Rafael Tenório surpreende ao fazer balanço de 2023: “O que faltou para o CSA foi a motivação do seu presidente”
   15 de outubro de 2023   │     10:30  │  0

Dirigente azulino participou da apresentação do técnico Rogério Corrêa na última sexta-feira.

O presidente do CSA, Rafael Tenório, fez um breve pronunciamento durante a apresentação do técnico Rogério Corrêa, no Complexo Sportivo Gustavo Paiva. Durante a fala, o dirigente azulino chamou atenção ao dizer que houve um momento que não teve motivação para o ocupar o cargo.

– Muito se fala que 2023 foi o ano que deu tudo errado para o CSA, não, não deu nada errado. O que faltou para o CSA foi a motivação do seu presidente. Hoje, eu me sinto como se tivesse iniciado o projeto no CSA em maio de 2015. Pela primeira vez durante todos esses anos que estivemos à frente do CSA, de um clube sem série para ir para a Série A, planejamento de 2020, chegando ao 5º lugar da Série B, 2021 campeão alagoano, brigando pelo acesso até o último minuto e não subimos por detalhe – disse Rafael, e prosseguiu.

– Que o CSA a partir da hora que eu decidi continuar no clube, formando esse grupo de profissionais, profissionalizando algumas coisas e podando a vaidade de muitas pessoas, que sabemos que isso acontece muito dentro do CSA, deixando todos os voluntários, como eu, tendo uma sala para tomar um café, bater um papo, porque quem tem que trabalhar é essa equipe. A minha preocupação agora dentro do CSA é administrar o clube, administrar a instituição Centro Sportivo Alagoano. Questão do dia a dia, de contratação, vamos participar, mas simplesmente como ouvinte, observador, e lógico que algumas coisas damos a nossa palavra final. O CSA renasce, esse será o resgate dois do Azulão.

Em agosto, Rafael Tenório cogitou renunciar ao cargo de presidente, mas pediu licença e se afastou do CSA, por 30 dias. No mês seguinte, ele gravou um vídeo afirmando sua permanência no cargo até o término de seu mandato, em 2027.

Na atual temporada, o CSA não passou para a semifinal do Campeonato Alagoano. Na briga para voltar à Série B, não se classificou para a segunda fase da Terceira Divisão do Brasileiro.

O clube apresentou o técnico Rogério Corrêa, que estava no Volta Redonda. Ele chega acompanhado do auxiliar Diogo Siston.

Arivaldo Maia com Redação do ge – Alagoas