Category Archives: Série C

CSA conhece 17 dos 19 adversários da Série C 2024; confira os times
   21 de novembro de 2023   │     9:44  │  0

Rodada do próximo sábado define os últimos rebaixados da Série B e completa a lista.

O CSA aguarda a última rodada da Série B para conhecer os dois últimos adversários que vai enfrentar no Brasileiro do próximo ano. Até agora, a Série C de 2024 tem 17 equipes definidas.

Neste ano, Ferroviário-CE, Ferroviária-SP, Athletic Club, Caxias subiram da Série D. Por outro lado, já caíram da Segunda Divisão, ABC e Londrina. No próximo sábado, com todos os jogados marcados para as 17h (de Brasília), os outros dois rebaixados serão conhecidos.
Quatro equipes ainda estão na luta para fugir do Z-4: Sampaio Corrêa, Chapecoense, Tombense e Ponte Preta.

A última rodada da Série B marca os seguintes confrontos de quem está na briga pela permanência:
CONFRONTOS NA BRIGA PARA FUGIR DO REBAIXAMENTO NA SÉRIE B

A última rodada da Série B marca os seguintes confrontos de quem está na briga pela permanência:

CONFRONTOS NA BRIGA PARA FUGIR DO REBAIXAMENTO NA SÉRIE B

CONFRONTO LOCAL
Ponte Preta x CRB Estádio Moisés Lucarelli
Tombense x Mirassol Estádio Antônio Guimarães de Almeida
Chapecoense x Vitória Arena Condá
Sport x Sampaio Corrêa Ilha do Retiro

Equipes confirmadas na Série C de 2024

  • ABC
  • Aparecidense
  • Athletic Club
  • Botafogo-PB
  • Caxias
  • Confiança
  • CSA
  • Ferroviária-SP
  • Ferroviário-CE
  • Figueirense
  • Floresta
  • Londrina
  • Náutico
  • Remo
  • São Bernardo
  • São José-RS
  • Volta Redonda
  • Ypiranga-RS

 

Tombense 0 x 1 Ponte Preta – Adeus jejum e Z-4 da Série B
   11 de novembro de 2023   │     23:00  │  0

Brasileirão - Série BPonte Preta lutou muito em Tombos – (Foto: Victor Souza – Tombense)

A Macaca quebrou jejum de dez jogos sem vencer, saiu da zona de rebaixamento e ultrapassou o próprio tombense e a Chapecoense.

Depois de passar dez rodadas sem vencer a Ponte Preta quebrou o jejum ao bater o Tombense por 1 a 0, em Tombos (MG), neste sábado, e de quebra deixou a zona de rebaixamento da Série B do Campeonato Brasileiro. Após este jogo, válido pela 36.ª rodada, o time paulista aparece em 15.º lugar, com 38 pontos, um na frente do próprio time mineiro, em 16.º, que também briga para não cair à Série C.

Este jogo era considerado de ‘vida ou morte’ para a Ponte Preta por se tratar de um confronto direto. Agora a missão do time de Campinas é manter-se fora da zona de degola, tendo pela frente o Juventude, em Caxias do Sul (RS), e depois o CRB, em casa. O Tombense vinha de três vitórias seguidas e defendia uma série invicta de cinco jogos. Vai sair diante do CRB e receber o Mirassol na última rodada.

PONTE PRETA JOGOU BEM

Mesmo atuando como visitante, foi a Ponte Preta que teve a iniciativa. Buscou ter mais a posse no campo de ataque, o time acuava o Tombense, que não conseguia se organizar e armar o contra-ataque. Porém, a finalização só veio aos 28 minutos, em cobrança de falta de Elvis, defendido por Felipe Garcia. Vendo que poderia arriscar mais, a Ponte Preta quase abriu o placar, mas a cabeçada de Felipe Amaral parou no travessão.

A situação dos donos da casa ficou complicada, quando perdeu sua dupla de zaga: Roger Carvalho e Ednei, ambos saindo lesionados. Apesar de ter mais presença ofensiva, o time paulista não conseguiu traduzir o volume em gols, permanecendo o empate até o intervalo.

GOL EM FALHA DO GOLEIRO

O segundo tempo teve o mesmo cenário, com a Ponte preta marcando bem e tentando ir ao ataque. Mas o gol saiu num lance estranho. O experiente meia Elvis cobrou falta bem alta em direção ao gol, mas o goleiro Felipe Garcia errou na subida, vendo a bola tocar em suas mãos e entrar. Uma falha gritante, aos 21 minutos. Este foi o primeiro gol de Elvis na Série B e seu quinto na temporada, que teve no primeiro semestre a conquista do título paulista da Série A2.

PRÓXIMOS JOGOS

Na próxima rodada, a Ponte Preta segue como visitante, quando visita o Juventude, no próximo sábado, às 17h00, em Caxias do Sul (RS). Já o Tombense encerra a 37.ª rodada, na segunda-feira (20), contra o CRB, no Rei Pelé, em Maceió.

Arivaldo Maia com Futebol Interior

 

Custos podem inviabilizar mudança: clubes da Série C do Brasileirão se articulam para mudar formato
   31 de outubro de 2023   │     12:00  │  0

Troféu da Série C do Campeonato Brasileiro – (Foto: Divulgação/CBF)

Objetivo é deixar a competição nos mesmos moldes das Séries A e B.

A Série C do Campeonato Brasileiro mudou de formato a partir de 2022, mas deve passar por nova alteração visando as próximas temporadas. Com clubes reclamando de calendário curto e renda menor, alguns dirigentes já lideram um pedido para que a competição siga os caminhos das Séries A e B.

De acordo com Fábio Bentes, presidente do Remo, em entrevista ao “ge”, algumas equipes já articulam o movimento.

“Desde quando a gente resolveu mudar o regulamento para essa primeira fase, pontos corridos, turno único, a intenção já era fazer um campeonato ida e volta, de pontos corridos, mas em virtude de questões orçamentárias da CBF, obviamente, não foi possível. Mas a CBF, desde então, há dois anos atrás, quando mudou isso, ficou de estudar caminhos, buscar caminhos para tornar a competição pontos corridos, e os clubes, obviamente, vêm tentando que isso aconteça”, iniciou.

O objetivo é fazer com que a terceira divisão nacional seja disputada em 38 rodadas e com os mesmos moldes de classificação nas séries acima. Atualmente, a Série C tem três fases: 20 clubes se enfrentam em turno único; os oito melhores avançam e formam dois grupos com quatro equipes; os dois primeiros colocados de cada grupo sobem para a Série B, sendo que os líderes formam a final do torneio.

“Passados dois anos, ou seja, já permitido mudar o regulamento, a ideia é que volte a carga para que essa mudança possa prosperar. As articulações já iniciaram. A gente tem conversado com alguns clubes nesse sentido, no entanto, eu acho que a palavra final vai ser da CBF, por conta dos custos envolvidos”, completou o dirigente do Remo.

Na edição de 2023, Paysandu, Operário-PR, Brusque e Amazonas (campeão) conquistaram o acesso para a Segundona do ano que vem, enquanto Pouso Alegre-MG, Altos-PI, Manaus e América-RN foram rebaixados.

Arivaldo Maia e [email protected]

Amazonas e Brusque fazem final da Série C; Paysandu também garante acesso à Série B de 2024
   9 de outubro de 2023   │     13:30  │  0

Equipes ficam com as duas primeiras colocações após sexta rodada do Grupo C do Brasileiro. Vitória rende à Onça-pintada classificação para decisão da disputa nacional.

Amazonas e Paysandu garantiram vagas na Série B do Campeonato Brasileiro de 2024. Ao final da sexta rodada da Segunda Fase da Série C da competição nacional, as equipes terminaram nas duas primeiras colocações do Grupo C da disputa.

No caso da Onça-pintada, por ter terminado na primeira colocação, a equipe amazonense vai disputar a final do Brasileiro com o Brusque.

Com o resultado, o Amazonas chegou aos 12 pontos e ficou com quatro vitórias e duas derrotas nesta fase da disputa.

Na última rodada, a equipe garantiu os 66% de aproveitamento com nove gols marcados e quatro gols sofridos.

Mesmo com a derrota por 1 a 0, o Papão ainda cravou o acesso. A queda da liderança apenas o tirou da decisão da Série C do Brasileiro, mas o recolocou na Série B do Brasileiro. A última participação da equipe paraense na Segundona foi em 2018.

Equipes classificadas para Série B de 2024

Brusque
Amazonas
Paysandu

Neste domingo, outra vaga na Série B do Campeonato Brasileiro vai ser definida. São Bernardo, São José-RS e Operário-PR lutam por uma última vaga no Grupo B da disputa.

Arivaldo Maia com Redação do ge — Teresina

 

 

 

CSA participou da reunião da Liga que vai destinar R$ 5,5 milhões ao azulino de Alagoas
   24 de setembro de 2023   │     9:00  │  0

O CSA participou da reunião da Liga Forte do Futebol na última sexta-feira e selou o acordo para receber 20% dos direitos de transmissão dos jogos do Campeonato Brasileiro. Nesse encontro, em São Paulo, o clube foi representado pelo presidente do Conselho Deliberativo, Christiano Beltrão.

Rafael Tenório e Mirian Monte, presidente e vice-executivos, respectivamente, não viajaram para o evento. Pelo que o ge apurou, ambos alegaram que tinham outros compromissos que impossibilitaram a participação no encontro da Liga.

Com o acordo assinado, o CSA deve receber a primeira parte dos R$ 5,5 milhões até o dia 31 de outubro deste ano. A prioridade de pagamento da Liga será para os clubes participantes das Séries A e B do Brasileiro.

Enquanto isso, a diretoria segue fazendo costuras para montar o novo departamento de futebol. Marlon Araújo disse ao ge que já conversou com Rafael Tenório, expôs suas ideias e acredita que o desfecho deve ser anunciado na próxima terça.

Outro nome é o de Alarcon Pacheco, para o cargo de executivo de futebol. Alarcon já foi dirigente do Corinthians Alagoano, há alguns anos, e já trabalhou por um bom tempo também no CRB. Ele estava na Chapecoense nesta temporada, onde era executivo de futebol, mas saiu no início de agosto.

Arivaldo Maia com Redação do ge – Alagoas