Busto em estádio faz time de Benzema se recusar a entrar em campo na Liga dos Campeões da Ásia
   5 de outubro de 2023   │     1:00  │  0

O Al-Ittihad, de Benzema, Kanté, Fabinho e Romarinho, se recusou a entrar em campo na rodada da Liga dos Campeões da Ásia. Na última segunda-feira, o time teria de enfrentar o Isfahan, do Irã, casa do adversário. O motivo é que o estádio da equipe iraniana tem o busto de Qassem Soleimani, líder político do país que morreu em um bombardeio em 2020. A Fifa proíbe qualquer tipo de manifestação política por parte dos clubes.

A partida estava programada para acontecer às 13h, pelo horário de Brasília e teve seu cancelamento confirmado cerca de 90 minutos antes de a bola rolar. De acordo com a imprensa local, a decisão do Al-Ittihad teve o apoio do representante oficial da Confederação de Futebol da Ásia (AFC). Até o momento não se sabe qual será o procedimento com relação ao jogo.

Além do busto, de acordo com a imprensa presente no estádio, também foram colocadas faixas em agradecimento e apoio a Qassem Soleimani nas arquibancadas, que era visto pela população local e pelo líder político como um dos símbolos do país. Ao tomar conhecimento de tudo, a delegação do Al-Ittihad se colocou à disposição para atuar desde que fossem retiradas as faixas e o busto. O pedido não foi atendido e os sauditas se retiraram do local.

A AFC divulgou uma nota oficial informando que o jogo desta segunda-feira foi cancelado, priorizando a segurança de todos os envolvidos, e que a decisão sobre o que acontecerá no âmbito esportivo será definida pelas comissões responsáveis. De acordo com o regulamento, o jogo pode ser remarcado para um local neutro ou uma das equipes pode ser declarada vencedora por W.O.

“A partida do Grupo C da Liga dos Campeões da Ásia 2023/24, entre Sepahan FC e Al Ittihad FC, que estava programada para acontecer nesta noite em Isfahan, foi cancelada devido a circunstâncias imprevistas. A AFC reitera o seu compromisso em garantir a segurança dos jogadores, árbitros, espectadores e todas as partes interessadas envolvidas. Este assunto será agora encaminhado às comissões competentes”, registrou a AFC.

A atual edição da Liga dos Campeões da Ásia marca a volta de partidas entre equipes da Arábia Saudita e do Irã após sete anos. Por causa da tensão política entre os dois países, os jogos entre times sauditas e iranianos aconteciam em campos neutros e sem a presença de torcida dos países.

Em outro comunicado, a federação de futebol da própria Arábia Saudita demonstrou apoio ao clube do país que se recusou a entrar em campo no Irã.

Arivaldo Maia com Redação do ESTADÃO CONTEÚDO