Category Archives: Seleção do Brasil

Seleção brasileira convoca Alex Sandro e Renato Augusto
   12 de novembro de 2018   │     12:23  │  0

Resultado de imagem para cbf

 

O meia Renato Augusto e o lateral-esquerdo Alex Sandro foram convocados por Tite para os lugares de Philippe Coutinho e Marcelo, para os amistosos da seleção brasileira contra Uruguai e Camarões, nos próximos dias 16 e 20, em Londres.

Coutinho sofreu uma lesão no bíceps femoral, músculo posterior da coxa, da perna esquerda na semana passada, em jogo do Barcelona. A CBF demorou a anunciar Renato Augusto porque dependia do aval do Beijing Guoan, time do substituto. Os clubes têm poder de veto num período de até 15 dias antes do início da data Fifa, que, neste caso, é esta segunda-feira.

Marcelo se recuperou de uma lesão na coxa direita, mas voltou a treinar apenas no sábado, não foi relacionado para o jogo do Real Madrid e acabou sendo cortado. O Real deve dar outro desfalque à Seleção: o volante Casemiro tem uma lesão no tornozelo direito, e dificilmente conseguirá se apresentar.

Os jogadores começaram a se apresentar à Seleção entre a noite de domingo e a manhã desta segunda-feira, em Saint Albans, no norte de Londres. Miranda, Richarlison, Allan, Willian, Douglas Costa, Alisson, Neymar, Ederson, Danilo e Marquinhos foram os primeiros a chegar.
Ainda nesta segunda, às 13h (de Brasília), a Seleção fará seu primeiro treino, no CT do Arsenal. É certo que Tite não terá todos os convocados em campo, já que muitos atuaram no domingo por seus clubes e precisam de recuperação física.

Blog com Globoesporte

Tite vê amadurecimento, mas Neymar sofre com fama de cai-cai
   10 de setembro de 2018   │     0:03  │  0

Neymar foi o capitão da Seleção Brasileira na vitória sobre os Estados Unidos

Neymar foi o capitão da Seleção Brasileira na vitória sobre os Estados Unidos (Foto: Igor Castro / Agência I7 / Estadão Conteúdo)

Tite foi muito criticado por ter escolhido Neymar para ser o capitão da Seleção Brasileira após o fim do rodízio da braçadeira. Não é a primeira vez que o camisa 10 recebeu a responsabilidade, em 2016 inclusive chegou a pedir para não ser mais capitão, mas o atual comandante e o próprio jogador garantem que houve um amadurecimento para tal decisão.

Em sua reestreia no posto, Neymar teve uma amostra do quão impactante foi seu desempenho na Copa do Mundo, sobretudo a dimensão que suas simulações atingiram.

Aos 21 minutos de jogo, o lateral direito norte-americano DeAndre Yedlin cometeu a primeira e única falta sofrida pelo atacante brasileiro durante o confronto em Nova Jersey. Ao ser repreendido pelo árbitro mexicano, Yedlin emendou: “Você viu a Copa do Mundo, né?”.

No mais, até mesmo pelo caráter amistoso e pela fragilidade do adversário, Neymar não teve uma atuação brilhante. Longe disso. Marcou um gol de pênalti, desperdiçou uma grande oportunidade em enfiada de Douglas Costa e novamente abusou em alguns momentos das jogadas individuais, a maioria sem sucesso. Nada de reclamações ou cartão.

“Vocês vão estar com os olhos voltados a ele. Eu quero falar pouco, mas ser cumplice com o comportamento dele, sem tirar dele a audácia, o drible, a finta no último terço, não só dele, de todos os brasileiros da posição. Eu não vou tirar. Seu comportamento e atitude vão falar por si só, e vocês vão ter a condição de acompanhar”, falou Tite, apostando suas fichas de que Neymar saberá evoluir diante desse novo cenário.

“Neymar é uma liderança técnica. Se pegar toda carreira, os quatro últimos anos, para mim ele é top 3, e com 26 anos. Mais que falar é o comportamento dentro do campo. Não adianta ficar falando. Daqui a pouco eles vão bater, vão falar que ele se jogou, mas vão dar porrada. O comportamento é o que vai dizer”, garantiu o treinador.

O Brasil vai enfrentar El Salvador, amanhã às 21h30, em Washington DC.

Blog com Terra esportes

Tite escala time do Brasil com Fabinho, Fred e Douglas Costa
   5 de setembro de 2018   │     20:21  │  0

Resultado de imagem para Tite, hoje, no treino da seleção nos EEUU

A Seleção Brasileira deu sequência na tarde desta quarta-feira à sua preparação para os primeiros dois amistosos após a Copa do Mundo. Na Red Bull Arena, o técnico Tite, (foto acima: Folha – Uol), mostrou pela primeira vez o provável time titular que enfrentará os Estados Unidos na próxima sexta, em Nova Jersey.

Na atividade tática em campo reduzido, a equipe titular esboçada por Tite contra os reservas contou com Alisson; Fabinho, Marquinhos, Thiago Silva e Filipe Luis; Casemiro, Fred e Philippe Coutinho; Douglas Costa, Roberto Firmino e Neymar.

Já o time reserva foi formado por Neto; Éder Militão, Dedé, Felipe e Alex Sandro; Andreas Pereira, Arthur e Lucas Paquetá; Willian, Richarlison e Everton.

São seis mudanças em relação ao time base que disputou da Copa do Mundo. Entraram Fabinho, Marquinhos, Filipe Luis, Fred, Douglas Costa e Roberto Firmino nos lugares de Fagner, Miranda, Marcelo, Paulinho, Willian e Gabriel Jesus, respectivamente. O lateral direito Fabinho, do Liverpool, é o único titular da formação esboçada por Tite que não esteve com o grupo canarinho na Rússia.

Os dois primeiros jogos da Seleção após a Copa do Mundo serão disputados nos Estados Unidos. Às 21h05 (de Brasília) desta sexta-feira, em Nova Jersey, o time dirigido por Tite enfrenta os donos da casa. Às 21h30 de terça, em Washington, o adversário é El Salvador.

Blog com Gazeta Press

Tite aposta na experiência de sua zaga no Mundial da Rússia
   9 de junho de 2018   │     0:04  │  0

Resultado de imagem para Thiago Silva e Miranda na seleção do brasil

Uma zaga de 66 anos. Experiência não falta à dupla de zagueiros da seleção brasileira. Thiago Silva e Miranda, (foto acima/Globoesporte), têm 33 anos cada um e ganharam a preferência de Tite para comandar a defesa na Copa do Mundo. O zagueiro da Inter de Milão sempre foi titular absoluto com o treinador. Mas o jogador do Paris Saint-Germain “roubou” a vaga de Marquinhos, seu companheiro no clube francês, por ter mais “rodagem”.

O bom futebol jogado por ambos também contou, evidentemente. Mas o fato de terem passado dos 30 anos e os longos anos no futebol europeu também foram importantes na decisão. Miranda disputará seu primeiro Mundial, mas Thiago Silva já tem no currículo os de 2010, na África do Sul, como reserva, e o de 2014, no Brasil, como titular e capitão da fracassada equipe que não foi além do quarto lugar, perdendo dois jogos por placares dilatados.

Essa será a mais velha dupla de zaga do Brasil em Copas do Mundo. A que mais se aproxima foi a dupla da fracassada campanha de 1966. Bellini jogou com 36 anos e seu companheiro, Altair, 28. Juntos somavam 64 anos. A dupla titular de 2010 tinha dois trintões: na época Dunga escalou Lúcio, de 32 anos, e Juan, então com 31: 63 anos, um a mais do que a soma da dupla bicampeã do mundo em 1962: Mauro (32) e Zózimo (30).

Quando anunciou os jogadores para a Copa, disse disse que Thiago Silva, Miranda e Marquinhos disputavam duas vagas. Mas o jogador da Inter de Milão sempre foi titular com o treinador, que àquela altura já estava inclinado a escalar Thiago a seu lado. Sempre admirou o futebol do zagueiro e seu entusiasmo e convicção cresceram depois da grande atuação dele no amistoso de março contra a Alemanha. Naquela vitória por 1 a 0 em Berlim, o jogador tornou-se fundamental quando o Brasil foi pressionado na parte final do jogo.

Blog com Terra Esportes

Thiago Silva tem os requisitos de Tite para voltar a ser capitão na Copa
   7 de junho de 2018   │     0:03  │  0

Thiago Silva voltou a ser titular da seleção

O zagueiro Thiago Silva voltou a ser titular da seleção brasileira (Foto: OLI SCARFF / AFP)

Eram 14 minutos do segundo tempo quando Gabriel Jesus, capitão da seleção brasileira no amistoso contra a Croácia, foi substituído. A faixa, então, foi parar em um braço bem conhecido: o de Thiago Silva. A cena deve se repetir na Copa do Mundo e desde o apito inicial. Quatro anos depois de capitanear o Brasil no Mundial em casa, o defensor cumpre o requisito estabelecido por Tite para usar a braçadeira na Rússia e tem tudo para entrar no rodízio estabelecido pelo treinador.

Mesmo sem individualizar a missão de capitanear a seleção, o técnico brasileiro quer que nomes experientes sejam os líderes – visíveis – da equipe na busca pelo hexa.

– Vai continuar o rodízio, mas com atletas que tenham experiência maior e já estejam calejados com esse nível e essa pressão da competição. Eles vão ser os mais utilizados – comentou o treinador, na véspera do amistoso contra os croatas.

Como Thiago Silva recuperou o status de titular, vencendo a concorrência com Marquinhos (companheiro de PSG), a presença dele é quase automática na lista dos que devem usar a faixa na Copa. E o fato de ele ter herdado a braçadeira de Jesus no amistoso é sintomático. Quem também é dotado dessa experiência requisitada por Tite, por exemplo, é Marcelo, Fernandinho, Miranda e, por fim, Neymar.

Tite via em Daniel Alves o capitão para os jogos mais importantes. O técnico admitiu isso publicamente e na prática, já que o lateral-direito usou a braçadeira contra Inglaterra e Alemanha. Após idas e vindas nos tempos de Dunga, Thiago Silva, por exemplo, voltou a ser o capitão com Tite no amistoso contra a Argentina, outro adversário de peso.

Mas o zagueiro da seleção, que chegou a reclamar com Dunga de ter perdido a capitania quando ela foi para Neymar, agora tira o peso do uso da faixa.

– Braçadeira é consequência. Não fico muito ligado nisso não. O mais importante é que dentro de campo continuamos uma linha de liderança, como todos os outros. Procuramos dividir responsabilidades – disse Thiago, após o amistoso contra a Croácia.

Blog com EXTRA