Category Archives: Estádios

Estádio Paulo Machado de Carvalho não vai mudar de nome, assegura presidente do Consórcio Allegra Pacaembu
   20 de fevereiro de 2024   │     3:00  │  0

Projeção gráfica de como deve ficar o estádio Paulo Machado de CarvalhoProjeção gráfica de como deve ficar o estádio Paulo Machado de Carvalho –

(Foto: Divugação/Allegra Pacaembu)

O jornalista Wanderley Nogueira entrevistou Eduardo Barella, presidente da Progen e do Consórcio Allegra Pacaembu para o podcast Nossa Conversa, hospedado no site da Jovem Pan. A Allegra Pacaembu é responsável por administrar o Complexo Pacaembu, composto pelo estádio Paulo Machado de Carvalho e o Centro Poliesportivo. O consórcio venceu a licitação de concessão pelo valor de R$ 111 milhões por 35 anos.

Wanderley Nogueira: O valor de R$ 111 milhões é pago à vista, de forma mensal, anual? Como esse valor chega aos cofres da prefeitura?

Eduardo Barella: O valor ofertado pela concessionária foi de R$ 111 milhões, como você mesmo colocou. Este foi um certame licitatório, ou seja, foi uma concorrência entre quatro participantes da qual saímos vencedores. Existia, no certame licitatório, um regramento em relação ao pagamento da outorga. A outorga mínima foi R$ 35 milhões e definia como vencedor quem pagasse o maior valor. Nosso valor foi de R$ 111 milhões, e o edital previa que fosse paga a diferença entre o valor mínimo e o valor ofertado. Portanto, antes do contrato ser assinado, nós fizemos um pagamento no valor aproximado de R$ 80 milhões. A diferença deste valor começou a ser paga no ano passado e será paga em dez prestações reajustadas. Portanto, este foi o valor apenas para que nós assinássemos o contrato de concessão.

WN: Dez prestações reajustadas anuais?

EB: Sim, anuais. Do 4º ao 14º ano são dez prestações do valor mínimo. E, como eu já disse, a diferença já foi paga, antes mesmo da assinatura do contrato de concessão.

Arivaldo Maia, Wanderley Nogueira e Vinicius Alexis – Redação da Jovem Pan – São Paulo

 

Alvo de críticas, Consórcio Maracanã se posiciona sobre as condições do gramado
   19 de fevereiro de 2024   │     22:30  │  0

Alvo de críticas por parte de treinadores e jogadores, o gramado do Maracanã vem chamando a atenção pelo péssimo estado de conservação. Nesta sexta-feira, porém, o Consórcio Maracanã, responsável pelo estádio, se pronunciou sobre o assunto.

Por meio de nota, o Consórcio informou que eventos não ligados ao futebol, que aconteceram no estádio no final do ano passado, contribuíram para prejudicar a recuperação do gramado.

“O Consórcio Maracanã vem a público prestar alguns esclarecimentos sobre a situação do gramado. O estádio recebeu, somente no mês de dezembro do ano passado, quatro eventos, sendo dois megashows – Paul McCartney e Ivete Sangalo – o que fez com que um grande palco ficasse montado por duas semanas sobre o gramado”, informou a empresa em nota nas redes sociais.

A quantidade de partidas disputadas no local no mês de fevereiro, junto com as altas temperaturas e as chuvas de verão, foram fatores que ajudaram a dificultar a recuperação total do campo de jogo.

A empresa que administra o estádio disse que vai tomar medidas para que o gramado volte a ter condições ideais para os próximos torneios. No final deste mês, no dia 29, o Maracanã vai ser palco do jogo de volta da final da Recopa Sul-Americana, entre Fluminense e LDU.

Neste início de temporada, Fernando Diniz e Tite, técnicos de Fluminense e Flamengo, fizeram críticas ao estado do gramado, aumentando a repercussão sobre os jogos que vem sendo realizados no estádio carioca.

NOTA DO BLOG

Enquanto os maiores estádios brasileiros continuarem dividindo seu espaço entre jogos e shows, essa ‘Gandaia’ não termina.

Arivaldo Maia

Blog do Arivaldo com Redação do ESTADÃO CONTEÚDO

Allianz Parque começa a trocar gramado após reclamações do Palmeiras
   18 de fevereiro de 2024   │     17:00  │  0

Allianz PalmeirasAllianz Parque começa a trocar gramado após reclamações do Palmeiras – (Foto: Agência Estado)

A WTorre, empresa responsável pela administração do estádio, afirma que não há um prazo para finalização da troca, feita pela Soccer Grass

Pouco depois da partida, o clube comunicou que não jogaria mais no estádio até que o gramado fosse reparado.

Após reclamações públicas do Palmeiras, incluindo técnico e jogadores, o Allianz Parque começou a troca do criticado gramado sintético. Nesta sexta-feira, vazaram imagens do campo já sem a grama em toda a sua extensão. A WTorre, empresa responsável pela administração do estádio, afirma que não há um prazo para finalização da troca, feita pela Soccer Grass.

O último jogo do Palmeiras no Allianz Parque foi contra o Santos, em 28 de janeiro, pelo Paulistão. Pouco depois da partida, o clube comunicou que não jogaria mais no estádio até que o gramado fosse reparado. As condições ruins do campo foram o motivo apontado para uma lesão do meia Giuliano, do Santos. Bruno Rodrigues, atacante do Palmeiras, já havia se lesionado pela mesma razão, em confronto com a Inter de Limeira.

A WTorre informou que não há um prazo determinado para completar o procedimento de troca do termoplástico, material que superaquece e causa problemas no campo. Os trabalhos começaram na semana passada. A Soccer Grass, responsável pela instalação e manutenção, também instalou a grama da Academia de Futebol. Devido ao descontentamento com a situação, o Palmeiras rompeu o contrato comercial com a empresa referente ao CT.

DESCONTENTAMENTO PALMEIRENSE ESCALOU ATÉ MUDANÇA PARA BARUERI

O Palmeiras já havia comunicado à Soccer Grass sobre a piora da qualidade dos campos do Allianz Parque. O clube entendeu que houve demora nas ações de reparo, o que causou prejuízo e levou o time para atuar longe de casa.

Abel Ferreira, técnico da equipe, nunca escondeu a insatisfação com o campo, especialmente depois de shows realizados na Arena, como quando miçangas ficaram espalhadas pela grama depois dos shows da cantora Taylor Swift, em novembro do ano passado.

Arivaldo Maia com Agência Estado e Futebol Interior

Morumbi terá capacidade para 85 mil após reforma; veja ranking dos maiores estádios do mundo
   1 de janeiro de 2024   │     23:00  │  0

O São Paulo fechou na sexta-feira, 29, um acordo com a construtora WTorre para a realização da reforma no estádio do Morumbi. O contrato assinado prevê que as obras sejam finalizadas em 2030, ano em que o clube tricolor completa 100 anos de existência. Entre os efeitos da modernização, está a ampliação da capacidade do estádio para receber 85 mil pessoas em dias de jogos, atualmente em pouco mais de 65 mil, e 100 mil em shows – atualmente, cerca de 70 mil.

Se as obras de requalificação terminassem hoje, o Morumbi passaria muito perto de figurar entre os dez maiores estádios do mundo em capacidade de público. A lista atualmente é encabeçada pelo Estádio Rungrado Primeiro de Maio, em Pyongyang, na Coreia do Norte, que pode receber até 114 mil torcedores. No ranking, ainda aparecem palcos emblemáticos, como o Camp Nou, em Barcelona (99.354) e Wembley, na Inglaterra (90.000).

A reforma transformaria ainda o Morumbi no estádio que mais cabe torcedores no Brasil. Atualmente, o Maracanã, no Rio de Janeiro, é o que detém a maior capacidade: 78.838. Em seguida, fechando o top-5, vêm Mané Garrincha, em Brasília (72.788); o próprio estádio do São Paulo; Castelão, em Fortaleza (63.903); e Mineirão, em Belo Horizonte (61.846)

Além das obras de ampliação da capacidade de torcedores, a casa do São Paulo deverá contar com uma cobertura nas arquibancadas, um estacionamento para 2 mil veículos e um anfiteatro modular com capacidade para 20 mil pessoas.

CONFIRA A LISTA DOS MAIORES ESTÁDIOS DO MUNDO

Rungrado Primeiro de Maio – Pyongyang, Coreia do Norte: 114.000 torcedores.

Melbourne Cricket Ground – Melbourne, Austrália: 100.024 torcedores.

Camp Nou – Barcelona, Espanha: 99.354 torcedores.

FNB Stadium – Joanesburgo, África do Sul: 94.736 torcedores.

Nova Capital Administrativa – Cairo, Egito: 93.940 torcedores.

Rose Bowl – Pasadena, Estados Unidos: 92.542 torcedores

Wembley – Londres, Inglaterra: 90.000 torcedores.

Nacional de Lusail – Lusail, Catar: 88.966 torcedores.

Azteca – Cidade do México, México: 87.523 torcedores.

Boerg el Arab – Alexandria, Egito: 86.000 torcedores.

 

Arivaldo Maia com Redação do ESTADÃO CONTEÚDO

Uefa libera estádio construído em cima de shopping na Sérvia para fases iniciais da Liga dos Campeões
   18 de dezembro de 2023   │     17:00  │  0

Stadion Shopping Center, a casa do Vozdovac, da Sérvia – (Foto: Divulgação/Vozdovac)

Casa do FK Vozdovac tem capacidade para apenas 5.175 torcedores.

Sérvia – Construído na cobertura do Stadion Shooping Centre, em Belgrado, na Sérvia, o Estádio Vozdovac recebeu licença da Uefa para receber jogos das fases iniciais da Liga dos Campeões e da Liga Europa. A arena foi inaugurada em agosto de 2013 e acomoda até 5.175 torcedores.

Atualmente casa do FK Vozdovac, o estádio em sua arquitetura inicial se chamava Bojan Matic Stadium e foi criado em 1912. No entanto, foi demolido em 2011 para construção do shopping e reaberto dois anos depois na parte superior do centro comercial.

Nascido em 2005 como fusão de uma equipe com o mesmo nome com o clube Zeleznik, o Vozdovac disputa a primeira divisão da Sérvia, mas está longe do patamar dos tradicionais Estrela Vermelha e Partizan.

A liberação da Uefa é provisória e só vale para fases preliminares por conta do regulamento de competições da entidade, que prevê capacidade mínima para 8 mil espectadores em jogos de fase de grupos.

Arivaldo Maia com