Category Archives: Lutas

Lutar MMA apenas de lingerie? Elas fazem isso, confira
   4 de fevereiro de 2016   │     0:03  │  0

Lutadoras de MMA usam apenas lingerie no LFC Ethan Miller/Getty Images

O Ultimate Fighting Championship (UFC) se tornou, sem dúvida, o mais conhecido torneio de MMA no mundo. Foi pensando nisso que o norte-americano Shaun Donnelly decidiu criar uma nova organização, inspirada no UFC, e a chamar de Lingerie Fighting Championship, onde apenas mulheres competem e todas usam lingeries.

Os combates, com duração de três rounds, valem cinturão (rosa). Mas engana-se quem pensa que as atletas são escolhidas apenas pela beleza, como garante Donnelly, presidente do LFC.

“Ao contrário do que algumas pessoas pensam, não escalamos as garotas baseadas apenas na aparência. Cada uma delas tem um forte background atlético”, declarou.

Shaun disse ainda o motivo do evento ter se tornado muito famoso em terras norte-americanas.

“O LFC tem de tudo. Drama, briga e mulheres sensuais rolando no chão de lingerie. Como dá para não gostar?”, acrescentou.

A competição é uma mistura de MMA (artes marciais mistas) com WWE (lutas combinadas), ou seja, as garotas atuam como no wrestling, mas realmente vão para o duelo corpo a corpo e os resultados não são decididos antecipadamente.

Esta não é a primeira vez que surge um esporte voltado apenas para mulheres que usam peças íntimas. Nos Estados Unidos, o futebol americano tem sua versão, chamada Lingerie Football League.

Atualmente, o LFC conta com 28 lutadoras, mas nenhuma brasileira.

Blog com iG Esportes

Lenda do MMA, Fedor volta após três anos e vence indiano no ‘novo Pride’
   5 de janeiro de 2016   │     0:01  │  0

Fedor Emelianeko voltou com tudo e promete mais nocautes nesta nova temporada, agora Rizin Fighting Federation (Foto: futebolinterior.com.br)

Considerado o maior nome do MMA (artes marciais mistas) em todos os tempos, o russo Fedor Emelianenko voltou a competir na última semana de 2015, no Japão, três anos após se aposentar. O veterano peso pesado, aos 39 anos, praticamente não teve trabalho para vencer o indiano Jaideep Singh, ainda no primeiro round, a 3min02s de luta, por nocaute técnico.

A luta aconteceu no primeiro evento do recém-criado Rizin Fighting Federation, dos mesmos donos do antigo Pride. Foi exatamente na liga sediada no Japão, a mais importante do mundo até ser adquirida pelo UFC em 2007, que Fedor fez história. O russo, oriundo do judô (foi duas vezes campeão nacional) ficou nove anos invicto.

Venceu nomes como Ricardo Arona e Rodrigo Minotauro (duas vezes), perdendo a invencibilidade para o também brasileiro Fabrício Werdum já no Strikeforce (também já adquirido pelo UFC), em 2010. Ele ainda foi derrotado seguidamente por Dan Henderson e Pezão antes de encerrar a carreira com três vitórias em eventos menores.

Ele voltou aos ringues num evento de grande porte, ainda que estreante no calendário. Seu adversário, entretanto, tinha apenas três lutas no cartel e sucumbiu com facilidade.

 

Blog com ESTADÃO

 

Brasileiro afirma que pode enfrentar Fedor
   18 de outubro de 2015   │     0:03  │  0

Brasileiro afirma que pode enfrentar Fedor (Foto: Reprodução/facebook)

Em seu Facebook Carlos postou imagem dele e Fedor insinuando o combate (Foto: Reprodução/facebook)

Uma das lendas do MMA mundial, Fedor Emelianenko, retornará ao octógono em dezembro desse ano em um evento que será realizado no Japão. Por enquanto, seu adversário ainda é um mistério.

Mas, no meio desta semana, o brasileiro Carlos Toyota afirmou que pode ser o adversário do peso-pesado.

O site norte-americano “MMA Fighting” já tinha noticiado que o adversário de Fedor seria o indiano Singh Jaideep. Porém, Toyota foi convidado, em cima da hora, para enfrentar o indiano pelo cinturão do Deep.

Segundo o brasileiro, radicado no Japão a mais de 20 anos, o promotor da luta informou que o vencedor irá para o combate contra Fedor.

Toyota tem um cartel de seis vitórias, seis derrotas e um empate.

Blog com Super Lutas

Cearense Elinardo Goiabinha é campeão do Mundial de Muay Thai, na Tailândia
   21 de março de 2015   │     0:03  │  0

Aos 30 anos, esta foi a 2ª participação do lutador na competição (Foto: Reprodução Facebook)

Aos 30 anos, esta foi a 2ª participação do lutador na competição

Dois cearenses foram destaques no Campeonato Mundial de Muay Thai, realizado em Bangkok, na Tailândia. O lutador Elinardo Xavier “Goiabinha” se sagrou campeão da categoria Pro-Am, que é a modalidade disputada com caneleiras e cotoveleiras, até 71 kg.

Já Bruto Teófilo, companheiro de treinos de Goiabinha na academia Team Nogueira, conquistou o 3º lugar na categoria até 67 kg, ficando com a medalha de bronze da competição.

“Quero agradecer a Deus por esse título. Só ele sabe as dificuldades que passamos pra chegar aqui, pois foi nada fácil. Deus me deu essa oportunidade e então agarrei com todos as força que tinha. Este título é nada mais nada menos de todos nós, que representamos nosso Ceará”, disse o cearense através de sua página pessoal no Facebook.

Além de Bruno Teófilo e Elinardo Goiabinha, os brasileiros Victor Santos, Ygor Nogueira e Jussemar Noskoski também conquistaram a medalha de ouro no Mundial.

 

Blog com Diário do Nordeste

Chefão do UFC rechaça suspeita de armação em derrota de Anderson Silva
   1 de outubro de 2013   │     0:07  │  0

“O UFC é como uma novela. De verdade…” Foi o argumento usado pelo presidente da categoria, Dana White, para explicar a suspeita do público de que a surpreendente derrota de Anderson Silva para o novato Chris Weidman foi uma armação.

“[No UFC] há um mix interessante de lutas reais e atletas muito inteligentes, o que usualmente resulta em drama. Não apenas entre eles, mas entre eu e os lutadores”, argumentou Dana durante entrevista exclusiva dada à Folha, ontem, em São Paulo.

O presidente do UFC, principal firma promotora de lutas de MMA (sigla para artes marciais mistas), fez uma pausa, sorriu e continuou. “Há as batalhas verbais. Há muito drama aqui [no UFC].”

Houve uma oportunidade, por exemplo, em que Dana, ex-boxeador, chamou o desafeto Tito Ortiz, ex-campeão do UFC e então ainda em atividade, para um combate de boxe. Ambos haviam trocado farpas pela imprensa.

Tal duelo não aconteceu.

“Porque tem muito drama misturado com luta real, [o público] acha que há um enredo ou algo assim…”, disse.

A seguir, o cartola abandona o terreno das ponderações e fala sobre as lutas ou desafios que foram alvo da suspeita de armação pelo público.

“Anderson Silva estava brincando com Weidman [na luta de julho], inclinou o corpo, recebeu soco, foi nocauteado e caiu”, lembrou Dana.

“Anderson foi um cara que nunca havia perdido no UFC, havia construído uma carreira, um legado, ganhava toneladas de dinheiro com patrocínios e tinha o respeito dos brasileiros”, resumiu Dana.