Category Archives: Série C

DAZN fecha com a Band para transmitir Série C também na TV Aberta
   12 de junho de 2019   │     0:03  │  0

O DAZN e a TV Bandeirantes anunciaram uma parceria para que o canal transmita na TV aberta jogos da Série C.

O DAZN é o primeiro serviço de streaming do mundo dedicado somente à transmissão de esporte e tem os jogos da Série C em seu aplicativo.

“A parceira com o DAZN faz parte do projeto da Band de ter uma grade esportiva bem competitiva, atendendo uma demanda do público por uma programação com muito esporte”, disse José Emílio Ambrósio, diretor de Esportes do canal.

Os jogos serão transmitidos para o Norte e o Nordeste do país às 17h dos sábados. A estreia ocorreu no último sábado (8) com o jogo entre Remo e Volta Redonda.

Além da Série C do Brasileirão, o DAZN tem os direitos da Serie A italiana, Ligue 1 francesa, CONMEBOL Sul-Americana, FA Cup, J-League, Copa da Itália e Copa da Liga Francesa.

Blog com GOAL

DAZN fecha com a Band para transmitir a Série C
   7 de junho de 2019   │     19:40  │  0

O DAZN e a TV Bandeirantes anunciaram nesta sexta-feira (7) uma parceria para que o canal transmita na TV aberta jogos da Série C.

O DAZN é o primeiro serviço de streaming do mundo dedicado somente à transmissão de esporte e tem os jogos da Série C em seu aplicativo.

Os jogos serão transmitidos para o Norte e o Nordeste do país às 17h dos sábados. A estreia será já neste sábado (8) com o jogo entre Remo e Volta Redonda.

Blog com GOAL

Fim do mundo? Nem tanto… Veja os cenários que esperam Santa Cruz e Náutico na Série C
   27 de novembro de 2017   │     0:03  │  0

Santa Cruz e Náutico caíram juntos para a Série C do Campeonato Brasileiro (Foto: Aldo Carneiro/Pernambuco Press)

Santa Cruz e Náutico caíram juntos para a Série C do Campeonato Brasileiro (Foto: Aldo Carneiro/Pernambuco Press)

A dor dos torcedores de Náutico e Santa Cruz, que viram seus times serem rebaixados para a Série C do Campeonato Brasileiro neste ano, vai demorar a ser curada. Muitos imaginam a terceira divisão do país como o sub-mundo do futebol brasileiro, com estádios ruins, viagens desgastantes e clubes pouco tradicionais. No entanto, isso está longe de ser verdade. O GloboEsporte.com analisou os primeiros adversários dos dois pernambucanos, as viagens que farão e os estádios onde jogarão e comprovou que não existe tanta diferença em relação ao que acontece na Série B.

Ainda não foi batido o martelo dos grupos da Série C, mas como são divididos de forma regional dá para ter uma ideia de quem estará na chave do Tricolor e do Timbu. O adversário de maior tradição será o Remo, que já disputou a Série A algumas vezes. Mesmo sem tanta representatividade no cenário nacional, a Série C tem também Confiança-SE, Botafogo-PB e ABC-RN, que possuem um bom histórico dentro dos seus estados. O Salgueiro, rival local, também está na disputa. Completam o grupo Atlético-AC, Globo-RN e Juazeirense-BA.

Dos oito estádios que Náutico e Santa Cruz vão jogar na Série C, apenas um deles tem capacidade para menos de 10 mil pessoas. O grande destaque fica para o Mangueirão, do Remo, que pode receber um público de 45.007 e tem alguns jogos da seleção brasileira na sua história. O Batistão, do Confiança, foi todo reformado para os treinamentos da Grécia, na Copa do Mundo de 2014.

Blog com Globoesporte

CSA tem 3 jogadores na Seleção da Série C-2017
   31 de outubro de 2017   │     18:38  │  1

A Série C acabou com o CSA campeão e garantido na Série B 2018. Também conseguiram o acesso o vice Fortaleza, São Bento e Sampaio Corrêa. Portanto, são eles os protagonistas da Seleção da terceira divisão nacional.

Apenas dois nomes que não conquistaram o acesso aparecem na edição final. São eles o zagueiro Anderson, que fez grande campanha pelo Confiança, e o atacante Rafael Grampola, artilheiro do campeonato, com 13 gols pelo Joinville.

CONFIRA SELEÇÃO DA SÉRIE C:

Marcelo Boeck (Fortaleza);

Muriel (São Bento), Jorge Fellipe (CSA), Anderson (Confiança) e Bruno Melo (Fortaleza);

Diego Silva (Sampaio Corrêa), Daniel Costa (CSA) e Hiltinho (Sampaio Corrêa);

Everaldo (São Bento), Rafael Grampola (Joinville) e MIchel Douglas (CSA);

Técnico: Paulo Roberto (São Bento)

Blog com Futebol Interiror

Heróis do título inédito do CSA exaltam regularidade do time
   23 de outubro de 2017   │     0:05  │  0

Vibração dos jogadores no momento de levantar a taça de campeão do Brasil na Série C (Foto: AILTON CRUZ)

Depois de nove anos da última conquista, o estadual de 2008, o CSA conquistou a maior glória de sua história centenária. Fundado em 7 de setembro de 1913, o Azulão sagrou-se campeão da Série C do Campeonato Brasileiro, se tornando o primeiro clube do estado a conquistar um título nacional.

As finais contra o Fortaleza serviram para reforçar a campanha consistente do time comandado pelo competente Flávio Araújo, apelido no meio do futebol como ‘Rei do acesso’ – fama a qual o treinador comprou mais uma vez. Nos 24 jogos da vitoriosa campanha, o CSA somou 11 vitórias, empatou outras 10 partidas e perdeu somente três. É preciso lembrar que Nei da Matta foi o técnico azulino durante a maior parte da competição.

Há dois anos no CSA, o já ídolo Didira relembrou que este é o segundo acesso consecutivo do time, que ano passado foi vice-campeão da Série D, sendo derrotado na final pelo Volta Redonda-RJ. Emocionado após a partida, o meia relembrou que no início do projeto o clube “não tinha calendário, só o estadual”.

“A gente (elenco e comissão técnica) merece, por tudo o que a gente passou”, disse o jogador após o apito final.

Destaque da primeira finalíssima, Michel reforçou a importância do título na carreira dos jogadores e diz que saiu preocupado desta partida, mas que o médico o tranquilizou quanto a possível lesão. E, completou dizendo que só restou apoiar os companheiros do banco de reservas.

Questionado se ele iria dormir hoje, o atacante respondeu:

“Depois de hoje acho que nunca mais. Nos próximos dias com certeza eu não vou dormir”.

Capitão do CSA, Daniel Costa endossou que o time entrou em campo com o regulamento embaixo do braço. “Jogamos fechados e conseguimos segurar o time deles”, disse. Para encerrar ele enfatizou: “Vamos ficar na história do clube”

Sem pestanejar, o lateral-esquerdo Raul enalteceu a regularidade do time: “Ninguém merecia mais esse título do que nós”.

“O clube é muito grande. Nós somos o único campeão brasileiro do Alagoas. Só Deus sabe o quanto foi difícil, estão todos de parabéns”, disse, antes de se juntar aos outros jogadores para receber as medalhas e a taça.

Blog e Futebol Interior