Flamengo tem base mais rentável fora da Europa nos últimos 10 anos; Benfica lidera no mundo
   12 de janeiro de 2024   │     12:00  │  0

Zico recebeu De La Cruz no Ninho do Urubu — Foto: Marcelo Cortes/Flamengo

Zico recebeu De La Cruz no Ninho do Urubu — (Foto: Marcelo Cortes/Flamengo)

Levantamento do Observatório CIES diz que atletas formados no clube renderam a portugueses R$ 2,77 bilhões em transferências. Com R$ 1,22 bilhão de receita, Fla é o 13º no planeta.

Um levantamento do Observatório de Futebol CIES divulgado na última quarta-feira indica que o Benfica teve a base mais rentável do mundo nos últimos 10 anos. Os dados levantados pelo CIES apontam que os portugueses tiveram receita de € 516 milhões (R$ 2,77 bilhões) com as transferências de atletas formados no clube entre 2014 e 2023. O Flamengo é a equipe com base mais rentável fora da Europa, aparecendo em 13º no ranking mundial, com receita de € 228 milhões (R$ 1,22 bilhão).

O levantamento traz os 100 clubes que mais geraram receita nos últimos 10 anos com os atletas formados em suas bases. O critério leva em conta apenas jogadores que passaram pelo menos três temporadas em cada clube tendo entre 15 e 21 anos.

Na segunda colocação aparece o Ajax, com € 376 milhões de receita, seguido pelo Lyon, que arrecadou € 370 milhões. Fecham o Top 10 Real Madrid, Chelsea, Monaco, Sporting, Tottenham, Manchester City e Atalanta. Depois, vêm RB Salzburg e PSV – até que aparece o primeiro não-europeu: o Flamengo, em 13º.

O clube carioca negociou um total de 27 atletas formado em sua base entre 2014 e 2023, mas teve grande aumento nas receitas com esssas transferências nos últimos cinco anos. Entre 2014 e 2018, o Flamengo arrecadou € 66 milhões em vendas de jovens formados no Ninho do Urubu, enquanto conseguiu € 162 milhões entre 2019 e 2023. Mas foi em 2018 que ocorreu a venda mais cara: a de Vinicius Junior para o Real Madrid por € 45 milhões.

Logo depois do Flamengo vem o River Plate, em 14º, e depois outro sul-americano só aparece na 28ª posição: o Palmeiras, que arrecadou € 171 milhões no período. Em 29º está o Santos, com € 168 milhões arrecadados, enquanto o São Paulo vem em 31º, com € 159 milhões.

Outros cinco brasileiros aparecem no Top 100 mundial: Fluminense, em 36º (€ 143 milhões); Grêmio, em 40º (€ 135 milhões); Corinthians, em 51º (€ 106 milhões); Vasco, em 54º (€ 103 milhões); e Athletico Paranaense, em 66º (€ 85 milhões).

Arivaldo Maia com Redação do ge – Rio de Janeiro