Cuiabá passa fácil pelo Fluminense e se afasta da zona da degola
   30 de setembro de 2023   │     23:00  │  0

Cuiabá chegou aos 32 pontos na Série A com sua torcida gritando ‘olé’ na Arena Pantanal, contra os reservas do Flu – (Foto: AssCom Dourado)

Dourado interrompeu sequência negativa no Brasileirão aplicando 3 a 0 no time reserva do Tricolor.

Focado na semifinal da Copa Libertadores, o Fluminense poupou no Campeonato Brasileiro e ontem perdeu para o Cuiabá por 3 a 0, na Arena Pantanal, pela 25ª rodada. O Tricolor teve um jogador expulso, o volante Martinelli, na reta final do primeiro tempo e sucumbiu.

De olho no decisivo jogo contra o Internacional, pela Libertadores, o técnico Fernando Diniz nem sequer levou boa parte dos titulares para o jogo contra o Cuiabá. O time praticamente todo reserva encontrou dificuldade para criar e viu a situação ficar complicada após a expulsão de Martinelli.

Com a derrota, o Fluminense, com 41 pontos, está na sexta colocação do Campeonato Brasileiro. Já o Cuiabá, que não vencia havia seis rodadas, pulou para 32 pontos e se distanciou da zona de rebaixamento – está na 11ª colocação.

O Fluminense, agora, decide uma vaga na final da Libertadores contra o Inter. O jogo de volta é nesta quarta-feira, às 21h30 (de Brasília), no Beira-Rio. Como o jogo de ida da semifinal foi 2 a 2, quem vencer avança à decisão. Um novo empate leva para os pênaltis. Pelo Brasileirão, o próximo compromisso do Fluzão é o clássico com o Botafogo, domingo, às 16h, no Maracanã. Já o Cuiabá só volta a campo no dia 14, quando recebe o Cruzeiro.

O duelo

A primeira chance foi tricolor. Após boa troca de passes, Yony González, aos dois minutos, recebeu e chutou. Walter defendeu com segurança. O jogo não engrenou. O Flu voltou a assustar aos 18 minutos. Samuel Xavier arriscou de fora da área. A bola foi para fora.

O jogo era ruim tecnicamente e de pouca emoção. O Fluminense ficou com um jogador a menos aos 39 minutos do primeiro tempo. Martinelli, que já tinha amarelo, acertou Raniele com o braço em disputa de bola e levou o segundo cartão, sendo expulso.

O Cuiabá, então, partiu para cima e finalmente levou perigo. Aos 46 minutos, Derik Lacerda arriscou de fora da área e assustou Pedro Rangel. Um minuto depois, Deyverson ganhou pelo alto e obrigou Pedro Rangel a fazer grande defesa. O Flu segurou a pressão do rival na reta final da primeira etapa.

O técnico Fernando Diniz fez três mudanças no Fluminense no intervalo. O comandante colocou Felipe Andrade, Alexsander e Lelê. Saíram Daniel, Leo Fernández e Yony González. O Cuiabá aproveitou um vacilo carioca para abrir o placar. Aos 11 minutos, Diogo Barbosa deu mal a bola para David Braz, que não dominou. Ronald Lopes recuperou a posse dentro da área e cruzou. Clayson fez 1 a 0.

Aos 17, após jogada em velocidade do Cuiabá, Diogo Barbosa cortou cruzamento que encontraria Wellington Silva marcasse. Contudo, o Fluminense levou gol um minuto depois. Após cobrança de escanteio, a bola foi levantada para a área. Deyverson aparou para trás. Alan Empereur acertou um belo chute e fez um golaço: 2 a 0.

Aos 31, Pedro Rangel apareceu bem em finalização de Wellington Silva, atacante ex-Fluminense. Ele teve chance na sequência, após jogada trabalhada depois de escanteio, mas errou o chute.

O Fluminense não teve forças para buscar uma reação. O Cuiabá dominou o jogo de vez e ampliou no fim. Fernando Sobral, alteração de António Oliveira no intervalo, chutou de fora da área e fez 3 a 0. Aos 45, o Cuiabá marcou de novo, com Deyverson, mas a arbitragem apontou impedimento de Matheus Alexandre, que cruzou para o centroavante. O gol, então, foi anulado. O Flu, com um jogador a menos, sucumbiu na Arena Pantanal.

A torcida do Cuiabá aproveitou para gritar “olé”. O Fluminense sucumbiu com um jogador a menos na Arena Pantanal.