Category Archives: STJD

Avaí pode perder pontos na Série B 2021 e CSA herdar vaga na Série A
   30 de dezembro de 2021   │     21:00  │  1

Time catarinense foi denunciado no STJD por alguns atletas e corre risco sério da cair para a Série C.

O ano está acabando, mas as polêmicas envolvendo 2021 seguem firmes.

Nesta quinta-feira (30) foi divulgado que o Avaí foi denunciado no STJD por sete atletas que atuaram no clube em 2021.

A denúncia se dá por conta de atrasos de salários. O problema para os catarinenses é que, segundo o Artigo 17 do Regulamento da Competição, uma punição nos pontos pode acontecer.

Quem pode se beneficiar com essa decisão é o CSA, ao lado do Clube do Remo. Caso o time catarinense perca pontos conquistados na Segundona, o time azulino herdaria a vaga no quarto lugar.

Estima-se que a punição pode ser tão grande, que o Avaí possa até entrar na zona do rebaixamento, o que livraria o Remo da queda.

Mais detalhes na edição desta sexta do seu blog prferido.

Arivaldo Maia e Gazetaweb

STJD remarca julgamento do zagueiro Caetano, do CRB, pela expulsão contra o Botafogo
   17 de novembro de 2021   │     5:00  │  0

Confusão formada em Botafogo x CRB em lance que resultou na expulsão de Caetano — Foto: André Durão

Confusão formada em Botafogo x CRB em lance que resultou na expulsão de Caetano — (Foto: André Durão)

Atleta será julgado hoje pela 3ª Comissão Disciplinar.

O julgamento do zagueiro Caetano, do CRB, teve a nova data marcada pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). A audiência será raalizada hoje, às 10h, na 3ª Comissão Disciplinar.

Caetano seria julgado no dia 10 de novembro, mas a comissão atendeu uma solicitação protocolada pelo CRB e adiou a sessão. Alegou que o advogado Eduardo Martinho estava viajando por questões profissionais e não poderia comparecer ao julgamento.

Caetano foi expulso contra o Botafogo pela 29ª rodada da Série B e denunciado com base no artigo 254 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD).

Ele acertou um chute no rosto de Rafael Navarro e recebeu cartão vermelho direito. A punição pode ser de 4 a 12 jogos.

Blog com Redação do GE – Alagoas

Possível desfalque contra o Londrina: Cateano será juldado amanhã pelo STJD
   9 de novembro de 2021   │     15:00  │  0

Confusão formada em Botafogo x CRB durante lance que resultou na expulsão de Caetano — Foto: André Durão

Confusão formada em Botafogo x CRB durante lance que resultou na expulsão de Caetano — (Foto: André Durão)

O zagueiro Caetano entrou na pauta da 3ª Comissão Disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) e será julgado amanhã pela expulsão contra o Botafogo, em partida da 29ª rodada do Brasileiro.

Caetano recebeu cartão vermelho direto aos 32 minutos do primeiro, por uma falta dura em Rafael Navarro. Ele foi incurso no artigo 254 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que prevê pena de um a seis jogos de suspensão.

PROCESSO Nº 1041/2021 – Jogo: Botafogo (RJ) x CRB (AL) – Categoria profissional, realizado em 08 de outubro de 2021 – Campeonato Brasileiro – Série B – Denunciados: João Victor Andrade Caetano ( ATLETA ), Crb-AL, incurso no Art. artigo 254, §1°, II. do CBJD . – AUDITOR RELATOR DR(A). ALEXANDRE BECK.

Na súmula, o árbitro Antônio Dib Moraes de Souza, do Piaui, relatou que mostrou o cartão vermelho para o zagueiro por atingir o adversário com um chute no rosto na disputa de bola, fazendo uso de força excessiva.

Domingo, Caetano atuou contra a Ponte Preta no fechamento da 34ª rodada. O detalhe é que no mesmo dia do julgamento do zagueiro, a equipe regatiana recebe o Londrina, no Rei Pelé.

Blog com Redação do GE – Alagoas

 

STJD determina que Grêmio jogue sem torcida até julgamento por invasão
   6 de novembro de 2021   │     23:00  │  0

Torcedores do Grêmio invadiram o gramado da Arena após a derrota para o Palmeiras, pelo Brasileirão – (Foto: EVERTON PEREIRA/O FOTOGRÁFICO/ESTADÂO CONTEÚDO)

Denunciado com base nos artigo 213 e 211 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, que tratam de invasão de campo e segurança no estádio, respectivamente, o Tricolor pode ser punido com multa de até R$ 100 mil e com perda de até dez mandos de campo.

O Supremo Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) aceitou nesta quinta-feira, 3, a liminar que determina que o Grêmio jogue com portões fechados e não receba carga de ingressos em partidas como visitante no Campeonato Brasileiro. O pedido foi feito pela Procuradoria da Justiça Desportiva após a invasão de gramado protagonizada por torcedores gremistas no último domingo, 31, quando o time foi derrotado por 3 a 1 pelo Palmeiras na Arena do clube porto-alegrense, em jogo válido pela 29ª rodada. A punição ao Tricolor é válida até o dia do julgamento do caso, ainda sem data definida para ser realizado, e o clube ainda pode recorrer.

“O nefasto clima que gravita atualmente sobre a Torcida do Grêmio, noticia com justificada apreensão a Procuradoria de Justiça Desportiva, que a Agremiação tem ainda pela frente, alguns Jogos válidos pelo Torneio, onde é razoável cogitar-se que novamente se poderá instaurar nos Estádios, caso nada seja feito para se evitar, uma verdadeira Praça de Guerra, em detrimento à segurança de Torcedores e Profissionais envolvidos no evento. Ora, diante do que foi até aqui narrado e do que dos autos consta, é evidente que estão presentes os elementos necessários para a concessão da medida pretendida”, argumenta o presidente do STJD, Otávio Noronha.

Denunciado com base nos artigo 213 e 211 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que tratam de invasão de campo e segurança no estádio, respectivamente, o Grêmio pode ser punido com multa de até R$ 100 mil e com perda de até dez mandos de campo. Dependendo da decisão final no julgamento, as partidas jogadas sem torcida para cumprir a liminar podem entrar na conta da punição. Já dentro do gramado, o time de Vagner Mancini enfrenta o Atlético-MG nesta quarta-feira, 3, em rodada atrasada do torneio nacional.

Blog com Jovem Pan

STJD pede que CBF e Sport se manifestem sobre suposta escalação irregular de Pedro Henrique
   20 de outubro de 2021   │     19:30  │  0

A Procuradoria do STJD solicitou na última segunda-feira que a CBF e o Sport se posicionem sobre uma suposta escalação irregular de Pedro Henrique, zagueiro do clube pernambucano. O pedido dá segmento à denúncia apresentada no dia 9 de outubro por nove clubes do Brasileirão: América-MG, Atlético-GO, Bahia, Ceará, Chapecoense, Cuiabá, Grêmio, Juventude e Santos.

O autor da solicitação, o procurador-geral Ronaldo Piacente, determinou que a CBF e o Sport terão três dias para se posicionar sobre a possível irregularidade. Após receber as considerações da federação e do clube, a Procuradoria dará seu parecer e decidirá pela denúncia ou arquivamento do caso.

No último dia 12, a CBF se manifestou alegando que não houve irregularidade na escalação de Pedro Henrique visto que, segundo o Regulamento Específico do Campeonato Brasileiro (REC), o zagueiro teria disputado apenas cinco jogos pelo Internacional, seu clube de origem, antes de ser emprestado ao Sport.

Os nove clubes que realizaram a denúncia entendem que o jogador participou de sete partidas enquanto defendia o time gaúcho, pois recebeu dois cartões amarelos no banco de reservas. De acordo com o Regulamento Geral das Competições da CBF (RGC), isso configuraria sete atuações de Pedro Henrique pelo Colorado, o que o impediria de jogar por outra equipe do Brasileirão.

Com isso, os clubes pedem a punição do Sport com a perda de 15 pontos, já que o zagueiro foi relacionado em cinco jogos do time pernambucano, mais a perda de dois pontos obtidos em dois empates, totalizando 17 pontos.

Blog com Gazeta Esportiva