Category Archives: Rei do Futebol

Um mês da morte de Pelé: Rei do Futebol foi homenageado com nome em ruas e estádios ao redor do mundo
   30 de janeiro de 2023   │     21:00  │  0

Pelé: Rei do Futebol e Atleta do Século – (Foto: Reprodução/Instagram)

Ídolo brasileiro morreu no dia 29 de dezembro de 2022, aos 82 anos.

A morte de Pelé está completando um mês neste domingo, dia 29. Desde o falecimento do Rei do Futebol, ruas e estádios ao redor do mundo foram renomeados para homenagear o maior jogador da história.

Durante o velório de Pelé, realizado na Vila Belmiro, Gianni Infantino disse que iria pedir a todos os países do mundo que colocassem o nome do Rei do Futebol em pelo menos um estádio no território. O pedido do presidente da Fifa foi prontamente acatado por países da África, da América do Sul e da Europa.

ESTÁDIOS DE FUTEBOL

Estádio Nacional – Cabo Verde

O primeiro país que anunciou a renomeação de um estádio como homenagem ao Rei do Futebol foi Cabo Verde. Menos de uma semana depois da morte de Pelé, o primeiro-ministro da nação africana José Ulisses Correia e Silva anunciou a intenção de alterar o nome do Estádio Nacional, localizado em Praia, capital caboverdiana.

– Pelé foi e sempre será uma referência no Brasil, na nossa lusofonia e todo o resto do mundo, sendo um ídolo que liga várias gerações. Como homenagem e reconhecimento a esta figura que nos engrandece a todos, manifesto a intenção de nomear nosso estádio nacional, como “Estádio Pelé – disse o político, em comunicado oficial.

Casa da Fifa – Suíça

Para servir de exemplo aos demais países, a Fifa anunciou que o estádio administrado pela própria entidade, chamado anteriormente de “Casa da Fifa”, seria renomeado em homenagem ao ídolo santista. A arena, localizada em Zurique, na Suíça, passou a ser chamada de “Estádio Pelé – Fifa Zurique”.

– O mais importante é prestar homenagem ao Rei Pelé, e embora eu humildemente tenha sugerido que em todas as nossas 211 associações membros pelo menos um estádio ou local de futebol tenha o nome dele, daremos o exemplo dando o campo em nossa sede o nome ‘Estádio Pelé – Fifa Zurique’ – disse Gianni Infantino.

Bello Horizonte – Colômbia

Um dia depois do anúncio da mudança de nome dos estádios de Cabo Verde e Suíça, foi a vez dos colombianos homenagearem o Rei do Futebol. Juan Guillermo Zuluaga, governador do departamento de Meta, informou a renomeação do estádio Bello Horizonte, da cidade de Villavicêncio.

– Da planície colombiana anunciamos ao mundo que nosso belo estádio de Villavicêncio se chamará Bello Horizonte Rei Pelé. As futuras gerações devem saber quem foi esse ícone do futebol mundial. Aceitamos a sugestão da Fifa – declarou o governador.

Estádio Regional Bafata – Guiné Bissau

A Guiné Bissau foi outro país africano que decidiu homenagear Pelé com o nome de um estádio. O Estádio Regional, na cidade de Bafata, recebeu o nome do Rei do Futebol. A arena tem capacidade para 15 mil pessoas.

Radial Oeste – Rio de Janeiro

Através de determinação do prefeito Eduardo Paes, um trecho da Avenida Radial Oeste, uma das principais vias de acesso ao Maracanã, no Rio de Janeiro, foi renomeado como Avenida Rei Pelé. A placa com o novo nome foi instalada no dia 4 de janeiro.

Avenida C – Belo Horizonte

O prefeito de Belo Horizonte, Fuad Noman, postou na tarde do dia 5 de janeiro que iria encaminhar à casa legislativa uma proposta para alterar nome da Avenida C, no entorno do Mineirão, para Avenida Rei Pelé.

Ainda no dia da morte de Pelé, Rodrigo Garcia, Governador de São Paulo na época, anunciou que o complexo viário da Nova Entrada de Santos, uma das maiores obras de infraestrutura da cidade, receberia o nome de “Rei Pelé”.

Arivaldo Maia com PARCERIA LANCE & ISTOÉ

Filha publica últimas fotos de Pelé em vida e agradece apoio de equipe médica
   13 de janeiro de 2023   │     1:00  │  0

Kely Nascimento publicou as últimas fotos de Pelé no hospital - Foto: Reprodução/Instagram @iamkelynascimento
Kely Nascimento publicou as últimas fotos de Pelé no hospital — (Foto: Reprodução/Instagram @iamkelynascimento)

 

Kely Nascimento, filha de Pelé, usou as redes sociais nesta quinta-feira para fazer um longo agradecimento à equipe médica do Hospital Albert Einstein, onde o Rei do Futebol ficou internado. O ídolo máximo do esporte brasileiro morreu no dia 29 de dezembro, vítima de um câncer no cólon.

“Eu sei que cuidar do Pelé e uma honra mas também sei que as pessoas não entendem a debilitante pressão e cobrança que acompanham o privilégio de cuidar de um Rei. Das médicas e médicos até as pessoas da limpeza, vocês não só cuidaram dele com uma deferência e um carinho que eu nem imaginava possível, vocês cuidaram de nós também, com uma paciência e tolerância que eu não posso explicar”, escreveu Kely no Instagram.

A filha de Pelé também enalteceu todos os cuidados dos funcionários do hospital quando se confirmou a morte do Rei do Futebol. Na publicação, Kely revelou fotos feitas nos últimos momentos de Pelé em vida, em companhia de diversos familiares.

“No momento em que aconteceu aquilo que nenhum de nós realmente acreditávamos que ia acontecer, naquela hora em que a profunda tristeza se misturava com o desespero de chegar aos familiares mais próximos antes das notícias e a ansiedade sobre o que nos esperava nos próximos momentos, entre drones e helicópteros e celulares que pareciam estar vivos e gritando, vocês todos das demais equipes assumiram uma posição de protetores não só de nós e do Pelé mas também da integridade espiritual e corporal do Edson”, publicou Kely.

Pelé foi velado na Vila Belmiro, estádio do Santos, entre os dias 2 e 3 de janeiro. Seu corpo foi sepultado no Memorial Necrópole Ecumênica, após um longo cortejo pelas ruas da cidade de Santos, cujo momento mais emocionante foi quando passou diante da casa da família do Rei do Futebol, no Canal 6.

Depois das cerimônias, as filhas de Pelé, Kely, Flávia e Celeste e a enteada Gemima homenagearam novamente o pai. Elas fizeram tatuagens especiais com dedicatórias que o Rei do Futebol deixou para elas.

Vídeo mostra parentes e amigos conversando com Pelé – (Foto Reprodução)

Arivaldo Maia com Redação do ESTADÃO CONTEÚDO

 

Time do México instala trono permanente na arquibancada em homenagem a Pelé
   12 de janeiro de 2023   │     13:30  │  0

Pachuca instala trono em homenagem a PeléPachuca instala trono em homenagem a Pelé, em homenagem inesquecível – (Foto: Club de Fútbol Pachuca/Divulgação)

Clube prestou uma série de homenagens ao ex-jogador antes da partida contra o Puebla pelo Clausura 2023.

O Pachuca do México instalou um trono permanente na arquibancada do Estádio Hidalgo em homenagem a Pelé. A equipe prestou uma série de homenagens ao ex-jogador uma hora antes da estreia no Clausura 2023 contra o Puebla.

O assento foi instalado logo abaixo do camarote em homenagem a Pablo Hernán Gómez. Foi colocado um coberto escrito “O Rei Pelé”, acompanhado de uma assinatura de Edson Arantes do Nascimento.

Jogadores da equipe mexicana entraram em campo vestindo uma camisa 10 da seleção brasileira, modelo semelhante ao usado na campanha do tri em 1970. Naquele ano, o México sediou a Copa do Mundo que teve Pelé como o principal destaque da Amarelinha.

Balões brancos foram lançados pelos torcedores, além de ser respeitado um minuto de silêncio antes da bola rolar. Em vídeo divulgado nas redes sociais, o time fez um agradecimento a Pelé e destacou a importância do Rei do Futebol para a equipe.

“Em cada canto de nossa instituição, você deixou sua luz e sua magia para sempre”. O jogo disputado no último dia 10, terminou com vitória de 5 a 1 do Pachuca.

Arivaldo Maia com Redação da Jovem Pan – São Paulo

Estádio da Colômbia receberá o nome de Pelé após pedido da Fifa
   9 de janeiro de 2023   │     17:00  │  0

Estádio em Villavicencio, na Colômbia, passará a se chamar Bello Horizonte Rey Pelé - Divulgação

Estádio em Villavicencio, na Colômbia, passará a se chamar Bello Horizonte Rey Pelé – (Foto: Divulgação)

Infantino sugeriu que cada federação filiada à entidade batizasse ao menos um estádio com o nome do Rei do Futebol.

Um estádio da cidade de Villavicencio, no sul da Colômbia, receberá o nome de Pelé. Será o primeiro estádio da América Latina que receberá o nome do ex-jogador após sua morte, em 29 de dezembro, aos 82 anos.

No velório do Rei do Futebol, o presidente da Fifa, Gianni Infantino, sugeriu federações filiadas batizassem pelo menos um estádio com o nome do ex-jogador como forma de homenagear e mostrar ao mundo quem foi Pelé.

A informação foi divulgada por Juan Guillermo Zuluaga, governador do departamento de Meta.

“Anunciamos ao mundo que nosso charmoso estádio se chamará Bello Horizonte ‘Rei Pelé’”, escreveu em seu Twitter. O estádio foi inaugurado em 1958 com o nome de Bello Horizonte e é casa do modesto Llaneros, clube da segunda divisão do futebol colombiano.

O local tem capacidade de receber 15 mil espectadores. “As futuras gerações devem saber quem foi este ícone do futebol mundial. Acolhemos a sugestão”, acrescentou Zuluaga.

Desde 1979, o Brasil possui o estádio Rei Pelé, em Alagoas, também conhecido como Trapichão, nome do bairro onde foi edificado. O estádio recebe jogos do CRB e do CSA, os principais times do Estado.

No Rio de Janeiro, trecho da Radial Oeste foi batizada com o nome “Avenida Rei Pelé”.

Em espanhol, o texto de Juan Guillermo Zuluaga, governador do departamento de Meta, Colômbia, atendeu o pedido da Fifa, enfatizando que os jovens do futuro nunca deverão esquecer o brasileiro Pelé, Atleta do Século e Rei do Futebol.

Pelé nome criança PeruPelé morreu aos 82 anos em dezembro – (Foto: Franck FIFE / AFP)

Arivaldo Maia e Redação da Jovem Pan – São Paulo

Santos decide não abrir armário de Pelé na Vila Belmiro para preservar mística
   7 de janeiro de 2023   │     21:00  │  0

Homenagem para Pelé

O mistério em torno do que existe dentro do armário de Pelé na Vila Belmiro será mantido. O Santos decidiu que não irá abrir o móvel para preservar a “mística”. O presidente Andres Rueda tomou a decisão dois dias depois do sepultamento do Rei, que descansa em um jazigo dourado dentro de um mausoléu no primeiro andar do Memorial Necrópole Ecumênica, cemitério mais alto do mundo, em Santos. O Estadão apurou que a ideia, por ora, é manter o armário fechado para que o enigma continue.

“Ele guardou um objeto e levou a chave. Reza a lenda que é para dar sorte ao time do Santos”, recordou Rueda durante o velório do Rei.

Único tricampeão mundial com a seleção brasileira presente no velório, Clodoaldo não vai poder matar sua curiosidade. O “cão de guarda” de Pelé, com o qual jogou no Santos por sete anos, afirmou na cerimônia que era favorável à abertura do armário.

“Não sei como vai ser, mas tem que acabar com esse suspense para sabermos o que ele deixou de lembrança para nós, torcedores. É uma curiosidade muito grande”, afirmou. Segundo contou, nem os amigos e companheiros de Santos sabem o que Pelé guardou lá. “O que tem nós não sabemos. Toda vez que se perguntou para o próprio Pelé ele falou que não tem nada”.

O místico armário está fechado desde 2 de outubro de 1974, data do último jogo de Pelé pelo Santos, que venceu aquela partida por 2 a 0, com gols de Claudio Adão e Geraldo (contra).

Pelé encerrou a sua jornada no Santos aos 21 minutos daquela partida. Ajoelhou-se no centro do gramado, abriu os braços e chorou. Depois, tirou a camisa e deu a volta olímpica, aplaudido de pé por mais de 20 mil torcedores na Vila Belmiro.

Terminados os atos que marcaram sua despedida no campo, desceu ao vestiário e teria guardado o uniforme e outros objetos no armário, que foi trancado em homenagem ao maior jogador de todos os tempos.

Sequência de fotos feitas com exclusividade pelo Estadão do vestiário da Vila após o jogo da despedida mostram Pelé de costas perto abrindo o armário, depois abaixado e de pé, guardando seus objetos lá. Antes de abri-lo, ele aparece chorando. O fotógrafo Reginaldo Manente foi o único a registrar o momento. Na parte interna da porta do gabinete, é possível ver uma dedicatória.

Abrir o móvel não era objeto de debate até a morte do ídolo santista, dia 29 de dezembro, vítima de complicações relacionadas a um câncer de cólon contra o qual lutou por mais de um ano.

Existem lendas diferentes a respeito do que tem dentro do armário. Uma delas diz que o conteúdo pode ser a solução dos problemas financeiros do Santos. Pessoas ligadas a Pelé dizem o contrário. Segundo elas, não há nada que desperte tamanha curiosidade no gabinete, senão materiais esportivos, como chuteira e uniforme.

O armário do Rei faz parte do tour na Vila Belmiro feito por milhares de visitantes anualmente. É o ponto alto da visita guiada com fãs de diferentes times e locais do Brasil e do mundo. A porta foi adesivada com uma foto do Rei vestindo a lendária camisa 10 do Santos e a assinatura do ídolo.

O vestiário da Vila Belmiro já foi reformado algumas vezes – a última em 2013 – mas o móvel nunca foi aberto e vai continuar fechado também na nova Vila, cuja construção foi aprovada pelo Conselho Deliberativo do Santos em dezembro passado. O clube deve remover o armário para a reforma e recolocá-lo intacto no novo estádio.

Arivaldo Maia com Redação do ESTADÃO CONTEÚDO