Category Archives: Dirigentes

Crise no Vasco: Alexandre Campello ressalta balanço e se defende de críticas
   10 de maio de 2018   │     0:02  │  0

Presidente do Vasco rebateu críticas em entrevista coletiva
Presidente do Vasco rebateu críticas em entrevista coletiva realizada em São Januário (Foto: Paulo Fernandes / Vasco)

 

Alexandre Campello veio a público para se posicionar pela primeira vez desde a saída de 13 vice-presidentes de sua gestão. O dirigente destacou que o balanço financeiro feito por ele, com empresas de auditoria, foi o principal motivo de rompimento com o grupo político que o levou à presidência. Voltou a dizer que os ex-aliados foram contrários à transparência que pregavam nos tempos de campanha eleitoral.

Em 40 minutos de fala, oscilou entre ataque e defesa, mostrou confiança, mas também hesitou diante de algumas questões. O balanço financeiro e a boa repercussão que o documento teve entre os grupos de oposição é o grande trunfo de Campello. Com ele que o dirigente aposta que conseguirá remontar sua diretoria administrativa.

– Estou tranquilo quanto a isso. Fui procurado por diversas pessoas para receber o apoio diante do balanço que fiz, pessoas que entendem como eu que o Vasco precisa disso. Terei problemas para nomear os vices porque tenho mais opções do que lugares disponíveis – afirmou.

Campello teve de se defender das acusações de que teria tirado dinheiro da renda dos jogos do Vasco, feita pelo ex-vice-presidente de patrimônio, Luiz Gustavo Pereira. Segundo ele, a retirada ocorreu para gerar receita e pagar contas imediatas do clube, como as viagens dos times. A respeito do uso de uma verba proveniente da venda de Douglas para quitar uma retirada de dinheiro do Vasco, classificou a denúncia de calúnia.

– Não entrou dinheiro novo nenhum no Vasco referente ao Douglas. O clube tem para receber uma parcela que está penhorada. Estamos tentando liberar essa receita, inclusive – frisou.

Acusado de centralizador pelos vice-presidentes que pediram exoneração, Campello contra-atacou. Reclamou de falta de transparência na operação dos jogos e na prestação de contas depois das partidas, o que o motivou a tomar as rédeas da questão, antes nas mãos de Luiz Gustavo Pereira. Sobre o ex-vice-presidente financeiro Orlando D’Almeida e sua reclamação de ter sido excluído da produção do balanço, ele afirmou que o ex-aliado optou por viajar quando o documento estava sendo produzido no clube.

Os maiores ataques, porém, foram voltados para Fred Lopes, ex-vice-presidente de futebol e um dos nomes da Identidade Vasco mais próximos de Campello antes da ruptura. O presidente questionou a capacidade de Fred Lopes para tocar a pasta. Afirmou que sugeriu a contratação de Newton Drummond uma vez que Lopes não tinha conhecimento de futebol. Insinuou ainda que o clube teve problema na inscrição de jogadores por causa de uma falta de organização do ex-dirigente.

Sobre a reclamação de Fred Lopes de que não sabia se o dinheiro referente à venda de Paulinho já havia entrado ou não no clube, afirmou que as explicações a respeito de como está sendo gasto a receita serão dadas no momento oportuno.

– Não tenho que ficar dando explicações a respeito do que estamos fazendo a todo momento. O dinheiro está sendo usado para pagar dívidas, resolver questões fiscais. Temos a expectativa de pagar os salários de jogadores e funcionários entre hoje e amanhã. Montamos uma operação financeira porque precisamos dar prioridades. Esse dinheiro do Paulinho não é suficiente para pagar tudo que devemos e ainda cumprirmos os compromissos que teremos daqui para frente – alegou.

Blog com EXTRA

Presidente do Grêmio aposta na relação com Renato Gaúcho: ‘Confio cegamente’
   5 de abril de 2018   │     0:01  │  0

Renato Gaúcho é cobiçado pelo Flamengo (Foto: MATTHEW CHILDS / Reuters)

 

O presidente do Grêmio, Romildo Bolzan, aposta na relação de confiança que construiu com Renato Gaúcho para que o técnico não seja seduzido pela iniciativa do Flamengo de tentar contratá-lo para substituir Paulo César Carpegiani.

Romildo, que apostou na contratação de Renato em outubro de 2016 e colheu como frutos os títulos da Copa do Brasil e da Libertadores, por exemplo, diz, inclusive, que não foi procurado diretamente sobre o tema.

– Não sei de nada. Ninguém falou comigo, ninguém tocou no assunto. Não sei absolutamente nada. Renato renovou em janeiro. Confio cegamente nele – disse o dirigente gremista

A diretoria do Grêmio ficou mais próxima aos cartolas rubro-negros nos últimos anos por causa do movimento da Primeira Liga. Bolzan se firma na crença da camaradagem do Flamengo, mesmo sabendo que os interesses nos negócios podem os levar para lados opostos.

– Não acredito que o Flamengo venha a fazer uma proposta pelo Renato. Sinceramente, conhecendo os dirigentes do Flamengo, não acredito que façam isso. Mas é do jogo se fizerem – comentou o presidente.

Cogitar um Grêmio sem Renato nem passa pela cabeça de Romildo Bolzan:

– Nem contamos com isso.

Blog com EXTRA

Flamengo tenta manter filosofia, reforça Barbieri, mas monitora técnico de peso
   4 de abril de 2018   │     0:04  │  0

A cúpula rubro-negra segue atrás de um treinadorA cúpula rubro-negra segue atrás de um treinador (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

A turbulência no Flamengo levou a troca de peças, não de filosofia. Continuidade foi a palavra de ordem na apresentação do novo diretor, Carlos Noval, e será também na busca por um novo treinador. A ideia é manter o perfil alinhado aos processos multidisciplinares e com integração de categorias que o clube vinha desenvolvendo até agora, mas que gerou resultados apenas na base.

Por isso, o auxiliar Mauricio Barbieri é o nome natural para substituir Carpegiani se nenhum técnico renomado for encontrado para se adequar aos conceitos implementados no Flamengo. Dos nomes no mercado, Cuca e Dorival se dispuseram a aceitar o desafio, mas têm bastante resistência no clube. O novo diretor não descartou nenhuma possibilidade e disse que o técnico deve ser definido até o fim da semana.

– Tem que ser um treinador com a filosofia do Flamengo. Há possibilidade de vir alguém de fora e de ser o Barbieri. Estamos avaliando os nomes – disse Noval, que aceitou o desafio, segundo ele, com a garantia de ter autonomia no cargo.

Referendado pelo presidente Eduardo Bandeira de Mello e pelo vice de futebol Ricardo Lomba, que elogiaram mais Rodrigo Caetano do que o novo diretor. Noval ouviu dos mandatários que foi escolhido justamente para que se mantenha o departamento de futebol com a mesma estrutura, apesar das troca de peças.

– Como filosofia vou me manter sempre nessa. Mas de vez em quando é necessário fazer ajustes. O principal legado que eu vou deixar aqui é o trabalho de estruturação do departamento, as rotinas. Quem vier para cá, vai ter que se adequar, porque é a cara do Flamengo. Que não fique sujeito a mudanças por conta de perfil, características de profissionais – disse Bandeira, a oito meses do fim de seu mandato.

Blog com EXTRA

Mattos acredita que Leila deve ser presidente do Palmeiras
   29 de março de 2018   │     0:04  │  0

Resultado de imagem para Leila Pereira

 

Leila Pereira, (foto acima), já deixou claro que um dia pretende se tornar presidente do Palmeiras. E na opinião de Alexandre Mattos, atual diretor-executivo do Verdão, a presidente da Crefisa e da Faculdade das Américas, patrocinadoras do Alviverde, seria uma ótima mandatária para o clube.

“Acho que para o bem do Palmeiras ela deveria ser presidente. E eu acredito que as pessoas estão enxergando isso. Então, acho que ela deveria ser sim e vai ser uma grande presidente, não tenho a menor dúvida disso”, declarou o dirigente em entrevista ao Esporte Interativo.

Apesar dessa sua posição, Alexandre Mattos garantiu que atualmente a patrocinadora não causa nenhuma interferências nas decisões tomadas dentro do clube, mesmo participando pontualmente em algumas contratações de jogadores.

Segundo o estatuto do Palmeiras, é necessário ter um mandato completo como conselheiro do clube para se candidatar à presidência. Leila Pereira é conselheira do Palmeiras desde março de 2017, com mandato até março de 2021. Desta forma, ela estará com condições de participar das eleições de 2022. Atual presidente do Palmeiras, Maurício Galiotte tem mandato previsto até o final de 2018 e deve concorrer a reeleição, com o apoio da patrocinadora.

Blog com LANCE

MP do Rio pede condenação de Eurico por crime ambiental em obras do CT do Vasco
   20 de março de 2018   │     0:03  │  0

Atualmente, Eurico presidente Conselho de Beneméritos do Vasco

Atualmente, Eurico Miranda é presidente Conselho de Beneméritos do Vasco (Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br)

A Procuradoria da República no Rio de Janeiro pediu a condenação do ex-presidente do Vasco Eurico Miranda em ação penal sobre supostas irregularidades no Centro de Treinamento do clube. De acordo com o MPF, a estrutura foi erguida sobre manguezal, que, segundo a legislação, é considerado área de preservação permanente. O terreno foi doado pela União nos anos 1990. As informações foram divulgadas pelo Ministério Público Federal no Rio de Janeiro.

Segundo o Ministério Público Federal, em 1998, Eurico recebeu doação de terreno da União situado às margens da Rodovia Washington Luiz, onde seria construído o Centro de Treinamento do clube.

A Procuradoria ainda dá conta de que o cartola admitiu, em depoimento, que a “área florestada e de manguezal estava preservada quando receberam o terreno, mas de fato teria sido degradada, além de que o local já estaria aterrado em um determinado nível, mas que o nível de aterro foi aumentado”.

Os procuradores afirmam que “no terreno houve um aterramento que causou um acelerado processo de descaracterização e supressão da vegetação de mangue”. “A degradação ambiental atingiu uma área de cerca de 1 mil metros quadrados. No local, existem resíduos caracterizados como demolições, escavações e dentificações. Diante da situação, foi celebrado um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Ministério Público Estadual para reflorestamento da área”, diz o MPF.

“Além de não cumprir o acordo, como presidente do clube, Eurico Miranda não tomou nenhuma providência para impedir a realização de despejos irregulares, causando danos à saúde humana, mortandade de animais ou destruição significativa da flora; bem como destruíram floresta considerada de preservação permanente, situada em terra pública, sem a devida autorização do órgão competente”, diz a procuradoria, por meio de nota.

A reportagem tentou contato com o ex-presidente do Vasco e o clube, mas não obteve resposta.

Blog com O DIA