Category Archives: Libertadores

Arena do Grêmio rompe marca de 900 mil torcedores em 2017
   24 de novembro de 2017   │     0:02  │  0

Grêmio venceu o Lanús por 1 a 0 no jogo de ida da final na Copa Libertadores (FOTO: LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA)

 

A vitória do Grêmio pelo placar de 1 a 0 contra o Lanús, na primeira partida da final da Copa Libertadores, contou com o presença de 55.188 torcedores na Arena. O número não bateu o recorde de público que o estádio já recebeu, de ‎55.337 torcedores na final da Copa do Brasil em 2016, porém ajudou o clube a romper a barreira de 900 mil torcedores presentes na Arena em jogos de 2017.

Nesta temporada, o estádio gremista recebeu, em público total, 900.319 pessoas. Esse número vai aumentar já que o time gaúcho ainda tem mais uma partida na Arena em 2017, contra o Atlético-GO, no domingo, às 17h (de Brasília), pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Os números de torcedores na Arena vêm de uma crescente. Inaugurado em 2013, o local recebeu, naquela temporada, 774.615 torcedores. Após leve queda no ano seguinte, com 765.272, a presença de público no estádio começou a bater recordes. Em 2015, foram 857.188 e, em 2016, a contagem chegou a 876.641. Desde do ano de fundação, a Arena teve uma elevação de presença de público em mais de 14%.

Além do bom futebol que o clube gremista vem apresentando nas últimas temporadas, essa elevação de público na Arena também pode ser associada às classificações do Grêmio para a Copa Libertadores e à conquista da Copa do Brasil em 2016. Nos últimos dois anos, o Tricolor Gaúcho garantiu vaga para a Copa Libertadores da América, campeonato sul-americano mais disputado.

Blog com Gazeta Press

Grêmio abre vantagem sobre o Lanús na decisão
   22 de novembro de 2017   │     23:19  │  0

Dispensado pelo São Paulo, Cícero fez história por outro time tricolor (foto: Nelson Almeida/AFP)

O sonho do tricampeonato da Copa Libertadores da América está muito perto de se concretizar para o Grêmio. Nesta quarta-feira, na Arena, o Tricolor gaúcho bateu o Lanús pelo placar de 1 a 0, na primeira partida da final continental. O gol da partida foi marcado por Cícero.

A Arena teve a presença de mais de 55 mil torcedores. Com o resultado, o time brasileiro dependerá de um empate no confronto na Argentina para conquistar o título do torneio da Libertadores. Como não existe o gol qualificado na decisão, qualquer derrota pela diferença mínima levará o duelo para as penalidades máximas.

Após conseguir a classificação para a final, o Grêmio optou por utilizar os titulares durante o Campeonato Brasileiro para manter o ritmo de jogo dos atletas. O técnico Renato Gaúcho teve em campo o time completo e escalou Fernandinho e Jailson no meio de campo. O Lanús, que preferiu poupar os jogadores no Campeonato Argentino durante 22 dias, para utilizá-los apenas nas decisões, também teve a equipe principal em campo.

Blog com Gazeta Esportiva

Renato nega que derrota na Arena influenciará no jogo da Libertadores
   24 de outubro de 2017   │     0:01  │  0

Renato Portaluppi disse que postura será outra no importante duelo diante do Barcelona-EQU (Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA)

O Grêmio sofreu uma inesperada derrota por 3 a 1 para o Palmeiras, dentro de sua arena, e viu suas chances de título no Campeonato Brasileiro ficarem muito pequenas. O Tricolor, porém, ainda sonha com o título da Libertadores, seu principal objetivo da temporada, com o primeiro jogo das semifinais, diante do Barcelona-EQU, amanhã. Apesar da atuação ruim diante do Verdão, principalmente no segundo tempo, o técnico Renato Portaluppi minimizou a situação, afirmando que o espírito do time será outro diante dos equatorianos.

“Esta derrota vai ficar aqui dentro da Arena. O voo vai ser só com conversas a respeito do jogo contra o Barcelona. Lógico que não gostaríamos de perder, mas a partir de agora é só Libertadores. Somos os únicos brasileiros na competição. Tenho um grupo maravilhoso e vou levantar a moral deles. Temos que focar para quarta-feira”, disse o treinador tricolor, de forma confiante.

Outro detalhe importante da derrota para o Palmeiras é que o Grêmio entrou com um time praticamente reserva em campo, o que minimiza a atuação abaixo do esperado. O técnico Renato Portaluppi mostrou irritação ao ser questionado mais uma vez sobre a opção por poupar jogadores no Campeonato Brasileiro e atribuiu parte do desempenho ruim à cabeça dos atletas estarem no confronto da Copa Libertadores.

“O torcedor do Grêmio compreende. Já estou cansado deste assunto de preservar ou não a equipe. Aqui tem pessoas que pensam o planejamento do time. Amanhã será outra equipe, espírito, vontade. É difícil você colocar na cabeça do grupo antes de um jogo tão importante que tem que pensar no Palmeiras. Agora focamos no jogo contra o Barcelona”, explicou.

O importante confronto diante do Barcelona-EQU, pelas semifinais da Copa Libertadores, está marcado para a  noite desta quarta-feira, às 21h45(de Brasília), no Estádio Monumental Isidro Romero Carbo, em Guayaquil. O duelo de volta acontece na semana seguinte, no mesmo dia da semana e horário, na Arena do Grêmio.

Blog com Gazeta Press

Libertadores: River vence Wilstermann por 8 x 0
   21 de setembro de 2017   │     22:39  │  0

O que fazer quando são precisos quatro gols de vantagem para obter uma classificação? Marcar os quatro. Em cada tempo. O River Plate exagerou em sua “remontada”. Massacrou o Jorge Wilsterman na noite desta quinta-feira. E propiciou aos mais de 60 mil presentes no Monumental de Nuñez uma noite histórica.

Goleou o time boliviano por 8 a 0, após levar 3 a 0 no jogo de ida, em Cochabamba. O atacante Scocco, ex-Internacional, teve, seguramente, a melhor atuação de sua vida. Marcou cinco dos oito gols do time de Marcelo Gallardo. O River está vivo. E se agiganta na luta pelo tetra.

O River Plate ficou perto da maior goleada da história da Libertadores. Em 1970, o Peñarol fez 11 a 2 no Valencia-VEN e, até hoje, tem a maior vitória da competição. O Próprio River, também em 1970, fez 9 a 0 no Universitario de La Paz-BOL. É a sexta maior goleada do torneio e a maior em um jogo válido por um mata-mata desde que o torneio ganhou o atual formato, em 2000.

Na Sul-Americana o Fluminense perdeu por 2 x 1 para a LDU, no Equador, mas, apesar da derrota, avançou para enfrentar o Flamengo nas quartas de final.

Blog com Globoesporte

Levir vê jogo ‘físico’ e vibra com vantagem do Santos: “Agora é nossa vez”
   16 de setembro de 2017   │     0:01  │  0

O atacante Bruno Henrique marcou o gol do Santos na última quarta-feira, contra o Barcelona de Guaiaquil (Foto: AFP)

Os torcedores do Santos sofreram bastante na noite da última quarta-feira. Tomando pressão desde o início, o Peixe conseguiu segurar o ímpeto do Barcelona de Guaiaquil e saiu do Equador com um empate em 1 a 1, pela ida das quartas de final da Libertadores.

Para o técnico Levir Culpi, o resultado foi muito bom, já que o alvinegro chegou poucas vezes ao ataque nesta quarta e ainda contou com o brilho de Vanderlei, que fez três belas defesas e salvou a equipe santista.

“O que vimos foi um jogo extremamente físico, baseado nas bolas de linha de fundo e cruzamentos, principalmente do Barcelona. Não tivemos muitas oportunidades, mesmo assim tivemos duas ou três ótimas chances no primeiro tempo. Sofremos um gol de bola parada. Estou muito feliz com o empenho dos jogadores. Todos se entregaram e deram 100%. Se pensarmos no equilíbrio que é a Libertadores, a vantagem é muito boa”, explicou o comandante em entrevista coletiva após o duelo.

Com o empate, o Santos leva uma pequena vantagem para o confronto de volta, que acontece na próxima quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), na Vila Belmiro. Uma vitória simples ou um empate em 0 a 0 garantem o alvinegro na semifinal. Caso a partida termine em 1 a 1, a decisão será nos pênaltis.

“Agora é nossa vez, vamos jogar em casa, com nossa torcida. Foi impressionante a presença do torcedor, o campo ficou muito bonito, mas agora é nossa vez. Vamos jogar em casa, com a torcida do lado e se tivermos a torcida podemos render ainda mais”, completou Levir.

Blog com Gazeta Press