Category Archives: Jogos Olímpicos

COI inclui novas modalidades e categorias olímpicas para 2020
   11 de junho de 2017   │     0:02  │  0

Resultado de imagem para símbolo dos jogos olímpicos 2020 em tóquio

O Comitê Olímpico Internacional (COI) anunciou nesta final de semana uma série de novidades para as Olimpíadas de Tóquio, que serão disputadas em 2020.

Além da inclusão da escalada, do surfe, do caratê, do skate e do beisebol e softbol, os líderes da entidade incluíram o basquete 3×3 no programa olímpico.

Também foram anunciadas novas categorias em diversas modalidades, que fazem com que as mulheres tenham mais oportunidades esportivas, já que foram aumentadas as competições para elas.

Entre aquelas anunciadas está o revezamento 4x100m misto no atletismo, o revezamento 4x100m misto na natação, competição mista no judô e a disputa individual de todas as armas na esgrima – tanto masculina como feminina.

Essa última, foi um pedido das entidades italianas e foi atendida agora pelo COI. “É o momento que esperamos há anos. A Federação Internacional, já há muitos anos, apresentou essa hipótese sobre a qual trabalhamos, diversos membros italianos de várias comissões, e que tem a possibilidade de dar 12 eventos de medalha”, destacou o presidente da Federação Italiana, Giorgio Scarso.

“Os fascinantes eventos que aprovamos, juntamente com os cinco novos esportes que foram adicionados ao programa Tóquio 2020 no ano passado, representam uma mudança radical no programa olímpico. Estou muito feliz pelos Jogos Olímpicos de Tóquio serem mais jovens, mais urbanos e com mais mulheres”, disse o presidente do COI, Thomas Bach, ao fazer o anúncio.

Blog com Agência ANSA

Em referendo, suíços rejeitam sediar Jogos Olímpicos
   15 de fevereiro de 2017   │     0:03  │  1

O cantão de Grisões, no leste da Suíça, rejeitou no último domingo (12) a concessão de um crédito de 25 milhões de francos (R$ 85 milhões) para a candidatura da região para sediar os Jogos Olímpicos de Inverno de 2026.

O projeto era apoiado pelo governo, por partidos conservadores e de centro e pelos grandes grupos econômicos, mas enfrentou oposição de socialistas, verdes e organizações ambientais. O “não” às Olimpíadas foi dado por meio de um referendo, quando os cidadãos de Grisões rejeitaram o crédito por 60,09% dos votos.

Dos 25 milhões de francos, 9 milhões seriam dados pelo cantão, oito milhões, pelo governo nacional, e outros oito, pelo Comitê Olímpico da Suíça. A medida foi rejeitada até mesmo em cidades conhecidas pela vocação para esportes de inverno, como Davos (52,90%) e St. Moritz (56,10%), que sediou o evento em 1928 e 1948.

Em março de 2013, outro referendo já havia bloqueado a candidatura de Grisões aos Jogos de 2022, que serão realizados em Pequim, na China. Os adversários da proposta alegam que os gastos com as Olimpíadas causariam riscos financeiros para a região.

Com a saída de cena de Grisões, a Suíça ainda pode ter uma candidatura da cidade de Sion, que fica no cantão de Valais, no sul do país.

Blog com Agência ANSA

Nuzman: descrença internacional foi principal entrave vencido pelo Brasil
   17 de setembro de 2016   │     0:03  │  0

Resultado de imagem para carlos arthur nuzman rio 2016

Carlos Arthur Nuzman garante que o Brasil deixa um grande exemplo para o Mundo com os Jogos do Rio 2016 (Foto: terceirotempo.bol.uol.com.br)

O presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, Carlos Arthur Nuzman, disse nesta quarta-feira (14), no Rio de Janeiro, que o principal entrave vencido pelo Brasil nos Jogos foi a descrença internacional. Ele recebeu o prêmio Visconde de Mauá de Desenvolvimento do Esporte 2016, concedido pela Associação Comercial do Rio de Janeiro, durante premiação do concurso Casas de Hospitalidade Rio 2016.

O presidente da ACRJ, Paulo Protásio, ressaltou que, com a realização dos Jogos no Rio de Janeiro, “nós provamos ao mundo que somos mais capazes do que eles acham que somos”. Completou que “o dever de casa foi feito”. Carlos Arthur Nuzman dividiu a premiação com a equipe do Comitê Rio 2016 e com os três níveis de governo (federal, estadual e municipal) porque “ninguém consegue organizar os Jogos Olímpicos e Paralímpicos” se não tiver esse apoio. Nuzman externou que “todos nós, juntos, conseguimos superar todas as dificuldades para a realização dos Jogos”.

Segundo Nuzman,  “até o último dia, nós tivemos que dar uma demonstração de competência e de realização. Saímos desses Jogos como poucas cidades e países saíram no mundo inteiro”. A descrença, continuou, reforçou a autoestima dos brasileiros. “O Brasil sai forte”. Nuzman referiu-se também à mudança efetuada no município do Rio de Janeiro, que entra na história dos Jogos como a cidade que mais se transformou. Para ele, as portas do Brasil se abrem após os Jogos, não só para eventos esportivos, mas também para eventos públicos e privados, como um “legado de tanta gente”.

Blog com Agência Brasil

Ryan Lochte diz em entrevista que não voltará ao Brasil após ser indiciado
   31 de agosto de 2016   │     0:04  │  0

Matt Hazlett/Getty Images

Ryan diz que não voltará ao Brasil, mesmo que convocado pela Justiça (Foto: Matt Hazlett/Getty Images)

O nadador norte-americano Ryan Lochte disse ao site TMZ que não voltará ao Brasil para prestar mais esclarecimentos à justiça por conta de ter mentido sobre um suposto assalto que teria sofrido no Rio de Janeiro durante os Jogos Olímpicos. Ele foi indiciado por “falsa comunicação de crime”.

“Eu não vou voltar”, disse Ryan Lochte ao repórter que o encontrou no Aeroporto Internacional de Los Angeles na última segunda (29) e o questionou sobre o assunto. O jornalista havia perguntado se Lochte voltaria ao Rio de Janeiro para o seguimento de seu processo, que envolve mais depoimentos do nadador norte-americano.

O Ministério Público deve convocar o nadador para novo depoimento no Brasil sobre o episódio. Mesmo se Lochte não retornar ao Brasil para depor em possível audiência, o caso continua sem a presença do atleta.

A publicação ainda questiona Lochte sobre sua punição via Comitê Olímpico dos EUA. “Eu não tenho o que comentar. Qualquer que seja minha punição, terei que encarar. Eu não acho que tirarão a minha medalha. Foi minha culpa e seja qual forem as consequências”, completou.

Nadador explica confusão no Rio de Janeiro

Lochte também deu entrevista para a emissora ABC. Ele falou sobre o problema que teve no Rio de Janeiro antes de anunciar que participará do reality Dancing with Stars (Dança dos Famosos nos Estados Unidos) – a ginasta Laurie Hernandez, ouro no Rio de Janeiro, também participará do programa.

“Eu menti sobre uma parte. Eu tenho minha responsabilidade e cometi um erro, um erro muito grande. São coisas que eu aprendi e eu sei que nunca acontecerá novamente. Horas depois do incidente, isso não é uma desculpa, mas eu ainda estava bêbado, continuava emocionalmente abalado porque apontaram uma arma para mim. Eu sou humano, eu cometi um erro”, falou o americano.

“Não tinha nenhum dano no banheiro, eu nunca entrei no banheiro, ele estava trancado. A história sobre eu no banheiro é mentira, nunca aconteceu”, completou.

O nadador ainda falou sobre o fato de Jimmy Feigen ter pago R$ 35 mil de fiança. Segundo Lochte, ele devolverá o dinheiro ao companheiro.

“Como disse, meus advogados vão cuidar disso. O que aconteceu, aconteceu. É meu erro e tenho total responsabilidade sobre isso. Vou pagar ele de volta”, completou.

Blog com UOL Esporte

Herói nos pênaltis, Weverton exalta conquista e segunda chance de Neymar
   22 de agosto de 2016   │     0:02  │  0

Weverton mostrou muita emoção após a conquista (Foto: Martin BERNETTI/AFP)
Weverton mostrou muita emoção após a conquista (Foto: Martin BERNETTI/AFP)

 

O Brasil conquistou o ouro olímpico inédito na disputa de pênaltis contra a Alemanha, após 1 a 1 no tempo regulamentar. Herói nas cobranças depois de defender o último pênalti alemão, o goleiro Weverton foi um dos principais nomes da campanha brasileira. O jogador agradeceu à Deus e exaltou a segunda chance de Neymar.

“Deus me abençoou. Pátria amada, o ouro é nosso mas a glória é de Deus. O Neymar falou que Deus tinha dado uma segunda chance pra ele, que tinha sido prata em Londres. Deus ama ele, assim como ama todos”, disse em entrevista ao SporTV.

Aposta do técnico Rogério Micale, que convocou o goleiro após a lesão do titular Fernando Prass, Weverton chegou à Seleção Brasileira com a missão de substituir o experiente arqueiro. Questionado por muitos, o goleiro comandou a defesa que sofreu apenas um gol, para a Alemanha, justamente na final da competição.

Com a defesa de Weverton e o pênalti convertido por Neymar na última cobrança, o Brasil conquistou sua primeira medalha de ouro no futebol masculino na história dos Jogos Olímpicos. Arqueiro do Atlético-PR, esta foi a primeira convocação de Weverton para o Brasil, que agora pode ter chances na Seleção principal do técnico Tite.

Blog com Gazeta Esportiva