Category Archives: Seleção do Brasil

Seleção do Brasil joga amanhã com a República Tcheca
   25 de março de 2019   │     10:00  │  0

O próximo compromisso da seleção brasileira será amanhã, às 16h45, em amistoso contra a República Tcheca, na cidade de Praga. Esse será o último amistoso para a convocação da lista que disputará a Copa América no Brasil, a partir de junho.

Depois da decepcionante exibição diante da fraca seleção do Panamá, os torcedores esperam um Brasil mais ajustado, impondo o seu futebol, apesar das experiências necessárias feitas pelo técnico Tite.

Mesmo sem nenhuma pesquisa relacionada ao interesse do torcedor nos jogos da nossa seleção, é visível o desinteresse e clara a desmotivação com os jogos, especialmente os amistosos Fifa.

Os maiores prejudicados são os clubes, cedendo seus jogadores, obrigados pela legislação esportiva.

Arivaldo Maia

Seleção oscila com jovens, mas vê seus “veteranos” travados no ataque pós-Copa
     │     0:04  │  0

Lucas Paquetá comemora seu gol contra o Panamá — Foto: Reuters

Lucas Paquetá comemora seu gol contra o Panamá — (Foto: Reuters)

 

A justificativa de Tite para a oscilação de desempenho da seleção brasileira, que teve atuação bastante fraca no empate por 1 a 1 com o Panamá, são as oportunidades oferecidas a jovens e o decorrente desentrosamento. Mas no setor ofensivo, de números bem inferiores à média nos últimos jogos, são os “veteranos” que têm decepcionado.

Veteranos entre aspas porque entre eles está Gabriel Jesus, 22 anos recém-completados. Ainda jovem, porém com quase três anos de convocações consecutivas, o que dá a ele casca para cobranças em outro nível.

Roberto Firmino e Coutinho, outros remanescentes da Copa do Mundo, também não têm conseguido apresentar o futebol que os colocou no mais alto nível de clubes europeus. Por outro lado, os novatos Richarlison e Paquetá deixaram Portugal mais satisfeitos, individualmente.

O atacante, dessa vez, não marcou, mas seu ímpeto e atitude em meio a uma equipe sem tanto jogo coletivo criaram boas chances para o Brasil, especialmente no segundo tempo, quando ele acertou o travessão e exigiu boa defesa do goleiro Mejía.

Paquetá, por sua vez, fez seu primeiro gol pela Seleção, mas foi substituído por Everton no segundo tempo.

– Ele (Paquetá) estava fazendo função de aberto e tinha a opção do Everton, era uma opção para acelerar o jogo, uma ideia de amplitude – explicou Tite. Em outras palavras, ele queria tentar abrir a linha defensiva de cinco homens do Panamá com um ponta mais rápido.

Em busca do entrosamento no meio-campo, grande responsável pela falta de criatividade e consequente baixa de gols em sua visão, Tite estuda que time mandar a campo nesta terça-feira, contra a República Tcheca. Pelas citações recebidas nas últimas entrevistas coletivas, Allan pode ganhar uma chance no setor, na vaga de Arthur.

A seleção brasileira viajou durante a madrugada para Praga e treinou no início da tarde de domingo (horário de Brasília).

Blog com GloboEsporte

Brasil decepciona ao empatar com o Panamá
   23 de março de 2019   │     16:36  │  0

Paquetá vence o goleiro para marcar o único gol do Brasil no amistosoPaquetá vence o goleiro para marcar o único gol do Brasil no amistoso (Foto: Miguel Riopa/AFP)

No primeiro amistoso de 2019, e de olho na Copa América, a seleção brasileira não passou de um empate com o Panamá, neste sábado, em Portugal. Recheada de novatos convocados pelo técnico Tite, a equipe dominou o jogo, mas pecou na criação e nas finalizações, e ficou no 1 a 1. Lucas Paquetá deixou o dele no primeiro jogo desde que se transferiu para o Milan, o primeiro do ex-jogador do Flamengo pela seleção principal. Mas foi Richarlison, que tem sido chamado sem interrupção, que se destacou mais. O Panamá descontou com Machado e marcou pela primeira vez na história sobre o Brasil.

Na terça-feira, a seleção enfrenta a República Tcheca em Praga. Novamente terá pela frente uma equipe que se defende bem. Esta foi a grande dificuldade diante do Panamá. Embora tenha se movimentado, com um meio-campo leve e de boa técnica, faltou ser mais agudo no fim da jogada. As bolas aéreas se tornaram hábito para a conclusão acontecer. Foi assim que Paquetá apareceu nas costas dos zagueiros e escorou lançamento de Casemiro.

As cabeçadas de Firmino e Richarlison demonstraram a principal arma no primeiro tempo, em que o Brasil conseguiu sete finalizações, mas sofreu cinco. Enquanto esteve em campo, Paquetá variou do meio para os dois lados, mas na maioria das vezes jogou de costas, fazendo um primeiro pivô para o time progredir. Após este ponto as jogadas normalmente iam para os lados e terminavam em cruzamentos. Quando houve passe por dentro, Firmino foi contido.

Em dia abaixo da média, Firmino fez Richarlison sobressair. A bola no travessão no começo do segundo tempo foi a senha para um novo ritmo do Brasil, que recebeu o troco na mesma moeda em seguida. Tite não demorou para deixar a equipe mais agressiva, com Everton e Gabriel Jesus. Richarlison tornou-se mais insinuante e quase virou o jogo em jogada individual brilhante. Em seguida, pegou rebote da bola acertada no travessão por Casemiro, mas chutou por cima.

Nos últimos minutos, o jogo ficou aberto, e tanto o Brasil teve chance de vencer, como também o Panamá.

Blog com EXTRA

Veja a escalação da seleção brasileira para o amistoso deste sábado, contra o Panamá
   20 de março de 2019   │     0:04  │  0

   Jogadores da seleção brasileira com Tite durante treino em Portugal — Foto: Pedro Martins / MoWA Press

 

Jogadores da seleção brasileira com Tite durante treino em Portugal (Foto: Pedro Martins / MoWA Press)

Tite deu aos jornalistas um aperitivo da equipe que vai escalar no amistoso deste sábado, contra o Panamá. Segundos antes de fechar o treino, ele separou os jogadores. O grupo que estava recebendo orientações para a atividade tática não tinha goleiros. Os de linha eram:

Fagner, Militão, Miranda e Alex Telles; Casemiro; Arthur, Paquetá, Coutinho e Richarlison; Firmino.

A tendência é que esses sejam os titulares e Ederson o goleiro nessa primeira partida da data Fifa. É uma junção da defesa hoje considerada reserva com meio-campo e ataque titulares.

Contra a República Tcheca, na próxima terça-feira, devem entrar os defensores principais: Alisson, Danilo, Marquinhos, Thiago Silva e Alex Sandro.

Como haverá apenas dois dias entre um jogo e outro, Tite deverá aproveitar essa primeira semana para preparar as duas equipes, sem mudanças estruturais que dificultem sua programação.

Blog com GloboEsporte

Com Vinicius Junior, Tite convoca seleção brasileira
   28 de fevereiro de 2019   │     14:00  │  0

   Tite durante a convocação da seleção brasileira — Foto: André Mourão / MoWA Press

 

O técnico Tite, (foto acima/André Mourão / MoWA Press, anunciou nesta quinta-feira a convocação da seleção brasileira para os amistosos contra Panamá (no Porto) e República Tcheca (em Praga), nos dias 23 e 26 de março, respectivamente. As partidas servirão de testes para a disputa da Copa América de 2019, que será realizada no Brasil.

A maior novidade da lista de Tite é o atacante Vinicius Junior, do Real Madrid. Com apenas 18 anos, ele recebe a primeira oportunidade na Seleção principal. Lucas Paquetá, do Milan, e Felipe Anderson, do West Ham, ganham chance no meio de campo.

– Estava aberto à ascensão de novos valores, equipes com uma exigência técnica e emocional muito alta, o credencia. Ele tem em torno de 30 jogos, e isso é considerável pelo desempenho que tem, não só na análise de números. Eu quero ter essa afirmação da evolução – disse Tite.

Dois nomes de destaque no cenário europeu estão na lista de Tite: o zagueiro Militão, do Porto, e o meia Felipe Anderson, do West Ham. Sobre o meia, o treinador exaltou a quantidade de assistências que consegue dar na Premier League:

– Felipe empresta suas características ao sistema. Vem dando assistências na Premier League, o que é considerável. Militão tem 25 jogos como zagueiro, e agora temos a função de preparar atletas importantes para a Copa do Mundo. Trabalhar com novos valores que estão se afirmando, e o Militão está inserido nesse aspecto de zagueiro para a Copa. Prefiro ele como zagueiro.

A maior ausência, que já estava confirmada, é o atacante Neymar, do Paris-Saint Germain. O jogador, que sofreu uma fratura no quinto metatarso do pé direito, só deve voltar aos gramados em abril. A ideia é disputar as quartas de final da Liga dos Campeões, caso o PSG conquiste a classificação. O primeiro passo já foi dado, pois o time francês venceu por 2 a 0 o jogo de ida contra o Manchester United, fora de casa, pelas oitavas de final.

– Diferentemente da preparação para a Copa do Mundo, quando ele (Neymar) chegar na Copa América já vai ter jogado mais de quatro, cinco ou seis partidas. Até na Champions, se o Paris passar. Vai estar em melhores condições físicas do que foi para a Copa de 2018 – afirmou o preparador-físico da Seleção, Fábio Mahseredjian.

A seleção brasileira está no Grupo A da Copa América do Brasil, que conta também com Bolívia, Venezuela e Peru. A estreia do Brasil será no dia 14 de junho contra os bolivianos, no Morumbi. Na sequência, o time de Tite pega a equipe venezuelana em Salvador e encerra sua participação na primeira fase contra os peruanos na Arena Corinthians.

OS CONVOCADOS:

Goleiros:
Alisson (Liverpool)
Ederson (Manchester City)
Weverton (Palmeiras)

Laterais:
Daniel Alves (PSG)
Danilo (Manchester City)
Filipe Luís (Atlético de Madrid)
Alex Sandro (Juventus)

Zagueiros:
Marquinhos (PSG)
Miranda (Internazionale)
Thiago Silva (PSG)
Militão (Porto)

Meias:
Casemiro (Real Madrid)
Fabinho (Liverpool)
Arthur (Barcelona)
Allan (Napoli)
Paquetá (Milan)
Felipe Anderson (West Ham)
Coutinho (Barcelona)

Atacantes:
Everton (Grêmio)
Richarlison (Everton)
Vinicius Junior (Real Madrid)
Firmino (Liverpool)
Gabriel Jesus (Manchester City)

Blog com GloboEsporte