Botafogo amarga jejum e vê queda de desempenho como mandante afetar na disputa pelo título
   28 de novembro de 2023   │     20:00  │  1

Botafogo empatou com o Santos no Nilton Santos – (Foto: Vitor_Silva)

Alvinegro não vence em casa desde agosto.

O Botafogo se complicou na disputa pelo título após o empate com o Santos por 1 a 1, no último domingo (26), no Nilton Santos, pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Alvinegro, que já foi líder, segue em má fase na competição e, agora, não depende mais de si para ser campeão. E um dos fatores determinantes para a queda de aproveitamento foi o jejum de vitórias em casa.

O empate com o Santos foi o sétimo jogo consecutivo sem vitória do Botafogo como mandante. O Glorioso já foi dono da melhor campanha com mando e, atualmente, tem apenas a sexta melhor. A última vitória dentro de casa aconteceu no dia 27 de agosto, contra o Bahia por 3 a 0. Desde então, foram sete jogos, quatro derrotas e três empates.

A derrota para Flamengo por 2 a 1, no dia 2 de setembro, marcou o fim da invencibilidade do Botafogo como mandante. Desde então, o Alvinegro também foi derrotado por Cuiabá (1 a 0), Palmeiras (4 a 3) e Grêmio (4 a 3), além dos empates com Goiás, Athletico-PR e Santos por 1 a 1. A sequência ficou marcada pelas viradas sofridas para o Palmeiras e Grêmio, e até mesmo pela queda de luz contra o Athletico-PR.

Jejum não é somente em casa

O jejum do Botafogo não é exclusivamente dos jogos em casa. O Alvinegro não vence uma partida do Campeonato Brasileiro desde a vitória sobre o América-MG por 2 a 1, no Independência, no dia 18 de outubro. De lá para cá, são oito jogos sem vitória.

Desde a vitória sobre o América-MG, o Botafogo perdeu quatro e empatou outras quatro partidas. No período, perdeu a liderança e caiu para o terceiro lugar na classificação, além de ver os times do quarto ao sexto lugar diminuírem a diferença para três pontos.

Arivaldo Maia com Redação do jornal O DIA

COMENTÁRIOS
1

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Interiorano

    Arivaldo, eu já comentei uma vez e vou reprisar : O problema do Botafogo se iniciou pouquíssimo tempo depois da saída do Técnico Luiz Castro! Deveria ter mantido o auxiliar Caçapa! O Botafogo continuou ganhando! Ganhou 3 jogos e ia bem na Sul Americana! Aí, trouxe o Técnico Bruno Lage e o time desandou! Desclassificou se da Sul Americana, perdeu para o Flamengo, etc.! Saiu Bruno Lage e o time continuou desandando! Ou seja : Não foi após a saída do Luiz Castro e sim, após a saída do Caçapa que o time começou a desandar! E aí, entrou um componente prejudicial ao time : Abalo mental/psicológico! O efeito foi tanto, que mesmo com o time colocando 3 a 0 no placar, sofreu revestrés deixando os outros times (Grêmio, Palmeiras) virarem o jogo! Afora isso, sofreu derrotas até para times potencialmente inferior :Corinthians, Vasco, Cuiabá! E, até quem fazia gols, deixou de fazer! Em resumo, não foram os empates que o prejudicaram e sim, as derrotas citadas anteriormente! Se ele tivesse empatado os 5 jogos, estaria com 67 pontos, isto é, 4 pontos a mais do que o segundo colocado e provavelmente, bem próximo da Taça! É inacreditável o que aconteceu, pois, o time chegou a colocar 13 pontos de vantagens para o segundo colocada! Têm um velho ditado que diz : “Têm coisas que só acontecem com o Botafogo”! É uma pena, pois, o time merecia ser Campeão!

Comments are closed.