Category Archives: Jornalistas

Luto no rádio esportivo: morre Milton Camargo
   17 de junho de 2019   │     17:00  │  0

Resultado de imagem para Milton Camargo

 

A crônica esportiva está de luto. Morreu no final de semana, em São Paulo, Milton Camargo, (foto acima/Futebol Interior), que comandou a Rádio Tupi (AM 1040) no auge da emissora e que foi presidente da ACEESP nos anos 1970.

Com uma postura sempre elegante, voz firme e empostada, Milton Camargo ocupou várias funções, mas destacou-se mesmo como comentarista esportivo. A informação é do jornalista Milton Neves, da Rádio Bandeirantes de São Paulo (AM 840).

Nascido em Cafelândia, no interior paulista, no dia seis de março de 1930 e batizado Milton Camargo César, tinha 89 anos e, além de aposentado da imprensa esportiva, era funcionário público aposentado da Prefeitura Municipal de São Paulo.

Nos anos 1970, Milton Camargo foi presidente da ACEESP (Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo) então combatente entidade que representa os cronistas esportivas de todo o Estado São Paulo.

Milton Camargo trabalhou por mais de 30 anos na Rádio Tupi, participando dos melhores momentos das transmissões esportivas da emissora, nos anos 1960/70, quando a prioridade era acompanhar os 13 jogos da loteria esportiva.

Nessa época, a Rádio Tupi, através de Milton Camargo, conseguiu reunir uma grandes nomes que formavam a “Equipe 1040” onde destacavam-se Haroldo Fernandes, Alfredo Orlando, Ávila Machado, Mário Moraes, Geraldo Bretas, Geraldo Blota, Lucas Neto, José Carlos Cicarelli, Vitor Moran, Manuel Ramos, entre tantos outros.

Os primeiros passos ao microfone de Milton Camargo foram em 1947, na Rádio Clube de Marília, quando acabou sendo descoberto pela Rádio Tupi de São Paulo.

Além de atuar na Rádio Tupi, Milton Camargo atuou na TV Tupi e em vários jornais da capital paulista.

Blog com Futebol Interior

 

Comentarista chama torcida do Santos de “vagabunda”
   21 de março de 2019   │     22:00  │  0

Após a goleada sofrida pelo Santos para o Botafogo-SP, o comentarista dos canais Fox Sport, Fábio Sormani, não poupou criticas à torcida santista. Segundo ele, o clube paga pra jogar, porque os torcedores não comparecem ao estádio e que 90% da torcida não merece nem citar a palavra ‘Santos’.

“Não me conformo do torcedor do Santos não ir ao campo. O torcedor do Santos caga para o Santos. Não vai no campo. Não está nem aí. Torcida vagabunda. Os que vão no campo merecem todo o meu aplauso. Esses são legais. Esses são santistas. Mas 90% não deveriam ter o direito de falar a palavra Santos”, afirmou.

Sormani afirmou que a falta de presença nos estádios contribui para que o clube esteja passando por problemas financeiros.

“Por que não tem patrocinador máster? Porque não tem torcida presente. Você passa o jogo do Santos na televisão? Você coloca o Santos para jogar num estádio da capital, não vai ninguém. A torcida não ajuda. Se ela ajudasse e fosse ao campo, tivesse 30 mil pessoas por jogo e os jogos dessem audiência, o dinheiro entra”, disparou.

“O maior culpado, para mim, é o torcedor. Não aquele que vai no campo – esse tem que ser aplaudido eternamente. Agora, esses preguiçosos que ficam com a bunda no sofá, assistindo televisão, cornetando e enchendo o saco pelo Twitter. Esses poderiam desaparecer da face da Terra. Não aparece no jogo, não consome o Santos e só aparece para encher o saco”, completou.

As criticas de Sormani sobraram até para Marcelo Teixeira, presidente do Conselho Deliberativo do Santos. Segundo o comentarista, Teixeira poderia ser para o clube santista o mesmo que Leila Pereira é para o Palmeiras.

“Marcelo Teixeira poderia ser para o Santos o que a Leila Pereira é para o Palmeiras. Se ele torcesse para o Santos mesmo. Não estou dizendo para ele dar dinheiro para o Santos. Por que ele não compra o patrocínio máster? Faz negócio. Aí ele provaria que é torcedor do Santos”, concluiu.

Blog com LANCE

Morre Laerson Silva, querido amigo de muitas jornadas
   6 de dezembro de 2018   │     23:05  │  0

Resultado de imagem para Laerson Silva
Como  Jornalista e Radialista, Laerson Silva foi competente profissional (Foto: Gazetaweb)

 

O jornalista Laerson Messias da Silva morreu na tarde desta quinta-feira (6) em Maceió, informou a Delegacia Geral da Polícia Civil de Alagoas. Ele tinha 78 anos e estava internado em decorrência de um problema cardíaco.

O velório acontece no Cemitério Parque das Flores, na Capela 2, localizado na Avenida Durval de Góes Monteiro, no bairro Tabuleiro do Martins e o sepultamento está previsto para esta sexta-feira (7), às 16 horas.

Laerson foi meu querido companheiro de trabalho na Rádio Gazeta durante muitos anos. Lamento seu falecimento e transmito para sua família os votos de pesar do Timaço, do Blog do Arivaldo, do Campo do Arivaldo e da Org. Arnon de Mello.

Arivaldo Maia

Apresentador sofre parada cardíaca e morre antes de gravação de programa esportivo
   18 de abril de 2018   │     0:02  │  0

Resultado de imagem para Ricardo Vidarte,

 

Uma notícia triste para o jornalismo esportivo. O apresentador Ricardo Vidarte, de 58 anos, (foto acima/jornal odiario.net), morreu, na última segunda-feira, após sofrer uma parada cardíaca na redação do SBT. Ele era responsável por comandar o programa “SBT Esporte” para o Rio Grande do Sul.

Ele se preparava para o programa, quando passou mal. Uma ambulância foi chamada para socorrê-lo, mas ele já chegou ao hospital sem vida. O mal súbito aconteceu por volta das 9h30 da manhã. Horas antes, Vidarte havia usado sua conta pessoal no Twitter para interagir com os seguidores.

O jornalista trabalhou na Rádio Guaíba, na Rádio Pampa, na TV Pampa, que retransmite a Rede TV no Rio Grande do Sul, e na TV Record antes de chegar ao SBT. Ele estava há dez anos na emissora.

Blog com O DIA

Rodrigão comemora estreia com gols e minimiza lesão no pé
   14 de julho de 2017   │     0:04  │  0

Rodrigão teve atuação decisiva no confronto contra a Ponte Preta nesta quarta-feira (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

 

Rodrigão estreou com a camisa do Bahia e não decepcionou. O novo centroavante tricolor marcou dois dos três gols da vitória do Esquadrão de aço sobre a Ponte Preta fora de casa e mostrou a que veio à torcida. Após o segundo tento, ele teve de deixar o campo por dores no pé, entretanto, não parece ser nada grave.

Questionado sobre sua estreia, Rodrigão reconheceu o grande desempenho que teve em Campinas e provou ao técnico Jorginho que pode dar conta do recado.

“É dedicação que a gente sempre teve. Quando cheguei aqui, falei que poderiam contar comigo de qualquer jeito. Estou feliz pelos dois gols, não pude ficar na partida, porque o dedo saiu do lugar, na hora pensei que tinha quebrado, mas só luxou. Se Deus quiser, vou poder estar presente no domingo e ajudar o Bahia”, disse Rodrigão ao Premiere já projetando o duelo contra o Avaí, no estádio de Pituaçu.

Com o triunfo sobre a Ponte Preta nesta quarta-feira, o Bahia se afastou da zona de rebaixamento. O Esquadrão de Aço foi a 15 pontos e praticamente eliminou as chances de figurar entre os quatro últimos colocados nesta rodada. Apenas uma goleada do Vitória por 6 a 0 ou uma do Avaí por 7 a 0 colocaria o time no Z4.

Blog com Gazeta Esportiva