Category Archives: UFC

Deiveson finaliza Alex Perez e mantém título dos moscas
   23 de novembro de 2020   │     23:00  │  0

Deiveson Figueiredo finalizou Alex Perez no UFC 255 — Foto: Getty Images

Deiveson Figueiredo finalizou Alex Perez no UFC 255 — (Foto: Getty Images)

O paraense Deiveson Figueiredo brilhou em sua primeira defesa de cinturão do peso-mosca do Ultimate, sábado, em Las Vegas (EUA), pelo UFC 255. O “Deus da Guerra” finalizou Alex Perez na guilhotina a 1m57s do primeiro round, na luta principal do evento, e manteve o título no Brasil.

Em grande fase na organização e sem sofrer danos neste combate, Deiveson Figueiredo pediu para enfrentar Brandon Moreno – que também saiu vitorioso no UFC 255 -, em dezembro.

Deiveson Figueiredo venceu pela 20ª vez na carreira – ele amarga apenas uma derrota, para o compatriota Jussier Formiga. O paraense, que se tornou campeão em julho deste ano ao finalizar Joseph Benavidez, vai aguardar a definição do UFC para saber se o próximo desafiante será Brandon Moreno, primeiro colocado no ranking da divisão, ou Cody Garbrandt, que havia sido escalado para encarar o “Deus da Guerra”, porém, foi forçado a se retirar do card por lesão.

Deiveson Figueiredo vibra ao bater mais um adversário — Foto: Getty Images

Deiveson Figueiredo vibra ao bater mais um adversário — (Foto: Getty Images)

Blog com COMBATE

Marquinhos projeta jogo difícil contra o Uruguai
   15 de novembro de 2020   │     1:30  │  0

Marquinhos comemora gol marcado para o Brasil contra a Bolívia - Buda Mendes/Getty Images

Marquinhos sabe das dificuldades que o Brasil vai encontrar no estádio Centenário (Foto: UOL)

Após a vitória por 1 a 0 sobre a Venezuela a seleção brasileira terá pela frente o Uruguai, na terça. A partida será disputada no Estádio Centenário, em Montevidéu, pela quarta rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2022. Para o zagueiro Marquinhos, o duelo será uma “guerra”.

“Jogo contra o Uruguai é sempre uma guerra e temos que estar preparados para isso. Na casa deles são jogos sempre difíceis. É um time de tradição, com jogadores de qualidade e uma defesa muito forte”, projetou Marquinhos.

O zagueiro também analisou a vitória sobre a Venezuela. O Brasil teve muitas dificuldades de furar a retranca adversária e marcou apenas no segundo tempo, com Roberto Firmino. A seleção já havia enfrentado cenário parecido na estreia contra a Bolívia, mas na ocasião conseguiu abrir o placar aos 15 minutos de jogo e goleou por 5 a 0.

“Contra o Brasil as seleções se fecham muito, dificultam o jogo, falam muito e colocam pressão no juiz. Temos que nos manter focados. Eles fizeram o mesmo jogo da Copa América (empate por 0 a 0 na fase de grupos). Tem que tentar mais, tentar a triangulação com passes curtos para quebrar a linha e ficar firme atrás porque é no contra-ataque que eles levam perigo”, disse Marquinhos.

O Brasil lidera as Eliminatórias, com nove pontos em três partidas disputadas. É a única seleção com 100% de aproveitamento. O confronto com o Uruguai será realizado na terça-feira, às 20h (de Brasília). O Uruguai tem seis pontos conquistados e ocupa a quarta colocação.

Blog com Terra Esportes

Glover Teixeira lidera ranking nos meio-pesados do UFC
   12 de novembro de 2020   │     23:00  │  0

Vindo de duas vitórias consecutivas, Glover Teixeira vai em busca da 'trinca' em setembro (Foto: Getty Images/UFC)

Aos 41 anos, o lutador brasileiro Glover Teixeira, (foto acima/Getty Images/UFC), poderá ter mais uma oportunidade disputar o cinturão dos pesos meio-pesados do Ultimate Fighting Championship (UFC). Em novo ranking divulgado nesta semana pela organização, o mineiro subiu duas posições e lidera a categoria.

Em luta de compatriotas Glover Teixeira venceu o carioca Thiago ‘Marreta’ por finalização no terceiro round. Com isso, existem grandes chances do experiente lutador disputar o título contra o polonês Jan Blachowicz, atual campeão da categoria.

Na entrevista pós-luta, o atleta natural de Sobrália fez um apelo pessoal ao presidente da organização, Dana White, devido a rumores de que o nigeriano Israel Adesanya, detentor do título dos pesos médios, furaria a fila para fazer uma ‘super-luta’ contra o polonês, valendo dois cinturões em jogo.

“Dana White, vamos lá, eu sou um homem velho aqui. Você vai dar esta chance ao (Israel) Adesanya e me fazer esperar? Cinco lutas em sequência, vencendo todos esses caras jovens. Isso não é fácil. Me dê um title-shot”, pediu Glover.

Atualmente, o lutador de 41 anos vem de cinco vitórias consecutivas dentro da organização. Em 2014, ele chegou a ganhar uma oportunidade de disputar o cinturão contra o americano Jon Jones, ex-campeão da categoria na época, mas foi derrotado por decisão unânime dos juízes.

“Eu estava sentado ouvindo a entrevista dele. Ele não está errado em ficar falando que merece a disputa de cinturão. Ele está aqui há muito tempo, está com uma sequência de vitórias e esteve ótimo esta noite. É engraçado que, todas as vezes que eu excluo esse cara e acho que ele está fora, ele prova que estou errado. Ele foi incrível esta noite”, completou o chefão do UFC, Dana White.

Blog com A TARDE

UFC: Glover Teixeira finaliza Thiago Marreta
   9 de novembro de 2020   │     22:28  │  0

Glover Teixeira com mata-leão encaixado em Thiago Marreta — Foto: Getty Images

Glover Teixeira com mata-leão encaixado em Thiago Marreta — (Foto: Getty Images)

Com estratégia bem definida e muita resistência, Glover Teixeira está próximo de uma nova chance pelo cinturão dos pesos-meio-pesados (até 93kg) aos 41 anos. O brasileiro finalizou Thiago Marreta a 1m49s do terceiro assalto e alcançou sua quinta vitória consecutiva, na madrugada de sábado para domingo, no “UFC: Marreta x Teixeira”.

O Ultimate anunciou recentemente que o campeão dos médios (até 84kg), Israel Adesanya, será o próximo desafiante do detentor do título até 93kg, Jan Blachowicz, mas o triunfo de Glover coloca o nome do brasileiro nas discussões, que fez o pedido na entrevista pós-luta.

– Dana White, qual foi? Você vai dar a chance para Adesanya? Eu tenho 41 anos, não me faça esperar. Mas de qualquer forma estou feliz por estar aqui, obrigado, Dana. Obrigado, UFC – afirmou Glover, após a luta.

Esta foi a primeira luta de Thiago Marreta depois de perder para Jon Jones pelo cinturão dos meio-pesados. O número 1 do ranking da categoria agora tem 21 triunfos e oito reveses no cartel.

A luta

Marreta não perdeu tempo. Com menos de um minuto de luta fez o compatriota sentir o peso de seus golpes. As bombas no rosto balançaram Glover, que agarrou as pernas do rival e buscou a queda. Ele tirou o oponente do solo, colocou com as costas no chão e passou a golpear da meia-guarda. Glover estabilizou a posição e trabalhou muitos socos na cabeça, mas Marreta conseguiu fechar a guarda e ficou por ali até o fim do round.

Os primeiros cinco minutos deixaram claro o que viria pela frente. Marreta voltou procurando a trocação, mas Glover rapidamente atacou suas pernas e colocou para baixo. Por cima, atacou no ground and pound, passou a guarda, atacou na posição de 100kg, foi para a montada, pegou as costas, encaixou o mata-leão e só não terminou a luta porque o round chegou ao fim, salvando Thiago Marreta da derrota.

Parecia tudo encaminhado para Glover dominar a luta, mas uma bomba de esquerda o levou ao solo logo no início do terceiro round. Marreta foi para cima e passou a atacar no ground and pound, enquanto o rival apenas se defendia. Mas Glover não desistiu. Ao escapar da posição, atacou as pernas, colocou Marreta para baixo, foi para as costas e, desta vez, o mata-leão resolveu o confronto.

Glover Teixeira venceu Thiago Marreta por finalização — Foto: Getty Images

Glover Teixeira venceu Thiago Marreta por finalização — (Foto: Getty Images)

 Blog com Combate.com

Dana: “Eu cometi um grande erro ao deixar Anderson lutar
   3 de novembro de 2020   │     11:30  │  0

Dana White disse estar arrependido por ter permitido que Anderson Silva lutasse contra Uriah Hall — Foto: Evelyn Rodrigues

Dana White, dono do UFC, disse estar arrependido por ter permitido que Anderson Silva lutasse contra Uriah Hall — (Foto: Evelyn Rodrigues)

O Blog do Arivaldo Maia, que faz parte do seu dia a dia, foi, talvez, um dos primeiros espaços da nova mídia a se manifestar publicamente contra o duelo final de Anderson Silva.

Não é por acaso que nossa página na Gazetaweb, faz tempo, é uma das mais acessadas.

O poderoso Dana, embora com atraso, pensa da mesma maneira.

Quando todos esperavam que o clima pela última luta de Anderson Silva no UFC fosse de celebração pela carreira do brasileiro, mesmo com a derrota por nocaute técnico para Uriah Hall, o que se viu da parte de Dana White era um clima de tristeza. Não pela última luta do Spider, mas sim por tê-lo deixado lutar.

– Depende de mim decidir, e ele está se aposentando. Ele ainda tem uma luta no contrato, mas fez um acordo comigo. Antes deste contrato ser assinado, ele acordou comigo que essa seria a última luta e que se aposentaria. Nós temos um acordo. Já dei a ele mais lutas do que eu deveria. Na verdade eu estou me sentindo mal. Não me sinto bem comigo mesmo pelas lutas que eu dei a ele. Anderson deveria ter se aposentado antes. Mas o cara é uma lenda do esporte e nessa empresa e era difícil para mim dizer “não” a ele. Mas agora temos um acordo. Não gostei de vê-lo lutando. Fico triste ao ver o resultado.

O dirigente também garantiu que o Spider não lutará mais no UFC, e disse torcer para que a família do brasileiro lhe diga o mesmo quando ele chegar em casa.

– Não quero impedi-lo de fazer nada. Ele é adulto e pode fazer o que quiser, mas ele ainda tem uma luta conosco e eu não o deixarei lutar aqui nunca mais. Quero que ele se aposente, e espero que a família dele o diga a mesma coisa quando ele chegar em casa. Estou em uma situação difícil agora, porque ele é um cara com quem eu importo, que está na companhia há muito tempo e eu não quero sentar aqui e detoná-lo. Mas ele tem quase 46 anos de idade. A menos que você esteja tentando salvar a sua própria vida ou defender a sua família, ninguém nessa idade deveria lutar. Ponto.

Blog com Evelyn Rodrigues/ge.globo