Duilio admite ‘jogo horroroso’, fala em vexame e pede desculpas por derrota do Corinthians
   26 de novembro de 2023   │     1:00  │  0

Duilio Monteiro Alves, nos últimos dias de seu mandato, precisou dar um breve pronunciamento sobre a goleada sofrida pelo Corinthians diante do Bahia, por 5 a 1, na última sexta-feira, na Neo Química Arena, pela 35ª rodada do Brasileirão.

“Depois de tudo o que a gente viu, não quero responder perguntas. Fizemos um jogo horroroso, foi um vexame, não tem como justificar, não tem o que responder, Mano disse que nada deu certo. Temos que nos desculpar com a torcida, entender a derrota, os protestos, eles têm razão, hoje não tem o que falar, por isso não quero responder perguntas, estou com a cabeça cheia, mas fiz questão de vir falar, pedir desculpas ao torcedor, já foi esse jogo, temos três jogos para mudar essa imagem horrorosa”, disse o presidente.

Apática e claramente envergonhado, Duilio não falou sobre as tentativas de invasão no campo e no vestiário dos jogadores por parte dos torcedores do Corinthians ao final do duelo. Ele será substituído no comando do clube por André Negão, candidato da situção, ou pelo empresário Augusto Melo, da oposição.

A eleição aconteceu ontem sem que o Corinthians saiba do que será do seu futuro em 2024. Apesar de estar no 12º lugar, com 44 pontos, o clube paulista ainda não se livrou totalmente de um possível rebaixamento. O 17º colocado é o Cruzeiro, com 41. Além de Duilio, o goleiro Cássio também pediu desculpas aos torcedores.

“Temos mais três partidas para recuperar os pontos. Fizemos um jogo muito ruim hoje, não vejo uma acomodação, tivemos uma semana de treinos intensa, fizemos um péssimo jogo, temos de pedir desculpas à torcida, que veio e nos apoiou. É digerir, sentir, não será uma noite fácil”, afirmou.

O Corinthians se prepara para mais um duelo direto na luta contra o rebaixamento. O próximo compromisso da equipe é com o Vasco, marcado para terça-feira, às 21h30, em São Januário, no Rio de Janeiro, pela 36ª rodada do Brasileirão. Os dois últimos jogos são contra Internacional (em casa) e Coritiba (fora).

Arivaldo Maia com Redação do ESTADÃO CONTEÚDO