Category Archives: Goleiros

Torcida protesta contra goleiro com ‘chuva de dólares’
   20 de junho de 2017   │     0:03  │  0

Resultado de imagem para Gianluigi Donnarumma , do Milan

 

O goleiro do Milan, Gianluigi Donnarumma, (foto acima), recebeu uma “chuva de dólares” durante uma partida da Itália pelo Campeonato Europeu Sub-21, disputado na Polônia, no último domingo (18).

O episódio aconteceu no jogo contra a Dinamarca, quando torcedores milanistas atiraram cédulas falsas sobre o jovem arqueiro de 18 anos. Além disso, eles exibiram uma faixa com a palavra “Dollarumma”, um trocadilho com “dólar” e o sobrenome do jogador.

A torcida do Milan se revoltou com Donnarumma após ele ter recusado um salário de 5 milhões de euros por temporada para renovar seu contrato, que termina em junho de 2018. Com isso, ele poderá se transferir de graça a partir do ano que vem.

Segundo seu empresário, Mino Raiola, a decisão se deveu ao “ambiente hostil” que foi criado contra o goleiro. “Fomos obrigados a tomar decisões que não queríamos tomar”, declarou Raiola à emissora “Rai” no último domingo, negando que as negociações tenham sido encerradas por questões financeiras.

O empresário ainda disse que a família de Donnarumma recebeu “ameaças” e não teve a proteção do clube rossonero. Já o CEO do Milan, Marco Fassone, afirmou nesta segunda-feira (19) que a equipe sempre foi “transparente” e queria continuar com “Gigio”, apelido do arqueiro na Itália.

Em meio a esse clima de tensão, o futuro do goleiro é incerto: a diretoria milanista garante que não o venderá, mas a possibilidade de perder um astro sem receber nenhum centavo pode mudar o cenário. Até agora, não há propostas oficiais por Donnarumma, mas fala-se em um interesse do Real Madrid e até da Juventus.

“Gigio” estreou nos profissionais com apenas 16 anos e já é titular absoluto do Milan, além de reserva imediato de Buffon na seleção principal da Itália. Donnarumma também é tido como o sucessor do goleiro da Juve na Azzurra.

Blog com Agência ANSA

Após três anos na reserva, Júlio César comemora: ‘Paciência é uma virtude’
   15 de junho de 2017   │     0:03  │  0

Resultado de imagem para Júlio César, goleiro do Flu

Muitos não devem lembrar, mas Júlio César, (foto acima), chegou ao Fluminense em 2014. No currículo, acumula passagens por Portugal e Espanha, com direito a disputa de Liga dos Campeões da Europa. Mesmo assim, só teve chances como titular com as – várias – lesões de Diego Cavalieri. Agora, após três anos na reserva, enfim, barrou o concorrente.

– É um trabalho que iniciei em 2014, com muito respeito e dedicação. Estou no bom caminho. Todo profissional tem a missão de ser titular. Tenho 30 anos e ambições na carreira. Uma delas era ser titular do Fluminense – contou o goleiro, antes do treino no CT Pedro Antonio.

Por anos na sombra de Cavalieri, Júlio nunca desanimou. Muito menos, torceu contra. O respeito entre os atletas da mesma profissão é fundamental para que a disputa seja sadia e até mesmo os jovens da base merecem valor.

– Goleiro é complicado. Temos ótima relação mas quando entramos em campo é cada um por si. Quando há o respeito, as coisas se tornam muito mais fáceis. São quatro jogadores disputando uma vaga (Cavalieri, M. Phillipe e Matheus). Entre nós existe o respeito, e isso que faz com que as coisas sejam mais fáceis – disse o goleiro, antes de comentar.

– A história do Cavalieri merece ser respeitada, conquistou os títulos e buscou espaço dele com o melhor trabalho. É um super profissional, só tenho elogios.

Júlio César será titular nesta quinta-feira, contra o Grêmio, no Maracanã. Será o quarto jogo consecutivo do goleiro, que terá a missão de parar uma série de 12 jogos da equipe sofrendo gols.

Blog com Lance

Após 6º scudetto consecutivo, Buffon fala em equipe lendária
   24 de maio de 2017   │     0:01  │  0

Resultado de imagem para Buffon, hoje

Buffon tem uma história de conquistas espetaculares no futebol da Itália (Foto: ESPN Brasil)

A conquista do sexto título italiano consecutivo pela Juventus fez com que o experiente goleiro Gianluigi Buffon definisse a vitória como uma “lenda” para o futebol italiano.

“Nós escrevemos bonitas páginas que entram no livro da história do futebol. Vencer nunca é fácil. Além das palavras que são ditas, estar no topo é sempre sinônimo de sacrifício e de abnegação por parte de todos. Se você quer vencer as partidas, é preciso ter a cabeça e as pernas no lugar”, disse o ídolo italiano aos microfones da “Premium Sport”.

Já nas redes sociais, Buffon lembrou de seus 10 títulos italianos – incluindo aqueles retirados pela Federação Italiana de Futebol (Figc) após um escândalo de manipulação de resultados -, usou a hashtag “lendário” para as postagens e fez uma análise de todas essas conquistas.

“2006/2007 – 2016/2017. 10 anos exatos. Como os 10 scudettos que conquistei. Sempre em branco e preto. […] Muitos falaram de vitória anunciada. Não estou de acordo. Nós recomeçamos do zero. Lutamos e vencemos. Muitos torceram contra”, escreveu o craque.

Continuando o post, Buffon lembrou da “antipatia” que muitos tem pela Juventus, mas afirmou que “deixo aos outros a contemplação do feito que nós construímos: três Copas Itália em sequência, seis scudetti consecutivos e uma final da Champions ainda a ser jogada”. “Um ano para lembrar sempre sem nunca esquecer que somos a Juventus”, finalizou.

Blog com Agência ANSA

 

Ídolo do Sport, goleiro Magrão completou 12 anos de clube
   27 de abril de 2017   │     0:03  │  0

 

Resultado de imagem para Magrão, do Sport

O goleiro Magrão completou, no dia 21 de abril,12 anos de Sport. Um dos maiores ídolos da história do clube pernambucano, o experiente jogador de 40 anos publicou em suas redes sociais uma mensagem agradecendo o carinho da torcida e declarando seu orgulho de vestir a camisa da equipe nordestina.

Autor de duas defesas nas disputas de pênaltis contra o Joinville, o arqueiro foi o herói da classificação do Leão às oitavas de final da Copa do Brasil. Esta qualidade acompanhou o goleiro por toda a sua trajetória pelo Sport. Nesses 12 anos, o goleiro defendeu 28 penalidades nos seus 632 jogos pela instituição, números que ajudaram o jogador a se transformar num ídolo no clube.

Nesta temporada, Magrão briga pelo o que seria sua sétima conquista do Campeonato Pernambucano – o clube está na semifinal do torneio e venceu o confronto de ida contra o Náutico por 3 a 2, a volta está marcada para o próximo domingo, às 16h (de Brasília), na Arena Pernambuco. Além dos estaduais, o arqueiro já conquistou a Copa do Brasil de 2008 e a Copa do Nordeste em 2014 pelo Leão da Ilha.

Blog com Gazeta Press

Vanderlei se enche de confiança para decisões contra a Ponte Preta
   1 de abril de 2017   │     0:01  │  0

Vanderlei admitiu que ainda sonha com uma oportunidade na Seleção Brasileira (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

O goleiro Vanderlei foi o escolhido pelo Santos para conceder entrevista coletiva no CT Rei Pelé, no dia marcado pela definição dos dias, locais e horários dos confrontos das quartas de final do Campeonato Paulista.

O Peixe vai visitar a Ponte Preta na tarde de hoje, às 16 horas (horário de Brasília), no estádio Moisés Lucarelli, e receberá a Macaca no fim de semana seguinte, no Pacaembu, e não na Vila Belmiro, por opção da própria diretoria santista, que espera faturar mais com a bilheteria. Para o camisa 1, apesar da polêmica dentro do clube e entre os torcedores, jogar na Capital não gera qualquer empecilho.

“A gente sempre fez bons trabalhos na Vila ou no Pacaembu. Acho que desde que eu cheguei não perdemos no Pacaembu. A torcida comparece lá, dá 20 mil (torcedores) em todos os jogos. Vai estar lotado”, previu o goleiro. Mas, antes disso, Vanderlei está focado no duelo da tarde de,hoje em Campinas. “Estádio cheio. É o que todos esperam. Não queremos um jogo qualquer. Queremos jogos grandes, que ficam marcados na carreira”, comentou.

Talvez o otimismo de Vanderlei seja justificado pela última visita do Peixe ao Majestoso. Em novembro do ano passado, a equipe de Dorival Júnior venceu a Ponte Preta no Moisés Lucarelli por 2 a 1 na reta final do Campeonato Brasileiro em partida que ficou marcada pela alteração de horário em cima da hora.

“Jogar lá é difícil, pressão, equipe boa. (O jogo) teve circunstâncias difíceis, mas a equipe se superou e precisa vencer para tentar o título. É o que vai voltar a acontecer. É um momento decisivo e tenho certeza que faremos uma grande partida”, projetou Vanderlei.

Blog com Gazeta Esportiva