Category Archives: Fifa

FIFA afirma que arbitragem no empate do Brasil foi correta
   18 de junho de 2018   │     11:56  │  3

A Fifa avaliou positivamente a arbitragem do mexicano Cesar Ramos na estreia do Brasil na Copa do Mundo. A seleção brasileira reclamou muito de um empurrão do suíço Zuber em Miranda no lance que gerou o gol de empate da Suíça.

A equipe do VAR analisa constantemente todos os lances do jogo – o que chamam de checagem silenciosa. O lance do gol foi revisto pelos árbitros que atuaram no jogo entre Brasil x Suíça e nenhum deles achou que foi falta. O árbitro mexicano César Ramos recebeu a mensagem de que deveria deixar o jogo seguir.

No momento em que o replay do gol da Suíça era exibido, Neymar chegou a apontar para o telão para indicar a possível falta em Miranda. Depois do jogo, criticou a arbitragem e citou a situação ao dizer que considerou o lance ilegal:

– Achei falta. Passou o replay enquanto eles comemoravam o gol e acabaram não revendo. Mas não cabe a mim. Tem quatro profissionais vendo ali, como disseram em uma reunião com a gente, falaram disso. São quatro profissionais trabalhando para isso. Só temos que jogar futebol, não tem que se preocupar com eles. Se não fizeram o trabalho deles, problema deles.

Todos os lances são avaliados em tempo real, durante o jogo. Não há checagem no intervalo e nem após as partidas. A ideia é que o árbitro possa rever eventuais decisões equivocadas a tempo, para que erros não tenham influência sobre o resultado da partida.

A entidade não vai comentar oficialmente a atuação de cada árbitro e nem eventuais reclamações de seleções. A avaliação da Fifa é que o VAR tem funcionado corretamente.

Blog com Globoesporte

Fifa oficializa VAR na Copa do Mundo da Rússia
   19 de março de 2018   │     0:02  │  0

Inovação vai aparecer na Copa do Mundo

                Inovação vai aparecer na Copa do Mundo (Foto: Divulgação/Fifa)

Após uma reunião realizada em Bogotá, na Colômbia, a Fifa aprovou o uso do sistema VAR (árbitro assistente de vídeo) na Copa do Mundo da Rússia.

A medida já havia sido aprovado pela International Football Association Board (IFAB) no início do mês como uma nova regra oficial para as partidas de futebol. No entanto, a decisão só foi ratificada durante a reunião do Conselho da Fifa.

“Vamos ter a primeira Copa do Mundo com o árbitro de vídeo. É uma decisão histórica e, naturalmente, estamos muito felizes”, declarou o presidente da Fifa, Gianni Infantino.

“Em 2018, não é possível que todo o mundo possa saber em um minuto que o árbitro cometeu um erro. O VAR ajuda o árbitro e vamos ter um futebol mais transparente e justo. É isso que queremos”, acrescentou. O sistema não será usado para qualquer situação. Ele só poderá ser acionado em quatro ocasiões: situações de gol, marcação de pênaltis, cartões vermelhos e confusão da identidade de jogadores sancionados.

O VAR começou a ser testado em 2016 e esteve presente no último Mundial de Clubes e na Copa das Confederações.Na Copa do Mundo no Brasil, em 2014, tinha sido implementado um detector automático de gols, que permitia confirmar se a bola havia entrado no gol.

A Copa do Mundo da Rússia acontece do dia 14 de junho a 15 de julho.

Blog e Agência ANSA

 

Fifa autoriza jogos oficiais no Iraque, proibidos desde década de 1990
   18 de março de 2018   │     0:02  │  0

A Fifa autorizou a disputa de jogos oficiais no Iraque, na última sexta-feira, levantando a proibição que estava em vigor desde a década de 1990 por motivos de segurança.

“Vai ser permitido que se disputem jogos internacionais da Fifa” nas cidades de Erbil, Basora e Kerbala, revelou o presidente da entidade, Gianni Infantino, em coletiva de imprensa após encerramento do conselho do organismo em Bogotá.

As três cidades estavam autorizadas a sediarem apenas partidas amistosas, sob a premissa de que a situação de segurança se mantivesse estável.

“A Fifa deu sinal verde, mas o organizador do campeonato tem que tomar a decisão”, de disputar os jogos, acrescentou Infantino.

Por outro lado, a Fifa não acatou o pedido de autoridades iraquianas de aprovar partidas em Bagdad, apesar do dirigente suíço garantir que vai continuar estudando o pedido.

Há anos o Iraque, cujo governo declarou vitória sobre o grupo Estado Islâmico, constrói estádios e pede às instâncias do futebol que possa voltar a disputar jogos oficiais.

As seguidas guerras, o embargo e posteriormente a invasão do país sob regime de Sadam Husein, as violências confessionais e dos jihadistas obrigaram a seleção e os clubes do país a disputarem seus jogos em exílio.

Em 2012, a Fifa levantou a sanção. Mas desde o primeiro jogo internacional organizado -Iraque versus Jordania em Erbil, no Curdistão-, uma queda de energia obrigou o organismo dar um passo atrás.

Infantino presidiu o Conselho da Fifa, que autorizou o uso da vídeo-arbitragem (VAR) na Copa do Mundo da Rússia-2018.

Blog com Agência AFP

Fifa aprova uso do árbitro de vídeo e abre caminho para tecnologia na Copa da Rússia
   5 de março de 2018   │     0:01  │  0

Árbitro analisa partida em vídeo

Árbitro analisa partida em vídeo, utilizando inovação que ainda tem problemas de aceitação (Foto: VALERY HACHE / AFP)

O Conselho de Associação do Futebol Internacional (IFAB), da qual a Fifa faz parte, aprovou por unanimidade, a adição do árbitro assistente de vídeo nas regras do futebol. A decisão do encontro em Zurique, na Suíça, abre caminho para a instalação do sistema na Copa do Mundo da Rússia, que começa em 14 em junho.

O painel que regulamenta as regras do futebol votou no último sábado pela atualização das leis do esporte. O rol de regras agora deverá incluir a revisão de lances de jogo pelo árbitro assistente de vídeo, conhecido pela sigla VAR.

Ainda assim, a Fifa ainda precisa decidir se vai aplicar o VAR no Mundial da Rússia. Esta decisão deve sair no próximo 16 de março, quando o conselho da Fifa se reunirá em Bogotá, na Colômbia.

O presidente da Fifa, Gianni Infantino, já demonstrou o apoio à tecnologia e ressaltou que a arbitragem da Copa do Mundo deveria ter a ajuda do vídeo na análise de lances-chave nos 64 jogos da competição.

A revisão por vídeo pode anular erros de árbitros em apenas quatro casos: gols, pênaltis, cartões vermelhos e confusão na identidade de um jogador sancionado.

O VAR já foi testado oficialmente em outros torneios da Fifa, como Mundial de Clubes e Copa das Confederações. Além da tecnologia, o IFAB também aprovou uma quarta substituição nas equipes em caso de prorrogação.

Blog com EXTRA

Fifa ‘rifou’ Del Nero após ser acusada por investigadores dos EUA de protegê-lo
   3 de março de 2018   │     0:02  │  0

Del Nero foi afastado em dezembro até 15 de março. Suspensão pode ser ampliada por mais 45 diasDel Nero foi afastado em dezembro até 15 de março. Suspensão pode ser ampliada por mais 45 dias

 

A Fifa só suspendeu Marco Polo del Nero, presidente afastado da CBF, depois que ganhou força a tese entre os investigadores de Nova York de que estava protegendo o brasileiro, um dos principais cabos eleitorais de Gianni Infantino na América do Sul. O temor da entidade era ser acusada de cumplicidade. Por isso, afastou temporariamente o dirigente no final de 2017 como um sinal de que não estava sendo conivente com a gestão do futebol brasileiro.

Del Nero foi afastado em dezembro até 15 de março. Sua suspensão pode ser ampliada por mais 45 dias, se a Fifa precisar de mais tempo para completar sua investigação interna.

Fontes próximas à investigação nos EUA confirmaram que a condenação de José Maria Marin e outros cartolas não significa que o inquérito esteja concluído. Nos próximos dias, Jeff Webb, ex-vice-presidente da Fifa, deveria conhecer sua sentença. Mas um novo acordo foi estabelecido para que ele colabore por mais seis meses com o inquérito. De forma paralela, o FBI continua investigando a corrupção na entidade máxima do futebol.

A estimativa dos técnicos é de que os documentos confiscados e os indícios podem levar a Justiça norte-americana a conduzir pelo menos mais cinco anos de investigações, em especial sobre tentativas de pessoas dentro da Fifa em abafar escândalos ou suspeitas.

Por dois anos e meio, a entidade com sede em Zurique não tomou qualquer medida contra Del Nero, mesmo depois de ele ser indiciado nos EUA. A situação do brasileiro acabou sendo exposta pelos relatos de testemunhas que apontaram em dezembro, na Corte do Brooklyn, como Del Nero teria recebido e pedido propinas. Ele nega.

Blog com Jornal do Brasil