Fifa explica que suspendeu Rubiales para não haver interferência na investigação do ‘beijo’
   5 de outubro de 2023   │     23:00  │  0

A Fifa suspendeu Luis Rubiales para evitar que o ex-presidente deposto da Federação Espanhola de Futebol manipulasse testemunhas numa investigação contra ele, afirmou o órgão dirigente no veredicto escrito que explicou a decisão.

Rubiales foi suspenso pela Fifa em 26 de agosto para salvaguardar a investigação sobre o comportamento do dirigente na final da Copa do Mundo Feminina, na qual beijou a jogadora Jenni Hermoso nos lábios durante a cerimônia de premiação.

A suspensão provisória foi ordenada “particularmente para que eventuais depoimentos pudessem ser prestados livremente e sem qualquer tipo de pressão, medo ou represálias”, escreveu o colombiano Jorge Palacio, juiz disciplinar da Fifa.

Para suspender Rubiales durante a investigação, a Fifa só precisava atender a um dos quatro motivos possíveis. O juiz concluiu que todos os quatro critérios foram atendidos, de acordo com o veredicto.

O documento de nove páginas indica que os outros incidentes que fazem parte da investigação incluem o momento em que Rubiales tocou nos órgãos genitais enquanto comemorava a vitória da Espanha por 1 a 0 sobre a Inglaterra e “carregava a jogadora espanhola Athenea del Castillo no ombro durante as celebrações pós-jogo”.

Palacio afastou Rubiales de todas as funções no futebol por suas ações e pelas da Federação Espanhola entre 25 e 26 de agosto. Hermoso foi ameaçada de ser processada pela federação. A jogadora e pessoas próximas a ela foram ameaçadas de falar favoravelmente sobre o incidente.

Em 26 de agosto, a federação emitiu um comunicado no qual afirmava que “a senhora Jennifer Hermoso mente em todas as declarações que faz contra o presidente”.

Tal conduta “não poderia ser tolerada e equivale a obstruir o referido procedimento disciplinar”, escreveu o juiz da Fifa.

Hermoso, que joga pelo Pachuca do México, foi contatada pela Fifa para confirmar suas declarações públicas e o fez por e-mail no mesmo dia, segundo o documento.

Rubiales renunciou aos cargos de presidente da federação e vice-presidente da Uefa em 10 de setembro, pressionado pelos protestos das autoridades espanholas e das jogadoras da seleção nacional. No dia seguinte, a Uefa agradeceu a Rubiales pelos seus serviços.

Rubiales é objeto de uma investigação criminal. Um juiz de Madri emitiu uma ordem de restrição para Hermoso. Rubiales nega ter cometido o crime.

Arivaldo Maia com Redação do ESTADÃO CONTEÚDO