Category Archives: Federação Alagoana de Futebol

Filho de Gustavo Feijó é eleito para comandar o futebol de Alagoas
   11 de abril de 2015   │     0:08  │  0

Gustavo para o comando da FAF para o filho Felipe

Gustavo passa o comando da FAF para o filho Felipe

Uma eleição surpreendente foi realizada no dia de ontem na Federação Alagoana de Futebol, resultando na vitória do jovem Felipe Feijó, filho do atual presidente Gustavo Feijó. Concorrendo com o próprio Pai e com o Desportista José Cordeiro, Felipe Feijó ganhou de goleada, recebendo 47 votos, contra 4 do pai Gustavo Feijó e 2 de José Cordeiro, numa demonstração de que os clubes estão extremamente satisfeitos com o atual trabalho da Casa do Futebol.

Apesar de estranha e surpreendente, a eleição foi realizada dentro da normalidade. O novo dirigente maior do nosso futebol tem 24 anos e deverá ser orientado por Gustavo Feijó que também é vice-presidente da CBF em relação do futebol nordestino.

Felipe Feijó é o mais jovem presidente da história do futebol de Alagoas. Bacharel em Direito pela Universidade Federal de Alagoas (UFAL), também é presidente do Sport Club Santa Rita, de Boca da Mata, que disputa a 1ª divisão do Campeonato Alagoano.

Sua posse acontecerá na próxima terça-feira, dia 14 de abril. O local e horário da solenidade não foram informados.

 

Texto: Arivaldo Maia

Alagoano-2014 começa hoje com os problemas de sempre
   11 de janeiro de 2014   │     0:10  │  0

44949494944994fafCom muitas mudanças de locais nos jogos iniciais, e da já tradicional corrida dos clubes para regularizar jogadores, aos 44 do 2º tempo, a Federação Alagoana de Futebol, depois do sufoco aplicado pelos seus filiados, abre hoje o Alagoano-2014. O que todos esperam é que a desorganização demonstrada por alguns clubes não tenha reflexos na competição.

O confronto entre Murici X ASA abre oficialmente a competição, logo mais às 15h15. O árbitro José Reinaldo Figueiredo (CBF/AL) apita o jogo. Ele vai ser auxiliado por Carlos Jorge Titara da Rocha (CBF/AL) e Adeilton Guimarães da Hora (CBF/AL). José Ailton da Silva (FAF) ficará como 4º árbitro.

No mesmo horário, mas no estádio Olival Elias de Moraes, em Boca da Mata se enfrentam Comercial X Coruripe. Júlio César Farias (FAF) comanda a partida. Seus assistentes serão Otávio Correia Neto (CBF/AL) e Douglas Lino da Silva (FAF). O 4º árbitro será Denis Ribeiro Serafim (FAF).

Também neste sábado, no estádio Coaracy da Mata Fonseca, em Arapiraca, CSE X Penedense buscam os primeiros pontos, às 19h. O árbitro Charles Hebert Cavalcante Ferreira (CBF/AL) comanda o jogo. Pedro Jorge de Araújo (CBF/AL) e Cláudio Camilo da Silva (FAF) ficarão como assistentes. Rafael Bruno Lima (FAF) vai ser o 4º árbitro.

Encerrando a 1ª rodada, amanhã, no estádio Olival Elias de Moraes, em Boca da Mata, o Sport Club Santa Rita recebe o Penedense, às 15h15. Para esse duelo, foi sorteado o árbitro FIFA/AL Francisco Carlos do Nascimento. Ele vai ser auxiliado por Rondinelle dos Santos Tavares (CBF/AL) e Wágner José da Silva (FAF). Rafael Bruno Lima será o 4º árbitro.

Alagoano 2014 pode vir a ser disputado pelo sistema de pontos corridos
   20 de outubro de 2013   │     0:10  │  0

44949494944994fafCom o enxugamento das datas para os Estaduais, em função do novo calendário da CBF, muitas são as federações que aguardam uma posição da entidade máxima do futebol brasileiro em favor de mudança na forma de disputa. E com a Federação Alagoana de Futebol não é diferente.

O Arbitral para tratar sobre o Alagoano 2014 está marcado para 7 de novembro. E já há rumores até da possibilidade da forma de disputa para se adequar ao novo calendário nacional. Além do que  ano que vem é ano de Copa do Mundo.

Daí é que ideia que toma corpo é um Estadual pelo sistema de pontos corridos, parecido com o que já ocorre com as Séries A e B do Campeonato Brasileiro. A diferença é que após os jogos de ida e volta as quatro melhores equipes passam para uma segunda etapa que vai apontar o novo campeão estadual.

No caso do Campeonato Alagoano, sua duração pode ser reduzida em quatro datas, caindo de um total de 26 para 22 rodadas.

Francisco Cardoso/Gazetaweb

FAF encerra o assunto: decisão do Sub-20 com portões fechados
   1 de outubro de 2013   │     8:26  │  2

O presidente Gustavo Feijó acabou com qualquer dúvida relacionada ao jogo final de amanhã, no Rei Pelé, categoria Sub-20. Será de portões fechados. Na opinião do Blog do Arivaldo, uma decisão correta.

Os torcedores que provocaram os lamentáveis acontecimentos do jogo de ida ficarão distantes do palco desta decisão. Pena que os apaixonados por CRB e CRB, do lado bom, sofram a mesma punição, mas é preciso entender que esta medida preserva acima de tudo a vida de todos.

O jogo desta categoria não pode cobrar entradas. Sem pagar, quem já bagunça pagando promove uma verdadeira invasão, que, em muitos casos, a Polícia Militar tem dificuldades de controlar.

Imprensa, dirigentes e poucos convidados assistirão o clássico CRB x CSA de amanhã. É o preço que pagamos pela irresponsabilidade de componetes destas torcidas organizadas, dispensáveis do nosso futebol pelo comportamento inadequado.

Nota 10 para Gustavo Feijó.

Saúde financeira da Federação Alagoana de Futebol é a 3ª pior do Brasil
   22 de fevereiro de 2013   │     0:01  │  0

Quem olha a conta bancária da CBF, que tem faturamento anual de R$ 313  milhões, pensa que o futebol brasileiro vai de vento em popa financeiramente. Mas a boa saúde da entidade não se estende às federações estaduais, que, em sua  maioria, acumulam dívidas.

A Pluri Consultoria juntou os dados de 21 filiadas e constatou que a dívida  líquida das federações (colocando na conta apenas as que são credoras) chega a  R$ 46,2 milhões. Os dados são do balanço de 2011, o mais recente divulgado pela  CBF.

A Federação Paranaense é responsável pela maior fatia negativa da equação,  devendo R$ 59,2 milhões, boa parte por conta do não pagamento de INSS e outros  tributos.

Apesar do volume acumulado de dívidas, as federações, juntas, conseguiram um  superávit de R$ 6,8 milhões em 2011. O saldo foi impulsionado pelas entidades de  São Paulo e Rio, donas das maiores receitas. Mas a administração  dos recursos é diferente entre elas. Enquanto os paulistas são credores de R$ 14  milhões, os cariocas devem R$ 8,8 milhões e também aparecem no topo da lista de “pendurados”.

Na contramão da fatura no eixo a Rio- São Paulo está a maior parte das  federações do país. O cenário é pior no Maranhão e no Piauí. Amazonas, sede da  Copa do Mundo-2014, também não está em situação de abundância.

É bom lembrar que as federações recebem da CBF um repasse mensal. Em 2011,  era R$ 30 mil/mês. Hoje, o valor mensal é R$ 50 mil.

Mais endividadas

1 – Paraná (R$ 59,2 milhões)

2 – Rio  de Janeiro (R$ 8,8 milhões)

3 – Alagoas (R$ 3,8 milhões)

4 – Santa  Catarina (R$ 3,3 milhões)

5 – Ceará (R$ 1,4 milhões)

Maiores receitas

1- São Paulo (R$ 25,7 milhões)

2 – Rio de Janeiro (R$ 11,9 milhões)

3 – Rio Grande do Sul (R$ 8,4 milhões)

4 – Paraná (R$ 4,6 milhões)

5 – Goiás R$ 3,4 milhões

Menores receitas

1 – Maranhão (R$ 261 mil)

2 – Piauí  (R$ 272 mil)

3 – Tocantins (R$ 633 mil)

4 – Amazonas (R$ 682 mil)

5 – Rondônia (R$ 768 mil)

 

Blog com LANCEPRESS