Category Archives: Treinadores

Nelsinho Baptista diz que Sport não paga seus funcionários
   14 de agosto de 2018   │     0:02  │  0

Aos 68 anos, Nelsinho Baptista revelou os problemas que teve em sua última passagem pelo Sport (Foto: Reprodução/TV Gazeta)

O técnico Nelsinho Baptista não poupou críticas ao Sport. O experiente treinador revelou que o clube pernambucano não paga seus funcionários e justamente por isso vem agonizando neste Campeonato Brasileiro. O Leão não vence uma partida há oito rodadas e começa a se complicar na luta contra o rebaixamento.

“Não, não paga. Pelo menos para mim não pagou. Fiquei lá agora quatro meses e controlando, porque o grupo também não recebia. Controlava o grupo, conversava com os atletas, dizia que tínhamos que ganhar para a situação melhorar. Chegou um momento em que nós perdemos e logo nas duas primeiras rodadas vi que a coisa não iria andar, apesar de que o grupo estava com a gente’, afirmou Nelsinho Baptista, convidado do programa Mesa Redonda, da TV Gazeta/SP.

“Pedi para sair porque estava lá havia quatro meses e não recebi nada. Tanto é que entrei com processo contra eles para receber. Na outra vez demorei nove anos para receber, tive que entrar na Justiça contra eles”, completou Nelsinho Baptista.

O treinador, que também é pai de Eduardo Baptista, soma três passagens pelo Sport em sua carreira. A segunda delas foi a mais vitoriosa, em que o experiente técnico faturou o título da Copa do Brasil de 2008 e os Campeonatos Pernambucanos de 2008 e 2009. Porém, nem mesmo seu sucesso à frente do Leão o fez ficar livre de problemas financeiros.

“Acredito que o futebol brasileiro hoje já não é mais um esporte, o futebol brasileiro hoje é um negócio. Muitas coisas acontecem do dia para a noite, e os clubes sentem isso”, concluiu.

Blog com Gazeta Esportiva

Gustagol marca após 50 dias fora e é exaltado por Ceni: “Nosso artilheiro”
   13 de agosto de 2018   │     0:02  │  0

Rogério Ceni foi o grande personagem na vitória do Fortaleza sobre o Guarani em Campinas, de virada, pela Série B (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

 

O atacante Gustavo, enfim, está de volta ao time do Fortaleza. Após fraturar o antebraço, chegando a passar por cirurgia para reparar o membro, o jogador retornou aos gramados no último sábado e foi fundamental na vitória do Tricolor cearense sobre o Guarani, de virada, por 3 a 2, fora de casa. Passado o triunfo, o técnico Rogério Ceni não poupou elogios ao seu camisa 9, que marcou o gol de empate, já aos 40 minutos do segundo tempo.

“É um jogador que não à toa tem 24 gols, se eu não me engano, no ano. É o nosso artilheiro. Mesmo parado por 50 dias, é o artilheiro do futebol brasileiro, ele é importantíssimo. O Ederson vem fazendo um bom trabalho também. São jogadores de características distintas. Agora, é bom você ter essa opção de mudança durante o jogo, porque o Gustavo ainda não tem condições de jogar 90 minutos. Vamos ver se com mais uma semana, dez dias de treino, quem sabe, ele possa receber essa oportunidade”, disse Rogério Ceni.

Apesar do grande momento vivido à frente do Fortaleza, Rogério Ceni preferiu frear as projeções otimistas em relação à sua equipe e pregou pés no chão, garantindo que a Série B tem muitos obstáculos até o final do ano, quando serão definidos os quatro clubes que disputarão a elite do futebol nacional em 2019.

“Na Série B a única coisa que você vê é que não há favoritismo. Temos no mínimo dez times brigando por quatro vagas. A vitória é um momento de empolgação, mas os jogos são muito parelhos. Fizemos até um bom começo de campeonato, mas é difícil você deslanchar, porque sempre há muitas negociações, jogadores saindo para o exterior ou para jogar a Série A. Até dia 31 de agosto não temos certeza de que time teremos até o final do ano. O futebol vende sonhos para o torcedor, e o torcedor do Fortaleza vive um momento especial. O problema é que depois de você vender um sonho você precisa realizá-lo”, concluiu.

Blog com Gazeta Press

Cruzeiro terá time mudado para o novo duelo contra o Flamengo
   12 de agosto de 2018   │     0:03  │  0

Mano Menezes disse que a equipe será alterada na tarde de hoje (Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro E.C.)

Cruzeiro e Flamengo se encontraram há poucos dias, pela Copa Libertadores. Na ocasião, a Raposa bateu o Rubro-Negro, em pleno Maracanã, por 2 a 0. Agora, pelo Brasileirão, novamente no Rio de Janeiro, neste domingo, às 16h (de Brasília), a Raposa quer buscar o triunfo com um time alterado.

Após a partida contra o Rubro-Negro, no Maracanã, o técnico Mano Menezes disse que estudaria a equipe para o duelo, mas que faria mudanças. Isso porque na próxima quarta-feira, a Raposa tem o confronto contra o Santos, pelas quartas de final da Copa do Brasil.

Por causa das mudanças, o goleiro Vitor Eudes foi chamado para a concentração, pois Fábio será poupado. O lateral Patric Brey também viajou para o Rio de Janeiro e deve ficar no banco de reservas. Marcelo Hermes será o titular.

A única ausência certa que o Cruzeiro terá será o volante Bruno Silva. O atleta está suspenso pelo terceiro cartão amarelo e não poderá entrar em campo.

O provável Cruzeiro será: Rafael; Ezequiel, Manoel, Murilo e Marcelo Hermes; Henrique (Lucas Silva) e Ariel Cabral; Rafinha, Mancuello, David e Raniel.

Blog com Gazeta Press

Eduardo Baptista não é mais treinador do Coxa
     │     0:01  │  0

Treinador deixa o Coritiba na 10ª colocação da Série B (Foto: Divulgação/CFC)

O técnico Eduardo Baptista não resistiu a mais um tropeço do Coritiba na Série B do Campeonato Brasileiro e não dirige mais o clube. Após o empate em 1 a 1 diante do Sampaio Corrêa e uma longa reunião após a partida – o treinador não concedeu a entrevista coletiva – a diretoria coxa-branca apenas divulgou uma nota oficial no site da instituição para confirmar a informação.

Junto com Eduardo, o diretor de futebol Augusto Oliveira, o gerente de futebol, o ex-zagueiro Pereira, e o auxiliar técnico Gustavo também deixarão o Alviverde. Tcheco e Márcio Goiano, da comissão permanente, devem assumir interinamente o cargo. O presidente Samir Namur vai se pronunciar apenas na segunda-feira sobre as mudanças.

Confira a nota oficial:

O Conselho Administrativo do Coritiba anuncia mudanças no comando de futebol e na comissão técnica da equipe, na noite desta sexta-feira (10).

O comando do futebol terá mudanças com o desligamento do diretor Augusto Oliveira e o gerente Pereira.

O técnico Eduardo Baptista e o auxiliar técnico Gustavo também deixam o clube após quase quatro meses de trabalho no comando da equipe.

Blog com Gazeta Esportiva

Apenas três times da Série A seguem com o técnico que começou o ano
   9 de agosto de 2018   │     0:03  │  0

Mano Menezes, Renato Gaúcho e Odair Hellmann seguem como técnicos das equipes desde o início de 2018 (Foto: Vinnicius Silva/Lucas Uebel/Ricardo Duarte)

 

Com a demissão de Gilson Kleina na última segunda-feira, o número de treinadores que começaram a temporada e seguem no cargo cai de quatro para três. Agora sem o comandante da Chapecoense, que já contratou Guto Ferreira, apenas Cruzeiro, Grêmio e Internacional estão com o mesmo técnico desde o início do ano.

Dentre desses nomes, dois conquistaram um título na última temporada e contam com trabalhos longos. Renato Portaluppi entregou a Copa do Brasil e a Copa Libertadores em 2016 e 2017, respectivamente, e está no Tricolor Gaúcho desde o meio de setembro de 2016.

Por sua vez, o Cruzeiro, que venceu a Copa do Brasil no ano passado, tem como seu treinador Mano Menezes. Em sua segunda passagem na Raposa, o técnico de 56 anos também está desde 2016 no time mineiro, só que chegou em julho na equipe após rápido trabalho no Shandong Luneng, clube da China que o tirou do Celeste em meio a bom início de trabalho em 2015.

O último nome desta lista é Odair Hellmann. Considerado um comandante da nova geração, ele foi interino do Internacional antes de ser efetivado para a temporada de 2018. Mesmo enfrentando algumas turbulências, ele foi bancado como técnico e levou o Colorado à terceira colocação do Campeonato Brasileiro após 17 rodadas.

Blog com Gazeta Esportiva