Category Archives: Estádios

Após 43 dias fechado para o futebol, Maracanã receberá jogo entre Fluminense e Nova Iguaçu, no domingo
   8 de março de 2018   │     0:01  │  0

Jogo entre Flamengo e Vasco, em janeiro, foi o último no Maracanã
Jogo entre Flamengo e Vasco, em janeiro, foi o último no Maracanã (Foto: Guito Moreto / 27.01.18)

 

O Maracanã já tem data para voltar a receber uma partida de futebol. Será no domingo, durante o jogo entre Fluminense e Nova Iguaçu. A realização do duelo no estádio foi confirmada pela Federação de Futebol do Rio (Ferj), na tarde desta terça.

A última partida realizada no Maracanã foi o clássico entre Flamengo e Vasco, no último dia 27 de janeiro. O confronto terminou empatado em 0 a 0, assim como o jogo entre Fluminense e Botafogo, uma semana antes. Até agora, estes foram os duelos disputados no principal estádio do Rio em 2018.

Os 43 dias sem jogos de futebol no Maracanã se devem ao fato de o estádio ter recebido uma série de shows de carnaval e de artistas internacionais (Foo Fighters e Phil Collins). Na última semana, foi feito o plantio da nova grama do local, processo que exige alguns dias sem uso do campo.

Blog com EXTRA

Prefeitura afasta diretor do Pacaembu após novo apagão no estádio
   7 de março de 2018   │     0:01  │  0

A Secretaria de Esportes e Lazer da Prefeitura de São Paulo afastou José Eduardo Gomes, diretor do estádio do Pacaembu. A decisão ocorreu após o longo apagão que obrigou a paralisação do clássico entre Corinthians e Santos, que contou com a presença do prefeito João Doria.

A Prefeitura não divulgou o motivo do afastamento, entretanto, explicou a causa da falta de luz, que não é a primeira vez que atrapalha o curso de partidas realizadas no estádio municipal. Segundo o órgão, o Pacaembu recebe carga instável pelo fato de ser o consumidor final da linha de energia da região.

O relatório primário realizado pela Eletropaulo também aponta para um problema na cabine primária, equipamento do próprio estádio. Por conta disso, a Prefeitura garante que a partir de agora todos os jogos realizados no Pacaembu contarão com o acompanhamento de um engenheiro e de uma equipe técnica.

Essa não é a primeira vez que o Pacaembu sofre com a falta de luz neste ano. Ainda em janeiro, pela Copa São Paulo de Futebol Júnior, Palmeiras e Portuguesa tiveram de aguardar 15 minutos até a energia voltar no estádio municipal. Dois dias depois, em 21 de janeiro, o confronto entre Corinthians e São Caetano, pelo Campeonato Paulista, teve de ser paralisado por um tempo ainda maior: os atletas tiveram de aguardar o reinício do jogo por aproximadamente meia-hora.

Blog com Gazeta Esportiva

 

Chelsea tem reforma do estádio mais caro da Europa ameaçada por vizinho
   17 de janeiro de 2018   │     0:03  │  0

Stamford Bridge, estádio do Chelsea, e residência da família Crosthwaite (parte circulada)

Stamford Bridge, estádio do Chelsea, e residência da família Crosthwaite (parte circulada)

O Chelsea tem o plano de reconstrução do Stamford Bridge em R$ 4,4 bilhões, valor que tornaria a casa do clube inglês o mais caro de todo o continente europeu. No entanto, vê um vizinho como empecilho. A família Crosthwaite foi contra a reforma do estádio por conta de uma possibilidade de perda de luz natural em sua residência.

De acordo com o jornal britânico The Sun , a casa dos quatro membros da família chegou a receber 1 milhão de libras esterlinas, mas ainda assim, pedem 20 vezes mais do valor já pago pelo Chelsea . O proprietário do clube, Roman Abramovich, não gostou nada da exigência e caso não entrem em um acordo, os planos de finalizar a obra para a temporada 2023/24 podem ir por água abaixo.

Os Crosthwaite residem no local há 50 anos, onde moram o pai, a mãe e o casal de filhos. Em uma carta aos conselheiros do clube, a filha da família, Rose, alega que cinco cômodos da casa ficariam sem luz solar. Vale ressaltar que eles não são contra a remodelação do estádio e sugeriram que a parte leste, poderia ser “recortada ou redirecionada para não causar interferência”. Os demais vizinhos dos arredores, no entanto, já fizeram acordos e concordaram com valores pagos pela equipe.

Blog com 24horasNews

 

Liminar garante espaço no Maracanã para Flamengo jogar em 2018
   4 de novembro de 2017   │     0:01  │  0

Resultado de imagem para Maracanã, hoje

 

A juíza Milena Angelica Drumond Morais, da 38ª Vara Cível do Rio,  já concedeu liminar  permitindo que o time do Flamengo jogue no Maracanã, (foto acima), em 2018, sem que o consórcio que administra o estádio aumente o valor do aluguel. Atualmente, o contrato prevê que o clube pague, por partida, entre R$ 250 mil e R$ 700 mil, mais os custos operacionais. Sendo que o Fluminense, por decisão da 16ª Câmara Cível do Rio, gasta apenas R$ 100 mil. Caso o Complexo Maracanã descumpra a medida, terá de pagar multa de R$ 250 mil por partida do rubro-negro que seja impedida.

De acordo com a decisão, “o Flamengo assinou acordo financeiro que vai até o final de dezembro. E, embora alegue que os valores estabelecidos são exorbitantes, aceitou pagá-los, de modo que não se verifica parâmetros para a redução do valor, ainda que o argumento seja a fixação de valor inferior para o Fluminense por meio de decisão judicial”. A decisão da magistrada considerou documentos apresentados pelo clube, além do risco de demora, que poderia inviabilizar a realização das partidas no estádio, que, por ser um ambiente público, deve ser disponibilizados a todos.

“Assim sendo, entendo razoável a manutenção do contrato em vigor estabelecido entre as partes, que não poderá ser modificado no ano de 2018 no intuito fim de aumentar as despesas ali previstas enquanto perdurar a presente demanda ou as partes realizarem acordo de modificação das bases contratuais”, concluiu.

A juíza marcou para 5 de dezembro, às 14h, a realização de uma audiência de conciliação entre o clube e o Complexo Maracanã.

Blog com Jornal do Brasil

Acabou: Maceió não tem bebida alcoólica liberada nos estádios
   5 de outubro de 2017   │     16:56  │  3

O Ministério Público Estadual de Alagoas (MPE/AL) pediu e o Poder Judiciário decretou: está proibida a venda de bebidas alcoólicas nos estádios de futebol. A decisão, datada desta quinta-feira (5), atendeu a ação civil pública ajuizada pela Promotoria de Defesa do Torcedor da Capital e pela 1º Promotoria Cível da Capital, nessa terça-feira (4), contra a Lei nº. 6.696/17, de autoria do vereador Silvânio Barbosa, que permite a comercialização desse tipo de produto durante campeonatos.

A ação civil pública foi ajuizada pelos promotores de justiça Sandra Malta e Max Martins, das Promotorias de Defesa do Torcedor e 1º Promotoria Cível (Consumidor) respectivamente, contra a Federação Alagoana de Futebol (FAF), a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e a Secretaria Estadual de Esporte, Lazer e Juventude. Em caso de descumprimento, os titulares dessas duas entidades e do órgão público serão penalizados com multa de R$ 50 mil por jogo.

Na petição, o Ministério Público alegou que expediu a Recomendação nº 03/2017 para que a FAF, a CBF e a Secretaria Estadual de Esporte, Lazer e Juventude cumprissem o que determina Constituição Federal e o Estatuto do Torcedor, que dizem que a legislação sobre desporto é de competência da União, dos estados e do Distrito Federal e que o consumo de bebidas não pode ser permitido em estádios de futebol. Porém, nem as entidades e nem o estado seguiram o que foi recomendado, ensejando o ajuizamento da ação civil pública.

Blog com Gazetaweb