Recepcionista diz que Falcão mente ao negar assédio, revela ‘ódio’ e diz que ex-atleta fugiu de hotel em SP
   7 de agosto de 2023   │     13:30  │  0

Falcão negou ter importunado sexualmente funcionária de apart hotel em Santos (SP). — Foto: Reprodução

Falcão negou ter importunado sexualmente funcionária de apart hotel em Santos (SP). — (Foto: Reprodução)

Recepcionista de apart hotel disse que o síndico ligou para o ex-jogador da seleção. Segundo ela, o homem contou ter ouvido um pedido de desculpas de Falcão, que negou a importunação sexual.

A mulher de 26 anos que denunciou o ex-jogador Paulo Roberto Falcão por importunação sexual conversou ontem com o g1, e revelou ter sentido ‘ódio’ do ex-atleta. Ela afirmou que ele encostou o órgão genital no corpo dela, que existe uma testemunha e que as imagens foram gravadas pelas câmeras de monitoramento da recepção do apart hotel onde trabalha em Santos, no litoral de São Paulo. Ainda segundo a jovem, Falcão se desculpou com o síndico do prédio pelo ocorrido.

Depois da denúncia, Falcão negou o caso e pediu demissão do cargo coordenador de futebol no Santos FC. Ele, inclusive, já deixou o apart hotel em que estava morando desde que assumiu a função no clube, em novembro de 2022. “Fugiu. Já foi embora”, disse ela, que prefere não se identificar e afirmou estar muito abalada com a repercussão do caso.

Assim que viu o posicionamento que o ex-jogador fez nas redes sociais, e foi publicado pela mídia, de que não havia cometido o crime, ela disse ter sentido raiva. “É tanta mentira. Me dá ódio, medo. Se consegue mentir dessa forma, o que pode fazer comigo?”, questionou.
A recepcionista reforçou que Falcão entrou em uma área restrita para funcionários com algumas roupas em mãos para mandar lavar.

Antes de entregá-las, porém, se aproximou dela falando sobre a câmera de monitoramento, momento em que ela disse ter sido importunada sexualmente na última sexta-feira (4). Na quarta-feira (2), segundo ela, a ação foi a mesma, inclusive o discurso escolhido.
Dessa vez, porém, a mulher contou ter se afastado e demonstrado ódio diante da situação, o que de acordo com a funcionária, assustou Falcão, que deixou as roupas e foi para o quarto.

A recepcionista disse à reportagem que ligou para o marido, que se deslocou para o apart hotel e conversou com o gerente do hotel. O síndico do prédio também foi acionado e, segundo ela, ligou para Falcão.

“O síndico ligou para ele e me pediu desculpa”, disse ela, reforçado que o posicionamento do ex-atleta na rede social é mentiroso.

O caso foi registrado na Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Santos. Por meio de nota, Falcão anunciou a própria demissão do Santos FC e negou ter cometido importunação sexual.

Por meio das redes sociais, Falcão afirmou: “Em respeito à torcida do Santos Futebol Clube, pelos recentes protestos diante do desempenho do time em campo, decidi deixar o cargo de coordenador esportivo”, disse.

Falcão ressaltou que o primeiro sentimento dele, ao tomar a decisão, é de defender a imagem da instituição. “Sobre a acusação feita nesta sexta-feira, que recebi com surpresa pela mídia, afirmo que não aconteceu”.

Arivaldo Maia com redação do  g1 – Santos