Category Archives: Treinadores

Apesar da derrota, Argel vê evolução do CSA
   15 de julho de 2019   │     9:00  │  3

Argel Fucks, técnico do CSA — Foto: Matheus Pimenta/ASCOM CSA

Argel Fucks, técnico do CSA  (Foto: Matheus Pimenta/ASCOM CSA)

O técnico Argel Fucks destacou a atuação do CSA contra o Corinthians. Mesmo com a derrota por 1 a 0. Após o jogo em São Paulo, ele conversou com a imprensa, analisou a partida e comentou as modificações no time.

– O time já tem uma postura diferente. Mexemos aonde podíamos mexer, colocamos dois jogadores rápidos dos lados, colocamos o Cassiano e o Victor Paraíba para buscar essa velocidade, tentar um contra-ataque. O Corinthians teve durante os 90 minutos de jogo muito mais volume, mas criou pouco. No primeiro tempo, foi um chute a gol, uma defesa muito boa do Jordi; no segundo tempo, mais um outro lance, então, ele teve um volume de jogo, mas não conseguiu criar porque nós tivemos uma marcação muito forte.

A derrota no retorno do Brasileirão já é passado para Argel. Ele agora concentra as atenções no próximo jogo, sábado, às 19h, contra o Athletico-PR, no Rei Pelé.

– Agora é recuperar todo mundo porque sábado temos jogo em casa. É pensar jogo a jogo e, depois, mais à frente, o Grêmio. Precisamos fazer o dever dentro de casa. É fundamental você ganhar dentro de casa. Foi o que o Corinthians fez hoje. O Corinthians não fez uma partida brilhante, por causa da marcação forte que sofreu, diminuiu o espaço, mas acabou achando um passe para fazer o seu gol e ganhar o jogo.

Blog com Globo Esporte/AL

Vem mais por aí! Vasco pode ter uma nova barca partindo da Colina
   11 de julho de 2019   │     0:03  │  0

Luxemburgo

Luxemburgo tenta ajustar o elenco do Vasco com muitos jogadores já dispensados (Foto: Rafael Ribeiro / Vasco)

De um lado, um time formado por Gabriel Félix, Cláudio Winck, Rodrigo Fernandes, Willian Maranhão e Luan; Andrey, Bruno César, Dudu e Yan Sasse; Jairinho e Tiago Reis. Do outro, uma equipe escalada com Alexander, Cáceres, Rafael França, Miranda e Henrique; Fellipe Bastos, Marcos Júnior e Valdívia; Moresche, Ribamar e Caio Monteiro. Esses foram os jogadores que entraram em campo no primeiro coletivo de Vanderlei Luxemburgo – sem os titulares que haviam enfrentado o Santos – em sua chegada ao Vasco, no início de maio.

Dois meses depois, dos 22 utilizados na primeira atividade com bola, onze já não fazem mais parte do grupo que viajou para a intertemporada em Foz do Iguaçu, durante a pausa para a Copa América. Efeito da chegada do treinador.

Com mais de 40 atletas no elenco quando assumiu o cargo, Luxa prometeu enxugá-lo. E é o que vem sendo feito. Seja por vontade do clube ou dos próprios jogadores, já que alguns que deixaram São Januário recentemente entraram na Justiça cobrando salários atrasados, como foram os casos de Maxi López e Bruno Silva.

Além dos dois, outros seis jogadores tiveram seus destinos definidos depois da chegada de Vanderlei: o goleiro Gabriel Félix, emprestado ao São Bento, o zagueiro Luiz Gustavo, que fechou com o Guarani, os volantes Willian Maranhão, cedido ao América Mineiro, e Rodrigo Fernandes, que assinou em definitivo com o Corinthians, e os atacantes Caio Monteiro, que ficará no Paraná até o fim do ano, e Bruno Henricky – que nunca atuou nos profissionais do Cruz-Maltino -, que acertou com o Fafe, de Portugal.

Outros nove jogadores vêm treinando em separado e podem tomar um novo rumo nos próximos dias: o goleiro João Pedro, os laterais Cláudio Winck, Rafael França e Luan, o meia Dudu e os atacantes Jairinho, Ribamar, Moresche e Vinícius Araújo. O clube ainda tenta emprestar alguns destes atletas que estão nos planos de Luxemburgo para reduzir a folha salarial da equipe.

Outros nove jogadores vêm treinando em separado e podem tomar um novo rumo nos próximos dias: o goleiro João Pedro, os laterais Cláudio Winck, Rafael França e Luan, o meia Dudu e os atacantes Jairinho, Ribamar, Moresche e Vinícius Araújo. O clube ainda tenta emprestar alguns destes atletas que estão nos planos de Luxemburgo para reduzir a folha salarial da equipe.

Blog com O DIA

Marcelo Cabo: ‘foi supreendido com saída do CSA’
   9 de julho de 2019   │     20:30  │  2

Marcelo Cabo elogiou Argel Fucks, o substituto — Foto: Ailton Cruz/Gazeta de Alagoas

Marcelo Cabo elogiou Argel Fucks, o substituto — (Foto: Ailton Cruz/Gazeta de Alagoas)

Em entrevista ao GloboEsporte.com, Marcelo Cabo disse nesta terça que não esperava sair do CSA, e até fazia planos para o jogo contra o Corinthians.

– Eu me surpreendi. Fui pego de surpresa com a minha saída. A gente tinha um planejamento de uma inter-temporada e foi pra um jogo-treino onde fizemos 11 substituições. Entramos com um planejamento de treinamento para enfrentar o Corinthians no dia 14. E, ao término da partida, tive uma reunião com o Fabiano (Melo, diretor-executivo do clube), onde ele disse que eu não fazia mais parte dos planos do CSA. Sinceramente, eu sou um profissional que não costumo romper contrato, não gosto de deixar projetos no meio do caminho, então, me surpreendi com a decisão da diretoria da minha não continuidade – contou Cabo.

O treinador também fez um resumo de sua passagem pelo clube. Foram meses intensos.
– Eu costumo dizer que a gente carrega tudo de bom que a gente viveu aqui. Um bicampeonato, um título depois de dez anos, um bicampeonato depois de 22 anos, um acesso à Série A com um vice-campeonato. Então, a gente teve oportunidade de deixar o legado no CSA, de marcar nosso nome na história do CSA. A relação Marcelo/CSA é uma relação que será eterna pelas nossas conquistas – lembrou Cabo, que ainda está em Maceió, aproveitando o tempo com a família.

O técnico ainda falou sobre seu substituto, Argel Fucks, e sobre o que espera do CSA na sequência do Brasileirão. O time está na penúltima colocação, com seis pontos.

– Argel é um profissional muito competente, tem mais de 100 jogos na Série A, já dirigiu grandes equipes do Brasil, como Inter, Vitória e Figueirense. Tem um conhecimento profundo da competição, é um profissional dedicado e uma pessoa de muito caráter. Então, desejo que todos possam apoiar o Argel, e eu continuarei na torcida pelo CSA para que tudo possa dar certo.

Blog com matéria do Globo Esporte/AL

 

Vai sair? Tite é enfático: “até 2022 é o contrato”
   8 de julho de 2019   │     13:00  │  0

Tite, durante entrevista coletiva (Foto: Diego Maranhao/AM Press)

Tite, agora campeão da Copa América, durante entrevista coletiva (Foto: Diego Maranhao/AM Press)

 

Tite garantiu que quer ficar no comando do Brasil pelo menos até a Copa do Mundo de 2022. Questionado algumas vezes, o treinador preferiu não se estender no assunto.

– Até 2022 é o contrato que mantivemos apos a Copa do Mundo da Rússia – disse.

A Seleção Brasileira retornou ao Maracanã pela primeira vez depois da final da Copa das Confederações, em 2013. Além de diversos jogadores, a estreia no estádio pelo Brasil também foi um momento marcante para Tite. O treinador voltou a falar sobre a sensação de jogar no local.

– Quando entrei no Maracanã, me lembrei da época de atleta, quando virei jogador de verdade. Agora, virei técnico na percepção de Seleção. Agora estou mais cascudo, não pude sentir tanto quanto quando era atleta. É uma emoção grande. Mas nada se compara ao Mundial, é grande a Copa América, mas a Copa do Mundo é maior – completou.

Blog com Terra Esportes

Jorge Jesus exalta equilíbrio do Brasileirão: “Mais difícil do mundo”
     │     0:03  │  0

Resultado de imagem para Jorge Jesus, no Fla

 

Depois de algumas semanas à frente do Flamengo e em reta final de preparação para sua estreia oficial, Jorge Jesus, (foto acima/EXTRA), já tirou algumas conclusões sobre o futebol brasileiro antes mesmo de colocar seu time frente a frente com os principais rivais do país. Para o comandante português, não há dúvida de que o Brasileirão é o “campeonato mais difícil do mundo”.

Em entrevista concedida ao jornal luso A Bola, Jesus rebateu o também técnico Jesuado Ferreira, um dos mais conhecidos em solo português, que afirmou ver o Campeonato Brasileiro como o pior do mundo. Para o treinador Rubro-Negro, trata-se do mais complicado pelo nível semelhante entre as equipes, algo que o mesmo já sabia quando aceitou o convite do clube carioca.

“O Manuel (Jesualdo Ferreira) sabe perfeitamente, ele é um conhecedor muito profundo do futebol. Este é o campeonato mais difícil do mundo. Não é Inglaterra. Não é Itália. Não é Espanha. O Brasileiro é o campeonato mais difícil do mundo, onde as equipes são mais equilibradas e todas têm grandes jogadores. Das 20 equipes 14 já foram campeãs nacionais”, disse Jorge Jesus.

“O Jesualdo sabe o que está a dizer e eu, quando vim para cá para o Brasil, sabia que era assim. Mas isto é um risco e vamos tentar trabalhar da mesma maneira e tentar levar o Flamengo para as conquistas que este grande clube tem de ter. É grande, mas também tem de ter grandes conquistas e as grandes conquistas são os títulos”, completou o treinador.

Desde que assumiu efetivamente o comando do Flamengo, Jorge Jesus comandou o time em apenas um jogo-treino, que terminou com triunfo sobre o Madureira por 3 a 1. A estreia oficial está marcada para a próxima quarta-feira, na Arena da Baixada, diante do Athetico, pelas quartas de final da Copa do Brasil. E o português sabe que precisa de resultados rápidos.

“Ainda não senti (pressão), pois trabalho e de seguida vou para casa. Não vejo redes sociais. Não acompanho. No Brasil as redes sociais são uma força muito grande de comunicação. O que tenho de fazer é jogar e ganhar porque se não ganhar deixa de haver entusiasmo por parte dos nossos torcedores”, finalizou o técnico luso.

Blog com Terra Esportes