Category Archives: Jogos Olímpicos

Morre Baloubet, cavalo do ouro olímpico de Rodrigo Pessoa
   21 de agosto de 2017   │     0:02  │  0

Dom Diogo Manuel de Castro Constâncio Pereira Coutinho, dono de Baloubet (Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press)

Baloubet Du Rouet, o cavalo mais icônico do hipismo brasileiro, morreu neste mês de agosto. O animal, que era montado por Rodrigo Pessoa, foi conhecido por refugar três vezes nos Jogos Olímpicos de Sydney 2000 e acabar com as chances de o Brasil conquistar uma medalha no hipismo individual. Apesar disso, ele alcançou a redenção ao conquistar o ouro com Rodrigo quatro anos mais tarde, nas Olimpíadas de Atenas.

“Você chegou como uma arisca criança de cinco anos de idade, mas mostrou muito potencial logo em seu primeiro salto. O começo não foi fácil, mas você era tão inteligente que entendia tudo muito rapidamente. Você cresceu e se tornou um dos maiores cavalos da história. Talento, beleza, energia, força, habilidade e elegância fizeram de você o melhor”, escreveu Rodrigo Pessoa em suas redes sociais.

De acordo com informações divulgadas no site oficial de Baloubet, o cavalo morreu aos 28 anos por motivos naturais nas imediações de Lisboa, onde ele vivia desde 2010. Apesar de estar aposentado, os filhos do animal continuam fazendo sucesso em competições de hipismo.

Baloubet Du Rouet também conquistou dois bronzes olímpicos por equipe e três outros mundiais, sendo o único conjunto cavaleiro e cavalo a conseguir tal feito junto.

Blog com Gazeta Press

Tóquio inicia contagem regressiva de três anos para Olimpíada de 2020
   24 de julho de 2017   │     14:50  │  0

A cidade de Tóquio deu início, nesta segunda-feira (24), à contagem regressiva de três anos para a realização dos Jogos Olímpicos de 2020. O evento foi marcado por uma cerimônia vistosa, que contou com a participação de políticos e atletas japoneses e foi acompanhada por diversos eventos em todo o país. A informação é da EFE.

O ato começou com música, interpretada pela banda do Corpo de Bombeiros de Tóquio, e um espetáculo de luzes e projeções tridimensionais sobre o icônico edifício da sede do governo, que mostrava alguns dos atrativos turísticos do país e imagens de outros eventos esportivos.

A governadora de Tóquio, Yuriko Koike, o diretor-geral do Comitê Organizador das Olimpíadas, Toshiro Muto, e a ministra para os Jogos Olímpicos, Tamayo Marukawa, destacaram a importância para o Japão do evento, que acontecerá entre 24 de julho e 9 de agosto de 2020.

A cerimônia também marcou o início do giro da bandeira olímpica pelo arquipélago japonês, que contará com 27 atletas olímpicos e paralímpicos do país escolhidos como “embaixadores”.

Esta será a segunda vez que Tóquio receberá os Jogos Olímpicos – após os celebrados em 1964 – e o evento incluirá o número recorde de 33 esportes e 339 provas, com um orçamento provisório de 1,39 trilhões de ienes (US$ 12,5 bilhões).

A organização ainda enfrenta desafios significativos até o início dos Jogos, entre os quais se destacam cortes ainda maiores em seus custos, segundo as recomendações do Comitê Olímpico Internacional, e apresentar soluções para as altas temperaturas habituais durante o verão na capital japonesa, que superam 30 graus e 70% de umidade.

Blog com Jornal do Brasil

COB define seis bases de treinamento no Japão para os Jogos Olímpicos de 2020
   28 de junho de 2017   │     0:02  │  0

Resultado de imagem para Símbolos dos jogos olímpicos do japão

 

Apesar de faltarem mais de três anos para os Jogos Olímpicos de Tóquio-2020, o Comitê Olímpico do Brasil (COB) já definiu seis bases de treinamento e uma para servir como “espaço de hospitalidade” no Japão na Olimpíada de 2020. A principal base será na Universidade de Rikkyo, na capital japonesa. A previsão é de que cerca de 120 atletas de 10 modalidades utilizem a instalação.

O acordo já foi assinado pelo presidente do COB, Carlos Arthur Nuzman. “Temos certeza de que os atletas brasileiros se beneficiarão da melhor estrutura na fase final de preparação para os Jogos de Tóquio. As instalações são de altíssimo nível e estamos muito satisfeitos em poder proporcionar aos nossos atletas todas as condições para treinarem e se adaptarem da melhor forma ao clima e fuso horário local”, disse o dirigente. Ele assinou contrato de utilização das bases com o presidente do Comitê Olímpico do Japão, Tsunekazu Takeda.

Além da base de Rikkyo, o Time Brasil ficará em Sagamihara, que deverá receber oito modalidades e quase 90 atletas; Hamamatsu, que será a base do judô e natação; e Enoshima, Ota e Koto, cujas modalidades ainda dependem de definição, sobretudo de quantos atletas estarão classificados.

Assim como já ocorreu nos Jogos de Londres-2012 (Inglaterra) e nos Jogos Pan-Americanos de Toronto-2015 (Canadá), o COB planeja oferecer uma estrutura para oferecer culinária brasileira aos atletas do País, incluindo a montagem de um refeitório próprio em uma escola próxima à Vila Olímpica. Em Chuo, também próxima à vila, o comitê terá o seu espaço de hospitalidade para os atletas receberam amigos e familiares.

Blog com A TARDE

COI inclui novas modalidades e categorias olímpicas para 2020
   11 de junho de 2017   │     0:02  │  0

Resultado de imagem para símbolo dos jogos olímpicos 2020 em tóquio

O Comitê Olímpico Internacional (COI) anunciou nesta final de semana uma série de novidades para as Olimpíadas de Tóquio, que serão disputadas em 2020.

Além da inclusão da escalada, do surfe, do caratê, do skate e do beisebol e softbol, os líderes da entidade incluíram o basquete 3×3 no programa olímpico.

Também foram anunciadas novas categorias em diversas modalidades, que fazem com que as mulheres tenham mais oportunidades esportivas, já que foram aumentadas as competições para elas.

Entre aquelas anunciadas está o revezamento 4x100m misto no atletismo, o revezamento 4x100m misto na natação, competição mista no judô e a disputa individual de todas as armas na esgrima – tanto masculina como feminina.

Essa última, foi um pedido das entidades italianas e foi atendida agora pelo COI. “É o momento que esperamos há anos. A Federação Internacional, já há muitos anos, apresentou essa hipótese sobre a qual trabalhamos, diversos membros italianos de várias comissões, e que tem a possibilidade de dar 12 eventos de medalha”, destacou o presidente da Federação Italiana, Giorgio Scarso.

“Os fascinantes eventos que aprovamos, juntamente com os cinco novos esportes que foram adicionados ao programa Tóquio 2020 no ano passado, representam uma mudança radical no programa olímpico. Estou muito feliz pelos Jogos Olímpicos de Tóquio serem mais jovens, mais urbanos e com mais mulheres”, disse o presidente do COI, Thomas Bach, ao fazer o anúncio.

Blog com Agência ANSA

Em referendo, suíços rejeitam sediar Jogos Olímpicos
   15 de fevereiro de 2017   │     0:03  │  1

O cantão de Grisões, no leste da Suíça, rejeitou no último domingo (12) a concessão de um crédito de 25 milhões de francos (R$ 85 milhões) para a candidatura da região para sediar os Jogos Olímpicos de Inverno de 2026.

O projeto era apoiado pelo governo, por partidos conservadores e de centro e pelos grandes grupos econômicos, mas enfrentou oposição de socialistas, verdes e organizações ambientais. O “não” às Olimpíadas foi dado por meio de um referendo, quando os cidadãos de Grisões rejeitaram o crédito por 60,09% dos votos.

Dos 25 milhões de francos, 9 milhões seriam dados pelo cantão, oito milhões, pelo governo nacional, e outros oito, pelo Comitê Olímpico da Suíça. A medida foi rejeitada até mesmo em cidades conhecidas pela vocação para esportes de inverno, como Davos (52,90%) e St. Moritz (56,10%), que sediou o evento em 1928 e 1948.

Em março de 2013, outro referendo já havia bloqueado a candidatura de Grisões aos Jogos de 2022, que serão realizados em Pequim, na China. Os adversários da proposta alegam que os gastos com as Olimpíadas causariam riscos financeiros para a região.

Com a saída de cena de Grisões, a Suíça ainda pode ter uma candidatura da cidade de Sion, que fica no cantão de Valais, no sul do país.

Blog com Agência ANSA