Category Archives: Seleção do Brasil

Tite confirma 5 alterações no Brasil
   19 de novembro de 2019   │     0:02  │  0

Sem adotar o mesmo mistério que utilizou para esconder a formação do time que foi derrotado pela Argentina por 1 a 0 em amistoso na última sexta-feira, em Riad, na Arábia Saudita, o técnico abriu o último treino da seleção brasileira para enfrentar a Coreia do Sul e confirmou que fará cinco mudanças na escalação da equipe para o amistoso desta terça, às 10h30 (de Brasília), em Abu Dabi, nos Emirados Árabes.

lateral Alex Sandro, fora por lesão muscular, o zagueiro Thiago Silva, o volante Casemiro e os atacantes Willian e Roberto Firmino sairão do time titular, enquanto Renan Lodi, Marquinhos, Fabinho, Philippe Coutinho e Richarlison entrarão como substitutos.

Caso confirme o time titular treinado nesta segunda-feira, o treinador mandará o Brasil a campo com Alisson; Danilo, Marquinhos, Militão e Renan Lodi; Fabinho, Arthur e Lucas Paquetá; Gabriel Jesus, Philippe Coutinho e Richarlison.

Blog com Esportes Band  Continue reading

Thiago Silva critica atitude de Messi com Tite
   18 de novembro de 2019   │     0:05  │  3

Lionel Messi, que foi mal-educado com Tite, celebra vitória sobre o Brasil em jogo amistoso (Foto: Ahmed Yosri/Reuters)

O zagueiro Thiago Silva criticou a postura de Lionel Messi na derrota do Brasil para a Argentina em Riad, na Arábia Saudita. Para o capitão da seleção brasileira, o melhor jogador do mundo agiu mal diante do técnico Tite e tentou manipular a arbitragem durante todo o jogo.

A atual campeã da Copa América foi derrotada por 1 a 0 em amistoso contra o rival sul-americano, com o gol único do duelo marcado pelo camisa 10 argentino, que, segundo o próprio treinador brasileiro, teria lhe mandando calar a boca durante a partida. Foi a quinta partida seguida sem vitória da seleção brasileira.

“É difícil de entender quando se fala em educação em campo e um dos jogadores mais admirados do mundo faz isso… Eu não faria isso a uma pessoa mais velha, ainda mais um treinador… Por maior que seja a rivalidade, a educação deve vir primeiro”, desabafou o jogador do PSG.

Irritado, o capitão da seleção brasileira revelou ainda ter ouvido reclamações de colegas a respeito de maus hábitos de Messi. “Ele sempre procura forçar o árbitro a marcar faltas perigosas, sempre atua dessa maneira. Tenho falado com alguns jogadores que atuam na Espanha e acontece o mesmo, ele busca controlar o jogo e influir nas decisões do árbitro”, completou.

O defensor brasileiro insistiu que, embora haja exceções na Europa, há uma certa intimidação dos árbitros diante de grandes jogadores. “Na Liga dos Campeões, não há essa vantagem porque os árbitros são mais duros. Não se vê alguém lhes controlando tanto Mas há árbitros que, por admiração, começam a ficar do seu lado Como não tínhamos Neymar do nosso lado, estávamos em desvantagem”.

Após a partida a delegação brasileira viajou de volta a Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos, onde vinha treinando na semana que passou. A cidade recebe o jogo contra a Coreia do Sul, amanhã, às 10h30 (horário de Brasília), último amistoso do ano da equipe comandada por Tite.

Blog com Esportes Band

Tite admite pressão e obrigação de vencer
   17 de novembro de 2019   │     15:00  │  0

A tranquilidade que Tite resgatou como técnico da seleção brasileira ao conquistar o título da Copa América já se tornou uma realidade distante. Após acumular o quinto jogo de jejum, amargado com uma derrota por 1 a 0 para a Argentina, nesta sexta-feira, em Riad, na Arábia Saudita, o treinador admitiu que está sob pressão no cargo que ocupa e reconheceu a necessidade urgente de conquista de uma vitória.

Ao ser questionado em entrevista coletiva sobre a sua situação atual, o comandante afirmou que a própria natureza do seu posto o faz ser cobrado e a ficar pressionado a obter bons resultados. “Primeiro é saber que essa pressão é inevitável, pela grandeza do cargo e da seleção, é inevitável para o técnico e para os atletas da mesma forma. Saber desempenhar em cima disso é o primeiro passo”, disse Tite, ao projetar a continuidade do trabalho.

A última chance de Tite conquistar uma vitória neste final de temporada do time nacional será na próxima terça-feira, no amistoso contra a Coreia do Sul, em Abu Dabi, nos Emirados Árabes, palco do último compromisso do Brasil antes do início das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022, que começam em março do próximo ano. E o comandante sabe que qualquer outro resultado que não for um triunfo na próxima terça será péssimo para ele e para a própria seleção.

“Há necessidade do resultado, sim. Há momentos de pressão e esse é um. A forma que vamos buscar (a vitória) é com discernimento, de maneira criteriosa, mas a necessidade do resultado se dá, sim Mesmo num momento de preparação”, reconheceu.

Contra a Argentina, a seleção voltou a exibir um futebol abaixo do esperado, como também ocorreu nos empates com Colômbia (2 a 2), Senegal e Nigéria (ambos por 1 a 1) e na derrota por 1 a 0 para o Peru. Tite, porém, acredita que a atuação brasileira nesta sexta-feira teve pontos positivos na etapa inicial.

Eu vi um primeiro tempo bom, com domínio, mesmo não tendo as reais oportunidades. No segundo tempo, não. Botei pivô, dois jogadores como pivô, aberto pelo lado esquerdo, Coutinho por dentro, buscamos alternativas para isso e não tivemos. Quando não tem o resultado, um conjunto de fatores pesa, inclusive emocional. Mesmo em jogos preparatórios, a grandeza do clássico traz isso”, lamentou Tite.

O comandante iniciou o amistoso em Riad com Lucas Paquetá escalado no meio-campo e depois do intervalo sacou o jogador do Milan para a entrada de Philippe Coutinho. Mais tarde, tirou Gabriel Jesus e Willian do ataque e colocou Richarlison e Rodrygo no ataque. Nenhuma destas modificações surgiu o efeito desejado, sendo que Paquetá no meio e Éder Militão na zaga foram as principais novidades da formação titular.

Blog com Esportes Band

Thiago Silva diz que Messi apitou o jogo com o Brasil
     │     0:02  │  0

O experiente zagueiro Thiago Silva, capitão da Seleção Brasileira na derrota contra a Argentina, criticou Lionel Messi de forma incisiva após a partida disputada em Riad na última sexta-feira. O defensor ainda reprovou o astro pelo bate-boca com o técnico Tite.

De acordo com Thiago Silva, Messi agiu de maneira deliberada na tentativa de influenciar a arbitragem do neozelandês Matthew Conger. Na visão do zagueiro, o juiz errou ao marcar pênalti de Alex Sandro sobre o argentino no lance que originou o único gol da partida.

“Ele quis comandar o jogo, quis apitar. Deu dois bicões na bola e o juiz não fez nada. Discutia com o árbitro e o árbitro ficava rindo. A admiração tem que ser deixada de lado”, declarou Thiago Silva em declarações reproduzidas pelo site Globoesporte.com.

Lionel Messi, por sua vez, em entrevista ao TyC Sports, admitiu que não tem convicção sobre a marcação do pênalti. “Na verdade, não sei se foi. Caí pela inércia. Acho que me toca, mas não sei”, afirmou o camisa 10, que voltou após dura punição aplicada pela Conmebol.

Messi teve atuação decisiva no amistoso e, além de fazer o gol, deu trabalho ao goleiro Alisson em mais duas oportunidades. Em sua entrevista coletiva, o técnico Tite revelou que discutiu com o adversário, episódio comentado em tom crítico pelo capitão Thiago Silva.

“É difícil, porque a gente fala tanto de educação e um dos caras mais admirados do futebol mandar… Não vou dizer um senhor de idade, porque ele vai ficar bravo comigo, mas mandar um treinador calar a boca. Por mais que você tenha rivalidade, a educação deve estar em primeiro lugar”, discursou.

Blog com Gazeta Esportiva

Brasil perde para os argentinos e complica situação de Tite
   15 de novembro de 2019   │     16:51  │  0

Resultado de imagem para Brasil perde hoje para os argentinos

 

No amistoso que marcou o retorno de Lionel Messi, (foto acima/O Globo), à seleção argentina após três meses de suspensão, o astro do Barcelona fez o gol que garantiu a vitória por 1 a 0 sobre o Brasil, nesta sexta-feira, em Riad, na Arábia Saudita, onde a equipe comandada por Tite ampliou para cinco partidas o seu jejum de vitórias após a conquista do título da Copa América.

Gabriel Jesus, com uma atuação apagada, foi destaque negativo ao desperdiçar uma penalidade, pouco antes de Messi balançar as redes, depois de também cobrar um pênalti. O craque, eleito pela Fifa por mais uma vez o melhor jogador do mundo neste ano, retornou à seleção do seu país depois de ter sido punido pela Conmebol pelas críticas que fez à entidade e à arbitragem após o fim da campanha da Argentina na Copa América.

Os argentinos foram derrotados por 2 a 0 pelos brasileiros na semifinal da competição, no Mineirão, e Messi insinuou que havia um esquema corrupto para beneficiar o anfitrião Brasil no torneio.

Para a seleção brasileira, além da derrota, ficou mais uma vez uma má impressão deixada por uma equipe que exibiu um futebol ruim pelo quinto amistoso seguido. Antes disso, isso também ocorreu nos empates por 2 a 2 com a Colômbia e por 1 a 1 com Senegal e Nigéria, assim como na derrota por 1 a 0 para o Peru. Ou seja, a seleção segue sem vencer desde o dia 7 de julho, quando superou os peruanos por 3 a 1, no Maracanã, na decisão da Copa América.

Blog com Esportes Band