Category Archives: Seleção do Brasil

Convocação atípica em janeiro faz jogadores mudarem rotina para serem lembrados pela seleção
   12 de janeiro de 2022   │     11:00  │  0

Ausentes na última Data Fifa, Gabigol, Hulk e Weverton miram novas oportunidades com Tite e antecipam treinamentos.

A pandemia de covid-19 provocou mudanças no calendário do futebol com o adiamento de jogos e competições. Por isso, haverá, de forma excepcional, partidas das Eliminatórias para a Copa do Mundo entre o fim de janeiro e o início de fevereiro. Seleções da América do Sul (Conmebol), América do Norte e Central (Concacaf) e da Ásia (AFC) entrarão em campo para definir as últimas vagas para o Mundial do Catar.

A seleção brasileira já está classificada para a Copa, mas o técnico Tite quer aproveitar os últimos jogos para testar atletas e formações. O Brasil terá nove jogos ao todo até a convocação final para a Copa do Mundo. Os dois primeiros compromissos são diante do Equador – em Quito, no dia 27 de janeiro – e Paraguai – no Mineirão, dia 1º de fevereiro. Em março, ocorrerão os últimos jogos das Eliminatórias, enquanto em junho e setembro, a seleção realizará amistosos preparativos para o Mundial, que começa em novembro.

De olho em novas oportunidades, alguns jogadores do futebol local seguiram treinando durante as férias para chamar a atenção do estafe técnico da seleção brasileira. Com a conquista da Copa do Brasil em 15 de dezembro, o Atlético-MG planeja o início da pré-temporada apenas para o próximo dia 17, mas o atacante Hulk já está treinando e se condicionando fisicamente para estar apto a ser lembrado por Tite.

O mesmo acontece com Gabigol. Lutando por uma vaga entre os centroavantes da seleção, o atacante do Flamengo se reapresentou de forma antecipada e já faz suas atividades no Ninho do Urubu. O goleiro Weverton mira a conquista do Mundial de Clubes pelo Palmeiras, mas antes de iniciar a temporada, já estava se preparando, assim como outros colegas da equipe alviverde.

Nas últimas convocações de 2021, Tite evitou chamar jogadores que atuam no futebol brasileiro para não desfalcar as equipes na reta final do Campeonato Brasileiro. Na atípica Data Fifa de janeiro, o problema é diferente, mas a consequência pode ser semelhante. O futebol brasileiro ainda não deu início às suas competições oficiais, e os últimos jogos foram realizados há cerca de um mês. Assim, Tite pode novamente optar por chamar os atletas da Europa, que estão em melhor ritmo.

A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) confirmou que a convocação para os jogos com Equador e Paraguai acontece na próxima quinta-feira, dia 13 de janeiro. Sem poder contar com os suspensos Lucas Paquetá e Fabinho para a primeira partida, Tite deve chamar dois ou três jogadores a mais que os tradicionais 23. Lesionados, Neymar e Richarlison também serão ausências importantes na lista.

Blog com ESTADÃO Conteúdo

Tite ataca arbitragem após cotovelada: “Impossível não ver”
   18 de novembro de 2021   │     15:00  │  0

'Não posso conceber esse tipo de trabalho de um árbitro de vídeo', disse Tite (Reprodução / CBF)

‘Não posso conceber esse tipo de trabalho de um árbitro de vídeo’, disse Tite (Reprodução / CBF)

Foto: Lance!

Treinador destina crítica ao árbitro de vídeo após cotovelada ocorrida na etapa inicial do empate em 0 a 0 na última terça-feira.

O técnico Tite não escondeu sua irritação com a equipe de arbitragem do empate em 0 a 0 entre Argentina e Brasil, realizado nesta terça-feira (16), em San Juan. Ao ser perguntado sobre a cotovelada do argentino Otamendi no atacante Raphinha, o comandante canarinho subiu o tom.

“Vou tirar a máscara para falar e vou falar o que falei no vestiário para a arbitragem e vou assumir. O Cunha (Andres Cunha, árbitro que conduziu jogo) é um extraordinário árbitro. A qualidade técnica, um acompanhamento, percepções altíssimas, aspecto disciplinar muito alto e a arbitragem exigem uma boa equipe de trabalho. E quem está no VAR exige uma equipe muito alta”, e subiu o tom:

“E quem está no VAR é simplesmente impossível. Vou repetir. É IMPOSSÍVEL não ver a cotovelada no Otamendi no Raphinha. Quem quer ter isenção na análise é muito clara. Isso ia determinar o resultado do jogo? Não sei. Tradição, qualidade técnica dos dois, tudo bem. Mas o componente (arbitragem) tem de ser igual. De um trabalho para arbitro de alto nível de VAR eu não posso conceber. Estou falando isso porque sou educado”, completou.

O treinador considerou a partida entre as seleções uma “prévia” para confrontos que o Brasil terá na Copa do Mundo no Qatar.

“Sim, partida de bom técnico das duas equipes. Com embates individuais, marcação posicional é o forte de ambas equipes, alternância de domínio e controle”, declarou.

Blog com Lance!

Tite exalta criatividade do Brasil e prevê ‘dor de cabeça’ em próxima convocação
   12 de setembro de 2021   │     9:00  │  0

Tite durante partida da seleção brasileira contra o Peru – (Foto ESTADÃO CONTEÚDO)

O treinador Tite ficou satisfeito com o rendimento da seleção brasileira na vitória por 2 a 0 sobre o Peru, na noite da última quinta-feira, 9, na Arena Pernambuco, em partida realizada pelas Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo. Em entrevista coletiva, o comandante da Amarelinha exaltou, principalmente, a criatividade do time. “Estamos num processo de construção. De oportunidade de atletas jovens, de formação de sistema diferente, de usar atacantes que atacam o espaço, outros que são mais construtores. Encontrando essas opções mais criativas, principalmente do meio para frente, é ajustar esse processo todo e mantendo essa solidez defensiva para que a equipe possa evoluir”, avaliou o técnico, ao discorrer sobre os ajustes que precisa fazer para que a seleção chegue à Copa do Catar em sua plenitude.

Nestas rodadas de setembro das Eliminatórias, Everton Ribeiro certamente é o que sai com mais moral. O jogador do Flamengo aproveitou a chance que lhe foi dada e ganhou pontos com Tite ao marcar gols contra Chile e Peru. A próxima convocação será dia 17 deste mês, provavelmente com os atletas que jogam na Inglaterra e haviam sido impedidos de atuar em setembro, mas também com jogadores de clubes brasileiros. “Vou repetir pra imprensa o que eu falei pra eles: joga muito no seu clube, desempenhe em alto nível. Concorrência em alto nível eleva o jogador. Teremos dificuldade de convocação. Vou repetir uma máxima de um diretor meu no Caxias. Jogador bom, qualquer escolha tua tu vai acertar”, comentou o treinador. “Será dor de cabeça, muita. Faz parte do nosso trabalho. Não uso mais termo merecimento, porque pode ser pra mim mas pra ti pode ter uma visão diferente. Dentro de uma ideia de futebol, dor de cabeça boa para adotar esse critério, com uma ideia do futebol e com atletas que fazem parte (do planejamento)”, acrescentou.

Blog com JOVEM PAN

Confira o quadro de medalhas dos narradores na Olimpíada
   5 de agosto de 2021   │     20:00  │  0

Cleber Machado, Galvão Buenos e Luis Roberto

Cleber Machado, Galvão Buenos e Luis Roberto

(Foto: João Miguel Júnior/Globo)

Milton Leite, do SporTV, é quem deu mais sorte para o Brasil nos Jogos até o momento.

Cleber Machado, por exemplo, não está bem com o público. Na noite de segunda-feira, ele estava no comando da transmissão da derrota de Ana Patricia e Rebeca, do vôlei de praia, e também do quarto lugar de Isaquias Queiroz e Jacky Godmann no C2 1000m. Porém, ele conseguiu ‘calar’ os críticos ao narrar o bicampeonato olímpico de Martine Grael e Kahena Kunze na classe 49erFX da vela. Na noite de terça-feira, ele ‘conquistou’ mais uma medalha ao narrar o ouro de Ana Marcela Cunha na maratona aquática.

A liderança do quadro de medalhas dos narradores, considerando o número de pódios transmitidos, é de Milton Leite, do SporTV. Principal voz da natação e do atletismo do canal pago, ele já tem cinco conquistas (uma prata e quatro bronzes).

Galvão Bueno, que está divertindo os internautas com o seu lado torcedor, aparece na 2ª colocação. O principal narrador da Globo transmitiu quatro conquistas (um ouro, uma prata e dois bronzes). Ele já tem mais uma conquista garantida, já que vai fazer a final do futebol masculino no próximo sábado entre Brasil e Espanha.

O terceiro lugar do pódio da TV tem um empate entre Álvaro José, do BandSports, e Luis Roberto, da TV Globo. Os dois foram a voz da emoção da conquista de quatro bronzes em Tóquio até agora.

Blog com Terra Epoetes

‘Rodízio’ deixa Seleção oscilante, mas Tite vê caminhos para engrenar
   19 de junho de 2021   │     10:00  │  0

'A gente quer o título, mas oportunizar aos atletas', diz Tite (CARL DE SOUZA / AFP)

‘A gente quer o título, mas oportunizar aos atletas’, diz Tite (CARL DE SOUZA / AFP)

Foto: Lance!

Goleada por 4 a 0 do Brasil sobre o Peru no Nilton Santos indica solidez defensiva e novo caminho para articular. Contudo, engrenagem na transição tem falhas.

Com seis novidades para a partida no Estádio Nilton Santos, na última quinta-feira, a dificuldade de “encaixe” foi nítida mesmo com a vitória parcial no primeiro tempo.

– Nós sentamos com o Juninho (Paulista) e trouxemos uma situação consensual, que são mudanças tentando manter a estrutura da equipe. Até o primeiro tempo, ela mudou demais e no que ela mudou demais ela perdeu um pouco a sincronia – disse o técnico Tite, frisando:

– A gente quer sim o título, fazer uma grande campanha e ter um bom desempenho, mas paralelamente a isso, oportunizar aos atletas para jogar e mostrar dentro do campo, que fala, a bola fala. – completou.

A formação do primeiro tempo “sacrificou” diretamente o setor ofensivo. A transição lenta no meio afetou Everton “Cebolinha”, que se restringiu a apareceu na jogada do gol de Alex Sandro e se atrapalhou em outras raras tentativas de investidas. Já Gabigol também foi pouco acionado e o entrosamento de uma esperada linha de frente não aconteceu como esperado.

Em compensação, a solidez defensiva prossegue. Ederson honrou a segurança na meta sempre que foi exigido. Thiago Silva, de volta à Seleção após um hiato devido à lesão na Liga dos Campeões, formou dupla segura com Éder Militão, e Alex Sandro, depois de surgir bem para marcar seu gol, segurou as pontas nas vezes nas quais Cueva e Carrillo tentavam atacar.

Lançado como titular pela primeira vez, Fabinho teve um início promissor, foi bem na marcação e se desdobrou em alguns momentos devido às investidas peruanas no primeiro tempo peruano. E, aos poucos, diante da prostração peruana na etapa final do adversário, pôde se sobressair.

Entre as trocas promovidas por Tite no intervalo, Everton Ribeiro foi quem fincou de vez seus pés como um dos cotados a ser articuladores da Seleção.

– A entrada do Everton Ribeiro trouxe uma situação melhor. Talvez se tivesse o Everton com Neymar e Gabigol poderia ser melhor, o Cebolinha podia render melhor – conjecturou.

Everton Ribeiro mostrou condições para dividir o papel de articulador com Neymar. Além disto, a Seleção Brasileira foi, gradativamente, abrindo brechas diante de um adversário frágil e em processo de renovação. As chances demoraram na etapa final, mas começaram a aparecer em profusão até a goleada se concretizar.

Na contagem regressiva para o Mundial do Qatar, as palavras do técnico Tite já sinalizam o momento da Seleção Brasileira.

– Não há conclusões, mas indícios e sinais sim. Procuramos disputa e quem entrar tem de fazer o melhor, em uma disputa limpa – disse.

A “rodagem” aconteceu (e a Copa América dá a “casca” necessária aos canarinhos). Mas a sensação é que há muito a disputar internamente antes de Tite bater o martelo sobre as vagas.

Blog com Lance!