Category Archives: Treinadores

Louzer destaca poder de reação do CRB contra o Náutico: “A gente ficou duas vezes atrás do placar”
   6 de fevereiro de 2023   │     9:30  │  0

Umberto Louzer disse que o CRB ainda está em fase de encaixe — Foto: Aldo Carneiro/Pernambuco Press

Umberto Louzer disse que o CRB ainda está em fase de encaixe — (Foto:  Aldo Carneiro – Pernambuco Press)

Treinador também explica escolha por Anderson Leite no meio-campo.

O técnico Umberto Louzer não reclamou do empate com o Náutico, por 2 a 2, pela segunda rodada da Copa do Nordeste. Disse após o jogo que o time poderia sair com um resultado melhor dos Aflitos, mas reconheceu o bom trabalho do treinador adversário e gostou do poder de reação de sua equipe, que ficou duas vezes atrás do placar neste sábado.
Louzer analisou o jogo em entrevista ao repórter Rodrigo Veridiano, do Na Rede, no corredor que dá acesso aos vestiários dos Aflitos.

– Como ponto positivo, a gente pode falar que saiu duas vezes atrás do placar e teve o poder de reação. Em momento algum abdicando de buscar o gol da vitória. E, se pegar os números e transportar pra dentro do campo, a gente vai perceber que foi melhor em todos os aspectos, entrada no último terço, maior número de finalizações, maior número de finalização dentro do alvo. O que nos faltou foi um capricho maior. Todos nós saímos aqui insatisfeitos com o resultado, mas tem que dar os parabéns, a gente sabe da dificuldade que é enfrentar o Náutico, uma equipe muito bem organizada pelo Dado (Cavalcanti). Exigiu muito da nossa marcação e das nossas movimentações também pra poder gerar o desequilíbrio ao sistema defensivo deles – analisou o técnico, e acrescentou:

– O jogo, a meu ver, foi bom de ser assistido. Um jogo que em alguns momentos esteve no controle do CRB, e em outros momentos do Náutico. Falei aqui com os atletas que a gente sai com aquela sensação de que poderíamos estar levando mais dois pontos pra Maceió, pra Alagoas, mas infelizmente a gente não conseguiu. Vamos continuar trabalhando, é um processo de evolução, crescendo, mas a equipe não abdicou de jogar, de ganhar a partida. Claro que a gente tem margem de crescimento, de evolução, é em cima disso que a gente vai buscar, até porque essa equipe foi formada, está trabalhando, e muito, pra conquistar grandes coisas nessa temporada.

Na escalação de sábado, Louzer optou por Anderson Leite no meio-campo, deixando Juninho Valoura no banco. Ele explicou a escolha.

– Foi pela saída mais de trás, um jogo mais de infiltração. A gente precisava ter um corredor central ali também, esse ataque à área, de pisar na área, e ter um preenchimento maior, até porque o jogo já acontecia muito pelos lados, né? Foi essa nossa leitura. Infelizmente, a gente começou a ter jogo interno, ofertou ao adversário seis contra-ataques no primeiro tempo, um deles acabou ocasionando a falta em que tomamos um gol de falta (…) Souza foi feliz na cobrança ali – explicou o treinador, e prosseguiu:

– O jogo era para bater fora, ter essas combinações fora, essa bola rápida, né? De cruzamento, no qual a gente fez o nosso gol, o primeiro com o Renato, mas também ter essa infiltração por dentro. Então por isso a gente optou pela entrada do Anderson. Quando a bola batesse no Mike, pelo corredor, pelo Mateus, que ele tivesse essa infiltração pra gerar esse desequilíbrio e gerar um desconforto à defesa adversária e assim a gente ter possibilidade de finalização.

Arivaldo Maia com Redação do ge – Alagoas

Filho de Pelé, Edinho pede demissão do Londrina e é recontratado 9 horas depois
   5 de fevereiro de 2023   │     22:00  │  0

Edinho é o atual técnico do LondrinaEdinho é o atual técnico do Londrina – (Foto: Reprodução/Instagram/@01edinho)

Mais tranquilo, foi demovido da ideia pela diretoria e anunciou o ‘fico’ através das redes sociais.

O técnico Edinho, ex-goleiro e filho de Pelé, passou por uma situação inusitada. O treinador de 52 anos pediu demissão do Londrina logo após o empate por 1 a 1 com o Rio Branco, na última quinta-feira, 2, pelo Campeonato Paranaense.

No entanto, ele acabou sendo recontratado apenas nove horas depois. O anúncio do “fico” aconteceu por meio das redes sociais. “Nada como um dia após o outro! Após reunião com a diretoria, continuo no processo e sigo no comando técnico do nosso Tubarão. Nunca desisti de nada na minha vida e não vai ser agora a primeira vez! Quero agradecer, do fundo do coração, as mensagens de apoio e solidariedade da minha última postagem. Fiquei emocionado. Confesso que é uma situação inusitada que eu estou vivendo, mas, com toda energia positiva que recebi, tenho fé e a certeza que devo aceitar a proposta de continuar e concluir esse ciclo da melhor forma, sempre em busca das vitórias! Pra cima, Tubarão”, escreveu Edinho em sua conta no Instagram.

Curiosamente, também foi por meio das redes sociais que ele anunciou a sua despedida do Londrina horas antes – sem ao menos comunicar o clube sobre a sua decisão. Descontente com o resultado e a atuação do Londrina, ele nem mesmo chegou a participar da entrevista coletiva e se despediu dos jogadores no vestiário. Mais tranquilo, foi demovido da ideia pela diretoria. “Eterna gratidão por todos que me apoiaram, acreditaram e confiaram em mim ao longo dessa jornada, nesse ‘Gigante do Interior’. Deixo, com muito orgulho, um grupo de jovens talentos que representam um grande potencial de retorno econômico para o clube, e um legado de grandeza e profissionalismo que esse clube e o seu torcedor, tanto merece. Infelizmente, não vou continuar para estar presente na colheita desses frutos, mas, tenho a certeza do valor da minha contribuição para o processo que idealizei e implementei no dia-dia (sic)! Muito obrigado a todos, mais uma vez”, publicou Edinho, na mensagem já apagada.

Depois de trabalhar dois anos no sub-20 do Londrina, Edinho assumiu o comando do time principal na virada do ano, projetando a preparação para 2023. O time, que está na segunda divisão do futebol brasileiro, é o sétimo colocado no Estadual, com uma vitória, três empates e duas derrotas. Logo no início de seu trabalho na equipe principal, Edinho precisou se ausentar da pré-temporada para visitar o pai no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, onde passou os seus últimos momentos com Pelé. O Rei do Futebol morreu no dia 29 de dezembro, vítima de complicações causadas por um tumor no cólon.

Arivaldo Maia com Redação da Jovem Pan – São Paulo

Vítor Pereira comenta irritação de Vidal no banco de reservas do Flamengo
   4 de fevereiro de 2023   │     19:00  │  0

Vidal – (Foto: Marcelo Cortes/CRF)

Volante arremessou as chuteiras com força depois da confirmação de que não entraria em campo no jogo contra o Boavista.

A irritação de Vidal por não entrar em campo na vitória do Flamengo sobre o Boavista por 1 a 0, na última quarta-feira, foi um dos temas da entrevista coletiva do técnico Vítor Pereira. Logo após o treinador definir as últimas substituições do Rubro-Negro no jogo, o volante arremessou com força suas chuteiras no gramado e no banco de reservas do Maracanã. O flagra foi feito pelas da BandSports.

“Um ou outro jogador ficar insatisfeito é uma coisa natural, porque nós temos que tomar decisões em função daquilo que analisamos e em função da ideia que temos dos jogadores que estão mais aptos neste momento a ajudar a equipe. Temos que colocar a equipe e o clube acima de todas as ambições pessoais”, disse Vítor Pereira.

Durante a partida, o técnico Vítor Pereira promoveu todas as cinco substituições a que tinha direito. Pouco antes da parada técnica do segundo tempo, Ayrton Lucas, Erick Pulgar e Everton Cebolinha entraram nos lugares de Filipe Luís, Thiago Maia e Everton Ribeiro, respectivamente.

Já na reta final do jogo, o treinador fez as demais duas substituições: colocou Matheus França e Marinho nos lugares de Arrascaeta e Pedro, respectivamente.

SEGUNDA POLÊMICA DE VIDAL NO MESMO DIA

Vale lembrar que esta não foi a única polêmica em que Vidal se envolveu nesta quarta-feira. Mais cedo, durante uma live em seu canal na Twitch, o volante chileno deu a entender que está disposto a deixar o Flamengo para se transferir ao Colo-Colo, clube que o revelou.

Arivaldo Maia com redacao@odia.com.br

ÚLTIMA HORA: Técnico do CSA é afastado após derrota surpreendente para o Aliança
   2 de fevereiro de 2023   │     23:08  │  0

Roberto Fonseca caiu após a derrota para o Aliança no Rei Pelé — Foto: Ailton Cruz/Gazeta de Alagoas

O treinador Roberto Fonseca caiu após a derrota saurpreendente para o Aliança no Rei Pelé — (Foto: A I L T O N  C R U Z)

O técnico Roberto Fonseca não resistiu a mais um resultado negativo e foi demitido na noite desta quinta-feira, após a derrota do CSA para o Aliança, por 2 a 1, no Estádio Rei Pelé.

Christiano Beltrão, integrante da junta diretiva do CSA, informou ao competente repórter Warner Olivera, do Timaço da Rádio Gazeta, que o técnico Roberto Fonseca vai sair. “O Roberto segue a vida dele, desejamos boa sorte.

Com apenas quatro pontos na tabela de classificação do Alagoano, o CSA amarga a vice-lanterna e agora corre risco de rebaixamento.

Fonseca comandou o CSA em oito jogos oficiais, sendo dois na pré-Copa do Nordeste, cinco no Campeonato Alagoano e um no Nordestão. O treinador deixa o comando do CSA com apenas duas vitórias, três empates e três derrotas.

Secretário do Conselho Deliberativo do clube, Cristiano Beltrão confirmou a saída do técnico.

– O Roberto vai seguir a vida dele e o CSA segue a sua vida. A gente deseja boa sorte e vamos trabalhar pra buscar o substituto, se possível, ainda hoje. Foi uma conversa muito boa, o Roberto é um cara educado, inteligente e sabe que é resultado – afirmou Beltrão, acrescentando:

– A situação do CSA não é fácil, não adianta iludir a torcida, é trabalhar. Tudo é oferecido da melhor maneira possível, agora é virar a chave e pensar no jogo de domingo, pela Copa do Nordeste – disse o dirigente, em entrevista ao repórter Warner Oliveira, do consagrado Timaço da Gazeta.

O CSA volta a jogar domingo pela Copa do Nordeste. Às 16h, recebe o Vitória no Estádio Rei Pelé.

Arivaldo Maia com Redação do ge – Alagoas

Abel chega a 41 cartões recebidos no Palmeiras; trio da comissão fica suspenso para torneio nacional
     │     1:00  │  0

Abel Ferreira reclama durante jogo do Palmeiras contra o Flamengo pela Supercopa — Foto: Cesar Greco/Palmeiras

Abel Ferreira reclama durante jogo do Palmeiras contra o Flamengo pela Supercopa — (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Técnico e auxiliares foram expulsos na final da Supercopa e cumprirão suspensão na Copa do Brasil ou Brasileirão; Abel recebeu três cartões em cinco jogos em 2023.

Abel Ferreira foi expulso pela primeira vez em 2023 nos minutos finais da vitória do Palmeiras sobre o Flamengo, na conquista do título da Supercopa, no último sábado, em Brasília.

Foi a sexta expulsão do português desde a chegada ao Brasil.

O árbitro Wilton Pereira Sampaio, que havia advertido Abel com cartão amarelo no primeiro tempo, justificou a expulsão na súmula apontando que o técnico do Palmeiras “protestou contra a arbitragem dando um soco no ar e chutando o microfone”.

Desde que chegou ao Palmeiras, em novembro de 2020, Abel Ferreira soma 41 cartões recebidos, sendo 35 amarelos e seis vermelhos. O treinador considera que parte das advertências são uma espécie de perseguição da arbitragem. Apesar de tentar diminuir o tom das reclamações, ele já recebeu três cartões em cinco jogos em 2023.

Além de Abel, os auxiliares João Martins e Vitor Castanheira também foram expulsos por reclamação com a arbitragem na final da Supercopa. Os dois portugueses são os substitutos na ausência de Abel Ferreira no comando do Palmeiras.

Arivaldo Maia com  Redação do ge — São Paulo