‘Sempre estive bem fisicamente, mas não recebi oportunidades com a comissão anterior’, diz Rodrigo Caio, do Flamengo
   8 de novembro de 2023   │     18:00  │  0

Rodrigo Caio pelo FlamengoRodrigo Caio pelo Flamengo — (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

Defensor convive com um histórico de lesões que não permitem que ele tenha uma sequência de jogos desde 2020.

Multicampeão pelo Flamengo, o zagueiro Rodrigo Caio voltou a atuar em duas partidas seguidas pelo clube carioca desde abril deste ano — quando esteve em campo contra o Ñublense, pela Libertadores, e o Internacional, pelo Brasileiro. Desta vez, o defensor participou dos confrontos contra o Santos e o Fortaleza, e nesse último, completou 150 jogos com a camisa rubro-negra.

Desde 2020, Rodrigo Caio convive com um histórico de lesões que não permitem que ele tenha uma sequência de jogos. Nesta temporada, inclusive, ele ficou meses sem entrar em campo e atuou apenas 11 vezes, sendo duas com o técnico Tite, embora esteja se sentindo bem fisicamente. O zagueiro também revelou que não recebeu oportunidades da comissão técnica anterior.

— Sempre estive muito bem fisicamente, treinando forte e preparado para ajudar, mas, infelizmente, não recebi oportunidades com a comissão anterior. Agora, com a chegada do professor Tite, tive essas duas oportunidades e acredito que mostrei que estou pronto para ajudar o nosso time — declarou o defensor.

A chegada de Tite significou uma mudança de paradigmas para os últimos meses do zagueiro no Flamengo. Ao notar o cenário, a comissão técnica logo reintegrou Rodrigo Caio, que quer provar que ainda pode jogar em alto nível para buscar novos ares a partir de 2024.

— Como eu falei, vinha treinando em alta intensidade há bastante tempo e estou pronto para ajudar. Confio muito no meu potencial e sei muito bem o que posso entregar dentro de campo para a nossa equipe e o nosso treinador — afirmou o zagueiro.

Rodrigo Caio chegou ao Flamengo no início de 2019 e, rapidamente, se transformou em um dos pilares defensivos da equipe. No período, foram 11 títulos conquistados: três Cariocas (2019, 2020 e 2021), duas Libertadores (2019 e 2022), dois Brasileiros (2019 e 2020), duas Supercopas do Brasil (2020 e 2021), uma Recopa Sul-Americana (2020) e uma Copa do Brasil (2022).

Arivalkdo Maia com Redação do EXTRA