Corinthians de Mano esboça coragem, mas revive sufoco e precisa estar alerta
   21 de outubro de 2023   │     1:00  │  0

Yuri Alberto disputa jogada com Felipe Melo durante Fluminense x Corinthians — Foto: Jorge Rodrigues/AGIF

Yuri Alberto disputa jogada com Felipe Melo durante Fluminense x Corinthians — (Foto: Jorge Rodrigues/AGIF)

Timão faz bom primeiro tempo contra o Fluminense, no Maracanã, mas leva sufoco na segunda etapa e segue ameaçado pelo rebaixamento.

Poderia ter sido bem melhor, mas também poderia ter sido pior. O empate em 3 a 3 contra o Fluminense, na última quinta-feira, joga o Corinthians em um caldeirão de sentimentos conflitantes: bom início e primeiro tempo honesto, mas com um resultado preocupante e mais próximo da zona do rebaixamento.

No Maracanã, o Corinthians mostrou em poucos minutos o que ainda não tinha mostrado a temporada inteira: marcação compacta no campo de ataque, pressionando até dentro da área. O time passou a Data Fifa inteira treinando movimentações deste tipo e conseguiu colocar em prática.

Os sinais do Corinthians eram ótimos até o intervalo. Um time com preocupações defensivas, sim, mas que suportou bem na marcação e finalizou tanto quanto o Fluminense (nove vezes). Foi o segundo tempo que colocou quase tudo a perder.

O Fluminense ocupou o campo de ataque, controlou e infiltrou várias vezes. O Corinthians se perdeu, não conseguiu responder uma vez sequer e teve apenas 17% de posse de bola até sofrer o empate aos 39 minutos.

A retranca com muitas finalizações cedidas lembrou aquela atuação contra o Estudiantes em La Plata, que foi salva pela trave na Sul-Americana. Ou até o clássico no Morumbi, que terminou em eliminação da Copa do Brasil. O Corinthians de Mano ainda tem muitos traços dos tempos de Luxemburgo.

A única finalização do Alvinegro no segundo tempo foi nos acréscimos, um cabeceio de Roni para fora. Dois gols de vantagem não foram suficientes para tanto recuo no segundo tempo, e a virada só não saiu porque Cássio fez defesas seguidas.

Com o ponto conquistado no Maracanã, o Corinthians chega a 32 no Brasileirão e fica dois acima do Santos, que abre a zona de rebaixamento. Na próxima rodada, o Timão terá confronto contra o América-MG, lanterna, em casa.

Arivaldo Maia com Arthur Sandes – Redação do ge –  São Paulo