Category Archives: Sul-Americana

Em crise, Vasco está eliminado da Copa Sul-Americana
   4 de dezembro de 2020   │     13:00  │  0

Vasco x Defensia y Justicia

Vasco entrou em campo sob pressão, e com mudanças na equipe (Bruna Prado / POOL / AFP)

O Vasco teve chances. Chances. Chances e mais chances. Somente Ribamar perdeu quatro. Por vezes faltou força, noutras precisão. Mas o goleiro Lucão também falhou no gol do Defensa y Justicia (ARG) e o técnico Ricardo Sá Pinto demorou para fazer alterações que poderiam pressionar mais quando o time precisava da vitória. Não teve jeito. Ontem, o Cruz-Maltino perdeu por 1 a 0 e está fora da Copa Sul-Americana.

Quando o cronômetro marcava seis minutos, Neto se enrolou na saída de bola e Larralde quase gerou perigo. Aos 11, foi Benítez quem gerou chance real. Ribamar recebeu o lançamento na cara do gol, mas chutou para fora. Aos 24, Castan testou para garante defesa de Unsaín. Aos 27, também em jogada aérea, Lucão saiu mal, mas o Defensa y Justicia não aproveitou.

Aos três minutos da segunda etapa, Hachen fez boa jogada, Lucão segura. no minuto seguinte, Neto Borges deixou Torres na cara do gol, mas o chute foi para fora. O mesmo Hachen, que entrou após o intervalo, aproveitou lance bizarro para abrir o placar, aos 11 minutos. Após cruzamento baixo pela direita, Marcelo Alves tentou cortar, mas a bola foi para cima. Caiu em cima do travessão, Lucão falhou e a bola sobrou para o jogador do time argentino.

Aos 15, Ribamar recebeu pela esquerda, arrancou e chutou… para fora. E três minutos depois, agora de cabeça, o centroavante perdeu mais uma. O tempo foi passando, Ricardo Sá Pinto demorou a substituir, mas Yago Pikachu teve uma chance, aos 31, quando Tiago Reis entrou. A bola saiu fraca e Unsaín pegou.

Na reta final, Neto Borges perdeu uma chance e Ribamar furou outra na marca do pênalti. Torres também teve chance, mas cabeceou sem força. Já na pressão final, nos acréscimos, Juninho fez a bola tirar tinta trave direita do goleiro e Neto Borges não conseguiu dar força na finalização. Não tinha jeito. Vasco eliminado.

Blog e LANCE

Fluminense costuma sair vivo dos duelos recentes no exterior pela Sul-Americana
   21 de março de 2019   │     0:04  │  0

Goleiro Hurtado divide a bola com Yony González -
Goleiro Hurtado divide a bola com Yony González   (Foto: Márcio Alves/Agência O Globo)

O Fluminense já se acostumou a resolver fora de casa os confrontos pela Sul-Americana nos últimos anos. Mas o que é incomum para o Tricolor é chegar com a pressão de vencer, ou empatar com gols, no estádio do rival, como é o caso do embate desta quinta-feira, contra o Antofagasta, no Chile.

Desde que a competição ganhou o formato atual, em 2017, o Fluminense sempre se deu bem contra adversários estrangeiros. Em sete confrontos, o único no qual chegou ao jogo de volta sem ter vencido a partida de ida foi nas quartas de final de 2018, contra o Nacional, do Uruguai. Para se classificar, o time buscou a vitória por 1 a 0.

O lado bom desse retrospecto é que o time também conseguiu sair vivo de situações dramáticas pela Sul-Americana em terras estrangeiras. Qual tricolor não se lembra da classificação diante da LDU, em Quito, mesmo com derrota por 2 a 1, mas graças ao gol de Pedro no finzinho, em 2017? E o revés de 2 a 0 na altitude de Potosí, diante do Nacional? Foi o limite para que o time não caísse na primeira fase de 2018. A terceira derrota no exterior pela Sul-Americana nos últimos dois anos foi para o Liverpool, do Uruguai, ainda em 2018, mas também não gerou eliminação.

A balança, portanto, é positiva para o Fluminense em terras estrangeiras neste período, já que venceu quatro vezes. Pena para o torcedor, que viu a campanha ser interrompida tanto em 2017 quanto em 2018 por rivais brasileiros: primeiro, o Flamengo. Depois, o Athletico.

A busca pelo sucesso na noite de hoje diante do Antofagasta também tem o lado financeiro: chegar à segunda fase renderá US$ 375 mil (R$ 1,42 milhão).

Blog com EXTRA

Flamengo inicia decisão contra Independiente na Argentina
   6 de dezembro de 2017   │     11:24  │  0

O Flamengo pode terminar a temporada com a conquista da Sul-Americana (Foto: Site Flamengo)

 

O Flamengo visita o Independiente na noite de hoje, logo mais às 21h45 (de Brasília), no Estádio Libertadores de América, em Avellaneda, nas proximidades de Buenos Aires, capital da Argentina, pelo confronto de ida da final da Copa Sul-Americana. O Rubro-Negro já se classificou para a fase de grupos da Copa Libertadores via Campeonato Brasileiro, com o triunfo por 2 a 1 sobre o Vitória, na Bahia, mas a conquista da taça serve para amenizar um pouco o sentimento da torcida, que esperava uma temporada de realizações maiores.

Para chegar a esta final o Flamengo venceu o Junior Barranquilla duas vezes nas semifinais, fazendo 2 a 1 em casa e 2 a 0 na Colômbia. Já o Independiente, conhecido como Rei de Copas por ser o maior vitorioso da Copa Libertadores, despachou o Libertad com um triunfo por 3 a 1 em casa, após derrota de 1 a 0 na Argentina.

“E um time qualificado, que não chegou a esta final por acaso e que sabe o que quer dentro de campo. Está acostumado a jogar competições copeiras e isso precisa servir de alerta. Porém, existe uma confiança grande da minha parte, pois vejo meu grupo focado no trabalho e apaixonado pelo fato de poder vestir a camisa do Flamengo. Estou confiante de que vamos ganhar”, disse Reinaldo Rueda, treinador do Flamengo.

Para este jogo Rueda vai manter a base que vem jogando. O zagueiro Réver, que vinha reclamando de desgaste muscular, vai a campo. Assim, os desfalques principais continuam sendo o goleiro Diego Alves, que passou por uma cirurgia por conta de lesão na clavícula, e o atacante peruano Paolo Guerrero, suspenso por doping. César permanece como arqueiro titular e Felipe Vizeu aparece no comando de ataque.

FICHA TÉCNICA
INDEPENDIENTE-ARG X FLAMENGO-BRA

Local: Estádio Libertadores de América, em Avellaneda (Argentina)
Data: 6 de dezembro de 2017 (Quarta-feira)
Horário: 21h45(de Brasília)
Árbitro: Mario Díaz de Vivar (Paraguai)
Assistentes: Milciades Saldivar (Paraguai) e Darío Gaona (Paraguai)

INDEPENDIENTE: Martín Campaña, Alan Franco, Fernando Amorebieta (Martín Benítez) e Nicólas Tagliafico; Fabricio Bustos, Diego Rodríguez, Juan Sánchez Miño e Gastón Silva; Maximiliano Meza, Emmanuel Gigliotti e Ezequiel Barco
Técnico: Ariel Holan

FLAMENGO: César, Pará, Réver, Juan e Miguel Trauco; Willian Arão, Gustavo Cuéllar, Diego e Everton Ribeiro; Lucas Paquetá e Felipe Vizeu
Técnico: Reinaldo Rueda

Blog com Gazeta Esportiva

César pega pênalti, Vizeu faz dois gols e Flamengo está na final
   1 de dezembro de 2017   │     0:04  │  0

Vizeu fez a diferença na Colômbia, classificando o Flamengo para ser finalista da Sul-Americana (Foto: Divulgação)

Mesmo com a vantagem pela vitória no duelo de ida, o Flamengo derrotou por 2 a 0 o Junior-COL na noite de ontem, e se garantiu na final da Copa Sul-Americana. Os rubro-negros terão pela frente na decisão o Independiente-ARG.

É verdade que a equipe carioca sofreu com a pressão do Junior durante grande parte dos 90 minutos, mas soube aproveitar os espaços dados pelos colombianos para chegar à vitória com dois gols de Felipe Vizeu no segundo tempo. O goleiro César ainda foi destaque com duas grandes defesas e principalmente por defender um pênalti cobrado por Chará.

A primeira partida da final será na quarta-feira da próxima semana, na Argentina. O confronto final vai acontecer no Rio de Janeiro. Antes disso, o Flamengo vai buscar a vaga na Libertadores, neste domingo, contra o Vitória, em Salvador.

FICHA TÉCNICA
JUNIOR-COL 0 X 2 FLAMENGO-BRA

Local: Estádio Metropolitano Roberto Meléndez, em Barranquilla (Colômbia)
Data: 30 de nove,bro de 2017 (Quinta-feira)
Horário: 22h30 (de Brasília)
Árbitro: Roberto Tobar (Chile)
Assistentes: Claudio Rios (Chile) e José Retamal (Chile)
Cartões amarelos: Barrera (Junior); Rhodolfo (Flamengo)

GOLS: FLAMENGO: Felipe Vizeu, aos 6 e 46min do segundo tempo

JUNIOR: Sebastián Viera, David Murillo, Rafael Pérez, Jorge Arias e Germán Gutiérrez (Barrera); Luis Naváez, Henry Matías Mier (Ovelar), Víctor Cantillo e Yony González (Diaz); Yimmi Chará e Teófilo Gutíerrez
Técnico: Julio Comesaña

FLAMENGO: César, Pará, Juan, Rhodolfo e Miguel Trauco; Gustavo Cuéllar, Willian Arão, Diego, Éverton Ribeiro (Márcio Araújo) e Lucas Paquetá (Rodinei); Felipe Vizeu (Mancuello)
Técnico: Reinaldo Rueda

Réver sai em defesa a Muralha e pede maior controle sobre ansiedade
   29 de novembro de 2017   │     0:02  │  0

Réver pede maior controle emocional para elenco do Flamengo (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

O Flamengo perdeu a chance de se garantir na Libertadores ao ser derrotado pelo Santos. O goleiro Alex Muralha foi o vilão da partida, ao falhar nos dois gols sofridos pelos rubro-negros. O zagueiro Réver, capitão da equipe, saiu em defesa do companheiro e afirmou que o arqueiro deve estar preparado para sair desta situação.

“Acho que jogador tem que estar preparado para tudo. Eu procuraria me empenhar ao máximo, principalmente me preparar psicologicamente. Sabemos que futebol acontece tudo muito rápido. São três jogos que vão definir nosso semestre. Deixamos a desejar. Sabemos que amanhã temos que nos empenhar muito mais”, disse.

Réver falou sobre a possibilidade do técnico Reinaldo Rueda optar amanhã pela escalação de César contra o Júnior-COL. O zagueiro lembrou que se Muralha não vive boa fase, César não está com ritmo de jogo. “César, depois dessa partida, teve seu nome gritado. O Muralha vem sendo um jogador visado, isso mostra sua insegurança. Para nós, sempre se mostra seguro, trabalha bem na semana. Sabemos da capacidade dos dois goleiros, cabe ao treinador decidir. Temos confiança nos dois. Muralha não vive um momento tão bom e César está há muito tempo sem jogar”, declarou.

Por fim, o defensor citou os principais problemas que o Flamengo tem enfrentado nos últimos jogos. “A maior dificuldade que estamos tendo é essa ansiedade de fazer o jogo de qualquer maneira. Temos que controlar nossa ansiedade para que isso não atrapalhe nosso desempenho. Para que não aconteça o que aconteceu no último domingo. 20 chances e fazer um gol. E o adversário com três chances fazer dois”, comentou.

O elenco do Flamengo está focado na classificação para a final da Sul-Americana, amanhã, contra o Júnior, na Colômbia. Os rubro-negros jogam pelo empate para avançar à decisão, que será contra o Independiente-ARG ou Libertad-PAR.

Blog com Gazeta Press