Category Archives: Seleção do Brasil

Tite aposta na experiência de sua zaga no Mundial da Rússia
   9 de junho de 2018   │     0:04  │  0

Resultado de imagem para Thiago Silva e Miranda na seleção do brasil

Uma zaga de 66 anos. Experiência não falta à dupla de zagueiros da seleção brasileira. Thiago Silva e Miranda, (foto acima/Globoesporte), têm 33 anos cada um e ganharam a preferência de Tite para comandar a defesa na Copa do Mundo. O zagueiro da Inter de Milão sempre foi titular absoluto com o treinador. Mas o jogador do Paris Saint-Germain “roubou” a vaga de Marquinhos, seu companheiro no clube francês, por ter mais “rodagem”.

O bom futebol jogado por ambos também contou, evidentemente. Mas o fato de terem passado dos 30 anos e os longos anos no futebol europeu também foram importantes na decisão. Miranda disputará seu primeiro Mundial, mas Thiago Silva já tem no currículo os de 2010, na África do Sul, como reserva, e o de 2014, no Brasil, como titular e capitão da fracassada equipe que não foi além do quarto lugar, perdendo dois jogos por placares dilatados.

Essa será a mais velha dupla de zaga do Brasil em Copas do Mundo. A que mais se aproxima foi a dupla da fracassada campanha de 1966. Bellini jogou com 36 anos e seu companheiro, Altair, 28. Juntos somavam 64 anos. A dupla titular de 2010 tinha dois trintões: na época Dunga escalou Lúcio, de 32 anos, e Juan, então com 31: 63 anos, um a mais do que a soma da dupla bicampeã do mundo em 1962: Mauro (32) e Zózimo (30).

Quando anunciou os jogadores para a Copa, disse disse que Thiago Silva, Miranda e Marquinhos disputavam duas vagas. Mas o jogador da Inter de Milão sempre foi titular com o treinador, que àquela altura já estava inclinado a escalar Thiago a seu lado. Sempre admirou o futebol do zagueiro e seu entusiasmo e convicção cresceram depois da grande atuação dele no amistoso de março contra a Alemanha. Naquela vitória por 1 a 0 em Berlim, o jogador tornou-se fundamental quando o Brasil foi pressionado na parte final do jogo.

Blog com Terra Esportes

Thiago Silva tem os requisitos de Tite para voltar a ser capitão na Copa
   7 de junho de 2018   │     0:03  │  0

Thiago Silva voltou a ser titular da seleção

O zagueiro Thiago Silva voltou a ser titular da seleção brasileira (Foto: OLI SCARFF / AFP)

Eram 14 minutos do segundo tempo quando Gabriel Jesus, capitão da seleção brasileira no amistoso contra a Croácia, foi substituído. A faixa, então, foi parar em um braço bem conhecido: o de Thiago Silva. A cena deve se repetir na Copa do Mundo e desde o apito inicial. Quatro anos depois de capitanear o Brasil no Mundial em casa, o defensor cumpre o requisito estabelecido por Tite para usar a braçadeira na Rússia e tem tudo para entrar no rodízio estabelecido pelo treinador.

Mesmo sem individualizar a missão de capitanear a seleção, o técnico brasileiro quer que nomes experientes sejam os líderes – visíveis – da equipe na busca pelo hexa.

– Vai continuar o rodízio, mas com atletas que tenham experiência maior e já estejam calejados com esse nível e essa pressão da competição. Eles vão ser os mais utilizados – comentou o treinador, na véspera do amistoso contra os croatas.

Como Thiago Silva recuperou o status de titular, vencendo a concorrência com Marquinhos (companheiro de PSG), a presença dele é quase automática na lista dos que devem usar a faixa na Copa. E o fato de ele ter herdado a braçadeira de Jesus no amistoso é sintomático. Quem também é dotado dessa experiência requisitada por Tite, por exemplo, é Marcelo, Fernandinho, Miranda e, por fim, Neymar.

Tite via em Daniel Alves o capitão para os jogos mais importantes. O técnico admitiu isso publicamente e na prática, já que o lateral-direito usou a braçadeira contra Inglaterra e Alemanha. Após idas e vindas nos tempos de Dunga, Thiago Silva, por exemplo, voltou a ser o capitão com Tite no amistoso contra a Argentina, outro adversário de peso.

Mas o zagueiro da seleção, que chegou a reclamar com Dunga de ter perdido a capitania quando ela foi para Neymar, agora tira o peso do uso da faixa.

– Braçadeira é consequência. Não fico muito ligado nisso não. O mais importante é que dentro de campo continuamos uma linha de liderança, como todos os outros. Procuramos dividir responsabilidades – disse Thiago, após o amistoso contra a Croácia.

Blog com EXTRA

Brasil deve encarar Croácia com Thiago Silva entre os titulares e Neymar no banco
   2 de junho de 2018   │     0:04  │  0

Thiago Silva deve ser titular da seleção brasileira

Thiago Silva deve ser titular da seleção brasileira na manhã de hoje diante da Croácia (Foto: Pedro Martins/MoWA Press)

Neymar deverá começar na reserva a partida amistosa deste domingo da seleção brasileira contra a Croácia. A decisão foi tomada na manhã desta quinta-feira por Tite e sua comissão técnica. O craque poderá entrar em campo na segunda etapa do jogo marcado para começar logo mais às 11 horas (de Brasília), no estádio Anfield Road, em Liverpool, mas não está definido por quanto tempo.

A ausência de Neymar no grupo que vai iniciar a partida teve como primeira consequência os comentários de que a recuperação da fratura do quinto metatarso do pé direito não está “transcorrendo normalmente”, como tem garantido o médico da seleção, Rodrigo Lasmar, e o preparador físico Fábio Mahseredjian. Mas a CBF garante que está tudo bem com o jogador, e que ele não teve nenhum retrocesso no processo de recuperação.

No último treino Tite dividiu os jogadores em dois grupos Um com os 11 que serão titulares contra os croatas e o outro dos reservas – sem Renato Augusto, que sentiu dores no joelho, e Douglas Costa, em recuperação de lesão na coxa. Neste último grupo estava Neymar.

Com a ausência do atacante do Paris Saint-Germain, Tite vai repetir a equipe que derrotou a Alemanha por 1 a 0, em amistoso no mês de março. Com exceção de Daniel Alves, fora da seleção e da Copa por causa de grave contusão no joelho.

O time que começa contra os croatas será o seguinte: Alisson; Danilo, Thiago Silva (que ganhou a preferência em relação a Marquinhos), Miranda e Marcelo; Casemiro, Fernandinho, Paulinho e Philippe Coutinho; Willian e Gabriel Jesus.

O jogo da manhã de hoje servirá como preparação para o Mundial da Rússia, no qual o Brasil fará a sua estreia no dia 17 de junho, contra a Suíça, em Rostov. Antes disso, a seleção ainda fará um amistoso contra a Áustria, em Viena, no dia 10.

Blog com O DIA

Thiago Silva minimiza lado emotivo e garante estar pronto para a Copa
   1 de junho de 2018   │     0:03  │  0

Resultado de imagem para Thiago Silva, do Brasil

Titular e capitão da seleção brasileira na Copa do Mundo de 2014, o zagueiro Thiago Silva, (foto acima/VEJA), até hoje convive com críticas por causa de sua instabilidade emocional. Ele não concorda que seja instável. Garante estar preparado para disputar sua terceira Copa, pois “aos 33 anos, me sinto como um garoto” e procura conviver com os comentários com tranquilidade.

“Encaro naturalmente. Sou assim (emotivo) e o mais importante é que isso nunca me atrapalhou dentro de campo. Em todos os jogos, eu me concentro ao máximo. Se a gente tem sentimento, quando tem uma perda grande, deixa a emoção chegar. Todo mundo é assim”, disse o zagueiro do Paris Saint-Germain na tarde desta terça-feira, em Londres, em entrevista após o treino da seleção brasileira no CT do Tottenham.

Thiago Silva se considera em um dos melhores momentos da carreira e pronto para ser titular da seleção, se o técnico Tite assim o decidir – ele briga por posição com Marquinhos. “Temos uma briga sadia, que faz elevar o nível de concentração. O importante é que a seleção tem quatro jogadores que podem dar conta do recado. Até mesmo o Geromel, que joga no Brasil, é um grande zagueiro. Tem totais condições de jogar.”

O zagueiro assegura que não só ele como toda a seleção está forte mentalmente e, com isso, a equipe vai chegar à Copa do Mundo preparada para lutar pelo título. “Nos últimos jogos, temos demonstrado força, principalmente contra a Alemanha. Depois do 7 a 1 (da Copa de 2014), jogar novamente e ter bom resultado, mostra que nos preparamos muito bem para o jogo. Estamos nos preparando da melhor maneira possível”, afirmou.

Suspenso, Thiago Silva não jogou contra a Alemanha naquela partida no Mineirão e recordou ter sido muito difícil ficar vendo a equipe e seus companheiros serem goleados. “Você estando fora, por mais que tente passar forças positivas, não pode ajudar diretamente o grupo. De fora, você vê muita coisa que poderia ter sido diferente, mas não pode nem gritar porque não te escutam”, disse, explicando que no intervalo foi ao vestiário tentar dar apoio aos colegas.

Ao comentar a evolução da seleção nos últimos quatro anos, ele disse que é inevitável a melhora, à medida que o tempo passa e a experiência aumenta.

“Acredito que o grupo esteja muito bem preparado pelo que fizemos com o Tite, mesmo nos dois anos com o Dunga, apesar das dificuldades que encontramos. Tivemos um aprendizado muito grande, por isso estamos numa Copa do Mundo, que é o auge. Temos a possibilidade de reescrever a nossa história. Não temos que prometer título, mas sim boas atuações porque estamos nos preparando da maneira que tem que ser. O Tite fala: ‘Podem ficar tranquilos, que para a estreia, ou para o próximo jogo, vocês vão estar bem’.”

ESTADÃO conteúdo

Desconfiado, Paquetá comemora após ser lembrado por Tite entre os 35 da seleção para a Copa
   29 de maio de 2018   │     0:03  │  0

Paquetá em treino do Flamengo
Paquetá em treino do Flamengo (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo / Divulgação)

 

Um dos destaques do Flamengo na temporada, o jovem meia Lucas Paquetá está na lista de 12 suplentes da seleção brasileira para a Copa do Mundo. O jovem talento revelado na base do Flamengo, mesmo  “desconfiado”, comemorou.

“Me sinto muito feliz. É um sonho… Só de estar sendo lembrado, é uma vitória. Isso é graças aos meus companheiros, ao Flamengo… Vou continuar me dedicando aqui para se Deus quiser um dia estar lá”, disse o jogador.

Paquetá é um dos maiores destaques do time mais popular do Brasil na atualidade. Titular, ocupando uma função de contenção e armação, vem sendo observado pelos grandes clubes europeus.

É uma joia desta última geração que o Mengão utilizou na Copa São Paulo, conquistado pelo clube rubro-negro.

Blog e EXTRA