Category Archives: Sul-Americana

Conmebol divulga valores dos ingressos da final da Sul-Americana entre São Paulo e Independiente del Valle
   14 de setembro de 2022   │     21:00  │  0

A decisão está marcada para 1º de outubro, no Estádio Mario Alberto Kempes, na cidade de Córdoba, na Argentina.

A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) já divulgou os valores dos ingressos da final única da Copa Sul-Americana 2022, entre São Paulo e Independiente del Valle (Equador), marcada para 1º de outubro, no Estádio Mario Alberto Kempes, na cidade de Córdoba, na Argentina.

A entrada mais acessível e de responsabilidade de venda dos dois times será comercializada por 57 dólares (R$ 292,50). O setor central do estádio, destinado para o público local e geral, custará 130 dólares (R$ 667,00).

Vale lembrar que os dois clubes buscam o bicampeonato do torneio continental. Enquanto o Tricolor paulista faturou o título em 2012, os equatorianos ficaram com a taça na edição de 2019.

Arivaldo Maia e Redação da Jovem Pan – São Paulo

 

Mano Menezes vê problemas em todos os setores na derrota do Inter: “Não apoiou e não defendeu bem”
   30 de junho de 2022   │     21:00  │  0

Mano Menezes reconheceu dificuldades do Inter em derrota para o Colo-Colo

Mano Menezes reconheceu dificuldades do Inter em derrota para o Colo-Colo – (

Treinador elogiou Alemão e reconheceu que jogadores não conseguiram auxiliar setor ofensivo.

Bastante abatido também por conta do gol anulado no fim do jogo, o técnico Mano Menezes reconheceu a atuação ruim do Inter diante do Colo-Colo. Na noite de terça-feira, a equipe foi dominada, levou 2 a 0 em Santiago e precisará de uma grande vitória para reverter a situação no Beira-Rio, na semana que vem. O treinador reconheceu as dificuldades do Inter em todos os setores na derrota.

No primeiro tempo, o Inter teve apenas uma chance. E, na etapa final, apesar de ter marcado o gol anulado, não ameaçou o goleiro adversário nas outras oportunidades. “Não apoiou e não defendeu bem. Estivemos com o controle da bola em algumas oportunidades, mas não conseguimos criar”, reconheceu.

O atacante Alemão, que permaneceu em campo durante os 90 minutos da partida, foi elogiado pelo treinador. Ele reconheceu os problemas enfrentados pelo jogador, que brigou na frente. “Ele lutou bastante. Busquei uma retenção de bola na frente, e ele tentou fazer isso. Mas faltou aproximação para construir mais”, destacou.

Mano reconheceu as dificuldades impostas pelo Colo-Colo no Chile. Fisicamente, o Inter também sofreu e, por muitas vezes, esteve abaixo do adversário neste aspecto. “Hoje foi uma dificuldade que eles não estavam acostumados. Foi um pouco diferente daquilo que enfrentamos no futebol brasileiro”, frisou.

O jogo de volta das oitavas de final da Sul-Americana acontece na próxima terça-feira, às 21h30min, no Beira-Rio. Antes, o Inter enfrenta o Ceará, pelo Brasileirão, no sábado, às 19h no Castelão.

Arivaldo Maia com O CORREIO DO POVO/RS

Fred pede perdão à torcida do Fluminense e lamenta empate: “Gosto amargo”
   29 de abril de 2022   │     5:00  │  0

Fred lamenta pênalti perdido contra o Unión Santa Fe pela Sul-Americana no Maracanã — Foto: André Durão

Fred lamenta pênalti perdido contra o Unión Santa Fe pela Sul-Americana no Maracanã — (Foto: André Durão)

Atacante perdeu pênalti nos minutos finais do jogo contra o Unión Santa Fe que poderia ter dado a vitória ao Tricolor na Sul-Americana.

Em mais uma atuação ruim, o Fluminense empatou sem gols na noite de terça-feira contra o Unión Santa Fe, no Maracanã, pela terceira rodada da Copa Sul-Americana. Em jogo marcado pela falta de criatividade, o capitão Fred teve a chance, em um pênalti, de dar a vitória para a equipe carioca aos 52 do segundo tempo, mas a cobrança foi defendida pelo goleiro Mele.

Após a partida, o atacante se desculpou com os torcedores e os colegas de time, e não escondeu a decepção pelo resultado negativo:

– Gosto amargo, resultado péssimo para nós, e uma frustração muito grande, eu tive o momento mais importante pra decidir e acabei falhando. Só pedir perdão para a torcida, para os meus companheiros. Mas não vamos nos abalar, vamos continuar lutando vida que segue.

Questionado sobre os gritos da torcida contra o técnico Abel Braga, Fred preferiu não responder. Outro jogador que falou após o fim do jogo foi o goleiro Fábio, eleito o melhor da partida pela Conmebol. O arqueiro reforçou a necessidade de reação do Fluminense, e eximiu o atacante da equipe de culpa:

– Agora cada jogo ficou ainda mais decisivo. Poderíamos ter saído com o resultado positivo, mesmo com as dificuldades que o time adversário criou. Lutamos desde o início, criamos, e poderíamos ter sidos coroados com o gol, mas são coisas do futebol, só erra quem bate. Devemos continuar trabalhando para os resultados virem e trazerem mais confiança.

Além disso, Fábio ressaltou a importância da presença e do apoio da torcida, e falou que a equipe vai em busca da classificação.

Nós precisamos da torcida, futebol é muito dinâmico, muitos jogos, as esquipes se conhecem, os times têm análise de desempenho e conseguem estudar umas as outras. Precisamos da torcida mais do que nunca, como nas finais do Campeonato Carioca. Queremos a classificação, melhorar no brasileiro e vamos trabalhar para isso.

Com o empate o Fluminense ocupa a terceira posição no grupo H com 4 pontos. O Unión Santa Fe lidera com 6, e o Junior Barranquilla ocupa a segunda posição também com 4 pontos, mas com um jogo a menos, já que enfrenta o lanterna Oriente Petrolero nesta quinta, na Bolívia.

Apenas o primeiro colocado do grupo avança para a fase seguinte.

O próximo compromisso do Tricolor na competição é na próxima quarta-feira, contra o Junior Barranquilla, às 21h30 no Maracanã. Antes, porém, a equipe enfrenta o Coritiba, no domingo, às 16h, no Couto Pereira, pelo Campeonato Brasileiro. O Fluminense é o 13° colocado. A saída de Abel foi um grande choque para o veterano artilheiro Tricolor.

Arivaldo Maia com a Redação do ge — Rio de Janeiro

Em crise, Vasco está eliminado da Copa Sul-Americana
   4 de dezembro de 2020   │     13:00  │  0

Vasco x Defensia y Justicia

Vasco entrou em campo sob pressão, e com mudanças na equipe (Bruna Prado / POOL / AFP)

O Vasco teve chances. Chances. Chances e mais chances. Somente Ribamar perdeu quatro. Por vezes faltou força, noutras precisão. Mas o goleiro Lucão também falhou no gol do Defensa y Justicia (ARG) e o técnico Ricardo Sá Pinto demorou para fazer alterações que poderiam pressionar mais quando o time precisava da vitória. Não teve jeito. Ontem, o Cruz-Maltino perdeu por 1 a 0 e está fora da Copa Sul-Americana.

Quando o cronômetro marcava seis minutos, Neto se enrolou na saída de bola e Larralde quase gerou perigo. Aos 11, foi Benítez quem gerou chance real. Ribamar recebeu o lançamento na cara do gol, mas chutou para fora. Aos 24, Castan testou para garante defesa de Unsaín. Aos 27, também em jogada aérea, Lucão saiu mal, mas o Defensa y Justicia não aproveitou.

Aos três minutos da segunda etapa, Hachen fez boa jogada, Lucão segura. no minuto seguinte, Neto Borges deixou Torres na cara do gol, mas o chute foi para fora. O mesmo Hachen, que entrou após o intervalo, aproveitou lance bizarro para abrir o placar, aos 11 minutos. Após cruzamento baixo pela direita, Marcelo Alves tentou cortar, mas a bola foi para cima. Caiu em cima do travessão, Lucão falhou e a bola sobrou para o jogador do time argentino.

Aos 15, Ribamar recebeu pela esquerda, arrancou e chutou… para fora. E três minutos depois, agora de cabeça, o centroavante perdeu mais uma. O tempo foi passando, Ricardo Sá Pinto demorou a substituir, mas Yago Pikachu teve uma chance, aos 31, quando Tiago Reis entrou. A bola saiu fraca e Unsaín pegou.

Na reta final, Neto Borges perdeu uma chance e Ribamar furou outra na marca do pênalti. Torres também teve chance, mas cabeceou sem força. Já na pressão final, nos acréscimos, Juninho fez a bola tirar tinta trave direita do goleiro e Neto Borges não conseguiu dar força na finalização. Não tinha jeito. Vasco eliminado.

Blog e LANCE

Fluminense costuma sair vivo dos duelos recentes no exterior pela Sul-Americana
   21 de março de 2019   │     0:04  │  0

Goleiro Hurtado divide a bola com Yony González -
Goleiro Hurtado divide a bola com Yony González   (Foto: Márcio Alves/Agência O Globo)

O Fluminense já se acostumou a resolver fora de casa os confrontos pela Sul-Americana nos últimos anos. Mas o que é incomum para o Tricolor é chegar com a pressão de vencer, ou empatar com gols, no estádio do rival, como é o caso do embate desta quinta-feira, contra o Antofagasta, no Chile.

Desde que a competição ganhou o formato atual, em 2017, o Fluminense sempre se deu bem contra adversários estrangeiros. Em sete confrontos, o único no qual chegou ao jogo de volta sem ter vencido a partida de ida foi nas quartas de final de 2018, contra o Nacional, do Uruguai. Para se classificar, o time buscou a vitória por 1 a 0.

O lado bom desse retrospecto é que o time também conseguiu sair vivo de situações dramáticas pela Sul-Americana em terras estrangeiras. Qual tricolor não se lembra da classificação diante da LDU, em Quito, mesmo com derrota por 2 a 1, mas graças ao gol de Pedro no finzinho, em 2017? E o revés de 2 a 0 na altitude de Potosí, diante do Nacional? Foi o limite para que o time não caísse na primeira fase de 2018. A terceira derrota no exterior pela Sul-Americana nos últimos dois anos foi para o Liverpool, do Uruguai, ainda em 2018, mas também não gerou eliminação.

A balança, portanto, é positiva para o Fluminense em terras estrangeiras neste período, já que venceu quatro vezes. Pena para o torcedor, que viu a campanha ser interrompida tanto em 2017 quanto em 2018 por rivais brasileiros: primeiro, o Flamengo. Depois, o Athletico.

A busca pelo sucesso na noite de hoje diante do Antofagasta também tem o lado financeiro: chegar à segunda fase renderá US$ 375 mil (R$ 1,42 milhão).

Blog com EXTRA