Category Archives: Uefa

Uefa divulga indicados para votação do time do ano com cinco brasileiros
   11 de dezembro de 2018   │     0:03  │  0

A Uefa já anunciou os 50 indicados para a eleição do time do ano do futebol europeu. Entre os nomes que serão votados pelos torcedores através da internet, estão cinco brasileiros: o goleiro Alisson, o lateral Marcelo, o volante Casemiro e os atacantes Neymar e Roberto Firmino.

Alisson e Firmino são dois dos destaques do Liverpool na atual temporada, enquanto Marcelo e Casemiro foram peças importantes em mais um título do Real Madrid na Liga dos Campeões. Neymar sofreu com lesão e esteve longe de seus melhores dias, mas segue liderando o Paris Saint-Germain na França.

Além de Marcelo e Casemiro, o Real Madrid teve mais sete jogadores indicados e lidera entre os clubes. O time madrilenho também está representado pelo goleiro Keylor Navas, os zagueiros Sergio Ramos e Varane, os meias Luka Modric, Toni Kroos e Isco e o atacante Gareth Bale.

Cristiano Ronaldo, hoje na Juventus, também foi lembrado. O time italiano, aliás, tem quatro indicados e aparece atrás do Barcelona, com sete, incluindo Lionel Messi, do Liverpool e do Atlético de Madrid, ambos com seis. Manchester City e PSG, ambos com três, Bayern de Munique, Chelsea, Roma, Olympique de Marselha e Tottenham, com dois, além de Manchester United, com um, foram os outros times lembrados.

Entre os países, o Brasil é o terceiro com mais representantes, ficando atrás apenas da campeã mundial França, com dez, e da Espanha, com seis. Os 50 atletas foram escolhidos por um grupo de jornalistas europeus e a votação está aberta ao público no site da Uefa.

Estadão Conteúdo

Poucos países teriam condições de sediar Copa de 48 times, diz presidente da Uefa
   24 de março de 2017   │     0:01  │  0

Poucos países do mundo teriam condições de sediar uma Copa do Mundo de 48 seleções, afirmou no início desta semana o presidente da Uefa, Aleksander Ceferin. Para o dirigente do futebol europeu, somente dois ou três nações do continente teriam estrutura suficiente para receber esta versão ampliada do Mundial, que foi anunciada em janeiro pela Fifa.

“Acho que talvez dois ou três países na Europa, não mais que isso [conseguiriam sediar a Copa]”, afirmou Ceferin. “Nenhum país da África, talvez a China e os Estados Unidos, e é isso. Quarenta e oito é um número grande, será interessante”, declarou o dirigente, evitando críticas à Fifa.

A versão ampliada da Copa, passando de 32 para 48 times, foi anunciada pela entidade máxima do futebol em janeiro. A estreia deste formato, que deve exigir ao menos 12 estádios disponíveis para a disputa, será em 2026, ainda sem definir a escolha do país sede. Para Ceferin, o número de 16 arenas seria o mais adequado.

Conversando com a imprensa na República Checa, em visita à federação local, o presidente da Uefa também comentou sobre as recentes mudanças na Liga dos Campeões e na Eurocopa. E afirmou estar satisfeito com as alterações que deram quatro vagas automáticas na fase de grupos do torneio de clubes às quatro maiores ligas de futebol do continente.

“Nosso plano é que este formato e que esta lista de entrada de clubes não sofra mais mudanças. Qualquer sugestão de super liga, ou liga fechada está fora de questão nas discussões da Uefa”, declarou.

Ao defender a mudança, Ceferin alegou que as federações nacionais que se opuseram às novidades estavam mal informadas sobre as contas da Uefa. Segundo o dirigente, as cinco maiores federações são responsáveis por 86% da receita da entidade, mas levam apenas 60% deste montante. “Então não era fácil para os antigos líderes da Uefa… Havia muita pressão”, declarou.

As mudanças na Uefa afetaram também o ranqueamento dos clubes para entrar na Liga dos Campeões e na Liga Europa e a distribuição de premiação até a temporada 2021 do futebol europeu.

FUTURO DO EUROCOPA – Ceferin também elogiou as mudanças na Eurocopa, agora com 24 clubes. E afirmou que a próxima edição do torneio, em 2020, que será itinerante, não será repetida no futuro. “Teremos no máximo dois países sediando a competição, e não mais que isso. Organizar esta edição em várias nações não está sendo um trabalho fácil para a Uefa”, alegou.

 Blog com A TARDE/ESTADÃO

Relatório da Uefa alerta para a desigualdade financeira entre clubes
   14 de janeiro de 2017   │     0:02  │  0

Em relatório oficial, divulgado pelo jornal inglês Daily Mail, a Uefa demonstrou preocupação com o rápido e, praticamente, inalcançável crescimento dos grandes clubes europeus. No documento, a instituição levanta um alerta para a questão da desigualdade existente entre as gestões e acúmulo de riqueza dos times, e aproveita para reforçar a necessidade do fair-play financeiro.

O fair-play financeiro, em questão, diz respeito ao papel da Uefa em “melhorar a saúde financeira global do futebol”, para isso, os clubes precisam provar à instituição de que não têm dívidas em atraso, tanto com questões básicos do clubes, quanto com o salário dos funcionários e jogadores, por exemplo. Caso não sejam cumpridas as recomendações, o Comitê de Controle Financeiro de Clubes da Uefa poderá aplicar multas, advertências e qualquer tipo de repreensão, dependendo da gravidade da situação.

A instituição continental cita nove clubes no documento: Arsenal, Chelsea, Liverpool, Manchester City, Manchester United, Barcelona, Real Madrid, Bayern de Munique e PSG. Estes são considerados pela Uefa por terem se tornado grandes marcas mundiais e, com isso, monetizaram suas bases de torcidas por todo o mundo “como nunca antes foi visto”. Economicamente, isso significa que estes times tiveram suas rendas anuais aumentadas, em média, em 100 milhões de libras (cerca de R$ 390 milhões), por conta de vendas de camisas e de relações com os patrocinadores, por exemplo.

Este crescimento desenfreado dos maiores da Europa, e do mundo, causa desequilíbrio diante dos demais times no futebol, já que essa riqueza é distribuída entre poucos. A Uefa aproveitou para citar o caso do Leicester, alegando que se este tipo de problema continuar existindo, será cada vez mais difícil ver uma equipe menor vencendo uma competição importante, como aconteceu na temporada passada no Campeonato Inglês.

Ainda assim, a Uefa reforça que o “crescimento tão diferente de ingressos não é consequência do fair-play financeiro, sendo resultado da globalização crescente, e da capacidade dos clubes de aproveitarem suas mais-valias comerciais”, conforme o documento. “Como guardiã do futebol na Europa, a Uefa precisa ficar atenta sobre o aumento da concentração de renda de patrocinadores e vendas comerciais entre clubes poderosos”, acrescentou.

Blog com Terra Esportes

Uefa suspende quatro clubes das competições europeias
   25 de dezembro de 2014   │     0:06  │  0

Bursapor, da Turquia, Ekranas, da Lituânia, além de Cluj e Astra Giurgiu, da Romênia, foram punidos severamente pela Uefa em decorrência do não cumprimento do Fair-Play Financeiro. Os quatro clubes não poderão disputar competições internacionais nas próximas temporadas. A entidade divulgou a sansão no início desta semana.

O Astra foi punido em 100 mil euros (R$ 325,8 mil) e fica impedido de jogar os torneios europeus nas próximas três temporadas. A pena pode cair caso os clube consiga quitar suas dívidas até o dia 31 de janeiro de 2015.

O mesmo castigo foi aplicado ao Cluj, que terá de pagar um pouco mais: 150 mil euros (R$ 488,7 mil). A diferença é que, neste caso, a Uefa não prevê a revogação da punição.

O Ekranas ficará afastado dos torneios no Velho Continente nas próximas duas temporadas. A multa é menor, 15 mil euros (R$ 48,8 mil), no entanto, o clube não pode anular a pena caso se livre dos seus débitos.

A maior punição foi aplicada ao Bursapor, suspenso durante quatro temporadas e multado em 100 mil euros (R$ 325,8 mil).

A Uefa estipulou um período de um ano para os clubes saírem do vermelho.

 

Blog com LANCEPRESS!

 

Quatro brasileiros concorrem ao ‘top 10’ de gols da Uefa
   22 de novembro de 2014   │     0:06  │  0

Em comemoração aos seus 60 anos, completados em julho, a Uefa resolveu armar um ‘top 10’ dos gols mais bonitos feitos em competições organizadas sob sua chancela nas útimas seis décadas.

Através do seu site, a Uefa colocou à disposição 60 golaços, dos quais dez serão eleitos pelo público como os mais bonitos. A votação vai até terça-feira próxima, dia 25, mas tem restrições: somente usuários residentes nos 54 países filiados à entidade podem participar do pleito.

A lista contempla quatro brasileiros. Eric Pereira, do Pandurii-ROM; Taison, do Metalist-UCR; Alan, do Red Bull Salzburg-AUT, e Kaká, do Milan, estão no páreo.

Outros grandes nomes do futebol também aparecem na relação, casos de Messi, com um golaço contra o Real Madrid, pela Liga dos Campeões, e Zidane, com o voleio magnífico na final da Champions entre Real x Leverkusen.

 

Blog com Placar