Category Archives: Fifa

Apesar de polêmica, Infantino se diz ‘muito feliz’ com árbitro de vídeo
   21 de junho de 2017   │     0:03  │  0

Resultado de imagem para Infantino, na Rússia

Ao lado do presidente da Rússia, (Putin), Infantino aprova o ‘árbitro de vídeo’ (Foto: Divulgação/Fifa)

Apesar da polêmica e das críticas ao árbitro de vídeo, o presidente da Fifa, Gianni Infantino, afirmou ter aprovado o novo recurso, que vem sendo testado na Copa das Confederações, na Rússia. O dirigente disse ter ficado “muito feliz” com a ferramenta, criticada por alguns jogadores e técnicos.

“Temos visto como o auxílio do árbitro de vídeo vem ajudando a arbitragem a tomar decisões corretas”, declarou Infantino, depois que o recurso foi utilizado pela quinta vez neste início de competição. Foi no duelo entre Alemanha e Austrália, nesta segunda, em Sochi. O vídeo foi usado para confirmar o segundo gol dos australianos na vitória dos alemães por 3 a 2.

O árbitro de vídeo está sendo utilizado na Copa das Confederações como teste para a Copa do Mundo do próximo ano, também na Rússia. O recurso já foi testado em outros torneios da Fifa, sem maior destaque. Mas em solo russo o vídeo já foi utilizado cinco vezes, causando situações novas a jogadores e torcedores e, às vezes, até gerando confusão.

A ferramenta foi mais usada no duelo entre Portugal e México, no domingo. Ambas as seleções tiveram gols anulados após revisão do lance pelos árbitros de vídeo. No mesmo jogo dois gols, um de cada time, precisou ser avaliado antes da confirmação pelo juiz principal da partida.

O presidente da Fifa minimizou as reclamações. “O que os fãs sempre esperaram por tantos anos está finalmente acontecendo”, disse Infantino, para quem o árbitro de vídeo “é o futuro do futebol moderno”.

Ele afirmou que o processo de utilização do árbitro de vídeo ainda está sendo aprimorado. “Os testes com o árbitro de vídeo nesta Copa das Confederações estão também ajudando a aperfeiçoar os processos e a ajudar a comunicação [entre os árbitros]”, declarou Infantino.

Blog com A TARDE

 

Presidente da Fifa é alvo de investigação, diz jornal
   1 de maio de 2017   │     0:04  │  0

Resultado de imagem para Infantino, da Fifa
Presidente da Fifa, Gianni Infantino, já arrumou outro problema complicado para ser resolvido (Foto: Divulgação)

 

O presidente da Fifa, Gianni Infantino, será investigado pelo Comitê de Ética da entidade, por suposta influência irregular na última eleição da Confederação Africana de Futebol (CAF).

Segundo o jornal alemão “Der Spiegel”, o suíço apoiou e influenciou a nomeação do novo presidente africano, o candidato Ahmad Ahmad, violando assim as suas obrigações de manter a neutralidade. É proibida a intervenção do mandatário em votações regionais.

A suspeita fez o comitê abrir uma investigação para apurar o caso. No dia 16 de março, Ahmad derrotou o camaronês Issa Hayatou, que chegou a ocupar a presidência interina da Fifa, entre a saída de Joseph Blatter e a entrada de Infantino.

De acordo com a publicação, a presidente da entidade teria orquestrado um plano para garantir o apoio de 54 federações. Além disso, ele teria participado de uma festa, realizada em Harare, capital do Zimbábue, organizada por um gerente da campanha de Ahmad.

Pelo regimento do Comitê de Ética, a atitude fere a “política neutra” da Fifa. A nova investigação, no entanto, ainda não foi oficializada. De qualquer forma, esta é a segunda vez que o mandatário fica na mira do Comitê, ao longo de seus 14 meses à frente da Fifa. Na última vez, o caso foi encerrado sem punição.

Blog com Agência ANSA

 

CBF é punida pela Fifa por gritos de “bicha” em Itaquera
   30 de abril de 2017   │     0:02  │  0

A Fifa voltou a punir a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) pelos gritos de “bicha”, vindos da torcida durante a vitória da Seleção Brasileira diante do Paraguai, no dia 28 de março, pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018.

A entidade terá que desembolsar 35 mil francos suíços (cerca de R$ 111 mil). Esta já é a terceira vez que a CBF acaba multada pelos insultos homofóbicos. Antes, as multas foram de 20 mil francos suíços (R$ 63 mil) e 25 mil francos suíços (R$ 79 mil) pelos mesmos gritos nas arquibancadas da Arena da Amazônia e da Arena das Dunas, em jogos contra Colômbia e Bolívia, respectivamente, no ano passado.

De acordo com a Fifa, a entidade brasileira infringiu dois artigos (65 e 67) do seu Código Disciplinar. “Conduta imprópria dos seus torcedores (por casos de gritos homofóbicos e uso de sinalizadores em campo)”. O valor da multa, no entanto, é mais caro do que o dos outros países punidos pelo mesmo motivo. A Argentina terá que pagar 20 mil (R$ 63 mil) francos suíços e o México, 10 mil (R$ 31,8 mil).

As multas por homofobia variam de R$ 50 mil a R$ 165 mil. Em setembro de 2016, a atual secretáaria geral da Fifa, Fatma Samoura, a primeira mulher a assumir o cargo, já havia prometido que daria penas mais duras para casos de discriminação.

Além do Brasil, a Albânia terá que desembolsar 100 mil francos suíços (R$ 318 mil) por uma série de incidentes ocorridos durante a partida contra a Itália, nas Eliminatórias.

Blog com Terra Esportes

Fifa confirma árbitro de vídeo para Copa de 2018
   28 de abril de 2017   │     0:02  │  0

O presidente da Fifa, Gianni Infantino, anunciou que a entidade utilizará a arbitragem de vídeo na Copa do Mundo de 2018, na Rússia.

Segundo o cartola, que participa da assembleia-geral da Conmebol, em Santiago, no Chile, os testes do chamado “VAR” (sigla em inglês para “árbitro auxiliar de vídeo”) têm dado apenas retornos positivos.

“Não é possível que, em 2017, todos os expectadores no estádio e em casa saibam que o árbitro errou e ele seja o único a não saber”, disse Infantino. O juiz de vídeo já havia sido experimentado no último Mundial de Clubes e, a partir do segundo semestre, será implantado na primeira divisão do Campeonato Italiano.

Na Copa de 2014, no Brasil, a Fifa já havia usado um sistema de câmeras para saber se a bola entrou ou não no gol, similar ao empregado no tênis.

Blog com Agência ANSA

Brasil passa a Argentina e volta à liderança do ranking da Fifa após sete anos
   8 de abril de 2017   │     0:01  │  0

Após praticamente sete anos, a Seleção está de volta ao topo do ranking da Fifa, posto no qual reinou entre os anos 90 e a década passada. Na lista divulgada, o Brasil de Tite aparece à frente da Argentina pela primeira vez desde a Copa de 2014, colocando Messi e companhia na segunda colocação. A Alemanha, terceira, é a única equipe fora da América do Sul no top-5, com Chile e Colômbia logo atrás.

Muitas vezes contestada, a lista da Fifa reflete bem o grande momento vivido pela equipe de Tite, que venceu seus oito jogos pelas eliminatórias (mais um amistoso com a Colômbia em janeiro). A última vez que esteve no topo foi em maio de 2010, antes da Copa do Mundo da África do Sul.

Com a eliminação nas quartas de final para a Holanda, o Brasil caiu para a terceira colocação, iniciando uma queda que a levou à 22 colocação em junho de 2013, pior posição da Seleção desde a criação do ranking, em 1993 (muito em razão da ausência nas eliminatórias para a Copa de 2014). O título da Copa das Confederações deu um levante na equipe então comandada por Felipão, a levando ao nono lugar.

De ordem prática, a posição pode valer uma vantagem no sorteio dos grupos para o Mundial da Rússia. Afinal, o ranking foi o critério utilizado para definir os cabeças de chave na Copa do Brasil. Se não mudar nada, os favorecidos hoje seriam Brasil, Argentina, Alemanha, Chile, Colômbia, França, Bélgica, além da anfitriã Rússia.

Veja os 10 primeiros do ranking

  1. Brasil (1.661 pontos)
  2. Argentina (1.606)
  3. Alemanha (1.464)
  4. Chile (1.403)
  5. Colômbia (1.348)
  6. França (1.294)
  7. Bélgica (1.281)
  8. Portugal (1.259)
  9. Suíça (1.212)
  10. Espanha