Category Archives: Jogos Olímpicos

Brasil vai às Olimpíadas de Inverno com a melhor equipe da história, mas sem chance de pódio
   19 de janeiro de 2022   │     15:00  │  0

Brasil bobsled Olimpíadas de Inverno — Foto: Girts Kehris/IBSF

Brasil bobsled Olimpíadas de Inverno — (Foto: Girts Kehris/IBSF)

Com onze atletas, a equipe não é a maior da história, mas com certeza a mais bem preparada em busca de resultados importantes; medalha ainda é um sonho muito distante.

Com onze atletas, a equipe brasileira para as Olimpíadas de Inverno, que começam no dia 4 de fevereiro, em Pequim, na China, já foi divulgada. Se os atletas ainda estão distantes de brigar por uma medalha, o time nunca chegou tão preparado como agora para conseguir metas importantes, como recordes pessoais, resultados entre os 20 melhores e até mesmo um sonhado top 8 com Nicole Silveira, no skeleton.

Por razões óbvias, o Brasil está longe de ser uma potência nos Jogos de Inverno. Por aqui, neva uma vez ou outra em apenas uma região do Brasil, então, como acontece em todas as edições, nossos atletas moram fora ou são oriundos de esportes de verão.

Apesar da pandemia, que não alterou o ciclo de quatro anos das Olimpíadas de Inverno, que será disputada, assim como o previsto, em 2022, os atletas brasileiros tiveram a melhor preparação da história. Se a estrutura ainda não é a ideal por aqui, muitos puderam competir bastante em diversas competições pela América do Norte e Europa nos últimos anos, ganhando experiência e “ritmo de competição”.

Nicole Silveira, do skeleton, é a principal chance de um bom resultado. Com diversas medalhas na Copa América e um top 10 em etapa da Copa do Mundo, tem chances de ser top 10 nas Olimpíadas e até mesmo chegar ao grupo das oito melhores. Se atingir tal feito, vai chegar ao melhor resultado da história do país nas Olimpíadas de inverno entre todas as modalidades, superando o nono lugar de Isabel Clark no snowboard em 2006.

Ela mora no Canadá, em Calgary, uma cidade que respira esporte de inverno. O trenó dela é de altíssima qualidade e deixa pouco a desejar ao das melhores do mundo. Só poderia ser melhor se fosse feito sob medida para ela, algo poucas competidoras possuem. Nicole tem estrutura parecida com suas principais rivais, o que falta é tempo no esporte, já que começou no skeleton há apenas quatro anos.

A equipe de bobsled, que já tem até uma certa tradição em participações olímpicas, desde 2002 esteve em todas as edições – menos na de 2010, está há quase cinco meses no exterior. Uma pista de arrancada montada em São Caetano, na região metropolitana de São Paulo, ajudou na preparação antes da viagem. Aos poucos, a equipe vai ganhando mais estrutura. Ser top 20 é um objetivo difícil, mas palpável.

Nas provas de ski, a chance de grande resultado é com Sabina Cass, do esqui livre. Ela, que representou os EUA por alguns anos, quando ganhou medalha em um Mundial júnior, estará em Pequim pelo Brasil. Tem apenas 19 anos.

No esqui cross country, o Brasil conseguiu três vagas, duas no feminino, graças aos bons resultados obtidos em etapas da Copa do Mundo que valiam pontos na classificação. No cross country, como as provas contam com quase cem atletas, um resultado interessante seria um top 60 ou top 70. Por fim, Michel Macedo disputa o esqui alpino, modalidade na qual não conseguiu terminar nenhuma prova nas Olimpíadas de 2008.

Portanto, apesar da equipe ser menor do que a de 2014, por exemplo, quando foram 13 atletas, os resultados têm tudo para ser melhores. Claro que nenhum atleta vai brigar diretamente pelo pódio, mas as posições tendem a ser melhores do que nas últimas edições das Olimpíadas.

Sabrina Cass está classificada no esqui livre — Foto: Tom Pennington /Getty Images

Sabrina Cass está classificada no esqui livre — (Foto: Tom Pennington /Getty Images)

Blog com Guilherme Costa – Redação do ge –  São Paulo

Jogos de 2022 não devem ter ajustes nas restrições anti-Covid Ansa
   12 de janeiro de 2022   │     23:00  │  0

PEQUIM, 11 JAN (ANSA) – O comitê organizador dos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, na China, informou que o megaevento esportivo está previsto para acontecer sem ajustes nas medidas contra a disseminação do novo coronavírus.

Huang Chun, funcionário do comitê, afirmou em um briefing online que as regras poderão ser alteradas somente se houver “muitos casos de Covid-19 dentro do sistema de bolhas”.

Apesar da variante Ômicron já ter sido detectada em algumas cidades chinesas, como Tianjin, que fica cerca de 80 quilômetros de distância de Pequim, Chun confirmou que a situação “está sob controle”.

O sistema de bolhas criado especialmente para as Olimpíadas de Inverno deverá entrar em operação em 23 de janeiro e só está previsto para terminar no final das Paralimpíadas, que será no dia 13 de março.

“Apesar das dificuldades e dos desafios que possamos encontrar, nossa determinação de sediar as Olimpíadas de Inverno de uma forma bem-sucedida permanece firme e inabalável”, destacou o porta-voz do comitê organizador, Zhao Weidong.

Blog, LANCE & ISTOÉ

Wesley fala em história construída no CRB e prevê temporada 2022 de alto nível: “Temos tudo para isso”
   22 de dezembro de 2021   │     9:00  │  0

Wesley quer chegar aos 100 jogos pelo CRB — Foto: Maxwell Oliveira/Ascom CRB

Wesley quer chegar aos 100 jogos pelo CRB — (Foto: Maxwell Oliveira/Ascom CRB)

Volante vai para o terceiro ano seguido pelo clube alagoano.

O volante Wesley é uma cara conhecida do torcedor do CRB para o próximo ano. Em 2022, ele vai vestir a camisa regatiana pela terceira temporada consecutiva.

Experiente, ele falou sobre a importância de o clube manter uma base sólida para começar mais um ano.

– A expectativa para essa próxima temporada é a melhor possível. O grupo tem uma base boa, importante e que tem tudo para iniciar bem 2022. A comissão técnica também já conhece boa parte do elenco e isso ajuda muito.

“Temos tudo para fazer um ótimo início de temporada neste ano que virá.”

Com 52 partidas pelo Galo, Wesley revelou que já tem uma meta a ser alcançada defendendo a equipe alagoana.

– Tenho esse objetivo de chegar aos 100 jogos com o CRB. É um desafio, sem dúvida, mas vou procurar fazer uma temporada de alto nível para alcançar esse importante objetivo em minha carreira.

“Tenho construído uma história aqui e isso me deixa feliz.”

O volante também citou as competições que o CRB terá pela frente em 2022 e traçou metas.

– Vamos ter duas competições queremos a briga pelo título nelas: Copa do Nordeste e estadual. Vamos buscar essas duas conquistas para iniciarmos bem o ano e para chegarmos na Série B ainda mais confiantes e motivados. Além disso, queremos fazer uma campanha de alto nível na Copa do Brasil.

Blog com apoio do ge – Alagoas

Guilherme Romão intensifica trabalho no DM do CRB e está otimista para enfrentar o Sampaio
   1 de novembro de 2021   │     17:00  │  0

Guilherme Romão pode voltar contra o Sampaio Corrêa — Foto: Gustavo Henrique/Ascom CRB

Guilherme Romão pode voltar contra o Sampaio Corrêa — (Foto: Gustavo Henrique/Ascom CRB)

Jogador sofreu entorse no tornozelo contra o Coritiba e ficou fora do jogo diante do Moto Club.

O problema na lateral esquerda do CRB para o jogo contra o Sampaio Corrêa pode ser resolvido a tempo. Titular da equipe, Guilherme Romão falou com o ge/AL sobre a recuperação e mostrou otimismo para estar em campo na próxima quinta-feira, às 21h30, no Rei Pelé.

– A dor que estava sentindo no local já não é mais intensa. Isso me deixa mais confiante para estar à disposição para a próxima partida. Vou fazer um trabalho intenso com todos no clube para estar em campo diante do Sampaio, que é uma decisão.

Romão disse como o grupo regatiano deve se preparar para o jogo válido pela 33ª rodada da Série B.

– Vamos ter uns dias até a partida contra o Sampaio. Temos que nos preparar bem para chegarmos voando baixo no confronto e vencermos em casa.
“Não tem outra opção para o grupo: é vencer ou vencer para continuar sonhando.”

Apesar da queda de rendimento nas últimas partidas, Guilherme Romão assegurou que o Galo continua firme na luta pelo acesso.

– Nós estamos firmes na briga pelo acesso. Claro que muita coisa vai acontecer, mas afunilou e temos que ser perfeitos até o fim. Vamos lutar para vencermos todos os jogos para estarmos no G-4 ao fim da disputa.

Blog com Redação do GE – Alagoas

Com saudades das Olimpíadas, Galvão Bueno dispara: ‘Ainda bem que Paris é logo ali’
   10 de agosto de 2021   │     3:00  │  0

Galvão Bueno – (Foto: Reprodução/Instagran)

Em suas redes sociais, narrador do Grupo Globo publicou um vídeo com fotos dos medalhistas brasileiros.

O narrador Galvão Bueno publicou em suas redes sociais, um vídeo com fotos dos medalhistas brasileiros e admitiu que está com saudades das Olimpíadas, além dizer que os Jogos em Tóquio foram “inesquecíveis”.

O narrador do Grupo Globo aproveitou para comemorar a proximidade com as Olimpíadas de Paris, em 2024. Devido à pandemia da Covid-19, o evento foi postergado nos Jogos Olímpicos de Tóquio, com isso, o próximo ciclo olímpico será daqui a três anos.

“Já com saudades! Olimpíada inesquecível! Ainda bem que Paris é logo ali!”, disse Galvão Bueno em uma publicação no Instagram. O narrador, ao podcast “Isso é Fantástico”, espantou os rumores de aposentadoria e admitiu que estará nas Olimpíadas de Paris, em 2024. “Vou estar lá. Como, onde, que jeito, por quem, trabalhando para quem, eu não sei. Mas vou estar lá”.

Blog com O DIA