Category Archives: Dirigentes

Escudo, pai de Neymar guia carreira e fortuna do craque do PSG
   9 de agosto de 2017   │     0:01  │  0

Resultado de imagem para Pai de Neymar na França

 

Quinta-feira (3) foi a última noite de Neymar em Barcelona. Um grupo de torcedores se concentrou em frente à casa do atacante. Não queriam protestar. O pedido era para que o atacante recusasse a proposta do Paris Saint-Germain, com quem havia assinado contrato horas antes. Desejavam conversar com o brasileiro. Pedir explicações.

Neymar, que comia sushi com os “parças”, não atendeu ao pedido. Seu pai, sim. Foi lá e apelou para que os presentes entendessem a decisão do filho. Que era melhor mudar de ares porque os últimos anos haviam sido recheados de problemas fora de campo. Era uma alusão ao processo na Espanha por sonegação de impostos.

Neymar da Silva Santos é a linha de frente de Neymar da Silva Santos Júnior. O homem que não tem medo de ir para o combate. O que lhe rende amizades de fé, a adoração do filho e inimigos.

Ex-ponta-direita de times modestos como União Mogi (interior de São Paulo) e Operário-MT, ele realizou todos os sonhos de fama e riqueza graças ao primogênito. Nos eventos em que o agora atacante do Paris Saint-Germain é o astro, seu pai também é cortejado por poderosos e fãs, que pedem selfies e autógrafos, o que ele jamais nega.

O Neymar mais velho criou uma armadura em torno do filho e desempenha o papel de escudo. Ex-funcionário da CET (Companhia de Engenharia e Tráfego) de Santos, partia para a briga com torcedores em jogos das categorias de base quando alguém ousava tecer um comentário maldoso sobre sua cria. Desde cedo, Neymar Júnior era apontado como fenômeno. Um imã para a maledicência dos rivais quando as coisas não iam muito bem. O pai jamais suportou isso.

“Acho curioso porque mesmo nas brincadeiras da empresa, quando Neymar filho jogava junto com a gente, o pai apertava o menino. Cobrava a sério, dizia para não ficar encurralado nas pontas do campo”, afirma Manoel Messias Gomes Filho, que trabalhava na oficina de caminhões da CET enquanto Neymar pai frequentava o local.

Continua o mesmo. A primeira coisa que Neymar Júnior faz quando entra no vestiário após o fim de uma partida é checar as mensagens do pai. São comentários sobre o desempenho, reclamações, dicas e alertas.

Blog com FOLHA DE SÃO PAULO

 

Modesto é denunciado por acusação sem provas na Copa do Brasil
   6 de agosto de 2017   │     0:01  │  0

O presidente do Santos, Modesto Roma,  pode ser suspenso (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

O presidente do Santos, Modesto Roma Júnior, foi denunciado e será julgado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). O motivo ainda remete ao polêmico confronto contra o Flamengo, pela Copa do Brasil, no dia 26 de julho.

A Procuradoria entrou com processo contra o mandatário por acusar, sem provas, a arbitragem da partida de ceder a interferência externa para anular marcação de pênalti a favor do Peixe. Para o Tribunal, houve desrespeito à arbitragem da partida.

Na ocasião, o juiz Leandro Pedro Vuaden assinalou penalidade máxima em lance envolvendo o atacante Bruno Henrique. Porém, após consulta ao quarto árbitro, o gaúcho voltou atrás na decisão. Para o lado santista, foi o repórter Eric Faria, da TV Globo, quem alertou sobre a jogada, após influência de vídeo.

A diretoria santista chegou a enviar ofício à CBF, pedindo anulação da partida, que eliminou o Peixe da Copa do Brasil, mesmo com vitória por 4 a 2. Além de impugnar o duelo, o clube pediu punição do sexteto de arbitragem, proibição de repórteres na beira do campo em todos os jogos realizados pela CBF e descredenciamento do jornalista citado.

Sem provas concretas, a denúncia se virou contra o Alvinegro Praiano. Como não apresentou provas concretas, a Procuradoria considerou ato contrário à disciplina e ética desportiva e desrespeito que “desmoraliza e macula a imagem da arbitragem que atuou na partida”.

Modesto pode levar suspensão de 15 a 180 dias, além de multa entre R$100 e R$100 mil. Pelo artigo 53 do Regulamento Geral de Competições, o Santos ainda pode ser punido com proibição de registro de atletas, advertência, multa e até mesmo desligamento da competição em disputa.

Blog com Gazeta Esportiva

Oposição do Vasco busca nome de consenso para vencer Eurico Miranda
   4 de agosto de 2017   │     0:01  │  0

Eurico Miranda pode ter um único rival na corrida eleitoral do final do ano (Foto: Marcelo Sadio/CRVG)

Apesar de a eleição presidencial do Vasco estar prevista apenas para novembro, nos corredores de São Januário já se respira o clima eleitoral. O presidente Eurico Miranda deve mesmo ser o candidato de situação. Porém, a oposição não parece disposta a dar mais um mandato ao folclórico dirigente e se articula nos bastidores para lançar um nome de consenso.

Nos últimos dias, cresceu muito a possibilidade desta figura ser o atual vice-presidente geral, Fernando Horta, que é presidente da Escola de Samba Unidos da Tijuca e tem grande contato com personalidades e artistas.

Fernando Horta apoiou Eurico eleição passada, porém, a relação entre eles se deteriorou depois que o atual presidente manifestou que vai tentar a reeleição. Existia um acordo de que Eurico apoiaria Horta este ano, fato não confirmado pelo mandatário.

Julio Brant, da chapa Sempre Vasco, e Otto Carvalho, da chapa Ao Vasco Tudo, hoje os candidatos de oposição, já iniciaram conversas com Fernando Horta e não será surpresa o lançamento de uma candidatura única de oposição liderada pelo presidente da Unidos da Tijuca. Horta conta ainda com o apoio de José Luís Moreira, ex-vice-presidente de futebol de Eurico e com grande influência junto aos sócios portugueses do clube.

“Vamos definir a situação em relação a uma candidatura até o fim de agosto”, disse Fernando Horta, que tem seu nome visto com simpatia também pelo ex-jogador Edmundo, que é um dos principais opositores a Eurico Miranda.

Após a gestão de Roberto Dinamite ter sido considerada negativa, Eurico voltou a ser presidente em 2015, porém, mesmo com a conquista do título carioca, viu o time ser rebaixado no Campeonato Brasileiro. Em 2016 conseguiu com dificuldade o acesso.

Blog com Gazeta Esportiva

Presidente do Flamengo admite que Corinthians foi prejudicado na Arena
   1 de agosto de 2017   │     0:04  │  0

Resultado de imagem para Bandeira, presidente do Fla

O presidente do Flamengo concorda com as reclamações corintianas na partida do último domingo, em Itaquera. Na saída da Arena alvinegra, Eduardo Bandeira de Mello, (foto acima), se manifestou sobre o gol de Jô mal anulado.

“A reclamação do Corinthians é correta, porque o gol foi legal. São muitas equipes prejudicadas”, disse, rapidamente, o dirigente na saída do estádio.

Em contra-ataque puxado por Marquinhos Gabriel, Rodriguinho teve paciência, rodou a bola e encontrou Maycon, livre no meio da área. O volante cruzou rasteiro e Jô empurrou para as redes, mas o auxiliar Pablo Almeida da Costa marcou erroneamente o impedimento do camisa 7, três metros em condição legal.

Esta é a segunda vez que o mandatário do Flamengo se manifesta sobre a arbitragem neste Campeonato Brasileiro. Após o empate com o Palmeiras na Ilha do Urubu, por 2 a 2, Bandeira de Mello reclamou muito.

“É muito desagradável você perder pontos nessas circunstâncias de hoje. Dá vontade às vezes de desistir. Se isso é futebol, não tenho menor prazer em participar disso”, disse na ocasião.

Blog com Gazeta Esportiva

Doria cobra R$ 3 milhões do Corinthians por uso de rua
   27 de julho de 2017   │     0:02  │  0

A prefeitura de São Paulo está cobrando R$ 3 milhões do Corinthians pela utilização por anos de uma rua na frente do Parque São Jorge, sede social do Timão. O local era usado como estacionamento privado pelo clube.

Como o Corinthians está sem dinheiro em caixa, o presidente do Timão, Roberto de Andrade, tenta convencer o prefeito João Doria a aceitar que o pagamento seja feito por meio de contrapartidas.

Uma sugestão oferecida pelo Corinthians é a realização de uma grande campanha de incentivo à doação de sangue.

Localizada na frente do clube social alvinegro, a rua era usada como estacionamento particular. A devolução do espaço ocorreu em junho de 2015, para desespero do Corinthians, que perdeu uma renda mensal de R$ 250 mil com o estacionamento dos carros.

Blog com Band Esportes