Category Archives: Copa do Nordeste

CSA bate o Vitória e lidera Grupo B da Copa do Nordeste: 3×1
   6 de fevereiro de 2023   │     7:00  │  0

Azulão segue invicto na Copa do Nordeste, enquanto Leão ainda não venceu na competição patrocinada pela CBF – (Foto: A I L T O N  C R U Z)

Sob comando do interino Bebeto Moraes, Azulão se impõe dentro de casa e afasta crise momentaneamente.

Na tarde de ontem (5), o CSA venceu o Vitória e deu uma amenizada na crise que está instaurada nos bastidores. Com uma boa atuação e o apoio do torcedor no Estádio Rei Pelé, o Azulão passou pelos baianos com o placar de 3 a 1, com gols de Pará, Robinho e Rodriguinho, em duelo válido pela segunda rodada da Copa do Nordeste. Léo Gamalho fez o único gol do Leão.

Com o resultado, o CSA segue vivo na briga pela classificação para as quartas. Beneficiado pelos resultados da rodada, o time marujo é o atual líder do Grupo B do Nordestão, com quatro pontos. Já o Rubro-Negro fica em situação delicada, já que é o penúltimo do Grupo A, com um ponto.

Vai demorar um pouco para a dupla jogar pela Copa do NE. O CSA só atua pela 3ª rodada no dia 14, recebendo o Ferroviário, às 19h30, no Rei Pelé. O Vitória joga dia 15, fora de casa, contra o Sergipe, também às 19h30.

Pelo Estadual, porém, o compromisso de ambos já é logo de cara. O Azulão entra em campo no sábado, dia 11, às 16h, contra o Cruzeiro, no mesmo Trapichão. Já nesta quarta (8), o Vitória enfrenta o Atlético de Alagoinhas, no interior.

PRIMEIRO TEMPO

Sob comando do interino Bebeto Moraes, o CSA entrou em campo com uma nova formação. E logo no início, já veio um recado positivo. Em jogada individual, com um minuto, Geovane invadiu a área e caiu, após se chocar com Zeca. Apesar do lance gerar dúvidas, a arbitragem assinalou pênalti para o Azulão.

Com muita demora, quem foi para a cobrança foi o lateral Anderson Pará. Mas nada de pressão para o jogador. O lateral foi bem na bola, deslocou Lucas Arcanjo e abriu o placar no Trapichão.

Com a vantagem, o Azulão seguiu confortável em campo, enquanto o Vitória tinha dificuldades para criar suas jogadas. Tanto, que o time baiano seguiu sofrendo na defesa. Aos 13min, em cobrança de escanteio, Tomas Bastos levantou a bola com efeito. Pequenino, Robinho apareceu de surpresa na primeira trave e desviou de cabeça para aumentar a vantagem azulina: 2 a 0.

O segundo gol marujo destruiu o psicológico do Vitória, que mal tinha posse de bola. Mas, na bola parada, o Leão rugiu pela primeira vez. Com 17min, em um lance muito parecido com o segundo gol do CSA, Gegê cobrou escanteio e o artilheiro Léo Gamalho apareceu cabeceando no canto, recolocando o Rubro-Negro no jogo: 2×1.

Foram três gols antes da metade do primeiro tempo, então as equipes seguiram atacando. Com 18, o Vitória quase empatou, mas Railan foi travado na hora de finalizar. O Leão até igualou as ações e seguiu próximo do empate. Aos 31 minutos, Dibble chegou pela esquerda, tentou cruzar, mas acabou acertando o travessão.

Segurando o resultado, o CSA só veio ter uma chance com 39min. Em cobrança de falta perto da área, Xandão mandou uma bomba e a bola explodiu na barreira. Na resposta, começou uma verdadeira blitz do Leão. Osvaldo tentou pela direita e Dalberson afastou. No rebote, Dibble arriscou e a defesa cortou para manter o placar.

Com 45min, Pará tentou de fora e Arcanjo encaixou após desvio na defesa. Já aos 47, foi a vez de Dibble chutar com perigo, mas a bola subiu muito. Ainda deu tempo para Bruno Matias assustar aos 48, de cabeça, mas ele errou a direção do cabeceio. Apesar de todas as movimentações, a rede não voltou a balançar no primeiro tempo, que foi encerrado aos 49 minutos.

SEGUNDO TEMPO

A etapa final também iniciou movimentada. Logo com 41 segundos, Kaio Nunes avançou bem e deu bom chute de fora, mas errou o alvo. Com 4min, Éverton Silva tentou gol olímpico e Arcanjo cortou quando a bola ia entrando. O CSA era melhor e o Vitória estava acuado, sem reação.

Se a coisa já estava feia para o Leão, o negócio só piorou aos 11 minutos, quando Robinho foi lançado sozinho para contra-atacar. O azulino ia sair na cara do gol, mas o zagueiro Dankler cometeu a falta. Como já tinha amarelo, a arbitragem não teve dúvidas e mandou o defensor para o chuveiro mais cedo. Na cobrança de falta, quase Tomas Bastos aumentou, mas Lucas Arcanjo fez uma linda defesa.

Mesmo com um jogador a menos, o Vitória conseguiu assustar. Gegê meteu um lindo lançamento na área, aos 16min. Léo Gamalho apareceu e deu um toque de cabeça, que morreu na trave. Com o susto, o Azulão tentou controlar mais a posse, enrolando o tempo.

Porém, quando surgiu a chance de ataque, o CSA foi fatal. Com 26 minutos, Éverton Silva fez uma linda jogada pela direita e cruzou na área. Arcanjo falhou feio e a bola sobrou com Rodriguinho, na pequena área, que só empurrou para o gol: 3 a 1.

Com o placar praticamente definido, o jogo perdeu muita intensidade. Com poucas chances criadas, os minutos passaram e nada do Vitória reagir. No contra-ataque, o Azulão até assustou, mas sem chutar no gol. Com 46min, Zeca tentou diminuir de fora, mas errou feio o alvo. Aos 50min, quase saiu o segundo do Leão. Dalberson foi chutar e a bola bateu em Tréllez. Antes da rede balançar, a arbitragem anulou o lance, sem motivo.

O lance foi o final do jogo, que foi encerrado aos 51min, enfim, com uma vitória azulina.

Pará cobrou bem o pênalti que abriu no placar no Trapichão – (Foto: A I L T O N  C R U Z)

Arivaldo Maia com texto de Guilherme Magalhães – Redação da Gazetaweb

CSA vence o Vitória no Rei Pelé e assume a liderança do Grupo B
   5 de fevereiro de 2023   │     18:29  │  0

Jogadores do CSA comemora gol contra o Vitória

Jogadores do CSA comemoram gol contra o Vitória –  (Foto: A I L T O N  C R U Z)

Pará, Robinho e Rodriguinho marcam para o Azulão; Dankler, do Leão, é expulso no 2º tempo.

O CSA espantou a crise com um resultado marcante no Estádio Rei Pelé. Pela segunda rodada da Copa do Nordeste, bateu o Vitória neste domingo por 3 a 1 e chegou à liderança do Grupo B.

Pará, de pênalti, Robinho e Rodriguinho fizeram os gols do time alagoano. Dois deles, inclusive, com falha do goleiro Lucas Arcanjo. Léo Gamalho diminuiu para o Vitória, que ainda teve o zagueiro Dankler expulso no segundo tempo.

Os jogadores do Vitória reclamaram muito do árbitro pernambucano Gilberto Rodrigues. No primeiro minuto do jogo, ele marcou um pênalti polêmico de Zeca em Geovane, do CSA.

Quinta, a diretoria do CSA demitiu o técnico Roberto Fonseca, após derrota para o Aliança, lanterna do Alagoano, e apostou neste domingo em Bebeto Moraes, treinador do sub-20. Ele montou bem a equipe e mostrou serviço para a torcida.

O Vitória volta as atenções para o Campeonato Baiano. Quarta-feira, às 19h15, enfrenta o Atlético de Alagoinhas fora de casa. Sábado, o CSA recebe o Cruzeiro-AL no Rei Pelé, pelo Campeonato Alagoano, às 16h.

Maais detalhes na edição desta segunda do seu blog preferido.

Arivaldo Maia com Redação do ge – Alagoas

CSA x Vitória: veja escalações, desfalques e arbitragem
     │     9:30  │  0

CSA x Vitória será às 16h do domingo, no Rei Pelé — Foto: ge

CSA x Vitória será às 16h do domingo, no Rei Pelé — (Foto: ge)

Tudo o que você precisa saber sobre o jogo da 2ª rodada da Copa do Nordeste.

CSA e Vitória se enfrentam às 16h deste domingo, no Estádio Rei Pelé, em Maceió. O jogo vale pela segunda rodada da Copa do Nordest

O CSA não vive um bom momento dentro e fora de campo. Na última quinta-feira, o time perdeu para o Aliança, lanterna do Campeonato Alagoano, por 2 a 1, e agora briga pra fugir do rebaixamento. Com a derrota pelo estadual, a direção demitiu o técnico Roberto Fonseca. No Nordestão, o CSA tem um ponto no Grupo B e ocupa o quinto lugar.

O CSA não vive um bom momento dentro e fora de campo. Na última quinta-feira, o time perdeu para o Aliança, lanterna do Campeonato Alagoano, por 2 a 1, e agora briga pra fugir do rebaixamento. Com a derrota pelo estadual, a direção demitiu o técnico Roberto Fonseca. No Nordestão, o CSA tem um ponto no Grupo B e ocupa o quinto lugar.

CSA – Técnico: Bebeto Moraes (interino)

Bebeto Moraes, técnico da equipe sub-20, vai comandar o time neste domingo. Com pouco tempo para preparar a equipe, a tendência é que ele não mexa muito na formação azulina. Contra o Aliança, o time deixou o campo ouvindo vaias e cobranças da torcida.

Provável escalação: Dalberson; Everton Silva (Jonathan), Thales, Xandão e Pará; Bruno Matias, Guilherme Rend e Tomas Bastos (Geovane); Robinho (João Felipe), Rodriguinho e Kaio Nunes.

Quem está fora: Fintelman, Douglas, Tito e Celsinho (todos no departamento médico)

Vitória – técnico João Burse

João Burse não poderá contar o lateral-esquerdo Vicente e o atacante Rafinha, que sentiram dores na coxa no último jogo. Lateral-direito de origem, Zeca deve fazer a função na lateral esquerda. Se isso se confirmar, Railan será o lateral pela direita. A outra opção do lado esquerdo é João Lucas.

No ataque, Osvaldo deve substituir Rafinha, mas Diego Torres está na briga. No gol, Dalton está recuperado de lesão na coluna e disputa vaga com Lucas Arcanjo. No meio, sai Diego Torres e entra Léo Gomes, que cumpriu suspensão no Campeonato Baiano.

Time provável: Lucas Arcanjo [Dalton]; Railan, Dankler, Camutanga e Zeca; Léo Gomes, Gegê e Diego Torres; Nicolás Dibble, Osvaldo e Tréllez [Léo Gamalho].

Desfalques: Rodrigo Andrade, Dionísio, Lazaroni, Vicente e Rafinha (lesão)

Árbitro – Gilberto Rodrigues Castro Júnior (PE)
Assistente 1 – Francisco Chaves Bezerra Júnior (PE)
Assistente 2 – Karla Renata Cavalcanti de Santana (PE)
Quarto árbitro – Jonata de Souza Gouveia (AL)

Arivaldo Maia com Redação do ge – Alagoas

Copa do Nordeste: CRB empata com o Náutico jogando nos Aflitos
     │     7:00  │  0

Diogo Silva em Náutico x CRB

Diogo Silva em Náutico x CRB, após cobrar o pênalti com categoria – (Foto: Rafael Vieira/AGIF)

Diogo Silva falha no primeiro tempo em gol do Timbu, mas se redime com empate aos 45 da segunda etapa; equipes seguem invictas e no G-4 de seus grupos na Copa do Nordeste.

De vilão a herói. Este foi o enredo do goleiro Diogo Silva do CRB, na tarde de ontem, contra o Náutico, pela Copa do Nordeste. Depois de falhar no primeiro gol do Timbu, ele se redimiu em cobrança de pênalti aos 45 do segundo tempo, garantindo empate em 2 a 2, nos Aflitos.

Para o alvirrubro pernambucano, fica a frustração de perder os 100% de aproveitamento após ficar à frente do placar duas vezes. Para o alvirrubro alagoano, a alegria de se manter invicto na temporada.

O Náutico ainda é o primeiro colocado do grupo B, líder isolado com quatro pontos, mas tem posição ameaçada por Santa Cruz e CSA, que ainda jogam na rodada. O CRB é o segundo do grupo A, também com quatro pontos, atrás do Fortaleza, que tem seis, mas também tem posição ameaçada pelo complemento da rodada.

O Náutico joga agora na próxima terça-feira, quando visita o Afogados da Ingazeira, às 20h, no sertão pernambucano, pelo Estadual. Já o CRB volta a campo na próxima quinta-feira, pelo Alagoano. O Galo de Campina recebe o CSE no Rei Pelé, às 20h.

Arivaldo Maia com Redação do ge – Alagoas

CBB empata fora de casa e segue bem na Copa do Nordeste
   4 de fevereiro de 2023   │     19:46  │  0

Náutico e CRB ficaram no empate por 2 a 2, pelo Nordestão – (Foto: Tiago Caldas/CNC)

O CRB ficou no empate com o Náutico, por 2 a 2, neste sábado (4), no Estádio dos Aflitos, no Recife. O confronto foi válido pela 2ª rodada da competição. Vale lembrar que ambos venceram seus jogos na estreia e mantêm a invencibilidade.

Os gols do embate foram de Souza e de Kayon, pelo Náutico, um em cada tempo; e de Renato e Diogo Silva, do lado do Galo, ambos na segunda etapa. Destacando que o goleirão regatiano Diogo Silva fez o gol que decretou o empate, cobrando pênalti.

Com este resultado, o time regatiano ocupa a 2ª posição do Grupo A, com 4 pontos. E os pernambucanos estão na liderança do Grupo B, com 4 pontos.

Pelo Nordestão, o Galo tem pela frente o Campinense, na quarta-feira (15), no Estadio Governador Ernani Sátiro, Amigão, em Campina Grande-PB, às 19h30.

Já pelo Alagoano, o time regatiano volta a campo antes. Será na quinta-feira (9), desta vez no Rei Pelé, às 20h, diante do CSE.

O Timbu, na quarta-feira (15), recebe o Fluminense-PI, nos Aflitos, às 21h30, pela Copa NE. E, pelo Pernambucano, a equipe faz o clássico com o Sport, no sábado (11), também nos Aflitos, às 16h30.

Ariavaldo Maia com Fernanda Medeiros – Redação da Gazetaweb