Category Archives: Série D

Série D: Perto da classificação, ASA já faz planos para as próximas fases
   1 de julho de 2022   │     15:00  │  0

No próximo domingo (3), o time enfrenta o Sergipe, às 16h, no Batistão,
O time de Arapiraca lidera o Grupo 4 com 19 pontos.

Líder do Grupo 4 com 19 pontos e muito perto da classificação, faltando três jogos para o fim da primeira fase, o ASA, que vem de empate contra o Lagarto, no último domingo, jogando em Arapiraca, já faz planos para fazer bonito também na segunda e brigar de igual para igual com os concorrentes pelo acesso à Série C do Nacional em 2023.

Na sequência do certame, o ASA terá que trilhar mais três fase, um total de seis jogos. Os quatro semifinalistas garantem presença na Terceira Divisão do Brasileiro de 2023. Da segunda fase até a finalíssima, a caminhada terá 10 jogos. Serão cinco fases em jogos de ida e volta.

De acordo com o regulamento, os quatro primeiros colocados de cada grupo na primeira fase avançam para o mata-mata. Se terminar líder da chave, o ASA encara o quarto do Grupo 3, hoje, o América-RN, e faz o segundo jogo em Arapiraca.

Faltando três rodadas para o encerramento da fase de classificação, o ASA ainda vai enfrentar o Sergipe (fora), o Santa Cruz (casa) e o Atlético-BA (fora).

Arivaldo Maia e Futebol Interior

Vice-líder do Grupo 4, o Lagarto tem a chance de se classificar se vencer o CSE
     │     11:37  │  0

Amanhã, o Lagarto encara o CSE e, se vencer, pode garantir a vaga para a próxima fase da Série D do Campeonato Brasileiro.

O Lagarto encara o CSE neste sábado (02) e pode garantir a vaga para a próxima fase da Série D do Campeonato Brasileiro. Vice-líder do Grupo 4, o Verdão tem a chance de se classificar com antecedência se vencer o adversário tricolor.

Com 18 pontos, o Lagarto soma cinco tentos a mais que o quinto lugar (Juazeirense) e seis a mais que o sexto colocado (Sergipe), ambos fora da zona de classificação da chave.

Se derrotar o CSE, e Juazeirense e Sergipe não vencerem, o Verdão garante, pelo menos, a terceira posição, assegurando a classificação para a próxima fase.

O QUE PODE ATRAPALHAR
Se o Lagarto vencer e os adversários do grupo também, há a chance, mesmo que pequena, do alviverde não alcançar a classificação – caso fique fora do G-4. O empate ou a derrota fora de casa também adiam a classificação para a segunda fase.

Com a classificação encaminhada, o Verdão também vai atrás de garantir uma melhor campanha dentro da chave. A superioridade dá o direito de enfrentar um adversário pior colocado no Grupo 3.

Lagarto e CSE se enfrentam amanhã (02), às 19h, no estádio Juca Sampaio, pela 12ª rodada da Série D do Brasileiro.

Por outro lado, em Palmeira dos Indcios a confiança é grande no Tricolorido. O CSE tem que vencer os jogos restantes para avançar. Ou seja: precisa de 100% de aproveitamento nos jogos restantes para ganhar uma vaga na 2ª etapa da Série D.

Arivaldo Maia e Futebol Interior

Alan James define, e Sergipe vence o CSE em Aracaju
   25 de junho de 2022   │     18:35  │  0

 

Alan James comemora gol na Arena Batistão

Alan James, ex-CSE, comemora gol na Arena Batistão – (Foto: Antônio Soares/CSS)

Centroavante faz fazer valer a lei do ex na Arena Batistão e comanda a vitória sergipana; Tricolor perde a 2ª consecutiva.

Sergipe vence

A lei do ex foi estabelecida no jogo entre Sergipe e CSE, neste sábado, pela 11ª rodada da Série D. Na Arena Batistão, o centroavante Alan James marcou duas vezes contra o ex-clube e foi decisivo para a vitória do Sergipe por 2 a 1. O meia-atacante Júnior Timbó, de pênalti, descontou em Aracaju. O lateral-direito Ewerton Argeu, do Sergipe, recebeu o segundo amarelo e foi expulso aos 35 do segundo tempo.

Como fica?

O Sergipe chegou a 12 pontos, ultrapassou justamente o CSE e ocupa agora a sexta colocação no Grupo 4 da Série D. Por outro lado, o time alagoano sofreu a segunda derrota seguida e ficou longe do G-4, com 11 pontos. Está agora na sétima posição.

Os três golsO Sergipe começou o jogo em ritmo quente. No primeiro minuto, após uma confusão entre o goleiro Alex e o zaguiro Janelson, Alan James apareceu para colocar para dentro.

Aos 13 minutos, Alan James, de pênalti, ampliou no Batistão. O CSE diminuiu aos 46 da etapa inicial, também de pênalti, com Júnior Timbó.

Agenda

Sábado, o CSE recebe o Lagarto no Estádio Juca Sampaio, em Palmeira dos Índios, às 19h. Dia 3, domingo, o Sergipe joga contra o líder ASA também na Arena Batistão, em Aracaju, às 16h.

Arivaldo Maia com Redação do ge – Sergipe

 

Afogados pede ajuda por PIX dois anos depois de eliminar o Atlético-MG e ganhar R$ 2,69 milhões
   22 de junho de 2022   │     20:09  │  0

Afogados eliminou o Atlético-MG — Foto: Bruno Cantini / Atlético

Afogados eliminou o Atlético-MG — (Foto: Bruno Cantini / Atlético)

Equipe pernambucana bateu o Galo em jogo histórico na Copa do Brasil e atualmente disputa a Série D do Brasileiro; Coruja pede dinheiro mesmo com 21 empresas parceiras nas redes sociais.

O Afogados lançou uma campanha nas redes sociais para arrecadar dinheiro. O “PIX da Coruja” pede qualquer valor ao torcedor para tentar pagar as despesas da Série D do Campeonato Brasileiro.

A ação é inédita para o Afogados, que costuma exibir as marcas de 21 empresas parceiras nas redes sociais. A folha salarial foi reduzida e está na casa dos R$ 60 mil. Mesmo assim, o Afogados garante que os salários dos atletas e da comissão técnica não estão atrasados. A situação do clube é totalmente diferente da vivida há mais de dois anos.

O Tricolor do Sertão eliminou o Atlético-MG na segunda fase da Copa do Brasil 2020 e fez história no futebol. Por conta da campanha, o clube arrecadou R$ 2,69 milhões. Ainda em 2020, cerca de R$ 612 mil foram pagos como premiação para atletas e comissão técnica, R$ 400 mil saíram como impostos e cerca de R$ 300 mil serviram para pagar dívidas.

A diretoria atual afirma que assumiu o clube em 2021 sem nenhum valor em caixa pela premiação. O Afogados também alugou um terreno por RS 130 mil, que serviria como centro de treinamento, mas atualmente segue trabalhando no estádio Vianão. Recentemente os clubes da Série D se uniram e pediram apoio financeiro da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Uma reunião está marcada para o dia 5 de julho.

Arivaldo Maia  Redação do ge — Afogados da Ingazeira, PE

O Santa Cruz será julgado pelo apagão na partida contra o CSE, pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro da Série D.
   18 de junho de 2022   │     1:00  │  1

ASCOM/CSE

Lance do jogo de volta em Palmeira, no estádio Juca Sampaio, quando a chuva impediu uma vitória do CSE – (Foto: Ascom/CSE)

Finalmente o Santa Cruz foi denunciado por conta do “apagão” dos refletores do Arruda. A partida aconteceu no dia 22 do mês passado, contra o CSE, pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro da Série D. Caso seja culpado, o Tricolor pode pagar multa de R$ 100 a R$100 mil e ter o estádio interditado, além de outras medidas determinadas pelo STJD.

O lance ocorreu aos 12 minutos, do segundo tempo, quando o CSE estava em um contra-ataque com Matheus Régis e vencia a partida por 1 a 0. O atacante partiu livre e ia ficar cara a cara com o goleiro Jeferson, quando as luzes se apagaram. Após 22 minutos de paralização, o Santa Cruz virou a partida para 2 a 1.

O Tricolor foi enquadrado no art. 211 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) como consta a denúncia do STJD. E a pena pode ser multa de R$ 100 a R$ 100 mil reais mais interdição do Arruda.

Art. 211. Deixar de manter o local que tenha indicado para realização do evento com infraestrutura necessária a assegurar plena garantia e segurança para sua realização.

O QUE DIZ O SANTA CRUZ

No dia da partida a diretoria do Tricolor disse que o problema ocorreu após uma queima de de fusível em uma das subestações do Arruda. O fogo não se espalhou, mas a demora para retomar o duelo se deu porque era necessário esfriar a subestação e, depois, ligar a torre.

NOTA DO BLOG:

Na verdade foi um acontecimento estranho, jamais visto nos grandes estádios brasieliros. Na hora do CSE de Palmeira dos Indios/AL fazer o seu 2º gol, ‘apagaram a Lamparina e derramaram o gás’, lembrando expressão muito utiizada no Nodeste de Luiz Gonzaga.

Um clube com a grandeza do Santa Cruz, dono da maior torcida de Pernambuco, certamente está cercado por advogados competentes para se livrar da acusação.

Faltar iluminação apenas no campo de jogo, com tudo normal nas cabines e demais setores do estádio, inclusive no seu entorno e bairro onde está localizado, será o argumento principal, contra o qual o clube se prepara para um defesa que não será fácil.

Por outro lado, o CSE, Tricolorido da terra de Graciliano Ramos, respeita profundamente o Santa Cruz, mas, tem, sem nenhuma dúvida, o direito de protestar.

Textos: Arivaldo Maia e Futebol Interior