Category Archives: Libertadores

River Plate conquista a Libertadores pela 4ª vez
   9 de dezembro de 2018   │     19:19  │  0

Quintero marcou o segundo gol do River
Quintero marcou o segundo gol do River (Foto: JUAN MEDINA / REUTERS)

 

Deu River Plate! Em uma final de Taça Libertadores disputada neste domingo em Madri, na Espanha, ‘Los Millonarios’ derrotaram o maior rival, Boca Juniors, por 3 a 1, na prorrogação, e conquistaram o quarto título da competição mais importante da América do Sul.

Benedetto, destaque do Boca na reta final da competição, abriu o placar para os xeneizes no primeiro tempo com um belo gol. Lucas Pratto, artilheiro do River, empatou no segundo tempo.

Com o empate em 1 a 1, o jogo foi para a prorrogação e a expulsão do colombiano Barrios, do Boca, deu o destino da partida. Quintero fez o segundo do River Plate e Piti Martínez, após um contra-ataque fulminante, fechou o placar: 3 a 1 no Santiago Bernabéu e festa do River.

Além de perder Barrios, o Boca também perdeu o volante Gago na prorrogação. Ele se machucou e, como o time já havia feito todas as substituições, ficou com dois a menos em campo.

Blog com EXTRA

Espanha receberá a final da Libertadores
   29 de novembro de 2018   │     21:01  │  0

A final da Copa Libertadores acontecerá no Santiago Bernabéu (Foto: AFP)

 

Fim do mistério. O Santiago Bernabéu, em Madri, na Espanha, será o palco do duelo decisivo entre River Plate e Boca Juniors pela final da Copa Libertadores, retirado da Argentina por conta da confusão ocorrida nos arredores do Monumental de Núñez no último sábado. A partida está marcada para o dia 9 de dezembro, às 17h30 (de Brasília).

Quem confirmou a informação foi o presidente da Conmebol, Alejandro Dominguez. “Entendemos que a cidade Madri agrega a todas as necessidades. É a cidade mais segura. A bola vai rolar”, afirmou o mandatário.

Dominguez teria feito uma ligação para Florentino Pérez, presidente do Real Madrid. O dirigente do clube espanhol viu com bons olhos a possibilidade de receber a decisão da Libertadores e assim, teve uma resposta positiva. O paraguaio ainda alegou que a segurança, a disponibilidade e a cultura futebolística foram os fatores decisivos para a escolha da capital espanhola. As duas torcidas estarão presentes no confronto.

O duelo entre os rivais argentinos no Monumental foi adiado por conta de um ataque dos torcedores do River ao ônibus do Boca Juniors. Atingido por estilhaços de vidros, o capitão xeneize Pablo Pérez sofreu ferimentos no braço esquerdo e nos olhos, precisando ser encaminhado ao hospital.

Já atletas como Carlos Tevez, Ramón Ábila, Darío Benedetto e Nahitan Nández sofreram com os efeitos do gás de pimenta. Os jogadores, assim como dirigentes e comissão técnica do Boca, relutaram em entrar em campo. Desse modo, o clube decidiu pedir a suspensão da partida.

As cidades de Doha, Medellín e Miami foram os principais concorrentes de Madri para sediar a final. A capital do Catar foi descartada por conta da distância para a Argentina, enquanto a cidade norte-americana não teve a aprovação da Federação de Futebol local. Já o segundo maior município da Colômbia, que tinha o apoio de Alejandro Domínguez, presidente da Conmebol, perdeu nos detalhes.

Além do moderno estádio e da ótima relação entre Domínguez e Florentino Pérez, presidente do Real Madrid, a capital espanhola contou com o aeroporto que possui o maior número de conexões com países sul-americanos para triunfar na disputa.

Blog com Gazeta Esportiva

Definição da Conmebol sobre a final da Libertadores será conhecida hoje
     │     0:04  │  0

A expectativa era que tudo fosse resolvido na última terça-feira em Assunção, no Paraguai, mas a definição foi adiada e só deverá ser divulgada hoje.O jogo decisivo deveria ter sido disputado no último sábado, em Buenos Aires, mas os ataques de torcedores do River ao ônibus dos jogadores do Boca levou a partida a ser suspensa. Como tem sido regra nesta edição da Libertadores, as decisões saíram do campo e foram parar nos gabinetes da Conmebol.

Uma reunião entre os presidentes dos clubes – Rodolfo D’Onofrio, do River, e Daniel Angelici, do Boca – deveria ter selado nova data e local para o jogo. Mas a única decisão tomada foi que a partida não será realizada na Argentina. Ainda falta decidir onde, quando (8 ou 9 de dezembro) e sob que condições.

E, antes de decidir tudo isso, falta esperar que o Tribunal Disciplinar julgue dois recursos. Um foi apresentado pelo Boca, que pede os pontos do jogo de volta e quer ser declarado campeão sem jogar. Outro, apresentado pela própria Conmebol, quer punições ao River – mas desde que as punições não impeçam a realização de um segundo jogo.

O Boca apresentou novos documentos sobre as agressões sofridas por seus jogadores no sábado. A análise dessas imagens e a resposta do River Plate vão exigir mais tempo do Tribunal. A Conmebol prefere esperar que essas decisões sejam tomadas antes de anunciar data e local da final. Por isso, nada foi divulgado antes.

– A Unidade Disciplinar notificou o River Plate, e eles receberam 24 horas para sua resposta. Da mesma forma, a resposta River Plate será enviada ao Boca Juniors para que possa responder dentro de 24 horas – diz a nota da Conmebol, citando a notificação apresentada às 11h da última terça ao River.

Doha, no Catar, é a cidade favorita para abrigar a final da Libertadores. O país do Oriente Médio, que já patrocina a Libertadores, Conmebol e até o Boca Juniors, se dispõe a pagar todos os custos de transferência da partida para lá, além de oferecer premiação para os dois clubes e cobrir os custos com o ressarcimento aos torcedores do River que compararam ingresso para o jogo que não aconteceu em Buenos Aires.

Blog com Globoesporte

Finais da Libertadores entre Boca e River não terão presença da torcida visitante
   7 de novembro de 2018   │     0:02  │  0

Resultado de imagem para Boca x River Plate

As duas partidas das finais da Libertadores não terão presença das torcidas visitantes. Os presidentes do Boca Juniors, do River Plate e da Associação do Futebol Argentino (AFA) realizaram um pronunciamento confirmando que ambos os confrontos contarão apenas com torcedores do time da casa.

“Os presidentes de ambas instituições concordaram que, apesar do atrativo que gera a presença de duas torcidas, esta medida pode gerar problemas para os sócios”, explicou o presidente da AFA, Cláudio Tapia.

O presidente da Argentina, Mauricio Macri, chegou a anunciar que as partidas seriam realizadas com as presenças de torcedores visitantes, o que não acontece no principal clássico do país desde 2014. Mas, após reuniões entre os clubes, a decisão foi revista.

“Apesar desta decisão, Boca Juniors e River Plate valorizam e reconhecem o interesse do presidente Mauricio Macri de promover a presença dos visitantes em ambas as finais”, apontou Tapia.

A medida tem como finalidade evitar a violência tão presente no país em jogos de futebol nos últimos anos. Por isso, o presidente da AFA ainda fez um pedido: “Convocamos simpatizantes, torcedores e sócios a viverem estas partidas como são: uma celebração popular sem fronteiras, em paz, com paixão e em convivência”.

O discurso foi entoado também pelos presidentes dos clubes. “O mundo está esperando que joguemos. Isto é um jogo, aqui não vai a vida e todos temos que fazer nossa parte”, comentou o mandatário do River, Rodolfo D’Onofrio. “Peço aos torcedores do Boca que vivam em paz e com alegria”, completou o dirigente do Boca, Daniel Angelici.

Os presidentes confirmaram que as partidas serão disputadas nos dias 10 e 24 de novembro, às 18 horas (de Brasília), apesar do pedido do Boca pela alteração das datas. A primeira partida terá mando do clube, em La Bombonera, enquanto a segunda será sediada pelo River, no Monumental de Núñez.

Blog com Jornal do Brasil

Brasileirão pode ter 9 vagas para a Libertadores em 2019
   26 de outubro de 2018   │     19:47  │  0

Resultado de imagem para Copa Libertadores

Os seis primeiros colocados do Campeonato Brasileiro têm assegurados uma vaga para a Taça Libertadores do ano que vem, mas o número pode aumentar e chegar em até nove classificados no torneio nacional. O aumento dependerá do desempenho dos clubes em outras competições.

Vale lembrar que o Cruzeiro foi o campeão da Copa do Brasil e se tornou o primeiro clube garantido na próxima edição da Copa do Brasil. Caso a equipe de Mano Menezes termine o Brasileiro entre os seis primeiros colocados, o time que ficar em sétimo é quem herda a vaga. O desempenho na Libertadores e Copa sul-americana também pode interferir.

Grêmio ou Palmeiras campeão da Libertadores.

Se uma das duas equipes conquistaram a competição continental e ficarem entre os seis primeiros colocados, abrirá mais uma vaga. O Palmeiras é o líder do Brasileirão e o Grêmio está em quinto.

Atlético-PR, Fluminense ou Bahia campeão da sul-americana

A situação é a mesma da Libertadores. Se o Atlético-PR, Bahia ou Fluminense vencerem a sul-americana e ficarem entre os seis primeiros, também abrirão uma vaga. Paranaenses e baianos estão se enfrentam nas quartas de final da competição. No primeiro jogo, o Atlético venceu por 1 a 0, em Salvador, e joga pelo empate, no dia 31 de outubro, em Curitiba.

Já o Fluminense empatou por 1 a 1 com o Nacional-URU, no Rio, e precisa de uma vitória simples ou um empate com mais gols (2 a 2 ou 3 a 3, por exemplo) no Uruguai para avançar. Neste momento, o Brasileirão ainda é G6. Assim, estariam na fase de grupos o Palmeiras, Flamengo, Internacional, São Paulo e Cruzeiro (por ter sido campeão da Copa do Brasil). E Grêmio e Atlético-MG entrariam na fase de grupos.

Blog com O DIA