Justiça suspende multa de R$ 16 milhões a Neymar por construção de lago em Mangaratiba
   7 de outubro de 2023   │     3:00  │  0

SeleçãoNeymar é o camisa 10 da seleção brasileira  – (Foto: FILIPE BISPO/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO)

Juiz da Vara Única da Comarca de Mangaratiba classificou as decisões das autoridades como ‘abusivas’ e ‘desproporcionais’.

A Justiça liberou o atacante Neymar, do Al-Hilal, do pagamento de uma série de multas que lhe foram impostas pela construção de um lago artificial em uma casa de praia que possui na Região Costa Verde do Rio de Janeiro.

A decisão foi tomada pelo juiz Richard Robert Fairclough, da Vara Única da Comarca de Mangaratiba, após recurso do jogador – o magistrado classificou as multas como desproporcionais e concedeu medida cautelar.

As multas ao atleta totalizaram R$ 16 milhões e foram aplicadas em julho devido a um lago artificial construído na mansão do jogador em um condomínio de luxo na cidade de Mangaratiba. As informações foram publicadas pela Agência EFE e confirmada pelo site da Jovem Pan.

Segundo as autoridades ambientais, as obras apresentavam uma série de irregularidades, incluindo o desvio do curso de alguns riachos, a captação de água de um rio sem autorização, escavações proibidas, movimentação irregular de pedras e terra e utilização de areia da praia perto da residência.

Para o juiz, as decisões das autoridades foram “abusivas” e desproporcionais e, por isso, ordenou a sua suspensão no prazo máximo de 72 horas, sob pena de multa pecuniária de R$ 10 mil para a Prefeitura de Mangaratiba.

Arivaldo Maia com Redação da Jovem Pan – São Paulo