Flamengo: Gabigol vive o maior jejum de gols na carreira desde 2015
   17 de novembro de 2023   │     16:00  │  0

Gabriel pode deixar o Flamengo.

Vale destacar que Gabigol possui uma lesão de sobrecarga nos adutores das coxas e vem convivendo com dores – (Foto: Andres Stapff / Reuters)

O Flamengo por enquanto optou por realizar um tratamento conservador, mas a tendência é que o atacante passe por um procedimento no fim da temporada.

O atacante não balança as redes desde o dia 20 de agosto.

Ídolo e um dos jogadores mais emblemáticos da geração do Flamengo de 2019, Gabigol vive o pior momento da sua carreira. O camisa 10 do time carioca não marca desde o dia 20 de agosto, há quase três meses, e se encontra no seu maior jejum de gols desde 2015. O atacante perdeu a vaga de titular absoluto e vem sendo alvo de cobranças e críticas de boa parte da torcida rubro-negra.

De lá pra cá, o Flamengo já disputou 12 jogos e Gabriel Barbosa não botou a bola na rede nenhuma vez. O atacante foi titular em três e foi muito pouco participativo, dando apenas um chute no gol. De acordo com o “Sofascore”, além de acumular números irreconhecíveis, o atacante também possui duas expulsões, contra Athletico e Fluminense.

O último gol de Gabi foi diante do Coritiba, no Couto Pereira, em vitória do Flamengo por 3 a 2. Na ocasião, o camisa 10 empatou o jogo ainda no primeiro tempo com um gol de pênalti. O placar chegou a ficar 2 a 2, mas Gerson, com um lindo gol de fora da área, aos 49 do segundo tempo, garantiu a vitória para o time carioca.

O jejum de Gabigol é ainda maior quando o tema é bola rolando. Nesse recorte, o atacante está sem marcar desde o dia 26 de julho, há mais de três meses. A última vez que conseguiu balançar as redes sem ser de pênalti foi contra o Grêmio, em Porto Alegre, no jogo de ida da semifinal da Copa do Brasil. De lá pra cá o Flamengo já disputou 18 partidas.

A fase negativa dentro de campo é refletida nos números de Gabigol na temporada. Baseado no aproveitamento recente, é bem provável que o camisa 10 faça sua temporada menos artilheira desde que chegou ao Flamengo. Faltando apenas cinco jogos para o fim de 2023, o atacante acumula 20 gols até o momento. O seu pior ano no Rubro-Negro foi em 2020, com 27 tentos anotados.

Com Tite no comando, Gabriel passou a ter vaga cativa no banco de reservas, enquanto Pedro, além de tomar a vaga, passou a ser protagonista. Gabi ainda acumula minutos com o técnico no segundo tempo, mas hoje está entre as últimas opções do ataque, que hoje também conta com Luiz Araújo e Everton Cebolinha entre os 11 iniciais. Bruno Henrique, sua dupla em 2019, também deixou de ser unanimidade.

Vale destacar que Gabigol possui uma lesão de sobrecarga nos adutores das coxas e vem convivendo com dores. O Flamengo por enquanto optou por realizar um tratamento conservador, mas a tendência é que o atacante passe por um procedimento no fim da temporada.

Arivaldo Maia com Esporte News Mundo