Ministério Público da Espanha abre processo contra Rubiales após beijo forçado em Hermoso
   9 de setembro de 2023   │     1:00  │  0

Ministério Público da Espanha abriu um processo contra RubialesMinistério Público da Espanha abriu um processo contra Rubiales — (Foto: Eidan RUBIO / RFEF / AFP)

Presidente da Federação Espanhola de Futebol foi denunciado por agressão sexual e coação.

Após a atacante Jenni Hermoso denunciar o presidente da Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF) pelo beijo forçado durante a cerimônia de premiação da Copa do Mundo Feminina, o Ministério Público da Espanha não perdeu tempo, acatou o pedido e abriu um processo contra Rubiales.

Segundo a imprensa espanhola, a denúncia se refere aos crimes de agressão sexual e de coação.

A novidade neste caso é que o Ministério Público também acusa Rubiales de um segundo crime, o de coação. Agora, se aceito para tramitação, o caso ficará nas mãos de um dos seis tribunais de instrução do Tribunal Nacional da Espanha.

O jornal El Español, da Espanha, teve acesso a denúncia feita pelo Ministério Público, onde diz que Jenni Hermoso sofreu pressões constantes e repetidas de Luis Rubiales em seu ambiente profissional para ela aprovar publicamente o ato cometido pelo presidente da Federação Espanhola de Futebol durante a cerimônia.

“A jogadora, assim como o seu ambiente mais próximo (família e amigos), sofreram pressões constantes e repetidas do Sr. Rubiales em seu ambiente profissional, com o objetivo de justificar e aprovar publicamente o ato cometido contra a sua vontade. Uma situação de assédio”, afirma a denúncia, que o portal espanhol teve acesso.

Rubiales está suspenso de seu cargo de presidente da Federação Espanhola pela Fifa. Na última terça-feira, a RFEF, sob comando interino, anunciou a demissão do técnico da seleção, Jorge Vilda, apoiador de Rubiales.

Arivaldo Maia com Redação do EXTRA