosseguem.

A notícia chega ao público internacional no mesmo dia em que Conor McGregor, 30, anunciou pelo Twitter que estaria se aposentando do MMA. É a segunda vez que o lutador faz um anúncio do tipo através das redes sociais; em 2016, ele também afirmou que ia parar após bater de frente com o UFC em negociações para sua participação em uma turnê promocional, mas voltou atrás e, desde então, lutou mais quatro vezes, três no octógono e uma no ringue do boxe. Sua última luta aconteceu em outubro de 2018, quando foi derrotado por Khabib Nurmagomedov.

Blog com COMBATE

McGregor é preso acusado de quebrar e roubar celular de fã
   13 de março de 2019   │     0:02  │  0

Conor McGregor na tradicional foto após a prisão nos EUA (Foto: City of Miami Beach Police Department)

Conor McGregor na tradicional foto após a prisão nos EUA (Foto: City of Miami Beach Police Department)

Conhecido não só por seus feitos dentro do octógono, como também por suas condutas polêmicas, Conor McGregor se envolveu em mais uma confusão. De acordo com o jornal “Miami Herald”, o lutador irlandês foi preso na noite da última segunda-feira (11) em Miami Beach, na Flórida (EUA), após ser acusado de quebrar e roubar o telefone de um fã.

Ainda segundo a publicação, com base no relatório divulgado pela polícia, McGregor estava de saída de uma boate por volta das 5h desta segunda quando avistou um fã utilizando o celular para tirar fotos suas. Ao perceber a ação, Conor deu um tapa no aparelho, o derrubando e dando diversos pisões em seguida. Por fim, pegou o celular e saiu andando. As câmeras de segurança do local flagraram o momento e registraram imagens em vídeo.

Vale ressaltar que o astro do UFC – ex-campeão de duas divisões da organização – não foi detido no local do incidente. Os investigadores do caso encontraram McGregor horas depois, já à noite, em mansão localizada em Miami Beach, de onde ele foi encaminhado pro Centro de Correção Turner Guilford Knighte com fiança estipulada em US$ 12.500,00.

Sem lutar desde outubro do ano passado, quando foi batido por Khabib Nurmagomedov, Conor McGregor já chegou a ser preso em abril de 2018, após invadir um evento organizado pelo UFC à procura do russo e quebrar um ônibus, causando ferimentos em outros lutadores que fariam parte do UFC 223. Inclusive, “The Notorious” chegou a cumprir cinco dias de trabalho comunitário em duas igrejas localizadas no Brooklyn, Nova York (EUA), local onde ele protagonizou as cenas de vandalismo. Além disso, Conor realizou um curso para controle de raiva, dando fim ao caso e a acusação contra ele.

Advogado de McGregor se pronuncia
Após o incidente, Samuel Rabin, advogado de uma renomada firma e representante de Conor McGregor, divulgou um comunicado sobre o caso através do site MMA Fighting.

“Conor McGregor esteve participando de em uma pequena briga envolvendo um telefone celular que resultou numa ligação para a polícia. O senhor McGregor aprecia a aplicação da lei e compromete-se a cooperar plenamente com ela – garante o comunicado emitido pelo advogado.

Mas, para quem tem muito dinheiro, não durou muito a detenção de Conor McGregor em Miami. O ex-campeão dos pesos-penas e dos pesos-leves do UFC foi liberado na madrugada passada pelas autoridades de Miami, aonde estava detido, após pagar fiança de US$ 12.500 – cerca de R$ 48,6 mil.

O lutador usava uma camisa personalizada, com a imagem do que seria uma capa de jornal com os dizeres de uma declaração sua: “Quando eu digo que uma coisa vai acontecer, ela vai acontecer! McGregor está de volta”

Blog com Terra Esportes

Ex-desafiantes ao cinturão, Alexander Gustafsson e Anthony Smith fazem luta principal do UFC Estocolmo; saiba
   12 de março de 2019   │     0:02  │  0

Ver a imagem de origem

Os dois últimos desafiantes ao cinturão dos meio-pesados do UFC irão se enfrentar. De acordo com o site da ESPN americana, Alexander Gustafsson, (foto acima/Divulgação), e Anthony Smith vão liderar o card do UFC Estocolmo, dia 1 de junho. O combate será pela divisão até 93kg.

Após ser derrotado pela segunda vez por Jon Jones, o sueco Alexander Gustafsson tentará a tríade contra “Bones”. Mas agora, no fim da fila, precisa refazer sua caminhada até o topo. A derrota para Jones interrompeu uma sequência positiva de duas lutas, quando venceu Blachowicz por decisão unânime e nocauteou Glover Teixeira. Porém, com o apoio de sua torcida, uma vitória sobre o último desafiante da categoria lhe recoloca no bolo.

Anthony Smith é mais um dos lutadores que teve sua ascensão freada por Jon Jones, no UFC 235, dia 2 deste mês. Ascensão, inclusive, muito surpreendente, pois o salto de qualidade de Smith ao subir dos médios para os meio-pesados foi bem perceptível. Em sua estreia, brutalizou Rashad Evans com joelhadas. Depois, não tomou conhecimento de Mauricio Shogun em segundos. Por fim, finalizou o ex-desafiante Volkan Oezdemir em boa atuação, até ser dominado e derrotado por decisão unânime pelo campeão da categoria.

Sem outras lutas confirmadas até o momento, o UFC Estocolmo será realizado no dia 1 de junho na Ericsson Globe Arena, em Estocolmo, Suécia, país de origem de Gustafsson.

Blog com EXTRA

 

Junior Cigano mira título após nocaute sobre Derrick Lewis
   10 de março de 2019   │     14:40  │  0

Resultado de imagem para nocaute de cigano ontem

 

Na saída no octógono, instantes após a vitória sobre Derrick Lewis no UFC Wichita, Junior Cigano, (foto acima/UFC), misturava a euforia do nocaute com a firmeza no olhar de quem ainda quer voltar ao topo entre os pesos-pesados. O brasileiro nocauteou o americano, que estava na terceira colocação do ranking, e quer melhorar sua posição entre os pesos-pesados. Antes da vitória, Cigano ocupava a oitava colocação.

– Eu não sei como esses caras passaram na minha frente no ranking. Sempre estive entre os melhores, desde minha estreia no UFC, sempre estou enfrentando os caras mais duros. Mas não adianta reclamar. Tenho que seguir o meu trabalho. E o cinturão, queiram eles ou não, vai acontecer. É sempre importante adicionar algo quando se vai lutar com alguém. Meu objetivo é o cinturão, então não adianta eu lutar contra o décimo-quinto do ranking, e é capaz até de eu perder posição do jeito que estão fazendo aí. Espero que me deem um cara bem ranqueado.

Perguntado sobre uma eventual luta contra Francis Ngannou, que já poderia ter acontecido em 2017 – Cigano foi flagrado em um exame antidoping com uma substância proibida, mas em seguida acabou sendo inocentado – o brasileiro mostrou-se animado com a possibilidade, fazendo apenas uma ressalva.

– Acho ótimo. Essa luta já deveria ter acontecido há algum tempo, mas por causa de uma situação bizarra, ela não aconteceu. Talvez agora ela saia do papel. Eu quero me manter ativo, mas a minha família vem antes da minha carreira. Minha filha nasce em maio, e preciso me preparar para recebê-la. Provavelmente voltarei a lutar no fim de agosto.

O ex-campeão de 35 anos aproveitou para desabafar sobre o ofício de ser um lutador do UFC. Depois de engatar sua terceira vitória seguida, Cigano sente que as emoções da disputa no topo da categoria estão se reaproximando.

– É tão bom ganhar. A vida do lutador não é fácil. Não deve existir esporte que exige mais do atleta do que o nosso. Sem querer tirar o mérito dos outros esportes, mas esse é muito duro. A gente tem que treinar de tudo um pouco e conviver com dores, machucados, porque não interessa: Marcou a luta, já era. A gente só ganha dinheiro quando luta. Então tem que lutar e passar por tudo isso e ganhar é uma benção muito grande. Eu estou muito feliz.

Blog com GloboEsporte