Em dez dias, Massa pode deixar hospital andando, afirma médico
   29 de julho de 2009   │     7:08  │  0

O diretor médico do Hospital Militar de Budapeste, Peter Bazso, que cuida da recuperação do piloto Felipe Massa, afirmou nesta terça-feira que o brasileiro pode deixar o hospital, andando, em dez dias.

O piloto, que sofreu um grave acidente no treino classificatório para o GP da Hungria de F-1, no último sábado, ainda está na UTI, mas teve a sedação suspensa ainda na segunda-feira.

“Minha expectativa é que ele possa sair andando do hospital sem ajuda. Se a recuperação dele seguir esse ritmo, não descartaria a possibilidade de ele sair em dez dias”, comentou Bazso em entrevista à TV local M1.

O médico, no entanto, alertou que a situação de Massa ainda é séria. “Gostaria de ressaltar que, apesar de ele estar se recuperando, esse ainda não é o fim da história: ele ainda está em uma condição de risco. Mas, é claro, o perigo está diminuindo dia após dia”, completou.

Já Dino Altman, médico particular do piloto, que havia afirmado que Massa pode deixar o hospital no final de semana, deu mais detalhes sobre suas condições e disse ele está conseguindo enxergar com o olho esquerdo, que não foi mesmo afetado.

“Hoje o Felipe está melhorando continuamente, está mais alerta do que estava antes. Ele está respondendo [perguntas] adequadamente em três línguas diferentes, e sabe exatamente o que é esquerdo e direito. Não há problema com seu olho esquerdo, sua visão está boa”, disse o médico brasileiro.

Ontem, Altman disse que ainda não tinha informação suficiente para dizer com segurança se a visão de Massa sofreu alguma avaria.

“A fratura que ele teve no crânio atinge a cavidade ocular, e não o globo ocular. O globo pode ter sido traumatizado, mas [a fratura] não atingiu o globo ocular e nem o nervo óptico. Então qualquer consideração a respeito da visão dele é pura especulação, porque na verdade não temos nenhuma avaliação considerável até esse ponto”, explicou o médico.

Substituto

Em visita ao hospital, o chefe de equipe da Ferrari, Stefano Domenicali, não quis comentar sobre o possível substituto de Massa na escuderia para o próximo GP, em Valência (Espanha), no próximo dia 23 de agosto.

“Dissemos que estávamos esperando por ele assim que ele voltar. E é o carro dele”, declarou Domenicali.  

Tags:,