Category Archives: Futebol Feminino

Brasília quer sediar Mundial Feminino em 2023
   25 de março de 2020   │     19:44  │  0

Brasília deu mais um passo para receber jogos da Copa do Mundo de futebol feminino em 2023. A Arena Bsb — concessionária do Complexo Esportivo de Brasília, que inclui o Estádio Nacional Mané Garrincha — oficializou nesta quinta-feira (19/3) a candidatura da capital federal como cidade-sede, caso o Brasil vença a disputa para receber a competição.

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) oficializou a candidatura do Brasil para sediar a Copa feminina na Fifa em dezembro de 2019. A proposta da entidade brasileira prevê partidas da competição em oito cidades. Além de Brasília, estão na expectativa por receber o Mundial feminino Manaus, Recife, Salvador, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre.

A Colômbia, o Japão, e a candidatura conjunta de Austrália e Nova Zelândia disputam com o Brasil quem sediará o próximo Mundial feminino. A aposta da CBF é nas experiências bem sucedidas da Copa do Mundo de 2014 e do Mundial Sub-17 em 2019. Se o Brasil vencer, será a primeira vez que o país receberá o Copa do Mundo feminina.

Caso o Brasil seja confirmado como sede do Mundial feminino, Brasília pode receber até nove jogos. Richard Dubois, diretor-presidente da Arena BSB, ressalta que o impacto positivo de um evento das dimensões da Copa do Mundo atinge diversos setores da cidade, como hoteleiro, de transportes, gastronômico, além da promoção do esporte e do entretenimento.

Blog com o Correio Brasiliense

Pia aprovou o desempenho das Meninas do Brasil
   13 de março de 2020   │     22:20  │  0

Treinadora sueca deu oportunidade em campo para todas as 24 atletas convocadas

Marta recebe orientações da técnica Pia Sundhage (Foto: Daniela Porcelli/CBF)

Nas primeiras partidas neste ano como preparação para a disputa dos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020, a seleção brasileira feminina de futebol teve dois empates e uma derrota em torneio amistoso realizado na França. Com o objetivo de promover testes na equipe, a técnica sueca Pia Sundhage aprovou o desempenho contra Holanda (0 a 0), França (0 a 1) e Canadá (2 a 2).

A treinadora deu oportunidade em campo para todas as 24 atletas convocadas. Diante do Canadá, na terça-feira, em Calais, as defensoras Rafaelle e Bruna Benites, que ainda não haviam atuando nos amistosos em solo francês, iniciaram a partida. Com a entrada das duas, o número total de jogadoras vistas em campo subiu para 43 entre as 46 chamadas em sete meses de trabalho. Apenas as goleiras Gabi e Carla e a meia Vitoria Yaya não atuaram.

“Tivemos muitas situações boas na defesa nos três jogos, mas quando olhamos o ataque também tivemos boas situações, especialmente nesse jogo. Nós falamos muito sobre defesa nos dois primeiros jogos, para esse mudamos o foco para o ataque, e eu estou feliz com o jeito que as atletas corresponderam. Algumas das jogadoras estão bem próximas dos Jogos Olímpicos. Nós iremos tentar nas próximas partidas dar mais chances às jogadoras. Mas no final de tudo, tivemos um elenco muito competitivo, esses três jogos nos deram muitas respostas”, avaliou.

Contra o Canadá, a atacante Marta conseguiu marcar o seu primeiro gol sob o comando de Pia Sundhage. Com o Brasil, o último gol dela havia sido durante o Mundial de 2019, na vitória sobre a Itália por 1 a 0. Na ocasião, marcou o 17º em Mundiais e se tornou a maior artilheira da história da competição.

“Estou feliz pelo gol, mas mais que isso, estou feliz pela oportunidade de ter jogado esses três jogos importantíssimos para nossa preparação. Percebemos que precisamos melhorar muita coisa, mas estão todas dentro do nosso alcance, não é nada de absurdo. Temos que levar tudo que aprendemos com a Pia nesses três jogos, a questão técnica, tática e física, e continuarmos o trabalho nos nossos clubes”, destacou.

A capitã da seleção brasileira atuou em todas as três partidas por cerca de 45 minutos. Como está em pré-temporada com seu clube, o Orlando Pride, nos Estados Unidos, a comissão técnica dosou os períodos da camisa 10 em campo. A última vez que Marta jogou por 90 minutos foi em novembro de 2019, no empate por 0 a 0 contra a China.

Nos amistosos na França, Pia Sundhage deu oportunidade para todas as 24 atletas atuarem ao longo das três partidas. Marta elogiou a atitude e ressaltou que os testes fortalecem a equipe visando os Jogos Olímpicos. “Achei superimportante a Pia dar oportunidade para todas as jogadoras. Isso é de suma importância para que possamos fortalecer o grupo ainda mais. A Pia vai levar para os Jogos Olímpicos aquelas que estiverem mais preparadas”, completou a craque.

A seleção volta a se reunir na próxima Data Fifa, entre os dias 6 a 14 de abril, para dois jogos preparatórios. No dia 8, o Brasil enfrenta a Costa Rica, na capital do país caribenho, em San José. Já no dia 14, as comandadas de Pia Sundhage terão as atuais campeãs mundiais, os Estados Unidos, pela frente, em San Jose, na Califórnia.

Blog com Esportes Band

Seleção Feminina vai testar sua força na França
   24 de fevereiro de 2020   │     0:04  │  0

 

A técnica da seleção feminina de futebol, a sueca Pia Sundhage, anunciou nesta terça-feira, 18, a relação de convocadas para a disputa do Torneio Internacional da França, competição que servirá de preparação para os Jogos Olímpicos de 2020, que acontecem em Tóquio (Japão).

No Torneio Internacional da França o Brasil enfrentará as seleções da França, da Holanda e do Canadá entre os dias 2 e 11 de março nas cidades de Calais e Valenciennes.

Novidades

Nesta convocação a técnica sueca chamou duas jogadoras pela primeira vez, a goleira Natasha e a lateral-esquerda Jucinara.

Também chamou a atenção o aumento do número de jogadoras que atuam no Brasil na atual convocação. Segundo Pia, isso se deu pela melhora do futebol feminino no Brasil: “O fato de a CBF ter uma liga competitiva é excelente. Sonho com jogadoras lá de fora virem jogar aqui. Isso não é impossível, mas podemos chegar nesse nível com bons técnicos, boas jogadoras e transmissão dos jogos”.

Blog com Agência Brasil

Seleção Feminina fará amistoso contra os Estados Unidos
   13 de fevereiro de 2020   │     15:00  │  0

seleção brasileira de futebol feminino está com o calendário cheio em sua preparação para os Jogos Olímpicos de Tóquio-2020. Ontem, a CBF anunciou mais um amistoso do time comandado pela técnica Pia Sundhage de olho na Olimpíada.

Será contra os Estados Unidos, atuais campeões mundiais e primeiros do ranking da Fifa, no dia 14 de abril, às 23 horas (de Brasília).

PREPARAÇÃO

Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Foto: Lucas Figueiredo/CBF

 

O duelo contra as norte-americanas, que no último final de semana conquistaram a vaga para os Jogos Olímpicos, acontecerá no Earthquakes Stadium, na cidade de San Jose, na Califórnia, e completará a Data Fifa de abril, que também terá o amistoso diante da Costa Rica, no dia 8, no estádio Nacional, em San José, a capital costa-riquenha.

A programação da seleção brasileira para a Olimpíada de Tóquio também contará com a participação no Torneio Internacional da França.

Na primeira Data Fifa do ano, em março, entre os dias 2 e 11, o Brasil enfrentará Canadá, Holanda e a seleção anfitriã nas cidades de Calais e Valenciennes. A convocação para essa competição amistosa será feita na próxima terça-feira.

REENCONTRO

No comando do Brasil, será a primeira vez que Pia Sundhage enfrentará os Estados Unidos. A treinadora sueca liderou as atuais campeãs mundiais na conquista da medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Londres-2012. Na seleção brasileira, soma seis vitórias e dois empates. O bom início de trabalho culminou com a volta do País ao Top 10 do ranking da Fifa, atualmente na nona posição.

Blog e Futebol Interior

Seleção chinesa feminina de futebol é posta em quarentena
   1 de fevereiro de 2020   │     15:00  │  0

A seleção feminina chinesa de futebol foi colocada em quarentena em um hotel de Brisbane em sua chegada à Austrália para uma partida das eliminatórias dos Jogos Olímpicos, por temor da propagação do novo coronavírus – anunciaram as autoridades.

“Cooperaram muito bem, assim como o consulado chinês”, disse à emissora de televisão ABC a chefe do Departamento de Saúde do estado de Queensland, Jeannette Young, destacando que se trata de uma medida de precaução.

Até o momento, nenhuma das jogadoras apresenta sintomas da doença.

Blog com AFP