Flamengo e Gabriel próximos do fim
   4 de setembro de 2023   │     12:00  │  0

Rodolfo Landim no Centro de Treinamentos do Ninho do Urubu - Criador: Marcelo Cortes Direitos autorais: Bia&Cortes.com.brRodolfo Landim no Centro de Treinamentos do Ninho do Urubu – Foto: Marcelo Cortes Direitos autorais: Bia&Cortes.com.br)

Pela primeira vez desde a sua chegada em 2019, atacante pensa deixar o clube.

Na última quarta-feira (30), noticiamos aqui com exclusividade a ida de Rodolfo Landim ao Ninho do Urubu pela segunda vez consecutiva na semana. O mandatário rubro-negro, não tem por hábito ser assíduo frequentador do local de treinamentos da equipe.

Mas a visita dele tinha um propósito ajustado: recolocar o poder nas mãos de Marcos Braz. Graças aos desentendimentos com Gabriel, Braz aos poucos foi perdendo força e prestígio junto ao elenco rubro-negro. Até o ponto, do Conselho de Futebol do clube, sugerir a sua troca e a contratação de um diretor de futebol.

Acontece que Braz, sabendo da sua importância, para uma continuidade do poder da linha que hoje dirige o Flamengo nas próximas eleições, exigiu não só sua permanência no cargo, mas que Landim reafirmasse perante os jogadores o seu valor.

E a visita de Landim ao Ninho, foi exatamente para isso. No hotel do Ninho, com todos os jogadores reunidos, Landim foi duro, chamou bastante atenção e diminuiu a importância de um de seus principais jogadores: Gabriel.

A chamada de atenção foi vista por muitos como injusta, uma vez que foi feita a frente de todo o elenco e de forma bem dura, envergonhando e quase humilhando o camisa 10.

No entendimento dos mais velhos e dos líderes do elenco, tal situação deveria ter acontecido a portas fechadas, apenas com Landim, Braz e o jogador, sem a participação de todo elenco.

Jogadores entenderam que a atitude de Landim foi desproporcional e descabida e temem que em algum momento, possa ser feita também, com alguns dos mais novos. A atitude de Landim foi 100% reprovada pelo elenco, que se fechou em torno de Gabigol.

Na vitória sobre o Botafogo, Gabriel não saiu do banco (merecidamente), recebeu homenagem de seu mais fiel companheiro, Bruno Henrique, no gol da vitória e foi abraçado por todos os seus companheiros.

Mas o camisa 10 está chateado e decepcionado com a atitude do mandatário maior do clube e pela primeira vez está considerando deixar o clube na próxima janela.

Landim tentou resolveu um problema e criou outro. Agora terá ao longo do fim desta temporada um relacionamento pra resgatar, ou muito possivelmente, um jogador para negociar.

Arivaldo Maia com o Blog de Fabrício Lopes – [email protected]