Category Archives: Ex-jogadores

Souza detona gestão do São Paulo: “Virou a Disneylândia”
   30 de setembro de 2020   │     16:00  │  0

 Souza (Foto: Gazeta Esportiva)

 

Mais um ex-jogador se manifestou para criticar o momento difícil pelo qual o São Paulo passa há anos. Depois de Cicinho, foi a vez de Souza se posicionar sobre tudo que vem acontecendo com o clube tricolor e, como sempre, não teve papas na língua ao ser questionado sobre seu antigo clube.

Bicampeão brasileiro, campeão paulista, mundial e da Libertadores com o São Paulo, Souza hoje vê um clube bem diferente daquele de sua época e, em entrevista exclusiva à Gazeta Esportiva, o comparou com a Disneylândia.

“Parece que o São Paulo virou a Disneylândia. Todo mundo faz o que quer, brinca. Hoje, com a rede social, o torcedor se aproximou muito da gente. Recebemos várias perguntas, sobre o porquê de a gente não falar nada. Temos que falar, porque parece que falta um pouco de respeito com a história. Acho que o Rogério Ceni, o Raí, o Lugano tinham que dar uma chacoalhada. O São Paulo virou uma Disneylândia, um clube que tem bastante torcida. Hoje parece que todo mundo se conformou com a situação. Se perder, está bom. Se ganhar, está bom. É como a música do Zeca Pagodinho, deixa a vida me levar”, afirmou.

Blog com Terra Esportes

 

Ex-atacante chama comentarista para briga: “Babaca e frouxo”
   12 de setembro de 2020   │     19:00  │  0

Mano é comentarista esportivo nos canais "Fox Sports" (Foto: Reprodução)

Mano é comentarista esportivo nos canais “Fox Sports” (Foto: Reprodução)

 

O ex-atacante e atualmente integrante da comissão técnica do Boavista, Leandro Miranda, o Leandrão, detonou o comentarista esportivo Mano, dos canais Fox Sports. Usando sua conta no Instagram, o ex-centroavante chamou o jornalista de “babaca” e disse que estaria numa praia do Rio de Janeiro aguardando ele.

“Não pode ser verdade isso! E nós, ex-jogadores e jogadores em atividade, se criticarmos algum membro da mídia, somos apedrejados por toda a mídia. Você é um babaca e só fala merda na Fox Sports. Imbecil, Mano. E se acha entendedor de futebol. Acorda, babaca, tenha mais respeito”, escreveu ele nos stories.

Além das palavras fortes, Leandrão compartilhou um vídeo onde o jornalista diz ao volante Wellington, do Athletico, que o atleta é “um jogador comum, para não dizer fraco”. Em seguida aos posts, o ex-atacante enviou dois vídeos lutando com um professor e convocou Mano:

“Voltei a treinar. Acho que vou ter que enfrentar um frouxo. Estou na praia amanhã às 10h, Mano. Posto 5, para ser mais preciso”.

Atualmente estudando para ser treinador, o auxiliar técnico da equipe do Rio de Janeiro possui certa de 15 mil seguidores no Instagram e soma passagens por, principalmente, Internacional, ABC, Boavista Botafogo e Vasco. O jornalista Mano é comentarista no canal e participa diariamente do programa Fox Sports Rádio.

Blog com LANCE

Figo explica críticas a Luxemburgo: “Não tem personalidade”
   25 de agosto de 2020   │     22:30  │  0

Luis Figo portugal

Luís Figo ‘pegou pesado’ com o brasileiro Vanderlei Luxemburgo (Foto: Ponto Final Macau)

O desentendimento envolvendo o técnico brasileiro, Vanderlei Luxemburgo, e o ex-jogador português, Luís Figo, ganhou mais um capítulo. Em entrevista concedida à ESPN, o ex-meia com passagens por Barcelona e Real Madrid explicou os motivos para considerar o treinador com “um dos piores com quem trabalhou”.

Após ser duramente criticado nas redes sociais por emitir a opinião de forma pública, Figo que não tem motivos para esconder aquilo que pensa e, justamente por isso, decidiu escrever o comentário em uma postagem de Rivaldo, parabenizando Luxemburgo pela conquista do Paulistão 2020.

“Seguramente há quem defenda uma opinião contrária à minha, o que é respeitável. Opinei de acordo com as circunstâncias que vivi sob o comando deste treinador na minha carreira profissional. Como sou uma pessoa livre para opinar o que bem entendo e não devo nada a ninguém, não é um problema dar uma opinião nesse sentido. Foram as experiências negativas que tive nesse período da minha vida profissional”, contou o português.

Questionado sobre mais detalhes envolvendo o conflito entre as duas partes, durante o período em que Luxemburgo comandou a ‘primeira geração’ da equipe dos Galácticos do Real Madrid, em 2005, Luís Figo foi mais direto em suas críticas.

“Podemos ficar a tarde todo falando, em termos técnicos, táticos, pessoais. No entanto, acho que não vamos ter tempo para isso […] Um treinador que não tem personalidade de escalar os jogadores que acha que estão melhor, para mim não conta”, completou.

Blog com A TARDE

 

Ronaldinho e Assis pagam R$ 1,1 milhão e podem voltar ao Brasil
   24 de agosto de 2020   │     19:00  │  0

Ronaldinho Gaúcho e Assis durante audiência — Foto: Divulgação

Ronaldinho Gaúcho e Assis durante audiência da tarde de hoje — (Foto: Divulgação)

Após 171 dias presos em Assunção, Ronaldinho Gaúcho e seu irmão Roberto de Assis, finalmente poderão voltar ao Brasil. Os dois foram liberados nesta segunda-feira pelo juiz Gustavo Amarilla, que aceitou o acordo proposto pelo Ministério Público do Paraguai – e que foi aceito também pela defesa dos brasileiros.

Pelos termos do acordo, Ronaldinho deve pagar US$ 90 mil de multa (cerca de R$ 504 mil) e, Assis, outros US$ 110 mil (R$ 616 mil). Assis também se compromete diante de uma autoridade federal a cada quatro meses. Esse valor será descontado dos US$ 1,6 milhão que eles haviam depositado como fiança quando mudaram para o regime de prisão domiciliar, em abril. A maior parte desse dinheiro (US$ 1,4 milhão, ou R$ 7,84 milhões) será devolvida a Ronaldinho e Assis.

O juiz do caso, Gustavo Amarilla, declarou a suspensão do processo contra Ronaldinho Gaúcho. E deu uma explicação mais detalhada sobre a situação de Roberto de Assis, que foi apontado pelo Ministério Público como alguém que colaborou para a elaboração dos documentos falsos:

– A Justiça condena Roberto Assis a cumprir dois anos pelo uso de documentos públicos de documento falso, mas também o beneficia com a suspensão dessa condenação. É um instituto do direito paraguaio, que permite ao réu ir pagando essa condenação desde que cumpra os requisitos – declarou o juiz.

Os brasileiros foram presos no dia 6 de março, dois dias depois de terem entrado no Paraguai com passaportes falsos. Os dois inicialmente seriam liberados após o pagamento de uma multa, mas a Justiça aceitou um pedido do Ministério Público, que queria investigar possíveis outros crimes, e decretou a prisão preventiva, que no país vizinho pode durar até seis meses.

Após mais de cinco meses de investigação, o MP não encontrou indícios de outros crimes e decidiu não fazer novas acusações contra Ronaldinho e Assis. Os dois passaram um mês presos na Agrupación Especializada, quartel da Polícia Nacional do Paraguai transformada em cadeia de segurança máxima. Desde 7 de abril estiveram em prisão domiciliar, que cumpriram num hotel no centro de Assunção.

Para conseguir a mudança de regime, Assis e Ronaldinho toparam pagar uma fiança no valor de US$ 1,6 milhão (quase R$ 9 milhões). A maior parte desse dinheiro será devolvida agora. O estado paraguaio vai reter “apenas” os US$ 200 mil da multa que os irmãos concordaram em pagar.

Os passaportes falsos foram entregues ao ex-jogador e seu irmão no aeroporto de Assunção no dia 4 de março, quando eles desembarcaram de um voo que havia partido de São Paulo. Os documentos foram dados a eles pelo empresário Wilmondes Souza Lira, que também está preso no Paraguai. Lira era o intermediário entre os irmãos Assis e a empresária Dalia Lopez, que havia convidado Ronaldinho e Assis para irem até Assunção participarem de ações sociais de uma suposta ONG. Dalia Lopez está foragida desde o dia 7 de março.

Para sair do Paraguai, é preciso uma autorização especial. O estafe do jogador ainda não decidiu como nem quando farão a viagem de volta ao Brasil.

O “caso Ronaldinho” detonou uma investigação que resultou na prisão de cerca diversos agentes públicos paraguaios, envolvidos num esquema de falsificação de documentos e evasão de divisas.

Blog e ge.globo

 

Casagrande não vê segurança e pede paralisação do Brasileiro
   14 de agosto de 2020   │     19:50  │  1

Casagrande

Casagrande durante participação no ‘Globo Esporte’ (Foto: Reprodução)

O Campeonato Brasileiro retornou mas os inúmeros casos de novo coronavírus nos atletas já causou uma partida adiada e levantou o debate sobre a continuidade da competição. Ao todo, contabilizando as três divisões nacionais, cerca de 50 jogadores já testaram positivo e três jogos foram adiados.

– No início do Campeonato Brasileiro, já tem um número enorme de jogadores das Séries A, B e C contaminados pela covid-19. Isso tem que parar. Isso não devia nem ter começado. Era muito óbvio que isso ia acontecer – disse Casagrande.

– Os jogadores estão viajando de ponta a ponta do Brasil. Eles estão sendo contaminados, contaminando outras pessoas e correndo o risco de contaminar os próprios familiares. É hora de parar com esse futebol. É hora de parar com este campeonato. Não podemos continuar dessa maneira. Não é seguro para ninguém – completou.

Preocupado com o alto número de casos, o ex-jogador Casagrande utilizou as redes sociais para criticar a continuidade do campeonato. O comentarista tem criticado com frequência o retorno do futebol. O Brasil já superou a marca de 103 mil mortes e 3 milhões de casos.

Blog com LANCE