Category Archives: Lutas

Shogun se lesiona e é substituído por Glover contra Evans
   14 de março de 2016   │     0:01  │  0

Glover e Rashad ese enfrentam em abril. Foto: Divulgação

Glover e Rashad se enfrentam em abril. (Foto: Divulgação)

Mudança importante no card do UFC on FOX 19, evento que será realizado em Tampa, na Flórida (EUA), no dia 16 de abril. Maurício Shogun, que faria duelo de ex-campeões dos meio-pesados contra Rashad Evans, sofreu uma lesão e não poderá participar do evento. Seu substituto será outro brasileiro: Glover Teixeira.

O anúncio foi feito pelo próprio Ultimate. A contusão exata de Shogun não foi divulgada, embora a organização tenha dito que se tratou de uma “pequena lesão no joelho”. O duelo irá permanecer no card principal da atração.

Teixeira, ex-desafiante pelo cinturão da categoria, vem de duas vitórias seguidas, sobre Ovince St. Preux e Patrick Cummins. Já Evans, que manteve o título do peso entre 2008 e 2009, vem em momento de instabilidade: devido a uma série de lesões, o norte-americano fez somente uma luta de 2013 para cá, com uma derrota para Ryan Bader em outubro do ano passado. Glover e Rashad se enfrentariam no início do ano passado, no UFC Porto Alegre, mas ambos se lesionaram e deixaram o card.

Curiosamente, essa não foi a primeira vez que uma luta entre Shogun e Evans deixou de sair do papel. Em 2011, o norte-americano seria o primeiro desafiante pelo título do brasileiro, mas sofreu uma lesão. Seu substituto foi Jon Jones, que desbancou Shogun e se consagrou na divisão até 93 kg.

Blog com Super Lutas/iG Esporte

Diaz cala falastrão e finaliza McGregor em verdadeira guerra no UFC
   6 de março de 2016   │     0:04  │  0

Nate Diaz finaliza McGregor no UFC 196, em Las vegas

Nate Diaz finaliza McGregor no UFC 196, em Las Vegas

Nate Diaz chocou o mundo ao derrotar Conor McGregor na madrugada deste domingo (6), em Las Vegas, nos Estados Unidos. Depois de uma semana de provocações, o norte-americano calou o falastrão irlandês e o derrotou com um mata-leão no segundo round do UFC 196.

O triunfo de Diaz encerra a sequência invicta do europeu de 15 lutas e, definitivamente, tira a aura de estrela imbatível que McGregor vinha alimentando, especialmente após vencer José Aldo em 13 segundos. Para aumentar o êxito, o vencedor teve menos de duas semanas para se preparar após ser avisado de última hora que poderia substituir Rafael dos Anjos, que quebrou o pé e colocaria o cinturão dos leves em jogo.

˜Estão surpresos, filhos da mãe? Eu não”, disse Diaz logo após a vitória para o delírio da quase lotada arena MGM. Quem aproveitou para se manifestar foi José Aldo, que pediu a revanche, e Fabrício Werdum, que não escondeu o ódio pelo irlandês.

A luta se desenvolveu como uma verdadeira guerra. Nate Diaz mostrou que tem o queixo duro ao resistir aos diversos socos do irlandês que entraram de maneira clara, tanto que seu rosto começou a sangrar logo no início do combate. Sem se importar e com não tanta técnica, o norte-americano foi para cima e transformou o combate em uma guerra.

Se, no primeiro round, McGregor mostrou superioridade ao lutar até de baixa guarda, no segundo, os golpes de Diaz passaram a entrar e chegaram a deixar o irlandês zonzo. Nitidamente cansado, puxando ar, o campeão dos penas tentou levar o norte-americano para o chão e foi surpreendido ao ficar por baixo. Diaz, então, passou a trabalhar um pouco no ground and sound e encaixou a finalização.

˜Eu tentei subir de categoria, tentei uma chance, e não deu certo. Ele foi mais eficiente do que eu, hoje eu não funcionei˜, lamentou McGregor.

 

Blog com UOL Esporte

 

Lutar MMA apenas de lingerie? Elas fazem isso, confira
   4 de fevereiro de 2016   │     0:03  │  0

Lutadoras de MMA usam apenas lingerie no LFC Ethan Miller/Getty Images

O Ultimate Fighting Championship (UFC) se tornou, sem dúvida, o mais conhecido torneio de MMA no mundo. Foi pensando nisso que o norte-americano Shaun Donnelly decidiu criar uma nova organização, inspirada no UFC, e a chamar de Lingerie Fighting Championship, onde apenas mulheres competem e todas usam lingeries.

Os combates, com duração de três rounds, valem cinturão (rosa). Mas engana-se quem pensa que as atletas são escolhidas apenas pela beleza, como garante Donnelly, presidente do LFC.

“Ao contrário do que algumas pessoas pensam, não escalamos as garotas baseadas apenas na aparência. Cada uma delas tem um forte background atlético”, declarou.

Shaun disse ainda o motivo do evento ter se tornado muito famoso em terras norte-americanas.

“O LFC tem de tudo. Drama, briga e mulheres sensuais rolando no chão de lingerie. Como dá para não gostar?”, acrescentou.

A competição é uma mistura de MMA (artes marciais mistas) com WWE (lutas combinadas), ou seja, as garotas atuam como no wrestling, mas realmente vão para o duelo corpo a corpo e os resultados não são decididos antecipadamente.

Esta não é a primeira vez que surge um esporte voltado apenas para mulheres que usam peças íntimas. Nos Estados Unidos, o futebol americano tem sua versão, chamada Lingerie Football League.

Atualmente, o LFC conta com 28 lutadoras, mas nenhuma brasileira.

Blog com iG Esportes

Lenda do MMA, Fedor volta após três anos e vence indiano no ‘novo Pride’
   5 de janeiro de 2016   │     0:01  │  0

Fedor Emelianeko voltou com tudo e promete mais nocautes nesta nova temporada, agora Rizin Fighting Federation (Foto: futebolinterior.com.br)

Considerado o maior nome do MMA (artes marciais mistas) em todos os tempos, o russo Fedor Emelianenko voltou a competir na última semana de 2015, no Japão, três anos após se aposentar. O veterano peso pesado, aos 39 anos, praticamente não teve trabalho para vencer o indiano Jaideep Singh, ainda no primeiro round, a 3min02s de luta, por nocaute técnico.

A luta aconteceu no primeiro evento do recém-criado Rizin Fighting Federation, dos mesmos donos do antigo Pride. Foi exatamente na liga sediada no Japão, a mais importante do mundo até ser adquirida pelo UFC em 2007, que Fedor fez história. O russo, oriundo do judô (foi duas vezes campeão nacional) ficou nove anos invicto.

Venceu nomes como Ricardo Arona e Rodrigo Minotauro (duas vezes), perdendo a invencibilidade para o também brasileiro Fabrício Werdum já no Strikeforce (também já adquirido pelo UFC), em 2010. Ele ainda foi derrotado seguidamente por Dan Henderson e Pezão antes de encerrar a carreira com três vitórias em eventos menores.

Ele voltou aos ringues num evento de grande porte, ainda que estreante no calendário. Seu adversário, entretanto, tinha apenas três lutas no cartel e sucumbiu com facilidade.

 

Blog com ESTADÃO

 

Brasileiro afirma que pode enfrentar Fedor
   18 de outubro de 2015   │     0:03  │  0

Brasileiro afirma que pode enfrentar Fedor (Foto: Reprodução/facebook)

Em seu Facebook Carlos postou imagem dele e Fedor insinuando o combate (Foto: Reprodução/facebook)

Uma das lendas do MMA mundial, Fedor Emelianenko, retornará ao octógono em dezembro desse ano em um evento que será realizado no Japão. Por enquanto, seu adversário ainda é um mistério.

Mas, no meio desta semana, o brasileiro Carlos Toyota afirmou que pode ser o adversário do peso-pesado.

O site norte-americano “MMA Fighting” já tinha noticiado que o adversário de Fedor seria o indiano Singh Jaideep. Porém, Toyota foi convidado, em cima da hora, para enfrentar o indiano pelo cinturão do Deep.

Segundo o brasileiro, radicado no Japão a mais de 20 anos, o promotor da luta informou que o vencedor irá para o combate contra Fedor.

Toyota tem um cartel de seis vitórias, seis derrotas e um empate.

Blog com Super Lutas