Category Archives: Ex-Dirigentes

Del Nero diz que sua ‘inocência’ será provada em tribunal ‘democrático’
   9 de agosto de 2018   │     0:02  │  0

Resultado de imagem para Del Nero, hoje

 

Banido do futebol e sem poder sair do Brasil sob o risco de ser preso e indiciado pelo FBI, Marco Polo Del Nero, (foto acima/Gazeta Digital), insiste que é inocente das acusações de corrupção e que isso será provado em “qualquer tribunal democrático”.

O Estado revelou que Del Nero e José Maria Marin, os dois últimos presidentes da CBF, se reuniram para organizar a eleição de Juan Napout ao comando da Conmebol e, assim, manter o esquema de corrupção que existia no futebol sul-americano. A informação faz parte de uma carta enviada pela Fifa para a Justiça americana.

No documento, os advogados da entidade apontam que Marin montou um “esquema com Juan Angel Napout, Marco Polo del Nero e outros dirigentes sul-americanos para ter Napout eleito presidente da Conmebol, onde Napout poderia melhor dirigir os esquemas de corrupção”.

Napout assumiu a Conmebol em março de 2015, dois meses antes das prisões dos dirigentes esportivos. Seus dois antecessores no cargo foram indiciados posteriormente: Nicolas Leoz e Eugênio Figueredo. O paraguaio prometeu transparência na entidade e reformas. Mas em dezembro de 2015 foi a vez dele ser preso, sendo condenado por corrupção em 2017.

Em resposta ao Estado, Del Nero atacou a posição dos advogados da Fifa. “Achismo é o nome dessa conclusão desses advogados”, escreveu, em uma mensagem à reportagem. “Napout foi candidato e eleito por unanimidade”, disse.

“Sou inocente de qualquer acusação que possa existir e minha conduta ilibada ficará provada em qualquer tribunal democrático, político e que tenha como parâmetro a procura da verdade na busca da prova real, verdadeira e não de suposições e, repito, achismos”, disse Del Nero.

Seus advogados ainda vão recorrer da decisão da Fifa que o baniu no futebol. Mas, para isso, aguardam ainda os documentos do Comitê de Ética da entidade. Nos EUA, Del Nero é suspeito de ter recebido US$ 6,5 milhões (R$ 24,4 milhões) em propinas com acordos na CBF e Conmebol.

Blog com ESTADÃO

Taffarel posa com Zagallo na concentração da seleção e agradece ex-técnico
   25 de maio de 2018   │     0:02  │  0

Taffarel revê seu o ex-técnico Zagallo na concentração da seleção brasileira (Foto: Reprodução / Instagram)

 

A presença de Mario Jorge Lobo Zagallo na concentração da seleção brasileira, na manhã de ontem foi especial para Taffarel. Atualmente preparador de goleiros da equipe nacional, o ex-jogador fez questão de fazer um registro com o seu ex-treinador, o mesmo que o colocou como titular na Copa do Mundo de 1998, quando o Brasil foi vice-campeão diante da França.

Taffarel e Zagallo já tinham sido tetracampeões mundiais em 1994, quando o arqueiro era o camisa 1 e o treinador era auxiliar de Carlos Alberto Parreira.

“Lenda. Lenda! Obrigado Zagallo”, escreve o ex-goleiro em seu perfil no Instagram.

Campeão do mundo como jogador e treinador, esteve na Granja Comary — por onde passou em diversas ocasiões — Zagallo foi bater um papo com a comissão técnica de Tite. Zagallo venceu, jogando, em 1958 e 1962. Como treinador, foi campeão em 1970. Em 1994, no tetra, era auxiliar técnico de Parreira.

Blog com EXTRA

Vídeo Cassetada: Após Simon admitir erro, Belluzzo promete acionar Justiça
   5 de maio de 2018   │     0:01  │  0

Ex-presidente do Palmeiras, Luiz Gonzaga Belluzzo promete processar Carlos Eugênio Simon (Foto: Marcelo Ferrelli/Gazeta Press)

 

Em 2013, o ex-presidente do Palmeiras Luiz Gonzaga Belluzzo foi condenado a pagar R$ 60 mil a Carlos Eugênio Simon após proferir críticas ao ex-árbitro, que confessou na última segunda-feira ter prejudicado o clube alviverde na derrota para o Fluminense, no Maracanã, pelo Campeonato Brasileiro de 2009. Agora, o ex-mandatário promete acionar a Justiça contra o comentarista do canal Fox Sports e pedir ressarcimento do valor gasto com o processo impetrado por Simon na época.

“Vou entrar em um processo contra ele. Já conversei com meus advogados que são muito bons”, avisou Belluzzo, em entrevista à Espn Brasil. “Fiz um empréstimo para pagar (os R$ 60 mil). Paguei, mas vou pedir um ressarcimento agora. Achei a decisão dos juízes precária (na época)”, explicou.

Em jogo válido pela 34ª rodada, o Palmeiras enfrentava o Fluminense, no Estádio do Maracanã. Ainda no primeiro tempo, de cabeça, Obina abriu o placar, mas Simon marcou falta do atacante. Derrotado por 1 a 0, o time alviverde perdeu a liderança para o São Paulo.

O Palmeiras não conseguiu se recuperar e acabou fora até do G4. Já o time do Rio de Janeiro ganhou fôlego em sua tentativa de permanecer na Série A do Campeonato Brasileiro. O Flamengo terminou como campeão nacional em 2009.

“O Palmeiras era líder quando jogou com o Fluminense. Se ganha o jogo, teria avançado mais três pontos. Quem esteve no meio do futebol sabe que certos eventos não podem ser avaliados como se fossem um teste econométrico, porque eles têm efeitos emocionais”, ressaltou Belluzzo, que prosseguiu.

“No jogo contra o Sport, desci no vestiário e não só o Muricy estava chateado, como os jogadores estavam muito inconformados. Isso causou um dano emocional, psicológico. Quem viveu o mundo do futebol sabe que isso é muito importante, porque os jogadores se sentem desamparados”, concluiu.

Na última segunda-feira, sentado ao lado de Obina durante um programa da Fox Sports, Simon admitiu ter errado contra o time alviverde. “Não foi escanteio, era tiro de meta”, disse o ex-árbitro, sobre o lance que originou o gol. “Depois, foi cobrado o escanteio, o zagueiro afastou, deu rebote e o Obina fez. Apitei antes. Hoje, assumo que errei. Era tiro de meta, fiquei com a pulga atrás da orelha. O cara dá perigo de gol. Muitas vezes, dá certo. Essa, não”, esclareceu.

Blog com Gazeta Esportiva

‘Brasil não tem nenhum Pelé’ para a Copa, afirma Lula
   3 de março de 2018   │     0:01  │  2

O ex-presidente Lula crê que a seleção brasileira tem chances de conquistar a CopaO ex-presidente Lula crê que a seleção brasileira tem chances de conquistar a Copa (Foto: Divulgação)

 

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva vê a seleção nacional “com chances” de conquistar a Copa do Mundo da Rússia, mas adverte que o Brasil atual não tem nenhum craque como Pelé.

Consultado sobre Neymar, o torcedor Lula avaliou que é “um grande jogador”, mas reafirmou que a seleção “não tem um Pelé”.

“O Brasil vai chegar de forma competitiva, tem um bom técnico, o Tite é uma pessoa muito equilibrada muito de bom senso e o que não falta é a experiência internacional porque todos os nossos jogadores jogam no exterior”.

“Mas não vai ser um Mundial fácil, temos a Alemanha sempre muito forte, a seleção da França está muito forte, a Bélgica está bem preparada”, opinou o corintiano Lula.

“A Argentina vai chegar com força, acho que o Messi vai querer chegar na Copa de Mundo para levantar a Copa, parece que ele está devendo ao povo argentino esse negocio que o Maradona tem de mais e o Messi tem de menos. O que Maradona tinha muito forte era uma personalidade guerreira, e o Messi, embora seja o gênio da bola, é mais pacato”.

“Eu acho que Uruguai com Cavani e Luis Suarez vai dar dor de cabeça para muita gente. Eu se pudesse iria assistir à Copa do Mundo, mas não posso porque estamos em campanha e lá não tem votos”, concluiu Lula.

Blog com Agência AFP

Sentença de Marin é marcada para 4 de abril; pena pode ser de 120 anos
   19 de janeiro de 2018   │     0:01  │  0

O ex-preisdente da CBF, José Maria Marin, pode ser condenado até 120 anos de prisão

 

A juíza Pamela Chen, da Corte do Brooklin, marcou para 4 de abril a divulgação da sentença de José Maria Marin, (foto acima). O ex-presidente da CBF foi condenado por crimes como fraude financeira, lavagem de dinheiro e organização criminosa e está preso desde 22 de dezembro no Centro Metropolitano de Detenção, também no distrito do Brooklin, em Nova York, nos Estados Unidos.

José Maria Marin pode ser condenado a até 120 anos de prisão. Mas em função de sua idade avançada, a pena deverá ser menor. A própria juíza Pamela Chen, ao final do julgamento que durou cerca de seis semanas, disse que pelos seus cálculos ele ficará no mínimo 10 anos na cadeia.

O ex-presidente da CBF foi considerado culpado na última sessão da Corte antes do Natal. Ele foi acusado de sete crimes: conspiração para recebimento de dinheiro ilícito, conspiração para fraude relativa à Libertadores, conspiração para lavagem de dinheiro relativa à Copa Libertadores, conspiração para fraude relativa à Copa do Brasil, conspiração para lavagem de dinheiro relativa à Copa do Brasil, conspiração para fraude relativa à Copa América e conspiração para lavagem de dinheiro relativa à Copa América. Ele só foi inocentado da acusação de lavagem de dinheiro na Copa do Brasil.

José Maria Marin é acusado ainda de ter recebido US$ 6,5 milhões (cerca de R$ 21,6 milhões na cotação atual) desde que assumiu o comando da entidade, em 2012.

Blog com matéria do R7