Category Archives: Libertadores

Libertadores terá duelo de brasileiros nas oitavas; confira
   19 de junho de 2017   │     0:01  │  0

A sorte foi lançada e os confrontos das oitavas de final da Libertadores estão definidos. A Conmebol desenhou os confrontos do mata-mata, colocando frente a frente logo de cara dois times brasileiros: Atlético-PR x Santos.

– Jogo muito difícil. Pegar brasileiro é muito difícil. Mas estamos aí. Não dá para escolher resultado. Sorteio é sorteio. É um jogo complicado. Sabemos que o Atlético-PR tem uma equipe forte. Se quisermos adversário fácil, vamos disputar o campeonato metropolitano – disse à Fox Sports o presidente do Santos, Modesto Roma.

Quem passar entre Furacão e Peixe pode enfrentar o Palmeiras. O Verdão terá o Barcelona (EQU) como adversário nas oitavas e está ao lado dos dois no chaveamento.

O Botafogo, que está na disputa desde a fase preliminar, pega o Nacional (URU). Se avançar, pode enfrentar o Grêmio, que terá o Godoy Cruz, da Argentina, como oponente nas oitavas.

– Estou muito confiante. O jogo é em Montevidéu, é nível do mar, estou confiante que o Botafogo vá superar mais esse grande adversário – disse à Fox Sports o presidente do Bota, Carlos Eduardo Pereira.

O Atlético-MG, por outro lado, ficou afastado dos brasileiros no chaveamento. O Galo vai à Bolívia enfrentar o Jorge Wilstermann. Caso ocorra uma final brasileira, ela terá que envolver necessariamente o Atlético-MG.

Segundo a Conmebol, a disputa das oitavas irá começar na primeira semana de julho.

OITAVAS DE FINAL DA LIBERTADORES

LADO A
Guarani (PAR) x River Plate (ARG)
Jorge Wilstermann (BOL) x Atlético-MG
The Strongest (BOL) x Lanús (ARG)
Emelec (ECU) x San Lorenzo (ARG)
——-
LADO B
Atlético-PR x Santos
Barcelona (EQU) x Palmeiras
Nacional (URU) x Botafogo
Godoy Cruz (ARG) x Grêmio

Blog com Terra Esportes

Torcida do Flamengo lamenta desclassificação na Libertadores
   19 de maio de 2017   │     0:02  │  0

Flamengo deu adeus à Libertadores perdendo na Argentina para o Sam Lorenzo (Foto: Juan Mabromata/AFP)

O sonho de voltar a conquistar a Libertadores acabou para o Flamengo. A equipe rubro-negra foi eliminada da competição ao ser derrotada pelo San Lorenzo, de virada, por 2 a 1, em partida disputada na noite da última quarta-feira, no estádio Nuevo Gasometro, em Buenos Aires. Com isso, sobra ao time de Zé Ricardo a Copa Sul-Americana.

O time carioca encerrou a fase de grupos da Libertadores na terceira posição com nove pontos ganhos, sendo superado pelo próprio San Lorenzo e pelo Atlético-PR, que ficaram com as duas vagas do Grupo 4. O Flamengo saiu na frente com Rodinei, mas a equipe do Papa Francisco virou o marcador com gols de Angeleri e Belluschi.

O resultado acabou fazendo justiça ao melhor desempenho do San Lorenzo, que partiu para buscar a vitória desde os primeiros minutos. O Flamengo conseguiu sair na frente, mas recuou para defender o resultado e acabou sofrendo grande pressão durante todo o segundo tempo. Os argentino não desistiram e acabaram sendo premiados pelo esforço.

Blog com Gazeta Press

 

Zé Ricardo valoriza vitória do Fla em meio a série decisiva
   5 de maio de 2017   │     0:04  │  0

Zé Ricardo tem nove rodadas para fazer o Flamengo ultrapassar o Palmeiras (foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)Zé Ricardo confia na rápida recuperação física do Flamengo para o jogo final do Carioca-2017 (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

Zé Ricardo fez questão de elogiar o atacante Guerrero e o meia Everton pelo nível mostrado nessa quarta. E destacou a participação dos laterais Rodinei e Trauco, que foram fundamentais para a conquista do resultado.
“Quando penso que minha avaliação de admiração por esses jogadores chega ao limite, eles mostram que tenho que admirá-los mais ainda”, concluiu.

Destaque da equipe na vitória, com um gol e 14 finalizações durante a partida, o atacante Paolo Guerrero explicou que estava tentando marcar desde o primeiro tempo, mas reconheceu que o goleiro chileno estava atrapalhando seus planos. E recordou seu gol, que só saiu na etapa final. “Graças a Deus, eu chutei cruzado e não deu para ele pegar”.

Já o lateral Rodinei, que entrou no intervalo e abriu o caminho da vitória, disse que precisa agradecer ao técnico Zé Ricardo pela oportunidade e brincou com o fato de ter marcado o gol com o pé esquerdo, lance raro em sua carreira. “Pé esquerdo não é o meu bom, ajuda para pisar na embreagem e hoje contribuiu para essa festa linda”, comentou, aos risos, o provável titular contra o San Lorenzo, na Argentina, pois Pará vai cumprir suspensão por acúmulo de cartões amarelos.

Zé Ricardo fez questão de elogiar o atacante Guerrero e o meia Everton pelo nível mostrado nessa quarta. E destacou a participação dos laterais Rodinei e Trauco, que foram fundamentais para a conquista do resultado.
“Quando penso que minha avaliação de admiração por esses jogadores chega ao limite, eles mostram que tenho que admirá-los mais ainda”, concluiu.

Destaque da equipe na vitória, com um gol e 14 finalizações durante a partida, o atacante Paolo Guerrero explicou que estava tentando marcar desde o primeiro tempo, mas reconheceu que o goleiro chileno estava atrapalhando seus planos. E recordou seu gol, que só saiu na etapa final. “Graças a Deus, eu chutei cruzado e não deu para ele pegar”.

Já o lateral Rodinei, que entrou no intervalo e abriu o caminho da vitória, disse que precisa agradecer ao técnico Zé Ricardo pela oportunidade e brincou com o fato de ter marcado o gol com o pé esquerdo, lance raro em sua carreira. “Pé esquerdo não é o meu bom, ajuda para pisar na embreagem e hoje contribuiu para essa festa linda”, comentou, aos risos, o provável titular contra o San Lorenzo, na Argentina, pois Pará vai cumprir suspensão por acúmulo de cartões amarelos.

Muito satisfeito com a vitória sobre a Universidad Católica por 3 a 1, o técnico Zé Ricardo admitiu, em entrevista coletiva logo após o duelo no Maracanã, que se sente muito feliz com a classificação encaminhada para a próxima etapa da Copa Libertadores da América, mas alertou que Flamengo não pode esquecer que vai encarar um adversário muito difícil na Argentina, já que o San Lorenzo reagiu na competição e vai brigar pela vaga na última rodada.

O treinador rubro-negro aprovou o desempenho do grupo, lembrou que a equipe vem disputando vários jogos decisivos em sequência e, mesmo assim, tem obtido bons resultados.

“A Católica criou grandes dificuldades com sua equipe muito técnica, mas o Flamengo deu um passo muito importante com a vitória no jogo do Maracanã. Nosso time mostrou um poder de superação muito grande, principalmente após o gol de empate”, avaliou o comandante.

Zé Ricardo fez questão de elogiar o atacante Guerrero e o meia Everton pelo nível mostrado. E destacou a participação dos laterais Rodinei e Trauco, que foram fundamentais para a conquista do resultado.
“Quando penso que minha avaliação de admiração por esses jogadores chega ao limite, eles mostram que tenho que admirá-los mais ainda”, concluiu.

Destaque da equipe na vitória, com um gol e 14 finalizações durante a partida, o atacante Paolo Guerrero explicou que estava tentando marcar desde o primeiro tempo, mas reconheceu que o goleiro chileno estava atrapalhando seus planos. E recordou seu gol, que só saiu na etapa final. “Graças a Deus, eu chutei cruzado e não deu para ele pegar”.

Já o lateral Rodinei, que entrou no intervalo e abriu o caminho da vitória, disse que precisa agradecer ao técnico Zé Ricardo pela oportunidade e brincou com o fato de ter marcado o gol com o pé esquerdo, lance raro em sua carreira. “Pé esquerdo não é o meu bom, ajuda para pisar na embreagem e hoje contribuiu para essa festa linda”, comentou, aos risos, o provável titular contra o San Lorenzo, na Argentina, pois Pará vai cumprir suspensão por acúmulo de cartões amarelos.

Blog com Gazeta Esportiva

 

Jair Ventura lamenta ausência de Bruno Silva e derrota em casa
   4 de maio de 2017   │     0:01  │  0

Jonatan Alvez (esq.) comemora com Christian Aleman após marcar o segundo gol do Barça-EQU (Foto: YASUYOSHI CHIBA/AFP)

Bruno Silva não enfrentou o Barcelona por estar cumprindo suspensão por ter sido advertido com três cartões amarelos. E a ausência do volante foi um dos motivos alegados pelo técnico Jair Ventura para a queda de produção da equipe. “Não tenho outro jogador com essa característica e isso me obrigou a modificar o esquema”, disse.

O treinador lamentou a derrota na Libertadores, principalmente porque o resultado do outro jogo classificaria o Botafogo em caso de vitória. Jair lamentou que a torcida tenha feito uma linda festa e não tenha sido recompensada com uma vitória. “Queria resolver nossa situação o quanto antes, mas ainda temos mais dois jogos. De repente com um empate podemos classificar. Mas vamos jogar para vencer”, assegurou.

Para Rodrigo Pimpão, o Botafogo cometeu muitos erros que acabaram causando a derrota. O atacante disse que a equipe entrou com muita vontade de vencer, mas se desligou da parte tática e acabou facilitando a vitória do Barcelona. “Pecamos e temos que ver o que erramos para não cometer os mesmos erros no próximo jogo”, explicou, acrescentando que não foi o esquema ofensivo armado por Jair Ventura que causou a derrota da equipe: “Eu e o Guilherme sempre voltamos e ajudamos a marcar. Não sofremos por causa disso”.

Já o volante Airton estava aborrecido com a sua substituição. Ele disse não entender porque Jair Ventura o tirou quando ele estava bem no jogo. Airton, aliás, recebeu o terceiro cartão amarelo e está fora do próximo jogo, o mesmo acontecendo com o zagueiro Marcelo, também com a terceira advertência.

O meia Camilo, substituído no intervalo, disse que sentiu a coxa direita quando chutou para o gol, por volta dos 30 minutos. Ele espera estar recuperado para o jogo diante do Atlético Nacional, dia 18 de maio, no Nilton Santos, quando o Botafogo vai precisar vencer para garantir a classificação para a próxima fase da Libertadores: “Agora vamos fazer exames e tomara que não seja nada grave”.

Blog com Gazeta Esportiva

Antes de jogo decisivo, Furacão debela crise com Paulo André
   26 de abril de 2017   │     0:01  │  0

Paulo André chegou a ser afastado pela diretoria (Marco Oliveira/CAP)

Enquanto conquistava a classificação para a final do Campeonato Paranaense 2017 em campo, diante do Londrina, o Atlético Paranaense tentava resolver fora de campo um foco de crise no dia do jogo decisivo diante do Flamengo, pela Libertadores da América. O zagueiro Paulo André teria se desentendido com a diretoria e chegou a se afastado dos treinamentos.

Entretanto, após uma conversa com o técnico Paulo Autuori, o próprio defensor já minimizou o episódio nas redes sociais e foi reintegrado ao elenco. Dessa forma, deve ficar normalmente à disposição para encarar os cariocas, logo mais, na Arena da Baixada, em Curitiba.

Embora o motivo da pequena crise não tenha sido oficialmente revelado, cobranças do atleta sobre o grupo de jogadores após a derrota para o Flamengo, no Maracanã, teria gerado algum desconforto e irritado membros da diretoria. O caso seria diferente do ocorrido com o lateral Léo, esse afastado em definitivo por conta de ‘condutas antidesportivas’.

Blog com Gazeta Esportiva