Category Archives: Pesquisa

Saiba quais os prós e contras de correr com fone de ouvido
   12 de outubro de 2012   │     0:01  │  0

O hábito de correr com música pode sim ser benéfico para o desempenho, mas também é preciso ter alguns cuidados para não torna-lo prejudicial

 

Para grande parte dos corredores, o melhor companheiro de treino é o fone de ouvido. Isso porque muitos fazem questão de uma boa trilha sonora para motivar a corrida, principalmente em percursos longos. O hábito pode sim ser benéfico para o desempenho, mas também é preciso ter alguns cuidados para não torná-lo prejudicial.

Diretora-técnica da Fit Run, assessoria esportiva de Vitória (ES), Luciana Magalhães explica que um desses cuidados deve ser em relação à altura do volume. “Além de prejudicar a audição, um volume muito alto faz com que o corredor não perceba os sons à sua volta, como o de um automóvel, causando risco para o atleta”, adverte.

Outro aspecto que também pode atrapalhar, segundo ela, é em relação ao controle do ritmo no treino. “Músicas mais rápidas podem fazer com que o corredor se empolgue, acabe acelerando as passadas e saindo do ritmo previsto para aquele dia”, afirma, dizendo que esse aspecto também pode ser explorado de forma benéfica, quando o repertório é escolhido com base no ritmo para corrida. “Uma boa seleção de músicas pode ajudar na motivação e cadência do treino do dia”, salienta.

Fanatismo por futebol pode prejudicar futuro profissional, diz pesquisa
   18 de agosto de 2009   │     16:00  │  0

76999999999torcedor.jpg

Pesquisa recomenda não misturar paixão pelo clube com o trabalho

Usar a camisa de um clube de futebol no local de trabalho ou encher o escritório com fotos do seu time do coração pode “prejudicar” o futuro profissional por causar “distração e reduzir a produtividade”, disse um estudo.

A pesquisa, feita entre 900 gerentes de empresa pela agência de emprego TheLadders.co.uk, aponta que pessoas podem ter problemas com seus chefes se expressarem seu amor ao time no trabalho – principalmente se não for o mesmo de seu superior.

A mencionada agência, que opera na internet, adverte que mostrar de forma pública um interesse particular por um time de futebol pode fazer com que o funcionário leve um “cartão vermelho”. Por outro lado, ter o chefe no mesmo lado da torcida pode representar uma eventual promoção.

Para Derek Pilcher, gerente da agência de emprego, demonstrar um interesse saudável pelo futebol pode contribuir para criar bom ambiente com os colegas de trabalho e superiores. “É uma boa forma de estimular as relações pessoais”, apontou.

“Mesmo se o chefe torcer pelo mesmo time, não tem problema ter um pouquinho de discussão. Mas é bom tomar cuidado e não levar isso ao extremo. Muitas conversas sobre futebol podem causar distrações e reduzir a produtividade”, completou.

Ele disse ainda que mais de cinco minutos de conversa sobre um jogo de futebol pode “levar seus superiores a pensar que você não é sério no trabalho”.

Tags: