Atrasos no Vasco repercutem, e 777 Partners tem dificuldade de comprar clube inglês
   6 de outubro de 2023   │     21:00  │  0

Josh Wander é sócio-fundador da 777 Partners – (Foto: Rafael Ribeiro / Vasco)

Empresa não cumpriu prazo para realizar novo aporte financeiro.

Empresa responsável por administrar o futebol do Vasco, a 777 Partners está tendo dificuldades para finalizar o negócio para a compra do Everton, da Inglaterra. De acordo com informações do jornal inglês “The Guardian”, o atraso no depósito do aporte financeiro que o grupo teria que fazer no clube carioca repercutiu na Europa, e deixou o clube britânico alerta.

A empresa norte-americana havia se comprometido a fazer um aporte de R$ 120 milhões ao Vasco até o último dia 23. Com isso, o Cruz-Maltino não conseguiu honrar os compromissos que tinha com Lille, da França, com o Nacional, do Uruguai, e com o Atlético Tucumán, da Argentina, pelas contratações de Capasso, Puma e Léo Jardim. O clube carioca foi acionado na Fifa e recebeu um transfer ban.

A nova promessa da 777 é que o valor seja depositado o mais rápido possível. Por conta do atraso, a empresa terá que realizar o pagamento, com juros. Em relação ao Everton, segundo o o jornal “Daily Mail”, a proposta da empresa norte-americana pelo clube inglês é em torno de 600 milhões de libras (cerca de R$ 3,7 bilhões).

Além do Vasco, a 777 Partners tem participações ou é dona de clubes das principais ligas europeias, como Sevilla (Espanha), Genoa (Itália) e Hertha Berlin (Alemanha), e deseja entrar na Premier League.

Arivaldo Maia com