Category Archives: Série A

Contra o rebaixamento, CSA busca alento diante do Fluminense
   18 de agosto de 2019   │     13:00  │  1

Há oito jogos sem vencer no Campeonato Brasileiro, o CSA busca um alento para seguir firme na luta contra o rebaixamento na partida diante do Fluminense, logo mais às 16h, no Maracanã. O time alagoano não vence desde o dia 27 de maio, quando fez 1 a 0 no Goiás, no estádio Rei Pelé. O técnico Argel Fucks garante que a equipe não entrará em campo com medo de sair derrotada.

“Nossa equipe não pode ter medo de perder, tem que ter vontade de ganhar. Isso que vamos fazer no duelo. Conhecemos bem o Fluminense, o estilo de jogo do Diniz. Vamos procurar marcar pressão para tentar roubar a bola e agredir o adversário. Entraremos em campo para buscar o resultado positivo”, diz o treinador.

Apesar de ter confirmado um ataque com Maranhão e Alecsandro, Argel Fucks fechou as últimas atividades antes do duelo. O treinador não poderá contar com o meia Didira. Com isso, armou o setor com: Dawhan, Naldo, Jão Vitor e Jonatan Gómez.

“Fazer três gols em 14 jogos é muito pouco. Estamos quebrando a cabeça para montar o ataque da melhor maneira possível. Mas vamos focar jogo a jogo. O adversário está a quatro pontos na nossa frente. Se a gente vencer, ficará apenas um. Vamos em busca de nossos objetivos”, concluiu.

Antes da viagem para o Rio de Janeiro, a delegação do CSA sofreu com protestos por parte da torcida, que cobrou melhor desempenho da equipe no Brasileirão. “Torcedor tem direito de criticar, vaiar e aplaudir. Conversa legal”, finalizou

O time alagoano aparece na vice-lanterna do Brasileirão, com apenas oito pontos. Seu adversário, o Fluminense é o primeiro fora da degola, com 12.

Blog e Terra Esportes

Arão elogia desempenho do Fla
   10 de agosto de 2019   │     23:47  │  0

Jorge Jesus colocou o que o Flamengo tinha de melhor em campo na noite deste sábado, saiu atrás do placar, mas derrotou o Grêmio de virada por 3 a 1, no Maracanã. Autor do gol de empate, o volante Willian Arão exaltou o desempenho da equipe durante os 90 minutos do duelo.

“Na verdade fizemos um primeiro tempo bom. Tivemos 20 minutos de dificuldade, mas acertamos e criamos boas chances. Eles fizeram o gol em um erro nosso. No segundo tempo, aproveitamos melhor as oportunidades. O time jogou bem durante 70 minutos do jogo”, disse o jogador.

Apesar da vitória colocar o Flamengo na terceira colocação, com 27 pontos, a cinco do líder Santos, os jogadores deixaram transparecer o pensamento nas quartas de final da Copa Libertadores. A primeira partida será realizada diante do Internacional no dia 21 de agosto, às 21h30, no Maracanã.

“Vamos enfrentar o Internacional da mesma forma. Precisamos aproveitas as chances e não deixar o adversário jogar. Nosso pensamento é controlar bem a partida e fazer um grande jogo”, completou o volante.

Arrascaeta, o principal destaque do Flamengo da vitória contra o Grêmio, seguiu a linha do companheiro de equipe e também destacou o duelo contra o Internacional. A Libertadores vem sendo a prioridade do time na temporada, após a eliminação precoce na Copa do Brasil.

“Vamos tentar fazer um grande jogo para agradar essa torcida, que tem nos apoiado muito. Temos que melhorar fora de casa, mas aqui estamos fortes. Temos jogado 100% do nosso potencial”, concluiu o uruguaio.

Blog com Terra Esportes

Fortaleza perdeu clássico e quer vencer o CSA
   8 de agosto de 2019   │     8:00  │  1

E é assim? Se a moda pega… Depois de perder o clássico cearense para o ‘Vovô’, o discurso no Fortaleza é vencer o CSA na próxima segunda, em Maceió, esquecendo o desempenho azulino contra o Vasco, quando foi superior e mereceu vencer fora de casa, e a motivação dos jogadores que não abrem mão de vencer o time cearense. Derrotar o CSA no Rei Pelé é possível, porém, nunca será fácil.

Mesmo assim, a necessidade de vencer o CSA na próxima segunda-feira foi o tema do reencontro da comissão técnica com os jogadores no CT Ribamar Bezerra, desde o início desta semana.

“É um jogo de seis pontos, porque nós viemos da Série B e queremos lutar para permanecer na elite em 2020” – comentou o atacante Wellington Paulista que marcou os dois gols na vitória sobre o Avaí, na 10.ª rodada, no Castelão, no último triunfo do Tricolor. O grupo também precisa levantar a cabeça, porque o moral ficou abalado após o tropeço diante dos alvinegros cearenses.

O Fortaleza encara o CSA na próxima segunda-feira (12), às 20h, no estádio Rei Pelé, em Maceió. As equipes seguem juntas desde 2017 quando disputaram a Série C juntos, atuaram na Série B no ano passado e subiram juntos para disputar a Série A do Campeonato Brasileiro deste ano.

Não se sabe ainda da intenção de Ceni de promover mudanças no time, mas uma baixa é certa: o lateral-esquerdo Carlinhos recebeu o terceiro cartão amarelo e vai ter que cumprir suspensão automática em Maceió.

O mais provável é a entrada de Bruno Melo, que está no clube há três anos e foi importante nos dois acessos seguidos do clube da Série C para a Série A.

Melo pode sentir falta de ritmo de jogo, afinal só atuou uma vez em 13 jogos. Aconteceu na derrota por 2 a 0 para o Flamengo, na sétima rodada que foi disputada três dias após a conquista da Copa do Nordeste em cima do Botafogo-PB.

Para os alagoanos, vencer na próxima segunda será obrigação do motivado CSA. Além do time confiante, nas arquibancadas a ‘Nação Fantástica Azulina’, com certeza, vai fazer a diferença.

Arivaldo Maia e Globo Esporte

 

 

Vasco fica no 0 a 0 com o CSA em Cariacica/ES
   5 de agosto de 2019   │     0:05  │  4

Vasco e CSA empataram em 0 a 0

Vasco e CSA empataram em 0 a 0 (Foto: Gilson Borba/Futura Press/Estadão Conteúdo)

No primeiro confronto entre os irmãos Leandro e Luciano Castan, as defesas de Vasco e CSA terminaram o duelo invictas no empate por 0 a 0, no Kleber Andrade. Sem criatividade e poder de fogo, o Cruzmaltino não confirmou o favoritismo diante do penúltimo colocado e perdeu a chance de se afastar da zona da confusão, ainda em 15º lugar, com 14 pontos.

Falso 9 da vez, Bruno César não rendeu fora da posição de origem. Responsável pela armação, Marquinho tampouco funcionou. Com liberdade, Marrony e Talles Magno, estreante como titular, tiveram dificuldade para furar a marcação do CSA. Sem o contra-ataque a favor, o Vasco teve dificuldade para ameaçar o gol dos alagoanos no primeiro tempo de poucas emoções.

A entrada de Marcos Júnior no lugar de Marquinho trouxe mais mobilidade ao meio de campo no segundo tempo. Com uma postura um pouco mais agressiva, o Vasco apresentou uma ligeira melhora quando Pikachu e Talles Magno passaram a ser mais acionados. Com dribles e arrancadas, o atacante, de 17 anos, apareceu mais e criou algumas boas jogadas.

Com Tiago Reis e Valdívia no lugar de Bruno César e Raul, respectivamente, o técnico Vanderlei Luxemburgo apostou suas últimas fichas para buscar o resultado. Na pressão, o Vasco rondou o gol adversário, porém, foi o CSA que quase abriu o placar com Dawhan. Henríquez salvou quase em cima da linha.

A queda de energia nos refletores do estádio, aos 30 minutos, esfriou ainda mais o jogo que estava morno. Na volta, o Vasco, assim como a torcida, cobraram um pênalti não marcado após o corte de Naldo com o braço, após cruzamento de Valdívia. E assim, o jogo terminou como começou: 0 a 0.

Blog com O DIA

Vasco e CSA empatam em Cariacica/ES
   4 de agosto de 2019   │     21:32  │  1

O jogo entre Vasco e CSA teve falta de luz, polêmica em pedido de pênalti, menos gol. Num jogo de baixo nível técnico, as equipes empataram em 0 a 0 no estádio Kleber Andrade, em Cariacica. Os cruz-maltinos saíram com mais motivos para reclamação, alegando toque de mão do volante Naldo na área.

O lance aconteceu no segundo tempo. Valdivia tentou cruzamento para a área, e a bola bateu no braço de Naldo. O árbitro mandou o jogo seguir e sequer consultou o árbitro de vídeo. Para Sandro Meira Ricci, comentarista da Central do Apito, o lance era de pênalti: “O braço está muito aberto, totalmente lançado na tentativa de bloquear a passagem da bola”.

Apesar da falta de gols, a partida até estava movimentada no segundo tempo, com o Vasco pressionando. Entretanto, uma queda no fornecimento elétrico paralisou a partida por 13 minutos. Depois disso, os times não retomaram a intensidade.

O resultado deixou Vasco e CSA próximos na tabela. O Cruz-Maltino é o 15º colocado, com 14 pontos. O Azulão segue na 19ª posição, com oito pontos.

Para os alagoanos, o CSA foi valente, jogou sem medo do Vasco, e teve a chance de vencer quando Dawhan perdeu uma excelente oportunidade, ao escorregar antes do chute, na pequena área, na cara do gol.

Arivaldo Maia e Globo Esporte