Category Archives: Sem categoria

Vasco é desclassificado da Copa do Brasil
   16 de julho de 2018   │     22:57  │  0

Não deu para o VascoNão deu para o Vasco (Foto: Marcio Alves / Agência O Globo)

A vitória do Vasco sobre o Bahia, por 2 a 0, em São Januário, apenas um dia após o fim da Copa, em nada lembrou o glamour do Mundial da Rússia. Times taticamente bem desenhados, domínios de bola elegantes, passes geniais, o VAR para minimizar erros de arbitragem, gramado impecável… Nada disso deu as caras. Pelo contrário, na eliminação cruz-maltina na Copa do Brasil, teve até ratazana em campo. Foi a volta do futebol “raiz”. No bom e no mau sentido.

— Fizemos um grande jogo. Faltou um gol, mas entrega, atitude e gana tivemos o tempo todo — enalteceu o argentino Desábato.

As arquibancadas roubaram as atenções. Torcedores — em sua maioria de pé — quase lotaram São Januário, numa festa que começou nos arredores do estádio, bem antes do apito inicial. O bandeirão “Sempre ao seu lado”, estendido na marquise, era claro: apesar da derrota por 3 a 0 no primeiro jogo, os vascaínos acreditavam na classificação e queriam empurrar o time rumo à virada.

Os mesmos que fizeram bonito na maior parte do tempo também deixaram a desejar. Após o fim da partida, torcedores irritados com a arbitragem e a cera do Bahia se envolveram em uma confusão, que exigiu ação da polícia e pode voltar a render punições para o Vasco.

A vitória do Vasco sobre o Bahia, por 2 a 0, em São Januário, apenas um dia após o fim da Copa, em nada lembrou o glamour do Mundial da Rússia. Times taticamente bem desenhados, domínios de bola elegantes, passes geniais, o VAR para minimizar erros de arbitragem, gramado impecável… Nada disso deu as caras. Pelo contrário, na eliminação cruz-maltina na Copa do Brasil, teve até ratazana em campo. Foi a volta do futebol “raiz”. No bom e no mau sentido.

— Fizemos um grande jogo. Faltou um gol, mas entrega, atitude e gana tivemos o tempo todo — enalteceu o argentino Desábato.

As arquibancadas roubaram as atenções. Torcedores — em sua maioria de pé — quase lotaram São Januário, numa festa que começou nos arredores do estádio, bem antes do apito inicial. O bandeirão “Sempre ao seu lado”, estendido na marquise, era claro: apesar da derrota por 3 a 0 no primeiro jogo, os vascaínos acreditavam na classificação e queriam empurrar o time rumo à virada.

Os mesmos que fizeram bonito na maior parte do tempo também deixaram a desejar. Após o fim da partida, torcedores irritados com a arbitragem e a cera do Bahia se envolveram em uma confusão, que exigiu ação da polícia e pode voltar a render punições para o Vasco.

 

Parreira critica desempenho do Brasil na Rússia
   12 de julho de 2018   │     11:40  │  1

Resultado de imagem para Parreira na Rússia

 

Comandante da seleção brasileira na conquista do tetracampeonato mundial, em 1994, Carlos Alberto Parreira, (foto acima/Gazeta do Povo), apontou a falta de experiência como um fator primordial para a eliminação do Brasil nas quartas de final do Mundial da Rússia. Membro do grupo de estudos técnicos da Fifa (TSG, na siga em inglês), o ex-treinador afirmou que o time de Tite tinha potencial para ir mais longe, mas não soube lidar com os “detalhes” da competição.

– Nesta Copa, faltou experiência. Tínhamos bons jogadores, mas poucos com Copa. O estafe técnico também. O Brasil poderia ter ido mais longe na Copa. Fomos melhores no segundo tempo, controlamos o jogo, tivemos chance de marcar. Mas a Copa é muito decidida no detalhe. Mas continuamos sonhando em ganhar no Catar. Estamos sempre buscando ganhar a Copa do Mundo. É como uma religião para nós – disse, em entrevista coletiva.

Parreira apontou que é preciso identificar o problema que vem fazendo com que o Brasil colecione decepções recentes em Copas do Mundo, sem chegar a uma decisão desde 2002 – quando levou o penta no Japão e na Coreia do Sul. E lembrou o fracasso do badalado elenco brasileiro em 2006, na Alemanha, que também caiu nas quartas de final, diante da França.

– Não é só saber que há um problema, mas como resolver. Vamos para 20 anos sem título. Não é fácil ser um campeão do mundo. Não precisa ser só talentoso, se não ganharia todas as Copas. Precisa ter fome, ter paixão, ter organização. É muito diferente quando isso tudo está lá, quando há organização e talento, vamos ganhar. Quando falta algo, falhamos. Em 2006 não tínhamos a mesma fome, porque ganhamos em 2002. Os melhores jogadores não foram em sua melhor forma.

Blog com Globoesporte

Ex-jogadores criticam atuação apagada de Neymar contra a Bélgica
   7 de julho de 2018   │     0:03  │  0

Ex-jogadores que foram campeões mundiais com a seleção brasileira fizeram críticas ao desempenho apagado do atacante Neymar na derrota de 2 x 1 para a Bélgica que causou a eliminação do Brasil na Copa do Mundo da Rússia.

.“Nunca vi um Neymar tão desligado e fora de ritmo como no jogo com a Bélgica. Foi o primeiro que eu vi dele sem nenhuma lucidez ou concentração. O belgas marcaram ele e o Coutinho e mataram nosso time”, disse o ex-atacante Jairzinho, campeão mundial em 1970.

“É um dia triste para o Brasil e para o futebol brasileiro, mas não jogamos bem. Brasil era um time capenga que jogava sempre por um mesmo lado e era previsível e fácil de ser marcado”, acrescentou.

O Brasil tomou dois gols no primeiro tempo e pressionou depois do intervalo em busca do empate, mas só conseguiu marcar uma vez, através de Renato Augusto.

Neymar, grande esperança do Brasil no Mundial, teve atuação ruim no duelo de quartas de final e só ameaçou o gol rival em chute colocado que o goleiro Courtois defendeu no final da partida.

“A Bélgica fez um melhor primeiro tempo e o Brasil melhorou no segundo tempo. Mas jogadores jogaram abaixo da média hoje”, declarou o ex-volante Vampeta, que estava no elenco campeão do mundo em 2002.

“O atacante Neymar jogou uma Copa abaixo da média e acho que ainda vai ficar com fama de cai cai.”

Blog com EXTRA

 

CRB vence o São Bento com golaço de Leilson
   4 de julho de 2018   │     22:40  │  0

Aos 39 do segundo tempo o CRB marcou o gol que valeu uma importante vitória contra o São Bento de Sorocaba.

O autor foi Leilson, batendo forte e de primeira.

A Vitória não afastou o Galo da Zona de Rebaixamento. Agora, com 15 pontos, ocupa o décimo sétimo lugar.

Aguarde mais detalhes.

Arivaldo Maia

Amanhã, Didira completará 100 jogos no CSA
     │     18:59  │  0

Campeão da série C e do Alagoano 2018, Didira vai comemorar uma data importante nesta quinta-feira.

Quando entrar em campo para enfrentar o Brasil em Pelotas/RS, o meia revelado pelo ASA vai completar 100 jogos com o Manto do CSA.

Uma data importante o profissional e o seu clube.

A delegação do CSA chegou há pouco na fria cidade de Pelotas, onde já está concentrada.

Arivaldo Maia