Aloísio, do Vasco, revela que pensou em parar de jogar
   24 de setembro de 2009   │     0:01  │  0

ALAGOANO ALOÍSIO RECORDA SEMPRE O MOMENTO DIFÍCIL QUE PASSOU AO CAIR MASCANDO CHICLETES
ALAGOANO ALOÍSIO RECORDA SEMPRE O MOMENTO DIFÍCIL QUE PASSOU AO CAIR MASCANDO CHICLETES

O atacante do Vasco Aloísio, de 34 anos, alagoano, tem se recuperado fisicamente de uma lesão muscular na coxa esquerda, mas o jogador ainda segue abalado devido ao “caso do chiclete”.

Na partida contra o Brasiliense, dia 25 de agosto, ele fez sua primeira partida como titular do clube, mas sofreu uma pancada na cabeça em dividida.

O pior de tudo foi que, na queda, ele ficou engasgado com os dois chicletes que mascava, tendo sua respiração interrompida por instantes, chegando a perder a consciência, correndo sério risco de morte.

– Depois, eu pensando direito, deu-me vontade de parar de jogar, porque foi uma coisa que nunca tinha acontecido comigo. Mas, felizmente, passou – revelou Aloísio à Rádio Bandeirantes.

O jogador, desde então, não entra em campo, mas devido ao problema muscular. A tendência é que ele esteja apto a ser relacionado para a partida contra o Duque de Caxias, neste sábado, pela Série B do Brasileiro.

– Todo mundo, quando me vê, fala para eu não pegar mais chiclete. Eu não aguento mais. Eu fiquei um dia sem dormir esta semana porque uma criança morreu engasgada com o chiclete, não deu tempo para a mãe tirar. Aconteceu isso comigo ali – disse Aloísio.

Tags:,