Category Archives: Futebol

Técnico denuncia manipulação de resultados na Copinha; FPF investiga
   11 de janeiro de 2018   │     0:02  │  0

Ricardo Pereira, agora ex-treinador do Estanciano, denunciou esquema de manipulação de resultados na Copinha (Foto: Reprodução/Facebook)

O já eliminado Estanciano-SE pode ser o pivô de um suposto esquema de combinação de resultados na edição 2018 da tradicional Copa São Paulo. O técnico Ricardo Pereira afirma que recebeu proposta para o time sergipano perder o duelo contra a Itapirense, na última quarta-feira, pela estreia do torneio da categoria sub-20.

De acordo com Pereira, a oferta foi feita por duas pessoas que foram apresentadas inicialmente como empresários de atletas, mas que em seguida confirmaram que trabalhavam para um site de apostas do exterior. Ainda segundo o treinador, o esquema contou com a anuência de Sidnei Araújo, presidente do Estanciano.

“O presidente falou que ninguém era menino, que eles tinham uma situação para ganhar dinheiro e que todo mundo fazia isso. Foi aí que um dos rapazes me explicou a situação, que eu ganharia R$ 7 mil”, afirmou Pereira à Gazeta Esportiva.

Além do valor, disse ter sido oferecida uma passagem aérea de volta a Sergipe e que, portanto, não precisaria retornar de ônibus com a delegação. Ricardo afirmou ter recusado a proposta de imediato e ter sido cumprimentado por Sidnei pela resposta negativa ao se encontrarem em um supermercado próximo ao hotel onde estavam hospedados, em Itapira.

O Estanciano acabou derrotado por 3 a 2 para o Itapirense na estreia da Copinha. De acordo com Pereira, como as propostas não cessaram após o jogo, chegando inclusive a jogadores, decidiu se desligar do cargo no dia seguinte ao revés. Antes do pedido de demissão, o treinador conversou com os atletas.

“Falei que recebi a proposta, mas não comentei de onde ela veio. Falei que não venderia o sonho deles de maneira nenhuma e eles entenderam a situação”, contou.

Segundo o treinador, os jogadores que aderisse ao esquema receberiam R$ 2 mil cada um, além de um bônus de R$ 500 por pênalti cometido. No entanto, ainda de acordo com ele, atletas gravaram as supostas negociações por celular e os áudios foram encaminhados ao Comitê de Integridade da Federação Paulista de Futebol (FPF), organizadora do torneio.

“O caso foi encaminhado ao Comitê de Integridade. A FPF trabalha ativamente para combater a manipulação de resultados. Criou em 2015 o Comitê de Integridade, que analisa e investiga denúncias de supostos casos”, disse a FPF em nota oficial.

O presidente do Estanciano, Sidnei Araújo, se afastou do cargo e afirmou em nota oficial divulgada nas redes sociais que vai “demonstrar quem são os verdadeiros culpados pelas falsas denúncias e quem são os verdadeiros corruptos envolvidos nos fatos ocorridos na Cidade de Itapira, durante a Copa São Paulo”.

Blog com Gazeta Press

Partidas do Campeonato Estadual do Rio poderão ter até cinco substituições por time
   10 de janeiro de 2018   │     0:02  │  0

Imagem relacionada

No Rio de Janeiro o Campeonato Estadual terá uma novidade importante. A partir da Taça Guanabara, fase que reúne os grandes clubes e que começa no próximo dia 16, cada partida poderá ter até cinco substituições por time.

A regra, uma novidade, na história do campeonato, possui um porém. O árbitro só poderá interromper as partidas para realizar as substituições por três vezes. Ou seja: para alcançar o número máximo de trocas, os treinadores precisarão substituir mais de um jogador por vez.

Outra novidade é o número de jogadores no banco de reservas. Serão até 12. Com os 11 em campo, um time poderá relacionar até 23 atletas para uma partida.

A mudança na regra foi definida no arbitral realizado na última segunda, na sede da Federação de futebol (Ferj), com a presença dos clubes. As medidas visam ajudar o trabalho dos treinadores, que terão mais opções no banco, e diminuir o desgaste dos atletas.

Zé Carlos é reforço do CRB em Londrina; CSA treina no Mutange
   28 de setembro de 2017   │     6:36  │  0

Resultado de imagem para Zé Carlos, do CRB

Zé Carlos pode ser uma das novidades do CRB para o duelo desta sexta, contra o Londrina/PR, no Estádio do Café (Foto: Globoespporte/AL)

O CRB vive um momento de alerta na Série B. Assim como no primeiro turno, a equipe voltou a ter uma série de resultados negativos. Nessa sequência, um dos destaques negativos é o fraco desempenho do ataque nos últimos jogos. Para a partida contra o Londrina, amanhã, o Galo terá à disposição um velho conhecido para aumentar o seu poder de fogo: Zé Carlos.

O atacante volta de suspensão após seis partidas sem poder atuar pelo CRB, devido a confusão com o atacante Bill, do América-MG, na vitória do Galo por 2 a 1 sobre os mineiros. Nesse meio tempo, o jogador chegou a atuar por alguns minutos na derrota para o Oeste por 1 a 0, sob efeito suspensivo da punição, que acabou sendo reduzida de nove para seis jogos.

Nos últimos quatro jogos, o CRB só marcou um gol, contra o Criciúma. Para piorar, o último gol marcado por atacantes do Galo foi no dia 19 de agosto, quando Neto Baiano marcou os dois no empate por 2 a 2 com o Luverdense. De lá pra cá, apenas Tony, Chico e Élvis marcaram nas últimas quatro partidas. Com a volta de Zé Carlos, o técnico Mazola Júnior pode tentar chacoalhar o setor ofensivo com a volta do velho conhecido dele e da torcida.

Entretanto, há um ponto a se pesar. Mesmo com a seca de cinco partidas sem marcar, Neto Baiano é o artilheiro da equipe na Série B, com sete gols em 22 partidas. Neto foi titular em boa parte da campanha do Galo e, mesmo quando reserva, acabou fazendo gols decisivos, como o gol da vitória sobre o Internacional por 2 a 0. Neto tem uma média de 0,32 gol por partida e sua média por minutos é de um gol a cada 192 minutos.

Zé Carlos tem apenas dois gols em 11 jogos, uma média de 0,18 por partida. Muito pouco para o jogador que já foi artilheiro da Série B por duas oportunidades. Zé marcou um gol a cada 355 minutos na competição. Mas se a fase não é boa, a expectativa é que a volta do técnico Mazola Júnior possa ajudar a resgatar o bom futebol de Zé Carlos. O jogador será opção para a próxima partida do CRB, diante do Londrina.

Para o jogo desta sexta-feira, além de Zé Carlos, o CRB poderá contar com a volta dos zagueiros Flávio Boaventura e Adalberto e o volante Olívio. O Galo tem 32 pontos e ocupa a 14ª posição da Série B, apenas três à frente da primeira equipe na zona de rebaixamento, o Figueirense.

CSA VIAJA AMANHÃ PARA SOROCABA/SP

Nesta quinta-feira a tarde será realizado o último treino do CSA antes da viagem para São Paulo. O trabalho será de portões fechados, com a imprensa sendo liberada após o trabalho, quando o técnico Flávio Araújo concederá entrevista coletiva.

Cruzeiro vence o Flamengo nos pênaltis e conquista o penta da Copa do Brasil

Não deu para o Flamengo. Jogando em um Mineirão lotado de cruzeirenses, o Rubro-negro empatou com o Cruzeiro no tempo normal em 0 a 0 e perdeu nos pênaltis por 5 a 3. O goleiro Alex não defendeu uma cobrança sequer e Diego desperdiçou uma cobrança. É o penta da Raposa na Copa do Brasil.

Apesar da derrota, o Flamengo merecia melhor sorte. No tempo normal, Guerrero perdeu boas chances de colocar o Mengão na frente do placar.

Blog com matéria do Globoesporte/AL

Fugindo do preconceito, mulheres criam espaços para discutir futebol
   19 de setembro de 2017   │     0:03  │  0

SÃO PAULO, SP, BRASIL, 30-08-2017: Nayara Perone, 30, camiseta corinthians preta; Roberta Nina, 34, camiseta azul Brasil; Renata Mendonça, 28, camiseta amarela Brasil; Angélica Souza, 33, camiseta palmeiras. Sem espaço nas rodinhas masculinas, mulheres passaram a criar seus próprios sites e páginas nas redes sociais para discutir futebol. Publicam notícias, entrevistas, textos de opinião e vídeos sobre o esporte: modalidades feminina e masculina, campeonatos nacionais e internacionais, futsal e campo, seleções e times amadores. O â€Dibradoras†é um deles. Já recebe mais de 40 mil visualizações por mês e organiza eventos esporádicos para reunir torcedoras. (Foto: Avener Prado/Folhapress, COTIDIANO) Código do Fotógrafo: 20516 ***EXCLUSIVO FOLHA***
O Dibradoras recebe mais de 40 mil visualizações por mês e organiza eventos para reunir torcedoras

“Se você gosta tanto de futebol, o que é impedimento?” “Qual era a escalação do seu time em 1956?” “Você só fala disso para arrumar namorado.” “Precisa vir com as pernas de fora no estádio?” “Com certeza é lésbica.”

Cansadas de ouvir comentários como esses nas rodinhas masculinas, mulheres que acompanham e entendem de futebol têm criado seus próprios espaços para discutir o esporte.

São cada vez mais comuns sites independentes e páginas nas redes sociais com artigos de opinião, crônicas, vídeos e entrevistas produzidos por e para torcedoras -advogadas, jornalistas, assistentes sociais, estudantes.

É o caso do Futebol por Elas, um dos maiores projetos do tipo. Em pouco menos de um ano, conquistou 168 mil seguidores no Facebook (um quarto deles homens) e uma média de 21 mil visitantes únicos por mês.

“É muito ruim ter de ouvir que você não é capaz de falar sobre um assunto porque você é mulher. Termos voz mostra que outras torcedoras também podem ter”, diz a gaúcha Kaliandra Dias, 23, uma das fundadoras.

De sua casa em Carazinho (a 300 km de Porto Alegre), ela é uma das que coordena as 35 colaboradoras voluntárias do site, à distância. Elas estão espalhadas por todas as regiões do Brasil, e muitas ainda são estudantes.

“Homens já nos mandaram e-mail perguntando se podiam participar para fazer ‘revisão’ porque ‘vai que passa algum erro'”, conta Kaliandra. “Mas a maioria dos comentários é positiva. Uma vez um cara disse que fizemos ele repensar sua opinião machista sobre mulheres que falam de futebol.”

O Futebol por Elas tem como carro-chefe as “crônicas com sentimento”, publicadas após jogos de campeonatos estaduais, Copa do Nordeste, Copa do Brasil, Libertadores e campeonatos europeus, sempre masculinos.

Além das discussões virtuais, passaram a ser mais frequentes encontros presenciais entre as amantes do esporte. Em junho deste ano, por exemplo, mais de 300 torcedoras se reuniram no Museu do Futebol, no estádio do Pacaembu, para o 1º Encontro Nacional de Mulheres de Arquibancada.

Na plateia, estava a jornalista Roberta Cardoso, 34, uma das quatro fundadoras de outro site, o Dibradoras. Há quase dois anos, elas contam a história de atletas, treinadoras, árbitras e dirigentes esportivas por meio de entrevistas em podcasts semanais.

Já participaram a treinadora da seleção brasileira, Emily Lima, a meio-campista Formiga e a atacante Cristiane. Para Roberta, muitas meninas começaram a acompanhar o feminino na Olimpíada de 2016, por causa do bom desempenho da seleção. “Muitas falaram: ‘Descobri porque não gostava de futebol, ninguém falava sobre isso comigo’.”

O nome do Dibradoras vem de experiências próprias. “Toda mulher que gosta de futebol já nasce uma ‘dibradora’, tendo que driblar o machismo e as dificuldades”, explica. “Costumamos dizer que seguiremos ‘dibrando’.”

Blog com FOLHA DE SÃO PAULO

Juiz Sérgio Moro vai disfarçado em jogo do Atlético-PR contra o Fluminense
     │     0:02  │  0

Sérgio Moro em jogo do Atlético-PR contra o Fluminense. Por que negar esse direito?

A torcida do Fluminense ficou irritada com a derrota da sua equipe para o Atlético-PR na Arena da Baixada. A partida contou com a presença de uma figura conhecida. O juiz federal Sérgio Moro, responsável por alguns casos de primeira instância da Lava Jato foi clicado por um torcedor, enquanto acompanhava o Furacão, neste domingo.

Natural de Maringá, no interior do Paraná, Moro estava utilizando um disfarce com óculos escuros e um boné vermelho. A preferência do juiz pelo Atlético-PR não era conhecida pelo público.

Além da primeira instância da Lava Jato, Sérgio Moro é responsável por julgar um representante da sua equipe. O presidente licenciado do Atlético, Mario Celso Petraglia, responde a uma ação em que é acusado de lavagem de dinheiro e ocultação de patrimônio e que está na 13ª Vara da Justiça Federal de Curitiba, exatamente a do juiz da Lava Jato.

Blog com O DIA