Category Archives: Goleiros

À espera de renovação, Prass diz que acordo não depende de dinheiro
   21 de novembro de 2017   │     0:03  │  0

Resultado de imagem para Prass, do Palmeiras, ontem contra o Sport

 

O experiente goleiro Fernando Prass, (foto acima), tem menos de dois meses de contrato com o Palmeiras. À espera de uma iniciativa concreta do clube no sentido de renovar o vínculo, o camisa 1 reiterou sua vontade e permanecer e garantiu que um novo acordo não depende do aspecto financeiro.

“Óbvio que sou profissional e quero ser bem remunerado. O clube hoje tem condição de investir e valorizar seus atletas, mas quem é mais próximo a mim sabe que não é dinheiro que vai fazer eu ficar ou não. A partir do momento em que o Palmeiras tiver realmente interesse e vontade de ficar comigo, não tem problema eu sentar e renovar”.

Maurício Galiotte, presidente do Palmeiras, já sinalizou que deseja renovar o contrato de Fernando Prass, válido apenas até dezembro. O clube ainda não formalizou um novo compromissos com o camisa 1.

Fernando Prass teve uma temporada irregular e chegou a perder a posição para Jaison. Desde o tropeço diante do Barcelona de Guaiaquil pela Copa Libertadores, quando o concorrente sentiu lesão, o camisa 1 vem sendo titular e melhorou nas últimas partidas.

“Queria que estivesse definido há muito mais tempo, obviamente. Todo jogador gostaria. Mas a gente sabe que o futebol é assim, tem seu tempo. Vamos esperar o final do ano. Quando o clube já tiver resolvido toda a sua situação no campeonato, eu tento resolver a minha”, declarou Prass.

Contratado pelo Palmeiras no final de 2012, o goleiro de 39 anos foi o herói do título da Copa do Brasil 2015 e participou da conquista do Campeonato Brasileiro 2016. Com 254 jogos, ele é o oitavo arqueiro que mais vestiu a camisa do clube e já está no top 50 histórico.

Blog com Gazeta Press

 

Buffon diz que só não se aposenta após a Copa 2018 se Juventus vencer a Champions
   30 de outubro de 2017   │     0:04  │  0

Buffon pode adiar a aposentadoria se o Juventus vencer a Liga dos Campeões
Buffon pode adiar a aposentadoria se o Juventus vencer a Liga dos Campeões (Foto: Alastair Grant / STF)

 

O italiano Gianluigi Buffon, de 39 anos, já declarou que pretende se aposentar após a Copa do Mundo de 2018, na Rússia. No entanto, logo depois de vencer o prêmio de melhor goleiro do mundo da Fifa, ele disse que ainda há uma condição para continuar em campo após a competição.

“A única forma de poder repensar seria vencer a Liga dos Campeões. Aí ia pensar que tinha de continuar para vencer o Mundial de Clubes”, afirmou à “Sky Itália”.

No entanto, o goleiro da Juventus reiterou a decisão de parar após a Copa, afirmando que não se arrepende da escolha.

“Estou consciente da escolha que fiz. Não me arrependo de ter jogado mais do que tinha planejado. No entanto, chegou a hora de passar o Bastão a Szczesny (goleiro reserva do Juventus)”, disse.

Buffon foi só elogios ao companheiro de posição: “Com um goleiro como ele no banco, é normal que eu tome essa decisão”.

Blog com EXTRA

Goleiro da seleção lembra de choro ao ser dispensado do São Paulo
   9 de outubro de 2017   │     0:04  │  0

O goleiro Ederson, do Manchester City, dá entrevista no CT do São Paulo, antes de jogo contra o Chile pelas eliminatorias sul-americanas para a Copa do Mundo da Rússia de 2018.
Goleiro Ederson, do Manchester City, nunca jogou por um time profissional brasileiro

Confirmado como titular da seleção brasileira para o duelo com o Chile, amanhã, às 20h30, no Allianz Parque, o goleiro Ederson, 24, do Manchester City, que nasceu em Osasco, jamais atuou profissionalmente por uma equipe do país.

Ele começou nas categorias de base do São Paulo, mas foi “mandado embora por telefone” em 2009. Na temporada seguinte, aos 16 anos, chamou a atenção de um olheiro da empresa do português Jorge Mendes, empresário do atacante Cristiano Ronaldo, e se transferiu para o Benfica.

“Fui mandado embora por telefone. É uma coisa que eu fiquei muito chateado e não soube lidar com aquilo. Quando eles ligaram, eu nem estava em casa. E, quando cheguei, minha mãe nem sabia como falar. Depois acabou contando, eu fui para o meu canto e chorei muito. Fiquei um mês sem pensar em futebol e aí voltei para a minha escolinha até ter a chance de ir para a Europa”, contou.

Depois de ser mandado embora do São Paulo e acertar com o Benfica, o goleiro foi emprestado para o Ribeirão, time da terceira divisão portuguesa. Virou titular aos 18 anos e rescindiu com o Benfica para assinar com o Rio Ave em 2012 e ter mais chances de jogar.

Três anos depois, retornou ao clube de Lisboa, onde disputou posição com Júlio César na temporada passada. Ele desbancou o ex-goleiro da seleção brasileiras nas Copas do Mundo de 2010 e 2014.

Oito anos depois, ele chegou ao Centro de Treinamento do São Paulo, onde a seleção treinou nesta sexta (6), com status muito mais elevado.

“Vai ser importante para eu me apresentar, mostrar meu futebol e fazer um bom trabalho. As três vagas de goleiro ainda estão em aberto. Tem muitos jogos para o Tite observar. Estou muito confiante para fazer a minha estreia na seleção principal”, disse Ederson.

Em junho, se tornou o segundo goleiro mais caro do mundo ao ser contratado pelo Manchester City. A pedido de Pep Guardiola, o clube inglês pagou 40 milhões de euros (cerca de R$ 144 milhões) para tirá-lo do Benfica. A negociação mais cara na posição foi a transferência do italiano Gianluigi Buffon, que custou 52 milhões de euros (R$ 188 milhões) em 2001, quando foi negociado pelo Parma com a Juventus.

Na entrevista, Ederson também demonstrou conhecer a seleção chilena. “Tem um ataque muito rápido. Tem o Alexis Sanchez, que é muito rápido e finaliza bem. A bola parada do Chile é muito forte”, completou.

Blog com FOLHA DE SÃO PAULO

Goleiro do Bahia admite que luta da equipe é contra o Z4
   23 de setembro de 2017   │     0:01  │  0

Jean defendeu penalidade de Thiago Neves, na partida entre Bahia e Cruzeiro (Foto: Felipe Oliveira/ECB)

 

O goleiro Jean, do Bahia, que impediu um gol de pênalti de Thiago Neves na derrota da equipe baiana para o Cruzeiro, por 1 a 0, dedicou a defesa da penalidade máxima para seu avô, além de detalhar sua técnica para impedir gols nas cobranças.

“Uma técnica que aprendi na Seleção, com professor Rogério Maia. Venho aprimorando aqui, com o professor Thiago Mehl. Contra o Altos, fiz a mesma coisa, só que fui e voltei. É uma técnica para desestabilizar o batedor. Contra Portugal, no sub-20, fiz isso, eles chutaram um para fora e eu peguei o outro. Se eu não puder pegar, que chute para fora. Ali, apontei para o céu e agradeci ao meu avô. Pude dedicar esse pênalti para ele”, contou.

Para o arqueiro. o apoio da torcida do Bahia será fundamental para a reabilitação do clube no Campeonato Brasileiro. Jean também admitiu que a luta da equipe na competição é contra o rebaixamento.

“Torcedor tem o direito de estar chateado. A cobrança vem. Pedimos apoio. Precisamos deles, eles sabem o quanto temos força quando jogamos com eles. Precisamos do apoio. Com fé em Deus, vamos sair com o resultado positivo”, afirmou.

“Eu vim aqui por várias vezes e falei de G6, não quis tocar na zona do rebaixamento. Hoje tem que entrar na realidade da gente. Não entramos na zona, mas, a partir de agora, temos que manter a regularidade, ganhar, somar pontos”, completou.

A próxima partida do Bahia na competição nacional será contra o Grêmio, vice-líder do campeonato, amanhã, às 19 horas, na Fonte Nova, em duelo válido pela 25ª rodada. Com 27 pontos conquistados e beirando a zona de rebaixamento, os baianos precisam da vitória para se afastarem do fantasma do Z4.

Blog com Gazeta Esportiva

Magrão admite más atuações do Sport e aceita cobranças de Luxa
   8 de setembro de 2017   │     0:03  │  0

O goleiro Magrão é o mais experiente do elenco (Foto: Williams Aguiar/Sport Club do Recife)

 

O Sport vem de resultados ruins, principalmente a goleada por 5 a 0 sofrida para o Grêmio pelo Campeonato Brasileiro. Com a má campanha, que tirou o time do G6 e derrubou para 11º, os jogadores estão cientes da necessidade de evolução.

“Nas ultimas partidas, a gente deixou a desejar. Isso é fato, não adianta esconder. A gente, infelizmente, jogou muito abaixo do que aquilo que podemos apresentar na competição”, destacou o goleiro Magrão, um dos principais nomes do time.

Sobre as fortes cobranças do técnico Vanderlei Luxemburgo, que não engoliu a goleada para o Grêmio, o arqueiro defendeu o comandante e aceitou as broncas.

“Em relação ao professor, tem que partir dele mesmo as cobranças. Nós jogadores temos que observar e saber que estamos devendo. Temos que mudar nossa atitude e, fazendo isso, ficaremos mais perto das vitórias”, afirmou.

Com 29 pontos, o time da Ilha do Retiro ainda está perto da zona de classificação à Libertadores, que começa pelo Cruzeiro, com 31. Porém, os maus resultados fizeram as equipes de baixo se aproximarem. No momento, são quatro pontos de vantagem para a degola.

Tentando a recuperação, após cinco jogos sem vitória, o Leão da Ilha vai a campo no domingo às 16 horas (de Brasília), em casa, contra o Avaí, pela 23ª rodada da competição.

Blog com Gazeta Press