Category Archives: Rei do Futebol

Pelé diz porque não jogou no Real Madrid
   26 de abril de 2020   │     8:30  │  0

Pelé sempre foi questionado por que, ao longo de 20 anos de carreira no futebol profissional, não defendeu nenhuma equipe da Europa. Em entrevista ao “MadrinistaReal”, o Rei do Futebol foi lembrando até que ignorou interesse do Real Madrid. Ele explicou os motivos.

 

Questionado novamente se uma das propostas que ignorou foi do Real Madrid, Pelé voltou a explicar porque decidiu construir a carreira no Santos.

“Como respondi na última pergunta, o desejo de ficar perto de casa foi mais forte. Meu futuro na minha casa foi mais forte. Teria sido incrível jogar no Real, com tanta história… Mas não me arrependo de ter ficado e feito minha carreira no Santos”, afirmou.

O Rei do Futebol avaliou também Vinicius Jr. e Rodrygo, duas revelações que deixaram o futebol brasileiro cedo para atuar pelo Real Madrid. E a dupla ainda não se firmou.

“Eles fazem parte do futuro do Brasil. Ambos estão sob muita pressão, acho que estão lidando muito bem com isso. Vinícius se conteve um pouco para garantir que crescesse, que foi a decisão certa. Vi Rodrygo no Santos e acho que ele pode ser muito bem-sucedido. Penso que ambos continuarão a crescer com o Real Madrid. Suas atitudes e ética no trabalho acabarão por determinar seu sucesso. Ambos são capazes de grandes coisas”, respondeu.

Melhor jogador do mundo
É uma pergunta muito difícil. Meus prêmios e história falam por si. É difícil comparar os diferentes tempos do esporte. Existem tantos jogadores incríveis. Tenho a honra de ser considerado o melhor.

Faltou jogar na Europa
As pessoas que conhecem a história do futebol sabem que o Santos viajou muitas vezes para a Europa e não apenas isso. Sabem que venceu muitas vezes as grandes equipes da época. Não acredito que precisava jogar na Europa para provar alguma coisa. O futebol é muito diferente hoje. De qualquer forma, tive ofertas da Europa e preferi ficar em casa.

Proposta do Real Madrid
Como respondi na última pergunta, o desejo de ficar perto de casa foi mais forte. Meu futuro na minha casa foi mais forte. Teria sido incrível jogar no Real, com tanta história… Mas não me arrependo de ter ficado e feito minha carreira no Santos.

Blog com ESPN

 

Pelé exalta o Fla e destaca detalhes do nosso futebol
   20 de março de 2020   │     0:05  │  0

Pelé segue de olho no futebol. Está, como a maioria dos brasileiros, impressionado com o Flamengo, mas não gosta de comparações: nem com sua época, nem dos atuais comandados de Jorge Jesus com jogadores do futebol europeu.

Para o Rei do Futebol, o nível não é o mesmo. “Sem dúvida nenhuma é o melhor time. Como equipe, como conjunto, é o melhor time. Mas, individualmente, se você pegar jogadores do Flamengo e alguns times da Europa, não é mais a fase que o Brasil tinha jogadores como Pelé e Garrincha e até Sócrates”, disse, à CNN Brasil.

“Hoje, individualmente não dá para comparar os jogadores do Flamengo com os de alguns times da Europa. Porque no futebol muitas vezes não é o melhor que é campeão, muitas vezes a sortezinha ajuda. E o Flamengo é hoje o representante do Brasil.”

Já quando pedido para voltar ao passado, Pelé foi questionado sobre o título da Copa Rio de 1951 do Palmeiras. Na ocasião, o craque tinha 11 anos. Afinal, foi ou não Mundial.

“Eu não sei se o Palmeiras foi. Eu acho que o título foi dado ao Palmeiras, se não me engano, posso estar equivocado, mas não foi um Mundial. Foi um torneio que deram a ênfase de Mundial, mas não foi igual ao que a seleção brasileira ganhou e o Santos ganhou”, disse.

“Não foi um torneio disputado como eram e como ainda são os campeonatos mundiais interclubes”, encerrou o Rei.

Blog com ESPN

Milésimo gol do Rei é lembrado
   17 de novembro de 2019   │     21:00  │  0

O mais lembrado dos 1.279 gols de Pelé é, provavelmente, o milésimo, que ocorreu em vitória por 2 a 1 do Santos sobre o Vasco —para desespero do goleiro argentino Andrada, que socava o gramado do Maracanã, com raiva, enquanto o camisa 10 santista celebrava a marca.

Na próxima terça-feira (19), o feito completa 50 anos e ganha uma homenagem organizada pelo Museu do Futebol, nas dependências do estádio do Pacaembu, em São Paulo, que ficará em cartaz até 1º de dezembro.

Ocupando a sala Osmar Santos, a principal atração da mostra intitulada “Pelé Mil Gols” são cem charges de JC Lobo, cartunista de Santos (SP), falecido em 2016, que acompanhou a carreira do ex-jogador. Ele publicou seus trabalhos em veículos como A Tribuna, Cidade de Santos e Gazeta Esportiva.

Os visitantes também podem ver uma reprodução da camisa 10 do Santos que o ex-atleta usava na ocasião do milésimo gol, feita com o mesmo material e peso da camisa original.

Entre as obras em vídeo, haverá a exibição da série documental “Memórias do Milésimo”, veiculada pela ESPN Brasil, e uma produção inédita que mostra a cobertura jornalística de diferentes cidades nas quais Pelé jogou após seu 999º tento, refazendo a trajetória até o gol mil.

Ainda por ocasião da exposição, no dia da inauguração, às 19h, o local receberá o lançamento de uma tiragem comemorativa do livro “As Joias do Rei Pelé”, do jornalista Celso de Campos Jr. Na sequência, haverá sessão de autógrafos e bate-papo com o autor e o jornalista Alberto Helena Jr.

As visitas educativas ao Museu do Futebol e ao estádio do Pacaembu que ocorrem nos dias 23, 24 e 30/11 e 1º/12 terão ainda um roteiro temático dedicado à presença de Pelé no acervo.(FolhaPress SNG)

PELÉ MIL GOLS: Onde: Estádio do Pacaembu – Museu do Futebol – Pça. Charles Miller, s/ nº, Pacaembu, região central, São Paulo, tel. 3664-3848 / Quando: ter. a dom.: 9h às 17h. Abertura: ter. (19) / Quanto: R$ 20

 

Blog com Folhapress

Pelé completa 79 anos com menos aparições públicas
   24 de outubro de 2019   │     21:00  │  0

Crédito: AFP

O Rei do Futebol completou ontem 79 anos sem querer festa   (Foto: Estadão Conteúdo)

No perfil do Museu Pelé no Twitter, em Santos, o Rei do Futebol apareceu abraçado carinhosamente a uma bola. A imagem de Pelé com a bola sempre estará no imaginário de muita gente. Ontem, ele completou 79 anos sem festa e sem nada marcado na agenda, de acordo com informações de pessoas que o acompanham.

Pelé nunca gostou de aniversários, mas sempre foi festejado pelos familiares em sua casa, onde sempre teve também o hábito de receber filhos e netos.

Aos 79, ele já não tem mais a disposição física de antes. De cinco anos para cá, se esforçou para deixar de trabalhar um pouco. Quando o Museu Pelé foi inaugurado na região portuária de Santos, Pelé chegou a dizer ao Estado que gostaria de passar mais tempos em sua sala no museu, olhando o mar. Até então sua agenda era cheia, com viagens e muitos compromissos de patrocinadores.

Pelé queria pisar no freio, ficar mais em casa, curtir a cidade que escolheu para morar desde que deixou Bauru para jogar no Santos. De certa forma, conseguiu. Aos 79, ele cumpre menos compromissos comerciais.

A pouca mobilidade – ele agora está quase sempre amparado em uma cadeira de rodas – também o obriga a reduzir o ritmo. Suas aparições são cada vez mais raras. “Ele não tem nada marcado, nunca gostou muito de festa de aniversário”, disse Pepito Fornos, seu assessor há mais de 45 anos. Em São Paulo, Pelé cuida melhor da saúde, faz exames com mais frequência, tem melhor acompanhamento clínico, embora seja daquele tipo de paciente que torce o nariz para ir ao médico ou fazer qualquer atividade nesse sentido.

ESTADÃO Conteúdo

Santos quer coroa no escudo para homenagear Pelé
   8 de setembro de 2019   │     0:02  │  0

Resultado de imagem para Pelé, jove. no Santos

 

Um projeto apresentado pelo presidente do Santos, José Carlos Peres, quer mudar o escudo do clube para homenagear Pelé, (foto acima/Torcedores.com). A ideia está prevista no novo estatuto, redigido por escritório de advocacia contratado pela agremiação.

Pelo projeto, o distintivo oficial do clube teria uma coroa negra em cima do escudo, em referência ao apelido de Rei do Futebol dado a Pelé. Também estaria em sintonia com o slogan “a realeza do futebol brasileiro”, usado pelo próprio clube em seu site e na Vila Belmiro.

Pelé tem conhecimento da proposta. Segundo a assessoria de imprensa do ex-jogador, ele se manifestará sobre o assunto somente depois de o projeto ser encaminhado para votação.

O ex-camisa 10 jogou 18 anos no clube —entre 1956 e 1974. Venceu dois títulos mundiais, duas Libertadores, seis nacionais e dez paulistas, entre outras conquistas.

A mudança no símbolo não é unanimidade no Santos. Encontra resistência entre integrantes do conselho deliberativo.

O dirigente reconhece que há resistência no conselho para aprovar a proposta.

“Ainda há uma pequena parte que não quer. Não sabem que acima da generosidade e de uma merecida homenagem ao maior jogador de todos os tempos e reconhecido mundo afora, ainda assim representa agregar valor de marca”, diz Peres.

Blog com Folha de São Paulo