Category Archives: Lutas

De volta ao octógono, pai Minotouro conta com a ‘torcida’ dos dois caçulas
   13 de agosto de 2018   │     0:01  │  0

Rogerio Minotouro com os caçulas Romero, à esquerda, e RogerRogerio Minotouro com os caçulas Romero, à esquerda, e Roger (Foto: Marcelo Theobald / Agência O Globo)

Se seus dois filhos mais novos estivessem na arena, certamente, Rogerio Minotouro entraria, no Ibirapuera, em São Paulo, no dia 22 de setembro, sob o som de uma das músicas da ‘Galinha Pintadinha’. Afinal, tais canções, muitas vezes, têm o ‘poder’ de acalmar Romero, que nasceu em junho, e Roger, de 1 ano e meio.

— Sim, só a Galinha Pintadinha salva — respondeu, rindo, o lutador, de 42 anos, após posar para uma sessão de fotos com os caçulas para esta reportagem.

Brincadeiras à parte, o pai-coruja garante que os dois não costumam muito abrir o berreiro:

— Só têm duas situações em que eles choram: fralda suja e vontade de mamar. Só que, antes de mamar, você tem que olhar a fralda. Se eles sujarem a fralda quando estão mamando, é preciso uma nova rodada de paciência (risos). De resto, eles são tranquilões.

E a ‘torcida’, mesmo que a distância, de seus dois caçulas (ele também é pai de Valentina, de oito anos, de outro relacionamento) é uma motivação a mais para o meio-pesado, que soma 22 vitórias (7 por nocaute) em 30 lutas. No UFC São Paulo, será a primeira vez que o baiano de Vitória da Conquista irá ao octógono depois que Roger e Romero nasceram, já que sua última luta foi em novembro de 2016.

— Com um filho, é uma grande motivação, você quer dar o melhor, tem que manter o sonho, ser exemplo. Você tem que ter resultados bons, para fechar melhores contratos e proporcionar o melhor para eles — comentou.

Apesar da força e habilidade que precisa demonstrar nos treinos e lutas, o irmão gêmeo de Minotauro tem se saído muito bem nas tarefas do dia a dia que a paternidade pede. Quem garante é a esposa, Aline Nogueira.

— O Rogerio sempre me ajudou. Tanto com o Roger quanto com o Romero, trocar fraldas ele sempre adorou. Além dessa especialidade, ele faz os dois dormirem como nem eu faço (risos).

Minotouro diz estar mais amadurecido e ter mudado o ritmo de vida e prefere ficar mais em casa.

No Ibirapuera, o pai de Valentina, Roger e Romero vai enfrentar um lutador 10 anos mais novo, Sam Alvey. O americano vem de duas vitórias, ambas em 2018: contra o compatriota Gian Villante e o polonês Marcin Prachino.

— Foi muito rápido, estava um tempo parado, me chamaram há 15 dias para esta luta. Tenho pouco tempo para treinar – observa o irmão gêmeo de Minotauro, uma das maiores lendas do MMA.

Para o combate, o baiano tem que vencer outra adversária: a balança.

— Tenho que perder 10, 11 quilos. Agora é fazer bastante dieta, é puxado, passo fome um pouquinho (risos).

Blog com EXTRA

Fedor lembra os velhos tempos, atropela Frank Mir e avança no GP do Bellator
   1 de maio de 2018   │     0:01  │  0

Fedor atropela Mir e avança do GP de pesados do Bellator (Foto: Divulgação / BellatorMMA)

A lenda está de volta! Fedor Emelianenko mostrou porque ainda é considerado por muitos como o maior peso pesado de todos os tempos. A atuação diante de Frank Mir, na luta principal do Bellator 198, realizado no sábado (28), lembrou o ‘Último Imperador’ dos velhos tempos, que reinava absoluto no Pride. O russo sofreu um knockdown logo no início da disputa, se recuperou e nocauteou o ex-campeão do UFC aos 48 segundos do primeiro round. O triunfo garantiu Fedor na semifinal do torneio de pesados do show. Ele enfrenta Chael Sonnen em busca de uma vaga final do GP.

A expectativa para a luta principal do Bellator 198 era grande com duas lendas dos pesos pesados em ação. De um lado Fedor Emelianenko, ex-campeão do Pride e considerado como o maior pesado da história, do outro, Frank Mir, ex-campeão do UFC e futuro Hall da Fama do Ultimate. E, mesmo distantes dos melhores momentos de suas carreiras, os atletas não decepcionaram o público presente em Rosemont (EUA) e tiveram uma atuação digna de lembrar o auge de suas trajetórias.

A luta começou com Mir tomando a iniciativa. Ele chutou a perna de Fedor e na sequência conectou um soco no rosto. O russo perdeu o equilíbrio e chegou a dobrar o joelho. Emelianenko, porém, conseguiu travar a disputa no clinch, evitar de ser castigado e ainda conseguiu uma linda queda. Por sua vez, Frank não quis se arriscar de costas no solo e rapidamente se levantou.

No recomeço da disputa em pé veio o golpe que encerrou a disputa. Fedor, lembrando o velho poder de recuperação e a precisão para nocautear, encerrou a disputa de forma contundente. Ele aproveitou que o rival caminhou para frente soltando socos, se esquivou dos ataques e com um uppercut de esquerda no contragolpe mandou Mir ao chão. Ele ainda acertou mais três socos no solo até o árbitro encerrar a disputa e decretar o nocaute técnico a 48 segundos de luta.

Blog com  Super Lutas

Ronda Rousey assina oficialmente com o WWE e ‘surpreende’ dirigente no ringue
   27 de março de 2018   │     0:02  │  0

Rouda Rpusey assinou com o WWE no ringue do evento
Rouda Rpusey assinou com o WWE no ringue do evento (Foto: Divulgação / WWE)

 

A ex-campeã do UFC Ronda Rousey assinou oficialmente com o World Wrestling Entertainment, mundialmente conhecido como WWE, na noite do último domingo, dentro do ringue utilizado pelas lutas. Os dois diretores da companhia, Triple H e Stephanie McMahon, apareceram para explicar que a medalhista olímpica de judô não irá fazer combates por um título.

A notícia não agradou a norte-americana, agora será nova estrela do wrestler, que fechou a cara e “explodiu” contra McMahon.

Na mesma hora, Triple H, que é ex-lutador e hoje é diretor de operações do WWE, afastou a sua mulher de Ronda Rousey. Na hora que voltou para falar com a ex-campeã do UFC, o dirigente foi “surpreendido” e jogado para fora do ringue por Rousey. Nesse momento, Stephanie McMahon voltou e eu uma bofetada na ex-campeã do UFC, que não teve tempo de reagir.

A briga faz parte do show que o WWE promove ao seu público.

Blog com EXTRA

 

José Aldo estreia evento de kickboxing no Rio de Janeiro no próximo dia 10
   5 de março de 2018   │     0:02  │  0

 

Longe dos octógonos desde dezembro, quando perdeu a revanche para o americano Max Holloway no UFC 218, o brasileiro e ex-campeão mundial José Aldo, (foto acima), segue exercitando sua veia empreendedora. O lutador, que já possui negócios nos mercados fitness e gastronômico, se aventura agora na área de eventos. No próximo dia 10, ele promove, no Rio de Janeiro, a 1ª edição do Skaus Combat, competição de kickboxing que promete ser a principal do país, com transmissão ao vivo do canal Combate.

“Vai ser um evento inovador para o kickboxing brasileiro, esperamos que seja um marco no esporte. Nossa estrutura vai ser impecável, oferecendo a melhor experiência possível para o público e os atletas”, explica Aldo, que é sócio do evento ao lado do lutador de kickboxing Emerson Falcão.

O Skaus Combat será relizado na Arena Upper, no Flamengo, às 20h, e contará com nove lutas no total, sendo a principal a final do GP masculino até 60kg. Na disputa estão os atletas Wellington Lopes, Matheus Naccache, Francisco Júnior e Maurício Ferreira, que se enfrentam mais cedo nas semifinais. Os combates que definirão os finalistas serão sorteados durante a pesagem, que acontece na véspera, também na Arena Upper, às 10h.

Blog com EXTRA

 

Absolute Championship Berkut divulga card completo de sua edição no Brasil
   16 de outubro de 2017   │     0:01  │  0

 

De olho em expandir suas ações em grandes lutas ao redor do mundo, o ACB (Absolute Championship Berkut), terceiro maior evento de MMA do planeta, escolheu o Brasil para iniciar suas atividades na América do Sul. Criado em 2012, o evento russo já passou por países como França, Escócia, Inglaterra e Canadá. Para a primeira edição em território brasileiro, os organizadores da competição montaram um card para lá de especial. Daniel Sarafian, Carlos Eduardo Cachorrão e Leandro Buscapé são alguns dos nomes que irão ao cage no próximo dia 21 de outubro no Centro de Eventos Miécimo da Silva, em Campo Grande, Zona Oeste do Rio de Janeiro.

A luta principal do torneio ficará a cargo do paulista Daniel Sarafian e do cearense Carlos Eduardo Cachorrão. Donos de vasta experiência internacional – Sarafian tem passagem pelo UFC e Cachorrão já testou suas habilidades no Bellator -, eles possuem todas as ferramentas para realizar um duelo inesquecível. A luta será válida pelos pesos meio-pesados (93kg).

Outro ex-atleta do UFC a pintar na competição é Leandro Buscapé. Representante da American Top Team, o brasileiro terá uma pedreira pela frente na 73ª edição do ACB. Com um cartel de 20 vitórias e seis derrotas, o peso-leve (70kg) brasileiro enfrenta o russo Islam Makoev, que venceu quatro das suas cinco últimas lutas. Essa será a terceira luta de Buscapé na organização europeia.

Maior evento europeu de Mixed Martial Arts, o ACB não poupou esforços para sua estreia no Rio de Janeiro e montou um card repleto de grandes nomes. Wendell Negão, José Maria “No Chance”, Roberto Facada e Adriano Captulino são alguns dos nomes que prometem agitar o público no Miécimo da Silva, no fim de outubro.

Blog com EXTRA